Archive

Arquivo por Autor

23/03/2015 – Minnesota Wild @ Toronto Maple Leafs

quarta-feira, 25 março 2015 Deixe um comentário

Este foi o segundo jogo em 16 anos, desde a inauguração do Air Canada Centre, que os Leafs não tiveram a casa cheia. Isso somente demonstra que os torcedores dos Leafs esgotaram a sua paciência e estão deixando de apoiar a equipe neste final de temporada, mais uma onde os jogadores, comissão técnica e porque não dizer, gerência geral, deixaram a desejar. Os Leafs não avançam aos playoffs mais uma vez e somente participaram dos playoffs uma vez nas ultimas 10 temporadas.

Bom … Continuando com o ostenta, os Leafs receberam o Minnesota Wild, em Toronto, e até que demonstraram um pouco de suas habilidades e valores, mas acabaram saindo com a derrota.

No primeiro período, após muita pressão dos Leafs, quem acabou marcando, numa jogada em que o puck ficou perdido em frente à slot, Charlie Coyle marcou para os Wild, com o puck passando por entre as pernas de Jonathan Bernier, aos 18m58s.

O jogo seguiu e os Leafs se mantiveram na partida, mas o placar somente foi decidido no terceiro período, com um segundo gol dos Wild, marcado por Thomas Vanek aos 09m08s, e um marcado por Jake Gardiner, numa jogada muito parecida com a do gol sofrido por Bernier, onde o puck passou por debaixo de suas pernas, mas desta vez o puck sobrou com o gol aberto e Devan Dubnyk não conseguiu retomar a posição, aos 13m36s. Os Leafs pressionaram muito no final da partida, mas foi o momento de Dubnyk mostrar seu valor e impedir todas as tentativas dos Leafs.

O próximo jogo será contra o Flórida Pamthers na sexta-feira à noite.

Go Leafs Go

21/03/2015 – Toronto Maple Leafs @ Ottawa Senators

segunda-feira, 23 março 2015 Deixe um comentário

Continuando com o calvário no término da temporada, o Toronto Maple Leafs foi visitar o adversário e rival de província, o Ottawa Senators, que busca todos os pontos possíveis para alcançar a última vaga de Wild Card da conferência Leste, nas mãos dos Boston Bruins.

O jogo começou com os Leafs sendo novamente dominados no gelo e com o time da casa chutando mais ao gol. Resultado: dois gols dos Senators no primeiro período, contra nenhum dos Leafs. Os gols foram marcados por Mike Hoffman aos 13m20s, e pelo capitão dos Sens, Erik Karlsson, aos 16m06s.

Mal o segundo período começou e os Leafs conseguiram diminuir a diferença no primeiro gol de Joakim Lindstrom pelos Leafs, com assistência de Sam Carrick, a sua primeira na NHL. O gol foi marcado com Lindstrom desviando o chute de Dion Phaneuf aos 02m42s. Os Senators nem deixaram os Leafs comemorarem o gol e aos 03m09s, Curtis Lazar voltou a dar uma liderança de dois gols aos Senators. De maneira impressionante os Leafs conseguiram se recompor e pressionaram para chegar ao empate com gols de Leo Komarov, aos 04m30s e Tim Erixon, aos 15m32s. Tudo voltava a ficar sob controle e os Leafs voltavam a ter a chance de vencer o seu rival. Só que aos 19m08s, com os Senators em powerplay, Kule Turris marca o gol da vitória dos Senators, que ainda marcariam mais um gol no terceiro período, aos 19m13s, com os Leafs jogando sem goleiro, Empty-Net, marcado também por Turris.

Vamos que vamos … Somente faltam nove jogos para o término desta temporada assombrosa dos Leafs.

Go Leafs Go

19/03/2015 – San Jose Sharks @ Toronto Maple Leafs

sexta-feira, 20 março 2015 Deixe um comentário

O San Jose Sharks está em busca de uma vaga nos playoffs e necessita de todas as citólise possíveis. Após uma derrota contra o Winnipeg Jets, onde sofreram uma derrota, vieram à Toronto procurando somar pontos.

O Toronto Maple Leafs está em um momento onde vitórias não ajudam, a moral da equipe está muito baixa, alguns jogadores acabam cometendo erros ridículos, incluindo a suspensão de Nazem Kadri, os goleiros, mais Jonathan Bernier que James Reimer, não vivem uma boa fase, Peter Horachek não consegue motivar e fazer a equipe jogar, todos estão em suspense se vai continuar a jogar pelos Leafs, etc, etc, etc.

O jogo começou com os Sharks mais agressivos e, aos 07m02s do primeiro período, Tomas Hertl abriu o placar. Os Sharks deram 21 chutes a gol no primeiro período, contra apenas 8 dos Leafs.

O segundo período foi o mais disputado, com os Sharks marcando o segundo gol, em powerplay, com Logan Couture, aos 02m06s. Jake Gardiner diminuiu pra os Leafs aos 08m54s, mas esse gol não deu à equipe a energia necessária pois aos 10m19s os Sharks voltaram a ter dois gols de vantagem, num gol de Melker Karlsson. No finalzinho do período, faltando apenas 5,1s, Eric Brewer, que não está jogando bem, estava sozinho com o puck na borda do gelo, atrás do gol dos Leafs e, ao invés de sair jogando, ou dar um passe para outro jogador dos Leafs, ele decidiu circular o puck pela borda do gelo. Esse passe foi parar no taco de um jogador dos Sharks e Tommy Wingels marcou o quarto gol dos Sharks. 

O terceiro período não viu nada de muito estimulante para os Leafs, pois quando o time conseguia criar chances de gol, Antti Niemi salvava a equipe visitante.

Joe Thornton marcou a sua assistência de número 900 na NHL, um marco importantíssimo em sua carreira.

Os Leafs ainda terão 10 jogos na temporada regular e enfrentarão os Senators três vezes e os Bruins uma. Ambas equipes brigam pela última vaga do Wild Card da conferência Leste.

Go Leafs Gooooo

Nazem Kadri é suspenso por quatro jogos

quinta-feira, 19 março 2015 Deixe um comentário

O jogo contra o Edmonton Oilers nos rendeu uma derrota e também acabou por retirar Nazem Kadri da equipe por quatro jogos. 

O problema não foi contusão, mas um contato ilegal com a cabeça de Matt Fraser, dos Oilers.

Na jogada de contra-ataque dos Oilers, Kadri tentava acompanhar a velocidade de Fraser, mas o jogador dos Oilers levou a melhor e chegou à frente de Kadri, passando pelo lado direito do gol de James Reimer, aguardando o puck na borda do gelo, sendo coberto por McWilliam. Kadri deu a volta pelo lado esquerdo do gol e ganhou certa velocidade e, quando se aproximou de Fraser, ao invés de dar um hit no ombro do jogador, um hit totalmente legal, acabou desviando, mas não totalmente e acertou Matt Fraser diretamente na cabeça. Na revisão da jogada dá para perceber que havia espaço para Kadri desviar mais e não acertar Fraser.

Como resultado após a revisão da jogada pelo comitê disciplinar da NHL, Nazem Kadri recebeu quatro jogos de suspensão, inclusive porque é reincidente, já tendo sido suspenso pelo mesmo motivo anteriormente.

Creio que o psicológico de Kadri não está muito bem, afinal o jogador foi suspenso por três jogos por Brendan Shanahan, após chegar atrasado em uma reunião de equipe e agora, comete esta penalidade lamentável.

Que ele melhore pois precisamos dele para a próxima temporada!

Go Leafs Go

16/03/2015 – Toronto Maple Leafs @ Edmonton Oilers

terça-feira, 17 março 2015 Deixe um comentário

Apos derrotas frente ao Calgary Flames e Vancouver Canucks, o Toronto Maple Leafs segue seu itinerário pelo oeste canadense, visitando o Edmonton Oilers no Rexall Place.

Ambas equipes estão entre as últimas cinco da tabela de classificação e também veem de derrotas seguidas. 

O jogo mal havia começado e no primeiro chute a gol, Benoit Pouliot abre o placar com um chute que desviou em Eric Brewer e acabou por surpreender Jonathan Bernier aos 00m53s. Aos 07m16s, foi a vez de Jordan Eberle marcar num powerplay para os Oilers. Menos de um minuto depois, aos 08m08s, Benoit Pouliot marca o seu segundo gol da noite e manda Jonathan Bernier de volta ao banco de reservas após tomar três gols em quatro chutes. James Reimer o substituiu e acabou enfrentando Ben Scrivens seu antigo companheiro no gol dos Leafs. 

O time dos Leafs estava jogando mal e permitindo muitas chances aos Oilers e, aos 10m59s, novamente em powerplay, Anton Lander fez o quarto gol do time da cada! Quatro gols em 11 minutos de jogo acaba com qualquer chance de uma equipe conseguir reagir. 

A única reação dos Leafs veio aos 13m27s, quando num powerplay, James Van Riemsdyk desviou um chute de Dion Phaneuf, vencendo Ben Scrivens e tirando o zero do placar dos Leafs. 

O segundo e terceiro período até viu os Leafs tentarem, mas sempre sendo defendidos por Scrivens.

Peter Horachek não culpou Bernier pelo mal início de jogo. Afirmou que a equipe deixou os Oilers jogarem e eles conseguiram dar ótimos chutes a gol, reduzindo as chances de defesa de Bernier. Particularmente acho que o segundo gol era totalmente defensável! 

Com mais apenas três semanas de temporada regular, esse é o tipo de apresentação que nos aguarda, infelizmente. 

Go Leafs Go

14/03/2015 – Toronto Maple Leafs @ Vancouver Canucks

segunda-feira, 16 março 2015 Deixe um comentário

Essa viagem do Toronto Maple Leafs ao oeste canadense, sendo realista, é uma oportunidade para as equipes adversárias ganharem valiosos pontos na busca pelos playoffs e isso não foi diferente em Vancouver. 

Jogando na noite seguinte à derrota contra o Calgary Flames, os Leafs voltaram a não mostrar qualidade no gelo e sofreram mais uma derrota.

Dominados no primeiro período, os Leafs permitiram ao Vancouver Canucks abrir o placar aos 16m44s, com Chris Higgins. Até aí, tudo bem, afinal um gol e vantagem é um placar que pode ser recuperado.

O problema é que no segundo período, os Leafs até voltaram melhor, chutando mais ao gol de Eddie Lack, mas foram os Canucks que marcaram, duas vezes. Derek Dorsett, aos 06m09s e Jannik Hansen aos 06m41s ampliaram o placar. 

Os Leafs só vieram a entrar no placar num pênalti shot, sofrido é cobrado por Phil Kessel, que fez uma bela jogada e venceu Eddie Lack aos 12m38s. Os Canucks ainda voltaram a impor três gols de vantagem aos Leafs, com um gol de Shawn Matthias aos 17m02s, em Empty net, já sem Jonathan Bernier no gol dos Leafs. 

Os Leafs ainda tiveram um lance onde depois de alguma discussão e empurrões, Kevin Bieksa tentou partir para cima do capital dos Leafs, Dion Phaneuf, mas Dion, que ficou algumas partidas fora, por ter quebrado a mão, não partiu para a briga, evidentemente. Depois de um tempo um outro jogador dos Canucks voltou a ter Phaneuf como alvo e encenou que Phaneuf fugiu da briga. O capitão dos Leafs vem sendo alvo dos outros times e, sem nenhum jogador mais forte, o enforcer, os Leafs ficam expostos a tais ofensivas.

Hoje temos um jogo contra o Edmonton Oilers, outro time no final da tabela de classificação. Posso dizer que não ficaria triste com uma derrota contra eles, mas nunca vou torcer para que os Leafs percam!

Go Leafs Go

13/03/2015 – Toronto Maple Leafs @ Calgary Flames

segunda-feira, 16 março 2015 2 comentários

Este foi o primeiro jogo de uma série que será jogada no oeste canadense. O Calgary Flames está lutando para conseguir se classificar aos playoffs e, jogando em casa, sem seu capitão, Mark Giordano, ausente após uma operação devido a ter sofrido uma contusão no bíceps, os Flames demonstraram que merecem sim uma vaga nos playoffs.

Os Leafs continuam em busca de algo … Seja uma vitória ou um mergulho ao fundo da tabela de classificação, mas desta vez, como em várias outras durante esta temporada, entraram no jogo muito lentos, deixando os Flames dominarem.

Johnny Gaudreau abriu o placar aos 05m06s, num wraparound, circulando o gol de James Reimer e marcando o gol pelo lado oposto. Drew Shore ampliou para o Calgary Flames aos 07m07s. Aos 08m47s, Richard Panik colocou o Toronto Maple Leafs no jogo, com um gol em powerplay. Logo após este gol, os Leafs receberiam um powerplay de 5 minutos cometido por Lance Bouma aos 10m05s. Seria a chance de empatar ou até mesmo virar o jogo, mas quem aproveitou a oportunidade e marcou dois gols shorthanded foi o time da casa. Aos 11m40s, Mikael Backlund e aos 14m38s, Sean Monahan, ampliaram a liderança para 4 a 1.

O segundo período viu os Leafs permitindo mais um gol de Sean Monahan aos 01m29s, mas conseguiu reduzir a vantagem aos 04m56s, com David Booth, que vêm mostrando seu valor nos últimos jogos, marcando pontos nos últimos 5 jogos. Os Flames ainda levaram o placar a 6 a 2 com um gol de Jiri Hudler aos 08m16s, em powerplay. Muito dificilmente os Leafs conseguiriam reagir e marcar 4 gols no último período.

Somente David Booth conseguiu marcar no terceiro período, aos 00m29s, e depois disso, nada mais foi produzido.

Para os Flames foi uma importante vitória e, para os Leafs uma importante derrota, já que deixa o time mais próximo do final da tabela de classificação. 

Go Leafs Gooo – Até o final da temporada, sem termos noção do que é melhor e com a torcida dividida quanto a esse assunto! 

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 325 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: