Anúncios

1960’s

História por década:  1920’s | 1930’s | 1940’s | 1950’s | 1960’s | 1970’s | 1980’s | 1990’s

Video: Drought Ends | The Cup Of ’67 | Johnny Bower | Bob Baun | Dick Duff | George Armstrong | Andy Bathgate

Após a classificação quase milagrosa aos playoffs na temporada 1958-59 e a surpreendente campanha nas finais, o agora confiante time dos Leafs terminou em segundo na temporada 1959-60. Os Leafs conseguiram novamente chegar às finais mas desta vez perderam os quatro jogos seguidos para o poderoso time do Montreal Canadiens. O técnico dos Leafs, Punch Imlach, reconheceu após a derrota que a equipe ainda não era capaz de destronar os Habs, cinco vezes campeão da Stanley Cup.

Os Leafs conseguiam competir no gol, com o veterano Johnny Bower e sua defesa com Allan Stanley, Tim Horton, Carl Brewer e Bob Baun era muito habilidosa com o puck e tinha um bom tamanho, sendo muito forte muita forca. Onde Montreal se sobressaía era no centro, com Jean Beliveau, que dominava seus oponentes com seu tamanho e habilidade e com o veloz Henri ‘Pocket Rocket’ Richard, outra força com a qual os Leafs tinha que lidar.

Punch Imlach que tinha confiança em jogadores veteranos e aquisições como Allan Stanley, Gerry Ehman e Larry Regan teve um papel importante no ressurgimento dos Leafs. Quando Red Kelly, um defensor que já havia participado do jogo das estrelas (All-Star), foi suspenso pelo Detroit Red Wings por se recusar a ser trocado e enviado a New York, Imlach ofereceu um defensor “reserva”, Marc Reaume, em troca de Kelly. De forma surpreendente, Jack Adams, o Gerente Geral do time do Detroit Red Wings, concordou com a proposta – uma negociação que viria a ser uma das que teve mais vantagem para somente um dos lados na história da NHL.

Os torcedores dos Leafs se perguntavam o motivo pelo qual outro defensor havia sido contratado quando estava mais do que claro que o time não tinha essa necessidade. Mas Imlach tinha seu plano bem desenhado e, quando Kelly apareceu em seu primeiro jogo vestindo o número 4, ele se dirigiu ao centro do gelo para efetuar o face-off contra um surpreso jogador do Montreal Canadiens, também vestindo o número 4. Imlach finalmente havia encontrado o central que poderia jogar de igual para igual com Beliveau e neutralizá-lo.

Dave Keon ajudou a trazer a Stanley Cup a Toronto nos anos 60

A próxima peça do quebra-cabeça foi a chegada, em outubro de 1960, da antiga estrela do St. Michael’s Junior, David Keon, que deixou a todos maravilhados durante o training camp com suas habilidades tanto ofensivas quanto defensivas. Somente o veloz Carl Brewer podia competir com ele em habilidade na patinação. Agora, com Keon no elenco, os Leafs tinham um jogador equivalente à estrela do Montreal Canadiens, Henri Richard. Durante a temporada 1960-61 os Leafs disputaram com o Montreal Canadiens pela primeira colocação e o sentimento era de que os Leafs, com as adições de Keon e Kelly, eram sérios candidatos a destronarem o poderoso Montreal Canadiens. Johnny Bower se contundiu no final da temporada, mas os goleiros reserva, Cesare Maniago e Gerry McNamara jogaram bem o suficiente para preservar o troféu Vezina para ele. Prevenir gols não era um problema para esta equipe.

Apesar de sólidos na defesa, uma das habilidades que Red Kelly trouxe ao time foram seus excelentes passes e o jogador dos Leafs que mais se beneficiou destes primorosos passes foi o ‘Big M’, Frank Mahovlich. Com Kelly como seu central e o novato Bob Nevin na ala direita, Mahovlich produziu 48 gols, chegando o mais próximo possível do recorde de Maurice Richard, que havia marcado 50 gols numa temporada.

O Big ‘M’ foi uma importante parte da dinastia dos Leafs nos anos 60

Os Leafs agora não tinham nenhuma fraqueza aparente e a única coisa que poderia tirar os Leafs do caminho da Stanley Cup seria se seus jogadores chave se contundissem. Infelizmente foi o que aconteceu. Os Leafs entraram nas semifinais de 1961 contra o Detroit Red Wings com Bower, Kelly, Olmstead, Armstrong e outros jogadores contundidos, sem qualquer condição de jogar conforme suas capacidades. De maneira totalmente desapontadora, os Leafs perderam para os Red Wings em cinco jogos.

Mas os Leafs estavam muito próximo de obter sucesso e, na temporada seguinte, ganharam sua primeira Stanley Cup em 11 anos, vencendo o campeão da temporada passada, Chicago Blackhawks com o gol da vitória marcado por Dick Duff no jogo 6. Os Hawks haviam terminado com o reinado dos Habs na temporada passada e os Leafs tinham esperança de iniciar o seu próprio reinado.

Um fato muito interessante ocorreu. A última vez em que os Leafs haviam ganhado a Stanley Cup foi em 1951, com um gol de Bill Barilko na prorrogação. Barilko acabou por desaparecer durante o verão, após uma viagem para pescar, e não havia sido encontrado. Após 11 anos, e somente após os Leafs ganharem novamente a Stanley Cup, o local onde caiu o avião que transportava Barilko, assim como seu corpo, foi descoberto.

A próxima temporada, 1962-63, foi uma das melhores e eles se classificaram na primeira colocação pela primeira vez desde a temporada 1947-48 e facilmente derrotaram o time de Montreal em cinco jogos nas semifinais. Os Leafs então lidaram com os Red Wings em outros cinco jogos nas finais vencendo sua segunda Stanley Cup consecutiva.

A temporada 1963-64 foi uma das mais atribuladas. Ao final, os Leafs venceram a Stanley Cup, igualando o recorde da equipe de três Stanley Cups seguidas. Ms desta vês não foi fácil ou sem controvérsias. Talvez os jogadores tenham sido um pouco complacentes após a recente onda de sucesso, ou talvez, somente agora é que eles começaram a se perder no comando do agora irascível técnico Punch Imlach.

Em 18 de janeiro de 1964, o time do Boston Bruins estavam na cidade para outra aguardava derrota contra os campeões, Leafs. Mas nesta ocasião, o mundo do hóquei ficou abismado com a derrota dos Leafs por 11 a 0. Um mês depois, os Leafs ainda estavam batalhando para melhorar quando Punch Imlach negociou cinco jogadores, incluindo Dick Duff e Bob Nevin, pelas estrelas dos Rangers, Andy Bathgate e Don McKenney. Críticos diziam que Imlach havia trocado juventude pela Stanley Cup e os Leafs, no final, venceram a sua terceira Stanley Cup sucessiva.

Para isso, os Leafs tinham que vencer os Canadiens no jogo 7 das semifinais no Fórum onde o time de Toronto sempre teve problemas para vencer. Neste jogo, Dave Keon, que parecia nunca jogar mal, marcou os três gols na vitoria dos Leafs por 3 a 1.

Nas finais, os Leafs estavam prestes a serem eliminados no jogo 6 em Detroit. O placar estava empatado no terceiro período quando Bob Braun foi carregado para fora do gelo em uma maca com a suspeita de ter quebrado o tornozelo. Se os Red Wings marcassem o próximo gol, eles seriam os novos campeões. Surpreendente mesmo foi que o corajoso Bob Braun teve resfriado e voltou ao gelo perdendo apenas uma ou duas trocas de linha.o jogo foi para a prorrogação e o contundido Baun marcou o gol da vitória batendo o goleiro dos Red Wings, Terry Sawchuk e forçando m jogo 7, em Toronto.

George Armstrong foi o capitão dos Leafs na vitória da Stanley Cup de 1967

No jogo 7, Andy Bathgate, o jogador chave na negociação com os Rangers, envolvendo sete jogadores, fez Imlach parecer um gênio quando o primeiro gol, que viria a ser o gol da vitória, num placar de 4 a 0 para garantir a terceira Stanley Cup consecutiva.

A equipe de Toronto falhou em conseguir a Stanley Cup nas duas temporadas seguintes pois seus jogadores estavam ficando mais velhos e começaram a perder a agressividade característica. Os Montreal Canadiens recuperaram sua força e ganharam nas temporadas 1964-65 e 1965-66 eliminando os Leafs nas semifinais em ambas, a última delas varrendo os Leafs que nao conseguiram vencer um jogo sequer contra os Habs.

Punch Imlach foi forçado a mudar a equipe e contratou Terry Sawchuk no draft, além de obter o veterano Marcel Provonost em uma troca envolvendo oito jogadores que viu um contrariado Andy Bathgate enviado para Detroit. Antes da temporada 1965-66, o defensor Carl Brewer, uma das estrelas da liga, deixou a equipe devido aos métodos utilizados por Imlach. Outro jogador considerado como uma das estrelas da liga, o ala Frank Mahovlich viu um declínio em seu nível de jogo devido à pressão de jogar para Imlach.

Durante a temporada 1966-67 os Leafs não estavam indo bem e haviam perdido 10 jogos seguidos com a temporada já em 8 de fevereiro, o que levou Imlach a ser hospitalizado devido ao stress. Afortunadamente King Clancy, com uma personalidade muito mais fácil de se lidar, assumiu o cargo de técnico dos Leafs e quando Imlach retornou, o time estava numa seqüência de 10 jogos sem derrotas e ganharam confiança para ir aos playoffs.

Nas semifinais, os Leafs enfrentaram o primeiro colocado e muito poderoso ofensivamente time do Chicago Backhawks e todos consideravam que o time veterano dos Leafs não teriam chance alguma de avançar. Mas com a atuação superba de Sawchuk no gol, especialmente nos jogos cinco e seis, junto com uma atuação primorosa da defesa, os Leafs derrotaram os Blackhawks em seis jogos, avançando às finais para jogar contra o campeão da temporada anterior, o Montreal Canadiens. Ninguém considerou que os Leafs seriam capazes de despachar os Canadiens, assim como fizeram com os Blackhawks e a edição do ano da exposição “Expo 67” já tinha planos de exibir a Stanley Cup no pavilhão Quebec, em Montreal.

Os Leafs perderam o primeiro jogo das finais por um placar de 6 a 2. Então, no segundo jogo, Johnny Bower, já com 42 anos, empatou a série com um shutout de 3 a 0. Bower foi sensacional também no jogo 3 quando os Leafs venceram na segunda prorrogação com um gol de Bob Pulford. Os Leafs perderam o jogo cinco com Sawchuk substituindo Bower, que havia se contundido, mas Sawchuk se recuperou nos jogos cinco e seis, atuando de forma espetacular.

Já quase no final do terceiro periodo do jogo 6, com os Leafs vencendo por apenas um gol de diferenca e o Montreal sem goleiro para colocar um atacante extra no gelo (Empty Net), Imlach enviou seus veteranos para proteger a pequena vantagem. Allan Stanley ganhou o face-off, puxou o puck para trás, onde estava Red Kelly, que venceu Yvan Cournoyer na corrida. Kelly passou o puck para Bob Pulford que viu George Armstrong livre na direita. Armstrong recebeu o passe perfeito de Pulford e, após cruzar a linha central, chutou o puck num gol aberto, sem goleiro, dando aos Leafs a sua 11a Stanley Cup.

Foi a última Stanley Cup da Era dos “Original Six” da NHL (Boston Bruins, Chicago Blackhawks, Detroit Red Wings, Montreal Canadiens, New York Rangers e Toronto Maple Leafs), afinal a liga estava dobrando de tamanho com a adição de seis noas equipes para a temporada 1967-68. Com certeza foi o final de uma Era. Apesar de ser algo desconhecido na época, também foi o fim da equipe do Toronto Maple Leafs como uma das mais poderosas da NHL, que somente conseguiu se recuperar anos depois.

Os Leafs comandados por Imlach não se adaptaram bem à expansão e ao draft, perdendo valiosos jogadores em algumas decisões mal tomadas. Aparentava que Imlach era muito leal a seus veteranos, presentes na equipe desde 1958.

Ao final da temporada 1967-68, os Leafs não se classificaram aos playoffs com o time acumulando desavenças devido às táticas impostas por Imlach e sua tentativa de prevenir que jogadores aderissem à recém formada “Associação de Jogadores”.

Num esforço para conseguir a classificação aos playoffs ao final da temporada 1967-68, Imlach negociou uma troca duvidosa com o Detroit Red Wings, enviando Frank Mahovlich, Pete Stemkowski, Garry Unger e os direitos de Carl Brewer para Detroit em troca de Norm Ullman, Paul Henderson e Floyd Smith. Os Leafs acabaram não se classificando aos playoffs e começava a aparentar que a mágica de Imlach não funcionava mais.

A equipe de Toronto retornou aos playoffs na temporada seguinte, 1968-69, mas foram totalmente dominados pela equipe do Boston Bruins, liderada por Bobby Orr, com um estilo muito agressivo de jogo, perdendo 4 jogos seguidos. Os Leafs foram humilhados em Boston, onde perderam por placares de 10 a 0 e 7 a 0. Imediatamente após a “varrida” dos playoffs, o presidente dos Leafs confrontou Imlach e o demitiu dizendo: “A Era Imlach terminou”.

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: