Arquivo

Posts Tagged ‘Carolina Hurricanes’

22/02/2020 – Carolina Hurricanes @ Toronto Maple Leafs – Um jogo que vai ficar na história

terça-feira, 25 fevereiro 2020 Deixe um comentário

Infelizmente a equipe do Toronto Maple Leafs vem apresentando inconsistência em seu jogo, jogando mal contra os Penguins em Pittsburgh, para depois jogar de forma perfeita contra os mesmos Penguins em Toronto, somente três dias depois. Após vencermos os Pittsburgh Penguins por shutout na quinta-feira, nosso próximo adversário, em Toronto, foi o Carolina Hurricanes, que disputa conosco uma vaga aos playoffs deste ano.

O jogo começa e numa jogada em que Zach Hyman disputava espaço em frente ao gol de James Reimer, ele acaba por empurrar o defensor dos Cabes, que cai encima de Reimer. Não me pareceu nada grave, mas o goleiro dos Canes ficou se movimentando para ver se conseguia continuar ou não a partida e, para meu espanto, acabou por ser substituído por Petr Mrazek. Essa situação, por si só, já inspirava preocupação para Rod Brindamour, o técnico dos Canes, pois teria um goleiro contundido e um goleiro extra, disponível no estádio, ficaria no banco.

Dave Ayres, 42 anos, motorista de Zamboni para o Toronto Marlies, time afiliado ao Toronto Maple Leafs na American Hockey League – AHL, é o goleiro extra, disponível em Toronto, para ocasiões como essa. Ele também auxilia nos treinos dos Marlies, quando necessário. Dave estava se preparando para tomar seu lugar no banco dos Canes e inclusive a camisa com seu nome já estava sendo preparada, em uma noite em que ele ficaria simplesmente como observador, de fora do gelo.

Para o espanto de todos no Scotiabank Arena, no segundo período, Kyle Clifford partiu ao ataque, buscando alcançar o puck, disputando na velocidade contra um defensor dos Canes, quando Petr Mrazek teve a péssima ideia de tentar chegar primeiro no puck, que estava mais pra linha azul que para o gol dos Canes. Clifford chegou no puck primeiro, mas acabou colidindo forte com Mrazek, numa jogada que acabou por contundir o goleiro dos Canes. Apesar de eu achar que a jogava foi normal, afinal Mrazek se expôs a isso quando saiu do gol e Clifford, que é muito forte, chegou primeiro ao puck, os árbitros deram penalidade a Clifford. Inicialmente foi uma penalidade major (em que o jogador fica fora do gelo por todo o tempo da penalidade, independente se a equipe adversária marca gols ou não), mas após revisão, deixaram como uma penalidade minor. Ninguém entendeu a razão da penalidade, inclusive no Twitter, onde vários comentaristas e ex-jogadores comentaram que não viam razão nenhuma para deixar Clifford no banco de penalidades. Brindamour não estava acreditando que a partida, que estava com placar de 4 a 1 para os Canes, ia ter agora um goleiro totalmente inexperiente no nível da NHL, defendendo sua equipe.

Dave Ayres entrou no gelo, usando uma máscara de goleiro, pads e stick dos Marlies, e sua jersey dos Canes, com o número 90. Ele estava perdido e nervoso pela situação, e por estar tornando um de seus sonhos em realidade, e acabou tomando dois gols nos três primeiros chutes que recebeu. Mesmo assim os jogadores dos Canes iam até ele e Erik Haula chegou a dizer pra ele relaxar e curtir o momento, não importasse quantos gols seriam marcados nele. E o segundo período acabou com o placar de 4 a 3 pros Canes.

Todos no Scotiabank Arena, apesar de querendo e esperando uma reação dos Leafs e entender que Ayres, não sendo um goleiro profissional, não conseguiria parar chutes de Auston Matthews, William Nylander, Mitch Marner e cia, apoiava o goleiro a cada vez que ele defendia ou fazia alguma jogada. Inexplicavelmente a equipe dos Leafs não conseguia atacar e a isso eu parabenizo o Carolina Hurricanes, que havia jogado na noite anterior e estava totalmente empenhado a proteger o gol de Ayres. Erramos muitos passes, não conseguimos sequer nos valer de powerplays para marcar mais gols. E, também erramos na defesa, o que permitiu aos Canes ampliarem o placar para 6 a 3. Foi um período onde os Leafs jogaram de forma irreconhecível. Marner não conseguia sequer dominar o puck, Matthews até tentava, mas não conseguia chegar ao gol de Ayres, a defesa dava passes errados e permitia o ataque dos Canes, etc.

Ao final, Dave Ayres defendeu um último chute antes do tempo se esgotar e foi ovacionado por todos na arena, que apesar da derrota vergonhosa dos Leafs, pelo fato de não conseguirem chutar num goleiro que nem é profissional, viram uma história inesquecível de uma pessoa comum, motorista de Zamboni, conseguir ajudar a equipe que defendeu vencer um jogo na NHL. Ayres foi muito abraçado e cumprimentado pelos jogadores dos Hurricanes.

Dave Ayres fez história e mereceu celebração no vestiário dos Canes, além de ter uma camiseta dos Canes com seu nome sendo vendida no site da equipe. Com royalties que serão revertidos a ele! Espero que venda muitas camisetas com o nome dele!

Hoje, terça-feira, Dave estará em Raleigh, casa do Carolina Hurricanes, recebendo homenagem do time e da torcida!

Esse é mais um capítulo da história do Toronto Maple Leafs! Uma parte vergonhosa, por simples falta de esforço da equipe, que conseguiu perder para um goleiro amador, que por acaso dirige o Zamboni de seu time afiliado na AHL.

Parabéns Dave Ayres!! Sua história será sempre lembrada por todos os torcedores dos Leafs e dos outros times da NHL, em especial pelo Carolina Hurricanes!

Aos Leafs restou se recolherem e buscar entender o que aconteceu lars que possam tomar as devidas providências de não deixar isso acontecer nunca mais.

Ainda estamos com a vaga nos playoffs na mão, mas temos que voltar a vencer de forma consistente até o final da temporada. Ainda dá, mas não podemos tropeçar!

Go Leafs Goooooo

Tim Gleason retorna aos Hurricanes

quinta-feira, 03 julho 2014 Deixe um comentário

42 Tim Gleason (D)

42 Tim Gleason (D) (Photo credit: Wikipedia)

Tim Gleason, o defensor que veio aos Leafs após a troca realizada com o Carolina Hurricanes, onde os Leafs enviaram John-Michael Liles, acabou por ter seu contrato cancelado e voltou a assinar com os Hurricanes por um ano.

Boa sorte a Gleason!

Tim Gleason é liberado de seu contrato com os Leafs

terça-feira, 01 julho 2014 2 comentários

Tim Gleason

Tim Gleason (Photo credit: Wikipedia)

Na véspera da abertura do período de contratações, os Leafs liberam o defensor Tim Gleason de seu contrato. Gleason ainda teria direito a receber 4 milhões de dólares pelas próximas duas temporadas, mas agora ainda receberá dos Leafs 5,7 milhões de dólares divididos nas próximas quatro temporadas e liberará 3 milhões de dólares para ser usado já neste período de contratações.

O jogador veio aos Leafs na troca que envolveu a ida de John-Michael Liles para o Carolina Hurricanes, logo após o Winter Classic 2014.

A idéia é que Gleason e Roma Polak, recém adquirido em troca com o St. Louis Blues, tinham a mesma função, a de um defensor puro, que usa o tamanho para intimidar os adversários.

Obrigado Gleason pelo período que esteve com os Leafs! Boa sorte onde quer que vá!

Go Leafs GO

Tim Gleason é dos Leafs. Liles vai para os Hurricanes.

sexta-feira, 03 janeiro 2014 Deixe um comentário

Tim Gleason

Tim Gleason (Photo credit: Wikipedia)

Com a necessidade e adicionar um defensor forte e que possa simplesmente acabar com a jogada ofensiva do time adversário, os Leafs adquiriram Tim Gleason, nativo de Michigan, numa negociação com o Carolina Hurricanes. Esta negociação viu John-Michael Liles e o prospecto Dennis Robertson indo para Carolina.

Gleason tem ainda duas temporadas após a atual em seu contrato com um peso de 4 milhões de dólares.

Liles nunca foi considerado como parte integrante d corpo de defesa dos Leafs e apesar de ser um ótimo defensor, com habilidade para controlar o puck, acabou sendo passado por jogadores mais novos no elenco dos Leafs como Jake Gardiner e Morgan Rielly.

Liles chegou até mesmo a treinar em Michigan, para o NHL Winter Classic, mas devido à sua negociação, não jogou a partida.

Sejam bem-vindo Tim Gleason, que Randy Carlyle encontre um par de defesa que complemente as suas habilidades e que deixe a defesa dos ameaça mais sólida e, quem sabe, evitando muitos chutes dos adversários, algo em que estamos devendo nesta temporada.

John-Michael Liles, obrigado por seu tempo como um jogador dos Leafs. Infelizmente não houve como mantê-lo na equipe, então desejo boa sorte para você no Carolina Hurricanes.

Enhanced by Zemanta

29/12/2013 – Carolina Hurricanes @ Toronto Maple Leafs

segunda-feira, 30 dezembro 2013 2 comentários

Esse foi o último jogo dos Leafs antes do NHL Winter Classic a ser jogado em primeiro de janeiro em Ann Arbor, Michigan, no estádio de futebol americano, Big House, contra o Detroit Red Wings. Os Leafs receberam a visita do Carolina Hurricanes, de quem já haviam perdido no primeiro jogo desta temporada entre as equipes.

Os Leafs vinham de vitória sobre o Buffalo Sabres, conseguida no shootout e manter o aproveitamento antes da virada do ano seria muito bom.

Infelizmente os Leafs começaram mal e não deram chutes durante os primeiros 10 minutos de jogo, período em que os Hurricanes deram 8 chutes ao gol de Jonathan Bernier. O primeiro chute dos Leafs sobre Cam Ward só aconteceu aos 11m39s com Joffrey Lupul. O placar foi aberto aos 16m56s por Phil Kessel, após o jogador dos Leafs chutar o puck detrás do gol e o puck bater nas costas de Cam Ward e entrar.

No segundo período, antes de terminar o segundo minuto, os Hurricanes empataram com Nathan Gerbe, aos 1m36s. Aos 13m42s, Phil Kessel voltou a marcar para os Leafs num contra-ataque junto com James Van Riemsdyk e aos 14m58s, Nikolai Kulemin faz ótima jogada e chuta forte, sem defesa para Cam Ward. Somente no finalzinho do período, aos 17m43s, quando os Leafs estavam sem Paul Ranger e Dion Phaneuf, que cometeram penalidades, e os Hurricanes sem Alexander Semin, Justin Faulk marcou o segundo gol dos Hurricanes.

O terceiro período parecia que seria disputado com o placar somente com um gol de diferença, mas os Leafs conseguiram dominar o jogo, mesmo desferindo um menor número de chutes à gol, e marcaram mais 2 gols, com Paul Ranger aos 04m58s, recebendo uma assistência de Tyler Bozak, que aliás fez uma excelente partida de retorno, marcando três assistências na noite, e de Dion Phaneuf, aos 19m52s, com o Carolina Hurricanes jogando sem goleiro. O gol de Phaneuf foi marcado a partir da zona defensiva, o puck foi chutado por cima dos defensores dos Hurricanes e acabou por sair rolando no gelo, com um dos defensores atrás. O puck acabou entrando e o defensor colidiu com o gol, tirando-o da posição.

Ao final os Leafs venceram no tempo regular, pela quarta vez, desde 30 de Outubro e vão ao NHL Winter Classic vindo de 5 jogos sem derrota no tempo regular, sendo desses 5, 3 vitórias!

Go Leafs Gooooo

———————————————————

Gostaria aqui e agradecer a todos os leitores do blog e desejar um ótimo ano de 2014, com muito hóquei e com os Leafs indo mais à frente nos playoffs.

Enhanced by Zemanta

Mike Komisarek é o mais novo jogador do Carolina Hurricanes

sexta-feira, 05 julho 2013 Deixe um comentário

O Carolina Hurricanes contratou o defensor Mike Komisarek por um ano, num contrato de $700.000 dólares.

O defensor foi dispensado e teve seu contrato cancelado com os Leafs na semana passada.

Após 10 temproadas na NHL, Komisarek jogará pela primeira vez defendendo um time americano. Sua carreira foi toda dividida entre o Montreal Canadiens e os Leafs.

————————————————————————————————————————

Boa sorte Mike!

 

28/03/2013 – Carolina Hurricanes @ Toronto Maple Leafs

sexta-feira, 29 março 2013 2 comentários

Os Leafs parecem estar embalados e na direção certa este ano. Vindos de uma vitória em casa contra o Flórida Panthers os Leafs buscavam nova vitória, agora contra os Hurricanes.20130328_Hurricanes@Leafs_Banner

O primeiro período foi jogado com muita intensidade pelos Leafs que dominaram o time visitante. Aos 03m58s numa bela troca de passes, Phil Kessel deu um passe na medida para Tyler Bozak abrir o placar contra Justin Peters, marcando o seu décimo gol da temporada. Os Leafs ainda tiveram inúmeras chances, mas não aumentaram a liderança.

20130328_Hurricanes@Leafs_ScoreNo segundo período, aos 09m03s, a pressão dos Leafs continuava e Cody Franson, também após receber um belo passe de Phil Kessel, marcou o segundo dos Leafs, após Joffrey Lupul fintar que iria controlar o puck atrás do gol e deixá-lo seguir até Riemsdyk, que passou para Phaneuf, que passou para Kessel e que deixou Franson numa ótima posição para chutar, em vantagem numérica (Powerplay). Com dois a zero no placar, parecia que a vitória seria fácil, mas tudo começou a mudar quando em desvantagem numérica, Eric Staal recebeu o puck num contra-ataque, sozinho, e partiu para o gol de James Reimer. Reimer mais uma vez tomou um gol por baixo das pernas (five hole ou pelas canetas), aos 11m29s. Não sei o que acontece, mas Reimer tem tido muitos problemas para defender chutes debaixo das pernas! Precisa treinar mais e melhorar sua técnica! Após o gol os Leafs ficaram perdidos e aos 15m52s a defesa dos Leafs permitiu que Alexander Semin, um jogador muito habilidoso e com um chute certeiro, patinasse livremente e desferisse um chute que Reimer não conseguiu defender, empatando a partida. O segundo período viu a liderança dos Leafs cair pelo gelo abaixo!

O terceiro e decisivo período começou e os Leafs ainda pareciam perdidos. Aos 06m55s foi a vez de Jordan Staal marcar o terceiro gol do time visitante, virando a partida em pleno Air Canada Centre. Somente após a metade do período os Leafs acordaram e voltaram a pressionar. Aos 14m35s, os Leafs trocaram muitos passes no ataque até que Dion Phaneuf acertou um chute potentíssimo, uma bomba, indefensável para Justin Peters. Partida empatada. Aos 16m50s, todos foram presenteados com uma belíssima jogada de Joffrey Lupul, que recuperou o puck na defesa, conduziu o puck até o ataque com muita velocidade, passou por Joe Corvo e cruzou em frente ao gol, marcando o gol da vitória dos Leafs. Um golaço!! Com apenas um gol de diferença já era esperado que os Hurricanes tentariam o empate. Na tentativa de ter maiores chances de marcar, os Hurricanes ficaram sem goleiro, colocando um atacante a mais no gelo. Os Leafs conseguiram se defender e num rápido contra-ataque, aos 19m15s Nikolai Kulemin passou para Jay McClement marcar com o gol vazio, o quinto gol dos Leafs. Novamente sem goleiro, aos 19m57s, o próprio Nikolai Kulemin partiu em altíssima velocidade, sozinho, quase perdeu o controle do puck, mas conseguiu marcar o sexto gol dos Leafs, fechando o placar e a vitória!

Amanhã, para fechar o mês de Março, faremos uma visita ao Ottawa Senators, para mais uma Batalha de Ontario. Vencendo, ficamos empatados com os Senators, com 44 pontos!

Go Leafs Goooooo

%d blogueiros gostam disto: