Archive

Posts Tagged ‘Connor Brown’

19/02/2017 – Toronto Maple Leafs @ Carolina Hurricanes

segunda-feira, 20 fevereiro 2017 Deixe um comentário

Com a derrota contra o Ottawa Senators ainda fresca na memória da noite anterior, os Leafs voaram para Raleigh, para enfrentar o Carolina Hurricanes na PNC Arena.

Os Canes não estão em uma boa fase e haviam presidindo últimos três jogos. Jogando em casa, era certo que viriam para cima do Toronto Maple Leafs e foi isso que aconteceu. 

Curtis McElhinney teve uma noite espetacular, realizando defesas importantíssimas para manter os Leafs no jogo. Os Canes dominaram os chutes à gol no primeiro período, mas McElhinney foi perfeito! Foi somente no segundo período que os Leafs, com Connor Brown, abriram o placar. Connor Brown venceu o defensor e recebeu um passe de James Van Riemsdyk, atrás do gol de Cam Ward, para marcar aos 01m07s. Aos 09m53s, Auston Matthews foi visto por Jake Gardiner partindo ao ataque e o defensor dos Leafs também percebeu uma mudança de linha dos Canes. Se aproveitando disso, ele mandou o pico de detrás do gol de McElhinney para Auston Matthews já quase entrando na zona ofensiva. Nesse momento a velocidade de Matthews venceu o defensor e ele, mesmo caindo, ainda conseguiu chutar por entre as pernas de Ward. Foi um golaço! Aquele para ver e rever múltiplas vezes! McElhinney foi espetacular no período conseguiu defender não um, não dois, mas quatro chutes seguidos à queima roupa! Foi realmente excelente! 

No terceiro período os Leafs mantiveram a disposição, mesmo vindos de jogo na noite anterior e Jake Gardiner marcou o terceiro aos 06m10s, o que derrubou qualquer esperança de recuperação dos Canes. Aos 08m09s, Connor Brown marca o seu segundo gol e fechando placar em uma vitória por shutout de 4 a 0 e retirando Cam Ward do jogo, substituído por Eddie Lack.

Com a vitória os Leafs passaram o Florida Panthers na quarta posição de sua conferência.  Voltando a ser o segundo Wild Card da conferência Leste, apenas um ponto atras dos Bruins, e um ponto à frente dos Panthers. 

Go Leafs Goooo – Vamos ver se aceleramos nesse final de temporada! 

Anúncios

04/02/2017 – Toronto Maple Leafs @ Boston Bruins

segunda-feira, 06 fevereiro 2017 Deixe um comentário

O Toronto Maple Leafs, no meio de uma viagem com seis jogos fora de casa, já perdeu dois e, somando com uma derrota em casa antes da viagem, está a três jogos sem vencer. O Boston Bruins recebeu os Leafs e com cinco jogos a mais, e apenas três pontos à frente na classificação, também não podia desperdiçar pontos contra o adversário de divisão.

Jogar contra os Bruins nunca é fácil! A equipe de Boston tem jogadores muito perigosos como Brand Marchand e Patrice Bergeron, além de um ótimo goleiro em Tuuka Rask. 

Os Leafs não começaram bem e saíram atrás no placar. David Pastrnak abriu o placar para os Bruins logo aos 02m17s, no primeiro chute a gol do time dos Bruins. Os Leafs mantiveram a calma e buscaram o gol adversário até que aos 11m15s, William Nylander marcou um belo gol recebendo um passe de Nazem Kadri em frente ao gol e driblando Tuuka Rask. 

Com o jogo empatado os Leafs foram ao segundo período e após receber um empurrão na zona ofensiva e cair atrás do gol de Rask, James Van Riemsdyk, que voltava para a defesa, acabou recebendo um passe errado da defesa dos Bruins e com muita calma, driblou Rask e marcou por entre as pernas do goleiro para colocar a equipe visitante à frente no placar aos 08m31s. Somente 37s depois, aos 09m09s, William Nylander marcou o terceiro gol dos Leafs e retirou Rask do gelo. Rask foi substituído, mas isso não resolveu o problema para os Bruins que viram Nylander marcar o seu primeiro hat-trick da carreira na NHL aos 10m17s, num powerplay. Quando nós, torcedores dos Leafs pensávamos que com o placar de 4 a 1 a nosso favor, os Bruins estavam totalmente derrotados, a equipe da casa mostrou que não se rende facilmente e após uma briga entre McQuaid e Matt Martin, marcou dois gols de aproximando do placar e voltando ao jogo. Os gols foram marcados por David Pastrnak e Torey Krug. 

Para nosso desespero, Ryan Spooner marcou o gol de empate aos 10m06s, fazendo a torcida no TD Garden ir ao delírio! Connor Brown conseguiu dar a liderança aos Leafs novamente aos 15m15s. Os Bruins vieram pra cima e empataram aos 17m06s com Patrice Bergeron. Apesar de Frederik Andersen estar em uma ótima noite, o puck sobrou sozinho para Bergeron somente empurrar pro gol! Com o fantasma daquele fatídico jogo 7 dos playoffs em que os Bruins viraram o jogo e desclassificaram os Leafs, o jogo ficou desesperador para nós. Mas para nossa alegria, James Van Riemsdyk chutou forte e de forma inesperada para vencer Zane McIntyre, o goleiro dos Bruins e dar a vitória aos Leafs aos 18m24s. 

Martin Marincin não jogou bem e, além de cometer muitas penalidades, seus erros levaram os Bruins a marcar, pelo menos, dois gols. Na minha opinião, ele não deveria estar nos Leafs e sim, ser mandado aos Marlies para dar chance a outros jogadores. 

O próximo jogo fora de casa é hoje, contra os Islanders!

Go Leafs Gooooo

14/01/2017 – Toronto Maple Leafs @ Ottawa Senators

terça-feira, 17 janeiro 2017 Deixe um comentário

Vencer fora sempre é bom, mas vencer fora em noites consecutivas é ainda melhor!! E se for contra o seu rival de província? A matéria só vai melhorando! 

Após a vitória contra o New York Rangers, os Leafs voltaram ao Canadá, para visitar o Ottawa Senators na famosa Batalha de Ontario! 

Para dar un descanso a Frederik Andersen, Curtis McElhinney tomou conta do gol dos Leafs e seu desempenho foi simplesmente brilhante! McElhinney simplesmente fechou o gol e fez defesas espetaculares! O Toronto Maple Leafs é o sexto time por onde McElhinney passa em sua carreira! Somente ele e Chad Johnson são goleiros ainda ativos e que jogaram e venderam jogos por seis equipes diferentes! 

Os Leafs abriram o placar com Nazem Kadri aos 06m26s do primeiro período, reforçando a qualidade dos times especiais dos Leafs, pois o gol foi marcado num powerplay dos Leafs. 

O segundo período viu os Leafs avançarem no placar com um gol de Tyler Bozak aos 01m07s, mas viu os Senators empatarem com Dion Phaneuf aos 09m15s e com Kyle Turris aos 18m10s. O Toronto Maple Leafs tem sofrido com vantagens se tornarem nada durante a partida. Isso ainda não foi endereçado por Mike Babcock ou seus assistentes. 

Os Leafs voltaram melhor no terceiro período e fecharam o placar com gols de Nazem Kadri e Connor Brown aos 02m31s e 07m52s, garantindo a vitória dos Leafs!

Hoje, terça-feira, 17/01/2017, enfrentamos o Buffalo Sabres. 

Go Leafs Gooooo

13/01/2017 – Toronto Maple Leafs @ New York Rangers

segunda-feira, 16 janeiro 2017 Deixe um comentário

Depois de um belo descanso o Toronto Maple Leafs foi até o Madison Square Garden visitar o New York Rangers. 

A equipe demostrou muita vontade de vencer e  controlou o jogo dos Rangers. Frederik Andersen fez uma ótima partida e Henrik Lunqvist sofreu com a velocidade do ataque dos Leafs. 

Os Leafs começaram bem e William Nylander abriu o placar aos 04m49s. Antes de finalizar o período, aos 17m28s, com os Leafs em powerplay, James Van Riemsdyk marcou o segundo. Os Rangers bem que tentavam, mas paravam nas defesas de Frederik Andersen. O total de chutes à gol no período foi de 11 para cada equipe. 

No segundo período os Rangers voltaram tentando pressionar e Chris Kreider conseguiu diminuir para o time da casa aos 09m08s. Isso deu mais moral para os Rangers, que voltaram para o jogo, mas Connor Brown voltou a dar vantagem de dois gols aos Leafs aos 14m27s.

O terceiro período viu os Rangers com ainda mais vontade de retomar a partida, mas sofreram o quarto gol dos Leafs com Connor Carrick em powerplay aos 13m20s. Os Rangers conseguiram mais um gol, com J.T.Miller aos 18m35s, mas já não dava mais tempo pra nenhuma reação.

Uma boa vitória dos Leafs fora de casa e que ainda enfrentaria seu rival de divisão e província, o Ottawa Senators na noite seguinte.

Go Leafs Gooooo

06/01/2017 – Toronto Maple Leafs @ New Jersey Devils

segunda-feira, 09 janeiro 2017 Deixe um comentário

Jogando bem, mas ainda aguardando seus jogadores novatos ganharem experiência, o Toronto Maple Leafs foram até o Prudential Center visitar o New Jersey Devils.

Neste jogo os Leafs conseguiram uma bela vitória devido ao ótimo nível de jogo do primeiro período e acabaram por aparecer na classificação, dentro da zona dos playoffs, tendo 3 jogos menos que os Bruins e um a mais que os Senators. A classificação está bem embolada, com equipes um ou dois pontos acima ou abaixo dos Leafs e, até o final da temporada, muita disputa ainda vai rolar. A equipe tem demonstrado qualidades e levado muito perigo aos adversários, mas ainda necessita saber manter a segurança de um placar a seu favor.

O primeiro período dos Leafs foi “destruidor” com a equipe pressionando muito os Devils até que Nazem Kadri abriu o placar aos 09m26s, em vantagem numérica (powerplay). Os Devils tiveram a oportunidade de empatar com um powerplay concedido pelos Leafs, mas Connor Brown marcou o segundo gol dos Leafs, numa jogada embaraçosa para Cory Schneider aos 13m17s (shorthanded). Connor Brown foi atrás do puck dominado pelo goleiro dos Devils, mas o goleiro se atrapalhou e permitiu Brown levantar seu taco e chutar o puck para o gol. Auston Matthews foi o próximo a marcar para os Leafs aos 14m40s, retirando Schneider do gelo. Keith Kincaid substituiu o goleiro titular dos Devils que sofreu 3 gols em 5 chutes e não estava bem na noite, mas não conseguiu defender Mitch Marner em um outro powerplay, aos 15m15s.

Com 4 gols de vantagem o jogo chegou ao terceiro período, onde mais uma vez, a equipe dos Leafs não souberam como segurar a pressão do time da casa. Frederik Andersen fez uma ótima partida, mas não conseguiu parar todos os chutes que sofreu no terceiro período, permitindo gols de PA PArenteau, ex-jogador dos Leafs, aos 16m36s, num powerplay para os Devils e outro de Jon Merrill aos 17m31s.

Mais uma vitória e dois pontos para os Leafs que estão na luta por uma vaga nos playoffs.

Acredito que a equipe ainda amadurece mais na temporada e, se não houver nenhuma contusão importante, consegue chegar aos playoffs este ano.

GO Leafs GO

03/01/2017 – Toronto Maple Leafs @ Washington Capitals

quarta-feira, 04 janeiro 2017 Deixe um comentário

Após cinco vitórias seguidas, o Toronto Maple Leafs buscava manter a sequência contra o Washington Capitals. Até jogamos bem, mas o terceiro período tem sido nosso calcanhar de Aquiles e, ao final, acabamos perdendo na prorrogação. 

O jogo mal começou e concedemos um powerplay para os Capitals, que não desperdiçaram. Justin Williams abriu o placar logo aos 01m14s. Nazem Kadri empatou aos 06m39s também em powerplay e jos colocou de volta na partida. Estávamos jogando bem e Braden Holtby, o ótimo goleiro dos Capitals, parecia não estar em sua melhor noite, permitindo 3 gols em apenas 8 chutes no primeiro período. Connor Brown virou o placar aos 11m44s. T.J. Oshie empatou aos 16m00s, mas Frederik Gauthier voltou a colocar os Leafs à frente aos 18m06s. 

Braden Holtby acabou sendo substituído por Philipp Grubauer logo no início do segundo período. Numa jogada espetacular de Auston Matthews, que levou o puck para trás do gol de Grubauer e passou, de costas, para Leo Komarov marcar num powerplay aos 13m33s, dando uma liderança de dois gols no placar aos Leafs no início do terceiro período. 

Mais uma vez a “lentidão” do terceiro período veio para atacar os Leafs. Não sei se os jogadores jovens já pensam que o jogo esta ganho e diminuem o ritmo, ou se eles se aplicam tanto nos dois primeiros períodos que chegam ao terceiro mais cansados, mas a equipe simplesmente parou no gelo e sofreu com a pressão dos Capitals, que empataram o jogo com gols de Evgeny Kuznetsov aos 02m20s e Dimitri Orlov aos 03m39s. Os jogadores jovens dos Leafs estão muito bem e Mitch Marner recebeu o puck em ótima posição e partiu sozinho num contra-ataque, vencendo Grubauer aos 11m08s. Voltamos a respirar, mas por poucos minutos pois aos 13m55s, John Carlson voltou a empatar a partida. Só não perdemos no tempo regulamentar pois Frederik Andersen fez excelentes defesas no terceiro período. 

A decisão foi para a prorrogação e, dessa vez, a sorte não ficou ao lado dos Leafs, que deixaram ninguém mais, ninguém menos, que Alexander Ovechkin livre para desferir um potente chute, sem defesa para Andersen, fechando a partida e dando a vitória aos Capitals. 

Essa lentidão do terceiro período é algo em que Babcock precisa atuar, mas também pode ser devido à pouca experiência de muitos jogadores. Mas não podemos reclamar, afinal pontuamos nos últimos seis jogos, vencendo cinco deles!

Go Leafs Gooooo 

01/01/2017 – Detroit Red Wings @ Toronto Maple Leafs – Centennial Classic

segunda-feira, 02 janeiro 2017 Deixe um comentário

Antes de mais nada, quero desejar um ótimo 2017 a todos e, parece que o Toronto Maple Leafs começou o ano com o pé direito! Comemorando o centenário da equipe, os Leafs receberam o Detroit Red Wings no BMO Field, o estádio do Toronto F. C., time de futebol da MLS. 

No sábado, último dia do ano, houve o jogo entre ex-jogadores de ambas equipes, contando com nomes como Doug Gilmour, Larry McDonald, Mike Palmeteer, Curtis Joseph, Wendel Clark, Borje Salming, Darcy Tucker, Darryl Sittler, Al Iafrate, Felix Potvin, Dave Andreychuk, Kris Draper, Martin Lapointe, Brendan Shanahan, Chris Osgood, Chris Chelios, Tie Domi, Tomas Kaberle, Dimitri Yushkevich, Gary Roberts, Igor Larionov, Manny Legace, Niklas Lidstrom entre outras estrelas do passado recente da NHL. Neste jogo, que é um amistoso, os Red Wings venceram e houve um fato muito engraçado. Quando os Red Wings posavam para a foto da equipe, Larry McDonald, deslizou no gelo bem em frente deles, tentando “estragar” a foto!! Foi muito engraçado!  Mats Sundin estava cotado para participar, mas acabou cancelando pois sua esposa está para dar à luz a seu terceiro filho. No primeiro período, os Leafs cederam um pênalti shot para os Red Wings, mas Mike Palmeteer fez uma excelente defesa, como. Os tempos em que jogava nos Leafs! 

Para o jogo oficial, valendo pontos na temporada, o Toronto Maple Leafs, vindo de quatro vitórias seguidas, se sentia tranquilo, exceto pela presença de amigos e familiares neste jogo especial. O jogo começou e ambas equipes buscavam o gol, com os Leafs chutando mais ao gol de Jared Coreau, goleiro dos Red Wings, já que Mrazek e Howard estavam contundidos. O período, apesar de disputado, acabou sem nenhum gol. 

Os comentaristas citavam que em jogos ao ar livre, os times visitantes levam a vantagem no histórico de vitórias. O segundo período acabou trazendo esse medo à torcida dos Leafs, quando Anthony Mantha abriu o placar aos 05m32s, quando Henrik Zetterberg fez uma ótima jogada e Mantha chutou sem defesa para Frederik Andersen. O comentário da TV disse que, em jogos ao ar livre, às vezes o goleiro fica sem noção da profundidade pois atras do jogador adversário pode haver uma área muito escura, o que dificulta a visão do puck. Não sei se essa foi a razão, pois era um chute bem defensável, mas ainda não era momento de desespero.

Até o final do segundo período o jogo estava morno, disputado mas sem muita emoção. Tudo isso mudou drasticamente no terceiro período. Os Leafs parecem ter acordado e voltaram dominando o gelo. Aos 01m23s, Leo Komarov empata o jogo para os Leafs, recebendo um passe de Jame Gardiner. A pressão continuou e aos 08m23s, Mitch Marner fez uma linda jogada e marcou o segundo dos Leafs, virando o jogo. Aos 09m34s foi a vez de Connor Brown marcar e aos 12m05s, Auston Matthews marcou. Com 4 a 1 no placar, os Leafs pensaram que a vitória estava garantida, mas os Red Wings passaram a dominar e aos Jonathan Ericsson marcou aos 13m54s, Dylan Larkin aos 18m14s e, faltando apenas 1.1s para terminar o jogo, os Red Wings fizeram o gol de empate com Anthony Mantha. O gol foi revisto para ver se o puck tinha entrado antes de o cronometro zerar e se não houve interferência no goleiro. Após a verificação, o gol foi mantido e o jogo foi pra prorrogação. Os Leafs têm sofrido com a perda de liderança nos últimos jogos. Algo em que Mike Babcock tem que trabalhar a equipe. 

A prorrogação foi tão emocionante quanto o terceiro período, com chances para ambas equipe, com os goleiros realizando ótimas defesas, com Morgan Rielly partindo sozinho num contra-ataque e Jared Coreau defendendo, os Red Wings também levaram muito perigo ao gol de Frederik Andersen, mas ao final, Auston Matthews marcou o segundo gol da partida, faltando 01m20s para o final. Auston recuperou o puck, num chute de Jame Gardiner e chutou de backhand para surpreender Coreau e vencer o Centennial Classic! Foi um final dos sonhos para um evento celebrando o centenário de um dos times Original Six! Não posso pensar em uma forma melhor de comemorar! 

Agora é manter o ritmo que vamos rumo aos playoffs!!! Ainda tem muito jogo e muito tempo, mas com certeza dá! 

Go Leafs Gooooo

Go Matthews Goooooo

%d blogueiros gostam disto: