Sempre com emoção, um pouco de humilhação e muita frustração!

sexta-feira, 07 agosto 2020 Deixe um comentário

O terceiro jogo da série de Playoffs Qualifiers entre o Toronto Maple Leafs e o Columbus Blue Jackets acabou de acabar e, apesar de saber que os Leafs não estão eliminados, ainda, é frustrante assistir a um jogo onde chegamos a abrir três gols de vantagem e simplesmente demos o jogo como ganho!

Se você não assistiu ao jogo, foi exatamente isso que aconteceu. Começamos jogando bem e controlando o Columbus Blue Jackets e abrimos o placar com um gol do Cody Ceci, shorthanded! Tudo parecia estar indo bem! O segundo foi marcado por William Nylander, após um belíssimo passe de Mitch Marner, que por muitas vezes no jogo parecia perdido, e o terceiro foi marcado pelo novato Nick Robertson, o primeiro dele na NHL.

Com três gols à tarde frente do placar e jogando melhor, bastava administrar a partida, mas não foi isso que ocorreu. Os Leafs tiraram os patins e colocaram salto alto. Esqueceram que a vitória só vem após 60 minutos de hóquei! Deixaram o Columbus diminuir com Seth Jones e depois, para o enlouquecimento de qualquer torcedor dos Leafs, empatar com dois gols de Pierre Luc Dubois, que levou o jogo pra prorrogação e, na prorrogação, após um vacilo de John Tavares, Dubois vence Freddie e garante a vitória dos Blue Jackets, marcando 2 a 1 na série e colocando os Leafs de costas contra a parede, pois agora não pode mais perder, senão é eliminado e pode ir pra casa, saindo da bolha da NHL em Toronto!

Isso que acontece com esse time é inaceitável e já vem de muito tempo! Já foram trocados o Presidente, o General Manager, o Técnico, os assistentes, vários jogadores como JVR, Bozak, Kadri, Kessel, Phaneuf e outros, mas parece que os Leafs possuem um bloqueio que não deixa eles jogarem os 60 minutos!

Sr. Kyle Dubas, uma ação tem que ser tomada, pois não é falta de capacidade, muitas vezes parece falta de vontade, displicência, molecagem …

O que nos resta é colocar toda a esperança no jogo desta sexta-feira e ver se o time corresponde no gelo e não se deixa ser eliminado! Temos total condição de vencer os dois últimos jogos contra o Columbus, mas temos que mudar nosso jogo, nossa vontade, nossa aplicação no gelo, nossos bits e etc., até mesmo para que Jake Muzzin possa voltar para a primeira rodada dos Playoffs!

Como torcedores, estaremos suportando a equipe amanhã, mas com o coração apertado e muito ansioso por um empate na série!

Go Leafs Goooooo – mas durante todos os 60 minutos da partida!

Teremos o hóquei de volta em 2 de agosto

terça-feira, 21 julho 2020 Deixe um comentário

Após meses parados devido à pandemia de Coronavírus, onde as equipes tiveram que suspender tudo, desde jogos até os treinos! Todos ficaram confinados em suas casas, esperando a decisão sobre o cancelamento da temporada, ou a data de retorno.

Esse tempo todo levou a NHL a buscar as melhores possibilidades do retorno da temporada e ao mesmo tempo de manter as equipes e seus jogadores saudáveis!

Infelizmente não houve como voltar com a temporada do ponto onde ela parou, faltando aproximadamente 12 jogos ainda por jogar. A solução encontrada foi a de realizar os playoffs, mas envolvendo os primeiros 24 times, 12 de cada conferência, pois como haviam jogos ainda não realizados, simplesmente congelar a classificação e dizer que os 8 primeiros de cada conferência estavam classificados aos playoffs seria injusto! Haviam equipes a apenas um ponto do oitavo time em cada conferência e 12 jogos poderiam mudar muito essa classificação.

A solução foi dada da seguinte forma: os primeiros 4 times de cada conferência disputarão jogos entre si para definir a classificação (de 1 a 4 em cada conferência) e os oito restantes disputarão uma série classificatória aos playoffs de 5 jogos, para definir quem enfrentará os quatro primeiros na primeira rodada.

Além disso foram definidas apenas duas cidades, uma em casa conferência, para que se criasse uma “bolha” com controles rígidos de cuidados para que a pandemia não atinja os jogadores e treinadores/técnicos e staff de apoio. Como a Pandemia está mais controlada no Canadá, que nos Estados Unidos, a decisão foi a cidade de Toronto e a de Edmonton para sediar esses jogos.

O Toronto Maple Leafs começará a disputa no dia 02 de Agosto, contra o Columbus Blue Jackets. O calendário de jogos dos Leafs será o seguinte:

Finalmente teremos hóquei de novo! Sem público na Scotiabank Arena, mas é o que temos para o momento!

E os Leafs terão Ilya Mikheyev de volta, além de Nick Robertson, Rasmus Sandin, Timothy Liljegreen e Teemu Kivihalme. E claro que Auston Matthews, John Tavares, William Nylander, Mitch Marner, Zach Hyman, Jason Spezza, Alexander Kerfoot, Kasperi Kapanen, Kyle Clifford, Morgan Rielly, Tyson Barrie, Travis Dermott, Jake Muzzin e quatro goleiros (Frederik Andersen, Jack Campbell, Kasimir Kaskisuo e Joseph Woll) estarão prontos para jogar e buscar a tão sonhada Stanley Cup!

Só Andreas Johnsson estará de fora, após operar o joelho depois das últimas partidas da temporada regular. Ele vai necessitar de, pelo menos, 6 meses para se recuperar! Boa recuperação a ele!

Go Leafs Goooooooooo

Notícias dos Leafs – 21/06/2020

segunda-feira, 22 junho 2020 Deixe um comentário

Olá fãs do Toronto Maple Leafs!

Esse ano não tem sido fácil em muitos aspectos, incluindo essa pandemia que cancelou parte da temporada e que tem nos deixado sem hóquei já a uns 100 dias, ainda na ansiedade se a NHL vai conseguir colocar o plano de retorno em prática, ou não. Ao que tudo indica, há planos para que tenhamos uma disputa envolvendo 24 equipes. O restante da temporada seria mais ou menos assim: as 4 melhores equipes de cada conferência disputariam entre si para definir um ranking de cabeças de chave. Os oito times restantes de cada conferência jogariam uma série melhor de cinco jogos, para definir quem vai aos Playoffs contra os primeiros quatro de cada conferência. Neste caso, o Toronto enfrentaria o Columbus Blue Jackets nessa série melhor de cinco jogos!

As equipes voltaram a treinar, de forma controlada e tentando ao máximo manter o distanciamento social, além de ter os atletas sujeitos a testes para verificar se estão infectados com o COVID-19, ou não. Algumas equipes estão com atletas infectados, sendo mantidos em isolamento e com o tratamento adequado e, na maioria das vezes, o nome dos jogadores não é revelado, até mesmo pois dados médicos são informações privadas e que dizem respeito somente ao jogador. Já imaginou ter um teste de saúde seu, revelado para um enorme público, indicando que você tem uma doença, ainda mais se é algo grave? Mas foi exatamente isso que ocorreu com Auston Matthews. O jogador foi diagnosticado com a COVID-19 e um programa esportivo de Toronto, deu a notícia, identificando o jogador!

Um repórter do Toronto Sun, um jornal de Toronto, chamado Steve Simmons, escreveu uma matéria no estilo Breaking News! Os fãs reagiram, mas ele acha que tem o direito de divulgar tal notícia, pois muitos outros repórter já o fizeram em outros casos. Na minha opinião, isso só poderia acontecer com o consentimento de Auston Matthews, pois isso diz respeito a ele.

Não li a matéria de Steve Simmons, mas quero aqui expressar que estarei enviando boas energias e preces para uma boa recuperação a Matthews, e que ele vença essa doença terrível que está impactando o mundo todo!

Vamos aguardar por mais notícias do retorno da NHL e da recuperação de Matthews!

Go Leafs Goooo

Pandemia de Coronavírus faz grandes ligas suspenderem a temporada regular

segunda-feira, 27 abril 2020 Deixe um comentário

Esse post está atrasado em algumas semanas, mas quis escrever sobre esse tema e colocar aqui algumas observações e minha opinião sobre o que pode acontecer.

É a primeira vez na história que temos uma Pandemia declarada e que temos toda essa rede de informações que é a Internet, onde recebemos dados atualizados a qualquer momento sobre a evolução do número de casos, ou de mortes, por pais, cidade e até mesmo casos geolocalizados dentro das cidades.

Toda essa informação tem seu lado bom que é nos manter atualizados, mas também tem o lado de nos manter ansiosos por novas atualizações e nos sentirmos em perigo.

Todas as grandes ligas americanas que estavam ativas suspenderam suas temporadas. A NHL suspendeu a temporada 2019-2020 em 12 de março de 2020 com pouco mais de 10 jogos por equipe, na média, faltando para os playoffs! Houve casos de jogadores na NBA com casos confirmados de COVID-19 e que estiveram nos mesmos estádios onde equipes da NHL disputam suas partidas! Não havia mais como continuar jogando após alguns estados americanos suspenderem qualquer atividade onde haja aglomeração de pessoas.

Eu achei a decisão acertada e, com o passar de algumas semanas vemos que realmente não haveria condições da temporada continuar. A cidade de Nova York começou a apresentar um aumento muito grande do número de casos e a ordem do governador foi de todos ficarem em suas casas, e o comércio não essencial fechar até segunda ordem. Mesmo assim os casos continuaram aumentando pois esse vírus tem um período de incubação de até 14 dias, ou seja, os casos continuam aparecendo mesmo após 14 dias de isolamento social.

Hoje, 26 de abril de 2020, um mês e meio após a suspensão, continuamos sem definição de quando poderemos, ou se poderemos ver a temporada terminar e os playoffs começarem. E essa é uma questão muito complicada, pois existem muitos fatores associados. Vou tentar escrever sobre eles abaixo:

  • Temos situações diferentes de níveis de contaminação em cada cidade/estado onde temos equipes da NHL. Então uma cidade pode decidir que está na hora de afrouxar o isolamento, enquanto outras, como Nova York pode continuar a manter todas as ações de isolamento social por mais tempo.
  • Temos a própria proteção ao público. No início a ideia seria de ter jogos sem torcedores presentes, sendo só transmitidos pela TV. Eu diria que ainda não é hora de abrir estádios e deixar o público perto um do outro. E mesmo mantendo distância nos assentos, o acesso aos assentos e uso de banheiros e lanchonetes nas arenas seria proibitivo.
  • Como fazer para manter os jogadores em forma? Eles não estão patinando já a mais de um mês!
  • Definir se vamos terminar a temporada, ou se não teremos tempo e, no final, iríamos direto pros playoffs. Seria justo? Afinal se houvessem os jogos finais da temporada, a classificação atual poderia mudar. Pra isso estão pensando em ter mais equipes nos playoffs. Umas 20 equipes talvez.
  • Onde realizar os jogos? Centralizar em algumas arenas? Ou até mesmo em locais totalmente neutros para não ter vantagem pra nenhuma equipe e ainda promover a NHL em cidades sem equipes.
  • A decisão não pode demorar, pois senão os jogos podem se estender até próximo do início da próxima temporada!

Com tudo isso ainda a decidir, todos ficamos aguardando pela decisão da NHL.

Outras datas também estão indefinidas, como a data do Draft deste ano, que seria em Montreal, a data dos testes dos jogadores do Draft (Draft Combine), até mesmo como fica a situação dos contratos que vencem em 30 de junho! Se a temporada for além dessa data, como fica isso? Os jogadores continuam nas suas equipes e receberão salários até o final da temporada? E as negociações e novas contratações? Quando poderiam ser feitas?

Enquanto isso as equipes tentam manter seus jogadores treinando em casa e em contato com os fãs por meio das redes sociais, enquanto a NHL transmite os jogos antigos e históricos!

Essa temporada será pra sempre lembrada! Mas vamos ver como terminará! Se teremos um vencedor da Stanley Cup!

Eu espero que sim! E quem sabe os Leafs não serão os campeões em uma temporada tão única! Pode ser a nossa chance! Hehehehe Tiramos a zica numa temporada totalmente histórica em diferentes formas!

Go Leafs Goooooo

22/02/2020 – Carolina Hurricanes @ Toronto Maple Leafs – Um jogo que vai ficar na história

terça-feira, 25 fevereiro 2020 Deixe um comentário

Infelizmente a equipe do Toronto Maple Leafs vem apresentando inconsistência em seu jogo, jogando mal contra os Penguins em Pittsburgh, para depois jogar de forma perfeita contra os mesmos Penguins em Toronto, somente três dias depois. Após vencermos os Pittsburgh Penguins por shutout na quinta-feira, nosso próximo adversário, em Toronto, foi o Carolina Hurricanes, que disputa conosco uma vaga aos playoffs deste ano.

O jogo começa e numa jogada em que Zach Hyman disputava espaço em frente ao gol de James Reimer, ele acaba por empurrar o defensor dos Cabes, que cai encima de Reimer. Não me pareceu nada grave, mas o goleiro dos Canes ficou se movimentando para ver se conseguia continuar ou não a partida e, para meu espanto, acabou por ser substituído por Petr Mrazek. Essa situação, por si só, já inspirava preocupação para Rod Brindamour, o técnico dos Canes, pois teria um goleiro contundido e um goleiro extra, disponível no estádio, ficaria no banco.

Dave Ayres, 42 anos, motorista de Zamboni para o Toronto Marlies, time afiliado ao Toronto Maple Leafs na American Hockey League – AHL, é o goleiro extra, disponível em Toronto, para ocasiões como essa. Ele também auxilia nos treinos dos Marlies, quando necessário. Dave estava se preparando para tomar seu lugar no banco dos Canes e inclusive a camisa com seu nome já estava sendo preparada, em uma noite em que ele ficaria simplesmente como observador, de fora do gelo.

Para o espanto de todos no Scotiabank Arena, no segundo período, Kyle Clifford partiu ao ataque, buscando alcançar o puck, disputando na velocidade contra um defensor dos Canes, quando Petr Mrazek teve a péssima ideia de tentar chegar primeiro no puck, que estava mais pra linha azul que para o gol dos Canes. Clifford chegou no puck primeiro, mas acabou colidindo forte com Mrazek, numa jogada que acabou por contundir o goleiro dos Canes. Apesar de eu achar que a jogava foi normal, afinal Mrazek se expôs a isso quando saiu do gol e Clifford, que é muito forte, chegou primeiro ao puck, os árbitros deram penalidade a Clifford. Inicialmente foi uma penalidade major (em que o jogador fica fora do gelo por todo o tempo da penalidade, independente se a equipe adversária marca gols ou não), mas após revisão, deixaram como uma penalidade minor. Ninguém entendeu a razão da penalidade, inclusive no Twitter, onde vários comentaristas e ex-jogadores comentaram que não viam razão nenhuma para deixar Clifford no banco de penalidades. Brindamour não estava acreditando que a partida, que estava com placar de 4 a 1 para os Canes, ia ter agora um goleiro totalmente inexperiente no nível da NHL, defendendo sua equipe.

Dave Ayres entrou no gelo, usando uma máscara de goleiro, pads e stick dos Marlies, e sua jersey dos Canes, com o número 90. Ele estava perdido e nervoso pela situação, e por estar tornando um de seus sonhos em realidade, e acabou tomando dois gols nos três primeiros chutes que recebeu. Mesmo assim os jogadores dos Canes iam até ele e Erik Haula chegou a dizer pra ele relaxar e curtir o momento, não importasse quantos gols seriam marcados nele. E o segundo período acabou com o placar de 4 a 3 pros Canes.

Todos no Scotiabank Arena, apesar de querendo e esperando uma reação dos Leafs e entender que Ayres, não sendo um goleiro profissional, não conseguiria parar chutes de Auston Matthews, William Nylander, Mitch Marner e cia, apoiava o goleiro a cada vez que ele defendia ou fazia alguma jogada. Inexplicavelmente a equipe dos Leafs não conseguia atacar e a isso eu parabenizo o Carolina Hurricanes, que havia jogado na noite anterior e estava totalmente empenhado a proteger o gol de Ayres. Erramos muitos passes, não conseguimos sequer nos valer de powerplays para marcar mais gols. E, também erramos na defesa, o que permitiu aos Canes ampliarem o placar para 6 a 3. Foi um período onde os Leafs jogaram de forma irreconhecível. Marner não conseguia sequer dominar o puck, Matthews até tentava, mas não conseguia chegar ao gol de Ayres, a defesa dava passes errados e permitia o ataque dos Canes, etc.

Ao final, Dave Ayres defendeu um último chute antes do tempo se esgotar e foi ovacionado por todos na arena, que apesar da derrota vergonhosa dos Leafs, pelo fato de não conseguirem chutar num goleiro que nem é profissional, viram uma história inesquecível de uma pessoa comum, motorista de Zamboni, conseguir ajudar a equipe que defendeu vencer um jogo na NHL. Ayres foi muito abraçado e cumprimentado pelos jogadores dos Hurricanes.

Dave Ayres fez história e mereceu celebração no vestiário dos Canes, além de ter uma camiseta dos Canes com seu nome sendo vendida no site da equipe. Com royalties que serão revertidos a ele! Espero que venda muitas camisetas com o nome dele!

Hoje, terça-feira, Dave estará em Raleigh, casa do Carolina Hurricanes, recebendo homenagem do time e da torcida!

Esse é mais um capítulo da história do Toronto Maple Leafs! Uma parte vergonhosa, por simples falta de esforço da equipe, que conseguiu perder para um goleiro amador, que por acaso dirige o Zamboni de seu time afiliado na AHL.

Parabéns Dave Ayres!! Sua história será sempre lembrada por todos os torcedores dos Leafs e dos outros times da NHL, em especial pelo Carolina Hurricanes!

Aos Leafs restou se recolherem e buscar entender o que aconteceu lars que possam tomar as devidas providências de não deixar isso acontecer nunca mais.

Ainda estamos com a vaga nos playoffs na mão, mas temos que voltar a vencer de forma consistente até o final da temporada. Ainda dá, mas não podemos tropeçar!

Go Leafs Goooooo

%d blogueiros gostam disto: