Anúncios

Arquivo

Archive for the ‘Derrota’ Category

13/12/2018 – Toronto Maple Leafs @ Tampa Bay Lightning

sábado, 15 dezembro 2018 Deixe um comentário

O Toronto Maple Leafs chegou à Flórida para enfrentar as duas equipes deste Estado americano, o Tampa Bay Lightning e o Florida Panthers. Essa viagem também é usada pelos Leafs para unir a família dos jogadores. Geralmente é a viagem dos pais dos jogadores, que acompanham a equipe, mas desta vez, são as mães que foram agraciadas!

O Tampa Bay Lightning, que está no topo da tabela de classificação, ou seja, é atualmente a melhor equipe da NHL, estava com o goleiro Andrei Vasilevskyi retornando de contusão, mas o goleiro fez um jogo espetacular e defendeu um total de 48 chutes ao gol, garantindo a vitória do time da casa, o Amalie Arena.

Os Leafs jogaram muito bem e saíram na frente com um gol de Kasperi Kapanen, aos 05m26s do primeiro período. Tivemos chance de ampliar num powerplay, mas acabamos com o puck sendo interceptado na zona neutra e passado a Anthony Cirelli, que aos 08m02s, empatou a partida, shorthanded.

O segundo período viu os Leafs pressionarem para sair com a vitória, mas foram os Bolts que marcaram com Nikita Kucherov aos 05m31s, num powerplay para o time da casa, em que Frederik Andersen fez a defesa, mas o movimento da luva acabou fazendo o puck ultrapassar a linha do gol. Após revisão por vídeo, o gol foi validado. Este período viu Vasilevskyi fazer defesas impossíveis, inclusive uma em que ele, sem ver o puck, que estava nas suas costas, conseguiu mover a perna e defender! O goleiro estava simplesmente fechando o gol! Teve chute na trave, teve de tudo! Só não teve gol dos Leafs. No final do período, acho que os Leafs acabaram desconcentrados após tantas tentativas sem sucesso de vencer o goleiro de Tampa, e os Bolts se aproveitaram para marcar dois gols, com Alex Killorn e Tyler Johnson, aos 19m24s e 19m58s, respectivamente. Foram 23 chutes à gol dos Leafs, contra 13 dos Bolts.

O último período viu novamente os Leafs pressionando e parando em Vasilevskyi! Foram 16 chutes à gol dos Leafs, contra somente 2 dos Bolts. Infelizmente não conseguimos mais nenhum gol na noite e saímos de Tampa com a derrota.

A equipe não jogou mal, apenas não conseguiu vencer Vasilevsky. Mike Babcock estava feliz com a performance do seu time e afirmou que, infelizmente é o placar que define o vencedor, mas que sua equipe jogou muito bem.

Os Leafs vão ao BB&T Center enfrentar o Florida Panthers neste sábado!

Go Leafs Gooooooo

Anúncios

08/12/2018 – Toronto Maple Leafs @ Boston Bruins

domingo, 09 dezembro 2018 Deixe um comentário

Iniciando uma sequência de 5 jogos fora de casa, o Toronto Maple Leafs foi até Boston enfrentar uma equipe que, desfalcada de alguns de seus melhores jogadores, entre eles Zdeno Chara e Patrice Bergeron, buscava voltar a vencer após três derrotas seguidas.

Infelizmente voltamos a jogar mal, se é que podemos dizer que jogamos. Os Bruins dominaram o jogo usando o jogo físico desde o início, o que pode ter tido efeito no jovem time dos Leafs, pois os passes não funcionavam, os pucks não eram controlados, a atenção não estava onde deveria. Parecia que a equipe havia sido reunida naquele dia e nunca havia jogado junta! o jogo mal começou e Charles McAvoy foi pro banco de penalidade por dar um hit em Mitch Marner, mandando o jogador dos Leafs, de cabeça contra a borda. Os Bruins abriram o placar aos 11m20s do primeiro período com Jakob Forsbacka Karlsson.

Veio o segundo período e a esperança do torcedor dos Leafs era ver uma reação, mas a equipe simplesmente cometia penalidade atrás de penalidade e ao total foram 5, que deram aos Bruins quase 10 minutos de powerplay. David Backes ampliou para os Bruins num desses power plays aos 08m54s. Torey Krug marcou o terceiro dos Bruins aos 17m45s, num chute de longa distância que a Frederik Andersen não conseguiu ver claramente para defender. Jaroslav Halak estava tendo uma ótima noite pelos Bruins e defendia todos os poucos chutes que os Leafs desferiam.

O último período ainda viu Danton Heinen marcar o quarto dos Bruins aos 01m47s, antes que os Leafs pudessem abrir o placar com um belo chute de Travis Dermott aos 04m03s. Os Leafs estavam tão mal que David Krejci voltou a dar 4 gols de vantagem aos Bruins aos 04m37s e Ryan Donato, numa falha de Frederik Andersen, acreditou na jogada até o final e marcou o sexto gol dos Bruins aos 06m13s. Aos 09m30s, Andreas Johnsson se aproveitou de uma bobeara do defensor dos Bruins e Auston Matthews mandou pro fundo do gol, marcando o segundo dos Leafs. O jogo esquentou perto dos 10 minutos, com Zach Hyman chegando um pouco atrasado e dando um forte hit em Charles McAvoy. Logo após esse hit, Hyman acabou brigando com Matt Grzelcyk, que tomou as dores de McAvoy, e, após revisão dos árbitros, saiu da partida por Game misconduct. Aos 10m55s, Chris Wagner dos Bruins foi pra cima de Morgan Rielly e desferiu um hit daqueles pra machucar. Dessa vez, Ron Hainsey é que chamou a briga pra si e brigou com Wagner, que também foi retirado do jogo por Game Misconduct. Aos 12m22, Andreas Johnsson se aproveitou de um segundo rebote de Halak e marcou o terceiro dos Leafs.

O jogo seguiu quente até o final, mas os Leafs não conseguiram se recuperar no placar e acabaram com a derrota.

Que a equipe consiga se recompor e voltar a jogar o que sabe, pois nestes dois últimos jogos, deixaram muito a desejar.

Go Leafs Goooooooooo

06/12/2018 – Detroit Red Wings @ Toronto Maple Leafs

sábado, 08 dezembro 2018 Deixe um comentário

Este foi o jogo de estreia de William Nylander nesta temporada, após muita negociação em seu novo contrato com os Leafs.

Apesar de toda essa atenção à estreia, os Leafs não começaram bem o jogo. Parecia que nada dava certo, picks eram perdidos, passes errados. Apesar disso, acertamos uma bela troca de passes que deu aos Leafs à liderança na partida, com um gol de Kasperi Kapanen aos 04m50s. Após isso o que se viu foi um Toronto Maple Leafs letárgico e sonolento. Não sei se a agitação da estreia de Nylander afetou o elenco, deixando toda a equipe mais nervosa. Aos 05m23s, Jonathan Ericsson empatou. Aos 06m28s, Luke Glendening virou o jogo e aos 19m46s, Gustav Nyquist ampliou a liderança do Detroit Red Wings.

O segundo período não viu nenhuma melhora dos Leafs, mas Mike Green ampliou para 4 a 1 o placar.

Tudo mudou no terceiro período, parecia que a equipe dos Leafs havia sido totalmente trocada, pois Garret Sparks jogou muito e os Leafs voltaram a jogar bem. Quem sofreu foi Jonathan Bernier, que acabou sofrendo gols marcados por John Tavares aos 02m38s, Zach Hyman aos 08m50s e Andreas Johnsson aos 11m36s. Foi simplesmente espetacular empatar uma partida que estava praticamente perdida. No finalzinho do período, os Leafs perderam uma ótima chance com Connor Brown num contra-ataquei-me e depois, os Red Wings tiveram um chute que, passou por Sparks, bateu numa trave, depois na outra e saiu!

Na prorrogação, os Red Wings acabaram se saindo melhor e Dylan Larkin, muito veloz, venceu Garret Sparks aos 02m48s, dando a vitória ao time visitante e acabando com a sequência de vitórias dos Leafs.

Infelizmente não foi uma boa estreia de Nylander, que não marcou um ponto sequer na partida.

Amanhã enfrentaremos os Boston Bruins, fora de casa.

Go Leafs Gooooooo

23/11/2018 – Toronto Maple Leafs @ Columbus Blue Jackets

sábado, 24 novembro 2018 Deixe um comentário

Acabamos enfrentando os Blue Jackets por duas vezes na mesma semana. Vencemos na segunda-feira e voltamos a jogar contra eles na sexta.

Essa noite, novamente mostrou os Leafs começando atrás do placar, mesmo tendo um bom volume de jogo. O Toronto Maple Leafs deu 12 chutes ao gol de Sergei Bobrovsky e recebeu apenas 8 chutes no gol de Frederik Andersen. O primeiro gol dos Blue Jackets veio com um erro de Morgan Rielly ao sair da zona defensiva. Os Blue Jackets recuperaram o puck e Josh Anderson não desperdiçou a oportunidade de um rebote de Freddie, abrindo o placar aos 03m55s. O mesmo Josh Anderson se aproveitou de outra bobeada da defesa dos Leafs e aumentou para 2 a 0 aos 09m57s. Ron Hainsey conseguiu devolver os Leafs ao jogo com um gol aos 16m16s, chutando da linha azul.

No segundo período, Kasperi Kapanen, novamente ele, partiu na velocidade ao ataque e venceu Bobrovsky, empatando a partida aos 02m58s. Foi o gol que devolveu a confiança aos Leafs. Infelizmente, os Leafs que pressionavam os Blue Jackets, estavam em um powerplay, mas erraram um passe na zona neutra, que foi recuperado por Cam Atkinson que, com somente John Tavares à sua frente, driblou o jogador e chutou forte, sem defesa para Frederik Andersen, colocando o time da casa à frente num gol shorthanded. Esse gol acabou com a confiança dos Leafs que até tentaram, mas não encontraram mais o caminho do gol.

Para fechar o placar, no terceiro período, Marcus Hannikainen marcou um gol após excelente jogada de Artemi Panarin, que levou o puck ao ataque e simplesmente não deixou Morgan Rielly fazer qualquer jogada defensiva. Hannikainen marcou aos 03m35s.

Mike Babcock viu o resultado como algo esperado, pois poderíamos ter perdido em casa e vencido aqui. Ele também considerou que a equipe jogou tão bem quanto em outros jogos fora de casa.

Eu discordo dessa afirmação dele, pois a equipe tem errado muito nas saídas de jogo e temos perdido o controle do puck, dando oportunidades para os adversários. Temos que tomar muito cuidado, principalmente nossos defensores, ao sairmos com o puck da zona defensiva.

Hoje enfrentaremos o Philadelphia Flyers em Toronto. Vamos torcer para voltarmos a vencer!

GO Leafs Gooooooo

21/11/2018 – Toronto Maple Leafs @ Carolina Hurricanes

sábado, 24 novembro 2018 Deixe um comentário

O Toronto Maple Leafs estava vindo de 4 vitórias seguidas e buscava continuar avançando na coluna de vitórias quando foi à PCN Arena em Raleigh, visitar o Carolina Hurricanes.

O que vimos no primeiro período foi simplesmente uma aberração. Os Canes bateram o recorde da franquia em número de chutes à gol. Só no primeiro período foram 29! Trevor Van Riemsdyk abriu o placar com um gol muito controverso aos 10m56s do primeiro período. Frederik Andersen havia defendido o gol dos Leafs por duas vezes, mas ao tentar “abafar” o puck, acabou vendo o puck escapar e também sua luva e taco serem retirados de sua mão, antes de Trevor conseguir chutar ao gol. Infelizmente os árbitros não viram nenhuma penalidade na jogada e não deram interferência no goleiro, validando o gol. Justin Williams, um veterano, marcou o segundo gol dos Canes aos 11m18s, o seu centésimo com a camisa dos Canes. Em um erro da saída de jogo dos Canes, John Tavares conseguiu interceptar o passe e partiu sozinho contra o ex-goleiro dos Leafs, Curtis McElhinney, diminuindo a vantagem do time da casa. No primeiro período foram 29 chutes ao gol de Freddie e somente 11 ao gol de McElhinney.

O segundo período foi bem diferente e os Leafs melhoraram muito. Apesar de não haver gols marcados, os leafs deram 12 chutes contra apenas 2 dos Canes.

Micheal Ferland marcou o terceiro gol dos Canes aos 07m45s do terceiro período, em um powerplay pros Canes, numa jogada em que os Leafs falharam em limpar o puck da zona defensiva. Hon Rainsey teve o puck em seu stick e não conseguiu mandar o puck pra longe. O puck foi interceptado e deu a chance de Ferland de chutar e vencer Freddie. Kasperi Kapanen que está tendo uma ótima temporada nos Leafs, dominou o puck na defesa e partiu em velocidade pro ataque, vencendo McElhinney por sobre o ombro direito. Foi uma linda jogada de Kapanen aos 11m57s. Infelizmente, quando os Leafs tentavam pressionar os Canes para chegar ao empate, Sebastian Aho e Andrei Svechnikov marcaram mais dois gols em empty net, aos 18m42s e 19m22s. Os dois erros foram “dados” aos Canes devido a erros de passe dos Leafs no ataque, que permitiram aos Canes, roubarem o puck e partirem ao ataque, marcando os dois gols em um gol vazio, sem Freddie.

Não foi o resultado esperado e, realmente a equipe não jogou bem.

O próximo desafio foi uma visita ao Columbus Blue Jackets que contarei num próximo post.

GO Leafs Gooooooooo

10/11/2018 – Toronto Maple Leafs @ Boston Bruins

segunda-feira, 12 novembro 2018 Deixe um comentário

Após vencer o New Jersey Devils, jogando muito bem, o Toronto Maple Leafs foi até Boston, enfrentar o time de Zdeno Chara, David Pastrnak, Patrice Bergeron e o Brad Marchand.

No gol dos Bruins não estava Tuukka Rask, mas Jaroslav Halak e, pelos Leafs, foi a vez de Garret Sparks iniciar, deixando Frederik Andersen descansar após a vitória da noite anterior.

O jogo começou quente e os Leafs dominaram o primeiro período, com 20 chutes ao gol de Halak, contra apenas 6 dos Bruins. Mas como o que vale é puck no fundo do gol, os Bruins é que saíram na frente com um gol de Patrice Bergeron aos 16m12s do primeiro período.

O segundo período viu David Pastrnak, que adora jogar contra os Leafs, marcar dois gols, aos 05m46s e aos 10m34s, esse último num powerplay, dando uma vantagem muito confortável ao time de Boston. John Tavares somente conseguiu tirar o zero dos Leafs do placar aos 19m30s, finalmente vencendo Jaroslav Halak, que estava muito inspirado na noite, efetuando varias defesas decisivas.

O terceiro período viu os Leafs não conseguindo vencer Halak novamente, mas também Pastrnak marcar seu terceiro gol, completando o hat-trick novamente num powerplay, aos 14m03s. Joakim Nordstrom fechou o placar com mais um gol dos Bruins aos 14m30s.

Não foi o jogo que queríamos. Perdemos para os Bruins e ainda sofremos um hat-trick de Pastrnak, que está se mostrando um carrasco dos Leafs.

É sacudir a poeira e buscar voltar a vencer, nos próximos jogos que serão na Califórnia!

Go Leafs Goooo

01/11/2018 – Dallas Stars @ Toronto Maple Leafs

domingo, 04 novembro 2018 Deixe um comentário

O Toronto Maple Leafs não vêm jogando bem após a contusão de Auston Matthews, que o tirou de jogo por pelo menos 4 semanas, mas tiveram pela frente o time do Dallas Stars, no Scotiabank Arena, vindo de 3 vitórias nos últimos 4 jogos.

Os Stars são uma equipe perigosa com ótimos jogadores, como Jamie Ben, Jason Spezza e Tyler Seguin. Eles também são o novo time de dois ex-defensores dos Leafs, Connor Carrick e Roman Polak. Carrick acabou sendo um dos jogadores que não atuou na noite, mas acabou recebendo uma homenagem dos Leafs pelo tempo que jogou em Toronto.

A noite também teve uma outra celebração antes do início da partida: essa foi a partida número 1000 na carreira do defensor Ron Hainsey, e os Leafs o homenagearam, junto com sua família, entregando a ele um taco comemorativo desse feito!

A partida começou com Anton Khudobin no gol dos Stars e Frederik Andersen no gol dos Leafs. Khudobin, que não jogava a duas semanas, estava dando um descanso a Ben Bishop, que é o goleiro titular e vem jogando muito bem.

A partida foi muito disputada e Khudobin atuou de forma muito sólida, impedindo muitos gols dos habilidosos jogadores dos Leafs. Freddie também não jogou mal, mas acabou levando seu primeiro gol no segundo período, aos 11m55s, desviando um chute de Tyler Seguin.

No terceiro período, Devin Shore, ampliou para os visitantes quando os Stars realizaram uma excelente troca de passes, que deixou Shore sozinho para marcar, aos 04m43s. Os Leafs só conseguiram marcar seu gol de honra aos 16m51s, num powerplay, com Patrick Marleau, mas já era tarde demais para uma reação e acabamos sendo derrotados por 2 a 1.

Mas os Leafs já tiveram que superar a nova derrota, pois o próximo jogo seria contra o poderoso Pittsburgh Penguins, fora de casa!

Go Leafs Goooooooo

%d blogueiros gostam disto: