Anúncios

Arquivo

Archive for the ‘Derrota’ Category

06/10/2018 – Ottawa Senators @ Toronto Maple Leafs

segunda-feira, 08 outubro 2018 Deixe um comentário

No segundo jogo da temporada, o Toronto Maple Leafs recebeu a visita do seu rival de província, o Ottawa Senators, que nessa temporada deu o primeiro passo em sua reconstrução.

Os Leafs estão empolgados com a temporada após a chegada de John Tavares, mas ainda temos problemas na defesa, que não se reforçou na pós-temporada.

No gol estavam Frederik Andersen e Craig Anderson, que fizeram ótimas defesas.

Realmente os Leafs precisam melhorar na defesa. Aos 09m42s, Dylan DeMelo abriu o placar. Os Sens terminaram o primeiro período à frente, apesar dos Leafs chutarem ao gol o dobro dos Sens.

No segundo período, os Leafs se aproveitaram de sua qualidade no ataque e simplesmente viraram a partida. Morgan Rielly empatou aos 00:29s e Auston Matthews virou o placar aos 01:10s. Outro jogador dos Sens que brilhou na noite foi Thomas Chabot, um defensor que surpreendeu e marcou o gol de empate aos 03m49s. Chabot também havia marcado um ponto no primeiro gol dos Sens, com uma assistência. Chris Tierney colocou os Sens à frente novamente, aos 04m27s. Somente no final do período, com Mitch Marner, aos 18m20s, em powerplay.

O terceiro período viu Chabot voltar a marcar aos 01m42s e Mark Stone aos 19m35s em empty net.

Não conseguimos controlar o jogo e deixamos os Sens voltarem a liderar o placar.

Na noite seguinte enfrentamos o Chicago Blackhawks, jogando fora de casa.

Go Leafs Go

Anúncios

12/04/2018 – Toronto Maple Leafs @ Boston Bruins – NHL Playoffs – Rodada 1

sexta-feira, 13 abril 2018 Deixe um comentário

Primeiro quero me desculpar pela falta de atualização do blog pois não consegui cobrir os últimos jogos da temporada regular devido à uma mudança profissional e pessoal.

Mas vamos à boa notícia, que é o fato do Toronto Maple Leafs estar novamente nos playoffs! Conseguimos uma ótima temporada onde quebramos muitos recordes, entre eles, o maior número de pontos numa temporada regular, o maior número de vitórias em casa por um goleiro dos Leafs, entre outros.

Infelizmente as regras atuais da NHL fazem com que as equipes se enfrentem dentro de cada divisão e isso fez com que os Leafs enfrentassem o Boston Bruins, que foi o primeiro da Conferência Leste. Sabemos que os Bruins têm uma ótima equipe e jogadores que fazem a diferença, como Patrice Bergeron e Brad Marchand.

O primeiro jogo foi cheio de batalhas e muito jogo físico, mas quem se saiu melhor foram os Bruins, que dominaram a partida, com exceção de uma parte do segundo período, onde os Leafs tiveram ótimas chances, mas quem foi mais efetivo foi o time da casa.

Brad Marchand abriu o placar no primeiro período, aos 05m28s, numa jogada em que, uma revisão por vídeo poderia ter invalidado o gol, mas Mike Babcock acabou não arriscando perder a revisão e deixar os Bruins no powerplay. Ainda no primeiro período, aos 16m52s, Zach Hyman, fez ótima jogada, vencendo dois jogadores dos Bruins na velocidade e marcando um belíssimo gol de empate! Justo em uma hora em que os Leafs não estavam bem! Depois disso o jogo se igualou.

O segundo período viu os Bruins marcarem mais dois dois, com David Backes e David Pastrnak e, no terceiro período, marcaram mais dois, com Sean Kuraly, numa jogada em que o jogador dos Bruins “rebateu” o puck no ar, para o fundo do gol com Frederik Andersen caído, e outro de David Krejci para fechar o placar em 5 a 1.

Não foi uma boa partida dos Leafs, que bem de longe conseguiram se impor. E ainda perdemos o Nazem Kadri por 3 jogos após ele desferir um hit em Tommy Wingels, mas de forma a atingir a cabeça do jogador dos Bruins contra a parede. Kadri tentou se defender dizendo que ele já vinha no embalo para o hit e Wingels acabou abaixando, mas realmente foi uma jogada evitável e que poderia ter contundido o jogador dos Bruins. Só veremos Kadri se chegarmos ao jogo 5!!

Agora é sacudir a poeira do atropelamento sofrido e voltar ao gelo amanhã, para amparar a série!

Go Leafs Gooooooooo

26/03/2018 – Buffalo Sabres @ Toronto Maple Leafs

quarta-feira, 28 março 2018 Deixe um comentário

Um jogo que poderia ser considerado fácil para o Toronto Maple Leafs, já que haviam jogado bem contra o Tampa Bay Lightning, Nashville Predators e Detroit Red Wings, e considerando que o Buffalo Sabres está na última posição na classificação geral, acabou com a primeira derrota dos Leafs no Air Canada Centre após o recorde de 13 vitórias seguidas!

Frederik Andersen, que também estava para se igualar a outras lendas dos Leafs na quantidade de vitórias em casa numa só temporada, vai ter que esperar mais um pouco.

Os Leafs não jogaram mal, muito pelo contrário, pressionaram e chutaram mais ao gol de Chad Johnson, mas não conseguiram transformar os chutes em números de gol suficientes para vencer a partida.

Aos 03m23s de jogo, Jack Eichel fez uma jogada onde, na minha opinião houve penalidade em Auston Matthews (tripping – ou rasteira), Matthews se desequilibrou e Eichel dominou o puck para driblar Freddie e abrir o placar. Auston Matthews teve uma excelente chance de empatar a partida, mas seu chute bateu no travessão!

Os Leafs voltaram ainda melhores no segundo período, mas perdiam muitos gols em frente ao goleiro adversário! Somente aos 17m31s, Nazem Kadri empatou para os Leafs. Patrick Marleau nos colocou à frente no placar aos 18m42s. Tudo parecia que estava de volta ao seu devido lugar.

O terceiro período viu Casey Nelson empatar para os Sabres aos 07m56s, num chute que ia pra fora, mas desviou nos patins de Roman Polak e acabou entrando. Jack Eichel venceu Nikita Zaitsev na velocidade e, controlando o puck somente com uma mão, também conseguiu vencer Frederik Andersen aos 09m37s. Infelizmente não conseguimos marcar mais e saímos com a derrota em casa, acabando com a sequência de vitórias recorde na história da franquia.

Hoje temos uma batalha contra o Florida Panthers, que está tentando chegar na zona de classificação aos playoffs e não vai dar moleza.

Go Leafs Goooooooo

20/03/2018 – Toronto Maple Leafs @ Tampa Bay Lightning

sexta-feira, 23 março 2018 Deixe um comentário

Após 4 vitórias o Toronto Maple Leafs foi até a Amalie Arena, enfrentar um dos melhores times da NHL no momento, o Tampa Bay Lightning.

Esse jogo marcou a volta de Frederik Andersen ao gol dos Leafs, após ficar dois jogos fora, devido a uma contusão. Pelos Bolts, Andrej Vasilevskyi foi o guarda metas.

Os Leafs iniciaram a partida de forma muito consistente e conseguiram controlar o jogo é o número de chutes à gol dos Bolts. James Van Riemsdyk, que está numa sequência de excelentes jogos, abriu o placar aos 15m06s do primeiro período. Os Leafs já poderiam ter aberto o placar antes, não fosse por Vasilevskyi.

No segundo período, os Leafs voltaram bem e JVR ampliou aos 01m29s no powerplay, outra característica que os Leafs têm mostrado muita força, pois marcamos gols em powerplay nos últimos 3 ou 4 jogos! Zach Hyman aumentou o placar para 3 a 0 aos 15m41s, após interceptar um passe dos Bolts e chutar, vencendo o goleiro dos Bolts por cima do ombro direito. Logo após o gol de Hyman, os Bolts foram ao ataque, Victor Hedman chutou forte e Freddie não conseguiu uma boa visão do chute, devido a jogadores que estavam em frente à ele, e não conseguiu defender, aos 16m40s.

O placar ainda era muito bom aos Leafs, mas o terceiro período dos Lightning foi excelente! Ryan McDonagh marcou aos 01m24s, deixando o jogo a apenas um gol do empate. Nikita Kucherov, sempre muito perigoso, empatou aos 03m32s, com um chute que cruzou o gelo e desviou na lâmina do patins de Morgan Rielly, tirando as chances de defesa e a confiança que os Leafs haviam criado nos dois primeiros períodos. Para fechar o placar e a vitória do time da casa, Alex Killorn marcou aos 09m14s e os Leafs não foram capazes de empatar o jogo no restante da partida.

São jogos assim que nos dão o alerta de que se não jogamos bem, ou ficamos concentrados, por 60 minutos, podemos perder a partida, mesmo que tenhamos uma vantagem de 3 gols, ou até mais! Não sei se Freddie sentiu o tempo que ficou afastado do gelo.

Voltamos ao gelo amanhã, contra os Nashville Predators, um dos melhores times da conferência Oeste. Será mais uma difícil batalha por dois pontos!

Go Leafs Goooooo

05/03/2018 – Toronto Maple Leafs @ Buffalo Sabres

sexta-feira, 09 março 2018 Deixe um comentário

Após a derrota no Stadium Series, em Annapolis, no sábado, o Toronto Maple Leafs foi à Buffalo, mas não mudou sua sequência de derrotas.

O time jogou melhor que o Buffalo Sabres, mas não conseguiu sair com a vitória. E, jogar melhor que o Buffalo não é lá nenhum feito, já que a equipe está na última colocação na classificação geral da NHL.

Os Sabres abriram o placar aos 01m53s com Sam Reinhart, num chute de Rasmus Ristolainen que ele desviou para o gol, num powerplay para os Sabres. Logo depois, mais um gol, dessa vez de Jason Pominville, após o chute desviar em um jogador dos Sabres e na lâmina do patins de Nazem Kadri, aos 03m43s, sem chance de defesa a Frederik Andersen.

Os Leafs parece que conseguiram se focar no jogo e chegaram ao empate com dois gols de Leo Komarov, um no primeiro período, aos 19m52s, num powerplay, se aproveitando do rebote de Chad Johnson num chute de William Nylander, e o segundo, aos 10m48s do segundo período, numa tabela com Matt Martin. Depois, Martin disse em entrevista que tentou chutar ao gol, mas acabou errando e o puck foi parar no taco de Komarov, que estava esperto e mandou pro fundo do gol.

Com o jogo empatado e com mais chutes à gol, tudo parecia que ia mudar e os Leafs poderiam vencer, mas aí foi a sorte que faltou aos Leafs. Mais um gol com o puck desviado foi anotado pelos Sabres. Dessa vez foi Zemgus Girgensons que desviou um chute de Sam Reinhart aos 13m30s. Ryan O’Reilly marcou o quarto gol dos Sabres em uma jogada em que o puck passado por Ron Hainsey atrás do gol, desviou no árbitro e foi parar no taco de O’Reilly, que não desperdiçou e venceu Frederik Andersen. Na minha opinião, essas interferências dos árbitros deveriam parar a jogada, e não continuar e validar o gol.

No terceiro período, Johan Larsson marcou o quinto gol dos Sabres, aos 09m55s, numa jogada em que houve contato de um jogador dos Sabres com Freddie, retirando o pé do goleiro da posição e impactando sua movimentação para realizar a defesa. Mas em mais uma decisão contraditória, o gol foi validado pelos árbitros após revisão por vídeo. Para fechar o placar, Mitch Marner marcou o terceiro gol dos Leafs aos 17m57s, em mais um powerplay.

Como disse Mike Babcock em entrevista após o jogo, a equipe jogou bem e chutou bem ao gol, mas parece que todos os chutes dos Sabres desviavam em alguém e iam ao gol! No final, vence quem marca mais, independente de como.

Agora descansaremos até sábado, quando receberemos a visita do Pittsburgh Penguins no Air Canada Centre, em busca da décima vitória seguida em casa!

Vamos ver se Babcock injeta ânimo nessa equipe e nos faz voltar a vencer! Ou senos jogadores aceitam a responsabilidade e voltem a jogar de forma a levar muito mais perigo ao gol dos adversários!

Go Leafs Gooooo

03/03/2018 – Toronto Maple Leafs @ Washington Capitals – Stadium Series

segunda-feira, 05 março 2018 Deixe um comentário

Ainda sem Auston Matthews, contundido, o Toronto Maple Leafs foi a Annapolis, Maryland, para enfrentar o Washington Capitals em mais uma edição do Stadium Series, jogos que são disputados em estádios abertos.

Este foi um jogo muito aguardado e os Leafs estavam com um uniforme todo branco, em homenagem à Marinha Canadense. Apesar de muito bonito, o uniforme recebeu varias criticas exatamente por ser todo branco, que com o gelo, não forma um contraste.

O jogo, disputado na Navy-Marine Corps Memorial Stadium, foi dominado pelo Washington Capitals desde o princípio. Logo aos 03m50s, Evgeny Kuznetsov marcou para os Capitals num powerplay. A defesa dos Leafs não conseguiu limpar o puck e Kuznetsov estava la para marcar. Apesar de jogar mal, os Leafs possuem uma equipe que leva perigo no ataque e Zach Hyman desviou o chute de Roman Polak, para empatar a partida aos 05m20s. Infelizmente, não conseguíamos defender bem e deixamos Alexander Ovechkin livre para chutar e marcar seu 40° gol da temporada, 598° gol da Carteira na NHL, aos 06m19s, vencendo Frederik Andersen. Ainda no primeiro período, levamos mais um gol em powerplay dos Caps. Niklas Backstrom marcou aos 16m20s.

A esperança estava em Mike Babcock conseguir arrumando time no vestiário. Parecia que estávamos melhor no começo do segundo período, quando Nazem Kadri marcou o segundo dos Leafs aos 07m22s, mas a reação parou por aí. Novamente, menos de um minuto depois, os Caps voltaram a marcar com John Carlson aos 08m05s. Jakub Vrana fechou o placar ainda no segundo período, marcando o quinto gol dos Caps aos 10m49s num contra-ataque em que foi sozinho contra Freddie, que não conseguiu defender. Frederik Andersen foi retirado do gelo após esse gol, e após tomar 5 gols em 25 chutes. Curtis McElhinney entrou e conseguiu se manter sem tomar mais nenhum gol no jogo.

Já é difícil conseguir marcar gols em Braden Holtby, mas com a equipe jogando mal, chega a ser próximo do impossível.

O próprio Mike Babcock comentou que a equipe parecia uma equipe de ligas inferiores e, jogar dessa forma, na NHL, custa caro. Neste jogo, custou a vitória e dois pontos.

Parabéns aos Capitals que jogaram bem e garantiram o bom resultado em frente à sua torcida!

Babcock também disse que o que eles não jogaram na partida, seria treinado no domingo para o jogo dessa segunda-feira, contra o Buffalo Sabres.

Que a equipe acorde e volte a jogar melhor.

Go Leafs Goooooo

27/02/2018 – Toronto Maple Leafs @ Florida Panthers

segunda-feira, 05 março 2018 Deixe um comentário

Apenas 24 horas após o jogo contra o Tampa Bay Lightning, onde sofremos uma derrota no shootout, o Toronto Maple Leafs foi visitar o outro adversário do estado da Flórida, o Florida Panthers, no BB&T Center.

No gol, dando descanso a Frederik Andersen, estava Curtis McElhinney, que sempre tem entrado bem nas partidas. Do outro lado, o experiente Roberto Luongo, jogador canadense que mora em Parkland, comunidade onde houve aquele incidente com o ex-aluno que entrou na escola e atirou em varios outros alunos e professores, fazendo 17 vítimas. Na semana passada, num dos jogos dos Panthers, Luongo discursou mostrando todo seu sentimento e solidariedade às famílias das vítimas desta tragédia.

Os Panthers correm atrás de alcançar o Columbus Blue Jackets que estão na última posição de Wild Card para os playoffs deste ano e necessitam desesperadamente vencer suas partidas. E foi isso que aconteceu. A equipe da casa jogou bem e numa jogada em que Jonathan Huberdeau enganou McElhinney, fazendo que ia passar o puck para o outro lado do gol, o goleiro do Toronto simplesmente se moveu para fechar o outro lado e Huberdeau passou para Alexander Barkov chutar no gol aberto, aos 11m02s, num powerplay para o time da casa.

Jonathan Huberdeau conseguiu marcar o seu próprio gol aos 01m42s do segundo período, quando numa bela jogada, passou por um defensor dos Leafs e foi levando o puck, contornando McElhinney, que tentou fechar o ângulo, e acabou marcando no canto do gol, quando Tomas Plekanec chegava para tentar impedir. Com dois a zero no placar, Dominic Moore descontou aos 02m53s, após um erro da defesa dos Panthers acabar num rebote de Luongo, que nada pode fazer para evitar o gol. Ainda no segundo período, aos 12m34s, William Nylander fez uma jogada espetacular, voltando à zona neutra e roubando o puck de Dadonov, o defensor dos Panthers, partindo ao ataque e, no momento exato, deixando o puck para Zach Hyman, que vinha logo atrás, marcar no gol vazio! Essa jogada mostrou varias características de Nylander, como persistência e oportunismo para roubar o puck, velocidade e visão de onde estão seus companheiros de equipe! Jogo empatado!

Mais uma vez os goleiros foram excelentes e defenderam tudo no terceiro período, onde ambas equipes tiveram chances claras de gol. A decisão veio mesmo somente na prorrogação. Após chances para ambas equipes, com defesas de McElhinney e Luongo, Jared McCann recebe um passe de Aaron Ekblad, simplesmente dribla Nazem Kadri, que realmente não foi bem na jogada, cobrindo o lado errado de McCann, e partiu em velocidade, vencendo McElhinney no canto alto do Stick. Vitória dos Panthers em casa.

Não foi um jogo e um resultado tão ruim para os Leafs nesta viagem à Flórida. A equipe enfrentou o forte Tampa Bay Lightning na noite anterior, num jogo que seguiu até o shootout e na noite seguinte jogou contra os Panthers, e desferiu mais chutes à gol que o adversário! Somamos dois pontos em dois jogos fora de casa, o que não é nada ruim!

Nosso próximo jogo será no sábado, contra o Washington Capitals, no Navy-Marine Corps Memorial Stadium, um jogo a céu aberto, podemos Leafs vai jogar com um uniforme especial, branco, em homenagem à Marinha Canadense.

Go Leafs Gooooo

%d blogueiros gostam disto: