Anúncios

Archive

Posts Tagged ‘Carey Price’

25/02/2017 – Montreal Canadiens @ Toronto Maple Leafs

segunda-feira, 27 fevereiro 2017 Deixe um comentário

O Toronto Maple Leafs bem que tentou de tudo, mas acabaram sendo “varridos” pelo Montreal Canadiens, que venceu todos os 4 jogos disputados nesta temporada. Na verdade os Leafs não vencem os Canadiens a exatos 14 jogos seguidos. Não é um recorde para se orgulhar, mas creio que estamos perto de derrubar mais esse recorde negativo, assim como fizemos com os Bruins! 

Na NHL não existem goleiros ruins, mas Carey Price é um dos melhores do mundo e enfrentá-lo é um grande desafio, pois ele não se desespera, se posiciona muito bem e tem uma reação muito rápida. 

Os Leafs saíram na frente com um gol de Auston Matthews aos 10m54s, com o puck desviando no taco de um jogador dos Canadiens. Só assim para vencer Carey Price.

Apesar de sair na frente e de dar 12 chutes a gol no segundo período, os Leafs sofrerM dois gols, marcados em apenas cinco chutes dos Habs. O gol de empate foi marcado por Max Pacioretty aos 07m29s, em powerplay. O gol da virada dos Habs veio aos 16m21s, com Alex Galchenyuk. Carey Price fez defesas simplesmente inacreditáveis, mantendo o seu time no jogo.

No terceiro período, Auston Matthews novamente marca, empatando o jogo aos 01m19s, agora desviando um chute de Zach Hyman. O jogo ficou disputado até o apito final, mas nenhuma equipe conseguiu vencer Price ou Frederik Andersen.

A decisão veio somente na prorrogação onde, após uma defesa de Price contra Auston Matthews, a equipe dos Canadiens partiu ao ataque em 2 contra 1, com Zach Hyman tentando voltar para marcar Andrew Shaw, mas chegando atrasado. Frederik Andersen saiu do gol para cortar o passe de Tomas Plekanec, mas também chegou atrasado e Shake somente o driblou e chutou no gol aberto! Mais uma vitória dos Habs! 

Andersen deve rever o lance e aprender que se é pra sair do gol, que você tem que garantir que vai cortar o puck, se não, fica no gol!!! Hyman estava chegando no Shaw e também leva parte da culpa pelo gol, pois não deveria ter deixado o jogador dos Habs à sua frente! 

Os Leafs jogaram sem Tyler Bozak, que teve um corte na mão e que infeccionou, e Mitch Marner, mas eles são esperados para voltar na terça-feira! Auston Matthews chegou aos 30 gols na temporada, mesma marca de Patrick Laine e é a primeira vez desde 1963, que as duas primeiras escolhas do Draft marcam mais de 30 gols na primeira temporada na NHL. Na história dos Leafs, é a terceira vez que um novato marca mais de 30 gols, os outros foram Wendel Clark (34 gols na temporada 1985-86) e Daniel Marois (31 gols na temporada 1988-89). 

Os Leafs partem para uma viagem à Califórnia para três jogos, começando com o San Jose Sharks nesta terça-feira, nossa quarta-feira de madrugada.

Estamos num momento crucial na temporada e não podemos nos dar ao luxo de perder pontos preciosos! 

Go Leafs Gooooo

Anúncios

07/01/2017 -Montreal Canadiens @ Toronto Maple Leafs

segunda-feira, 09 janeiro 2017 Deixe um comentário

Vindos de um ótimo jogo e vitória contra os Devils, em New Jersey, os Leafs receberam o forte time do Montreal Canadiens, no Air Canada Centre. Os Habs deram fim a uma sequência de 7 jogos pontuando dos Leafs.

Carey Price foi simplesmente espetacular na partida e, embora os Leafs tentassem, os chutes eram todos bloqueados ou defendidos por Price, mesmo quando havía muito tráfego em frente a ele. Era como se a luva dele tivesse um imã que atraía o puck!

Antes dos quatro minutos do primeiro período, os Habs já tinham marcado dois gols em Frederik Andersen. O primeiro foi marcado por Max Pacioretty, logo aos 00m20s, recebendo um passe vindo de tras do gol de Andersen e chutando de primeira. O segundo gol dos Habs foi aos 03m47s, quando Artturi Lehkonen venceu Andersen entre o braço e a perna. Os Leafs não desistiram e foram atrás do prejuízo. Aos 08m25s, Tyler Bozak recebeu passe de Mitch Marner e mandou pro fundo da rede de Carey Price. Aos 16m01s, foi a vez de Nazem Kadri marcar o gol de empate, com um toque sutil no puck, para que ele passasse por cima de Carey Price. Ambos gols dos Leafs foram em powerplays. Infelizmente para os Leafs, a última jogada no período viu Nikita Scherbak marcar o seu primeiro gol na NHL, num powerplay para os Habs, num lance muito bonito. Scherbak recebeu um passe na frente do gol de Frederik Andersen e fez um movimento rápido com o taco, tirando o puck do alcance de Andersen e chutando ao gol, aos 19m58s.

O gol dos Habs desestabilizou os Leafs e, aos 00m36s do segundo período, Alexander Radulov ampliou o placar, também em powerplay. No finalzinho do período, aos 18m15s, depois de muitas tentativas, James Van Riemsdyk conseguiu vencer Carey Price, reduzindo a diferença do placar para somente um gol, o que criou esperança para a torcida dos Leafs para o terceiro período.

Apesar de todos os esforços, os Leafs esbarraram no, talvez, melhor goleiro da liga na atualidade. Price defendia tudo! A pressão acabou não dando resultado aos Leafs que ainda sofreram mais um gol, dessa vez marcado por Michael McCarron aos 03m51s. O restante do período viu os Leafs tentarem, tentarem sem sucesso, vencer Price. Nem mesmo com 6 jogadores contra 4, já jogando sem goleiro, os Leafs obtiveram sucesso e acabaram sendo derrotados em casa.

Nos três gols dos Leafs, Mitch Marner anotou assistências o que demonstra que o jogador tem uma ótima visão do gelo e deixa seus companheiros em ótimas situações para marcar.

O próximo jogo será somente em 13 de janeiro, contra o New York Rangers no Madison Square Garden.

Go Leafs GO

 

19/11/2016 – Toronto Maple Leafs @ Montreal Canadiens

segunda-feira, 21 novembro 2016 Deixe um comentário

O Toronto Maple Leafs, vindo de uma sequência de vitórias, foi ao Bell Centre, enfrentar o Montreal Canadiens, um time com jogadores mais experientes e com Carey Price, o goleiro considerado como o melhor da NHL na atualidade. 

Mais uma vez, Frederik Andersen defendeu a meta dos Leafs e fez um ótimo trabalho, realizando lindas defesas, impedindo que os Canadiens ampliassem o placar. 

Os Leafs não começaram mal, mas todas as chances de gol da equipe acabavam defendidas por Carey Price que, muitas das vezes, parecia que nem fazia tanto esforço para realizar as defesas. Não por falta de qualidade no chute dos Leafs, mas por uma tremenda qualidade, habilidade e confiança do goleiro dos Habs. Aos 15m45s, Paul Byron foi oportunista e abriu o placar, se aproveitando de um rebote de Frederik Andersen, que jogava muito bem. 

No segundo período, as equipes voltaram bem e com os Habs em powerplay. Eles não desperdiçaram e marcaram o segundo gol logo aos 00m32s com Alex Galchenyuk. Mesmo assim, os Leafs não desistiram e William Nylander diminuiu para os Leafs aos 08m47s, recebendo um belo passe de Auston Matthews e Leo Komarov. 

Infelizmente não houve mais nenhum gol no jogo e os Canadiens saíram com a vitória em casa.

Os Leafs voltam ao gelo na terça-feira, 22/11/2016, recebendo a visita do Carolina Hurricanes.

Go Leafs Goooooo

24/10/2015 – Toronto Maple Leafs @ Montreal Canadiens

domingo, 25 outubro 2015 Deixe um comentário

Com a derrota na decisão por pênaltis (shootout) contra o Buffalo Sabres, os Leafs enfrentariam o Montreal Canadiens pela segunda vez na temporada. A primeira foi na abertura da temporada, em Toronto, quando os Leafs sofreram a primeira derrota. Nesta temporada, após oito jogos, os Canadiens ainda não sabem o que é perder um jogo. Ganharam todos os oito jogos e todos eles no tempo regular.

Mais uma vez os Leafs iniciaram a partida com Jonathan Bernier no gol. Na primeira partida da temporada, Bernier sofreu seu primeiro gol, no primeiro chute dos Canadiens, dado por Max Pacioretty. Bernier busca retomar sua confiança e manter seu status como goleiro número 1 dos Leafs.

A partida começou e nem mesmo o fato de ter jogado na noite anterior diminuiu o volume de jogo dos Canadiens que abriram o placar aos 10m53s, em powerplay, com um forte chute de PK Subban. Os Leafs mantiveram um bom controle e também tinham boas chances de empatar, mas que paravam em Carey Price, que teve mais uma noite muito boa e sólida, salvando a equipe de Montreal em muitas oportunidades. Não houveram mais gols no primeiro período, mesmo com os Leafs dando mais chutes ao gol que os Habs (14 a 11).

O segundo período foi bem movimentado e os Leafs tiveram um domínio maior ainda no número de chutes a gol (23 a 11), mas mesmo assim o aproveitamento dos Habs foi melhor. Tudo começou com Lars Eller logo aos 01m54s, se aproveitando de um rebote de Bernier. Aos 02m37s Leo Komarov diminuiu para os Leafs marcando o seu quarto gol da temporada, metade do que havia marcado em toda a temporada passada. Aos 04m24s foi a vez de David Desharnais colocar os Habs com vantagem de dois gols novamente, num gol que, mais uma vez, poderia ter sido defendido por Bernier. Aos 06m36s, James Van Riemsdyk marcou mais um para os Leafs deixando a vantagem dos Habs em apenas um gol. Mas quando os Leafs pensaram que teriam a chance de empatar, num powerplay, um erro na zona neutra deu chance ao time da casa de ampliar a vantagem. Os Habs não desperdiçaram. Aos 15m30s, Max Pacioretty, mais uma vez, vence Jonathan Bernier e coloca os Habs com dois gols de vantagem num gol shorthanded. Ainda antes de terminar o segundo período, num powerplay, os Habs marcam o quinto gol com Brendan Gallagher aos 19m46s.

Aos Leafs somente restou tentar usar o terceiro período para mudar a história da partida e evitar a nona vitória seguida dos Canadiens, mas ao final de 20 minutos, somente produziu um gol, aliás, um belíssimo gol, de Morgan Ariely, que levou o puck ao ataque e bateu forte, por sobre o ombro de Carey Price que, desta vez, estava um pouco fora de posição no gol. No terceiro período foram 15 chutes dos Leafs contra somente 5 dos Habs.

O resultado foi a nona vitória dos Habs na temporada, num início demolidor que demonstra que a equipe é uma das favoritas à Stanley Cup deste ano! E aos Leafs restou marcar a segunda derrota consecutiva contra seu rival  divisão.

O próximo jogo dos Leafs é amanhã, em Toronto, contra o Arizona Coyotes, de Dylan Strome!

Go Leafs Go

22/03/2014 – Montreal Canadiens @ Toronto Maple Leafs

terça-feira, 25 março 2014 Deixe um comentário

Três derrotas seguidas começa a deixar os Leafs numa situação difícil pois os times que estão abaixo dele na classificação estão encostando. Os Canadiens foram à Toronto vindos de uma derrota e necessitando vencer para se manter à frente dos Leafs.

Com Jonathan Bernier ainda contundido os Leafs continuaram com James Reimer no gol. Pelos Habs, após um período de contusão, Carey Price estava no gol.

Logo aos 05m47s, Max Paccioretty chutou forte e Reimer aceitou. Tomou o gol por entre as pernas, deixando o time visitante abrir o placar. Aos 06m52s, foi a vez de Rene Bourque chutar e Reimer não conseguir defender com sua luva. Dois a zero Habs em menos de 10 minutos de jogo e com dois gols que dariam para ser defendidos por Reimer. Começar um jogo já com dois gols de diferença deixa tudo muito mais complicado! Mas os Leafs mostraram raça e aos 11m02s, empataram com Joffrey Lupul, que recebeu um passe de Mason Raymond e chutou de primeira! Belíssimo gol que trouxe mais confiança aos Leafs. O empate veio sete minutos depois. Aos 18m03s, Tyler Bozak marca para os Leafs num passe de Phil Kessel. Parecia que o período terminaria empatado e o jogo recomeçaria no segundo período, mas aos 19m07s, Brian Gionta chutou e na tentativa de tirar o taco do caminho, Tim Gleason desviou o puck para o gol dos Leafs, desta vez sem chances de defesa para Reimer que estava bem posicionado.

O segundo período terminou sem gols, mas com os Leafs jogando melhor.

Logo no começo do terceiro período Nazem Kadri empata para os Leafs durante um powerplay aos 02m49s. Os Leafs voltavam a ter a chance de virar a partida, mas Price fazia ótimas defesas, impedindo a virada. Foi quando aos 11m14s, os Habs foram ao ataque e fizeram uma rápida troca de passes encontrando Tomas Plekanec sozinho no círculo esquerdo do Reimer. Plekanec chutou e Reimer, mudando de posicionamento para fechar o canto esquerdo, acabou fazendo o puck bater em sua proteção de perna e ir parar dentro do gol dos Leafs. Ao final, os Leafs ainda tentaram pressionar mas nada conseguiram a não ser a quarta derrota seguida.

James Reimer não vem jogando bem e acredito que sua insegurança se reflete nos jogadores à sua frente, que acham que qualquer chute do time adversário pode gerar um gol. Infelizmente Bernier ainda não está pronto para voltar, mas os Leafs precisam dar um jeito nisso e logo, senão já podem dizer adeus aos playoffs!!

Dos quatro gols sofridos, três eram defensáveis!

Na noite seguinte jogaríamos contra os Devils, em New Jersey.

Go Leafs Goooooo

18/01/2014 – Montreal Canadiens @ Toronto Maple Leafs

segunda-feira, 20 janeiro 2014 Deixe um comentário

Ahhhhh como é bom vencer! E os Leafs estão num momento bom na temporada, vindos de três vitórias seguidas e enfrentando os Habs, no Air Canada Centre. Os Habs estão à frente dos Leafs na classificação geral e os Leafs necessitavam muito de mais uma vitória para diminuir a distância até eles.

20140118_Habs@Leafs_BannerConforme disse Randy Carlyle, técnico dos Leafs, este é um daqueles jogos em que você sente calafrios e fica excitado e envolvido … Se não for assim, você não entende direito o que é esta rivalidade e este jogo, ainda mais em um Hockey Night um Canada!

Os Leafs começaram melhor e abriram o placar com Cody Franson, numa ótima jogada de Nazem Kadri, que driblou o defensor dos Habs e passou para Franson marcar aos 04m49s. Os Leafs quase chegaram a dois gols de vantagem numa jogada em que Mason Raymond recebeu um passe e, livre de marcação, chutou, mas Carey Price defendeu com a perna. Após uma penalidade cometida por Carl Gunnarsson, Brendan Gallagher empatou para os Habs no powerplay. A partida terminou empatada no primeiro período.

20140118_Habs@Leafs_ScoreNovamente o placar foi alterado pelos Leafs no segundo, com Phil Kessel marcando aos 13m11s e com Mason Raymond aos 17m47s, dando uma liderança mais tranqüila aos Leafs. O jogo estava bem físico e disputado e, faltando apenas 23s para terminar o período, os Canadiens encontraram uma forma de diminuir a diferença e seu capitão, Brian Gionta, encontrou um espaço por baixo da luva esquerda de Jonathan Bernier.

Quanta emoção ainda não nos reserva a este jogo! No terceiro período os Leafs viram os Canadiens empatarem com David Desharnais, aos 09m06s, dando muita energia ao time visitante, mas numa jogada iniciada na defesa dos Leafs, o puck foi passado próximo às bordas e enganou o defensor dos Habs. Tyler Bozak controlou o puck e cruzou na medida para James Van Riemsdyk marcar e colocar os Leafs à frente novamente aos 14m27s. Nos cinco últimos minutos, a emoção era garantida a cada ataque de cada equipe. Houve uma jogada em que o puck bateu no acrílico atrás do gol dos Leafs e, de uma forma inesperada, ricocheteou em direção a Jonathan Bernier. O puck chegou a bater no capacete do goleiro e no travessão, mas felizmente não entrou no gol! Teria sido um gol muito bizarro! No último minuto de jogo os Canadiens tiraram Carey Price do gelo e ficaram com seis jogadores de linha, para pressionar os Leafs, mas Bernier estava sólido no gol e, numa interceptação de um passe, Joffrey Lupul passou por dois jogadores na zona neutra e ia disputando com Lars Eller em direção ao gol aberto dos Habs. Faltando apenas chutar ao gol, Eller acaba por derrubar Lupul, que escorregando sentado no gelo acabou por conduzir o puck que bateu na trave e não entrou. Como houve a penalidade sobre Lupul e e estava livre em direção ao gol aberto, os juízes validaram a jogada como um gol, o quinto dos Leafs na partida, finalizando a vitória dos Leafs.

Foi a quarta vitória seguida dos Leafs que iniciam hoje uma viagem para 4 jogos fora de casa.

Um fato interessante da partida foi o quarto gol dos Leafs, marcado por James Van Riemsdyk. O jogador que costuma ser sempre contido, comemorou o gol agarrando o símbolo dos Leafs de sua blusa e vibrando, mostrando que era dos Leafs!!! Ele não costuma fazer isso, mas acabou fazendo após Brendan Gallagher ter feito algo semelhante quando passou em frente ao banco dos Leafs após o primeiro gol dos Habs, marcado por ele.

Que esse espírito de luta continue!!!

Go Leafs Goooo

Enhanced by Zemanta

30/11/2013 – Toronto Maple Leafs @ Montreal Canadiens

terça-feira, 03 dezembro 2013 Deixe um comentário

Com a seqüência de derrotas os Leafs necessitam voltar a vencer e enfrentaram o seu rival de conferência, Montreal Canadiens, em pleno Bell Centre.

O Montreal vive um momento totalmente oposto aos Leafs e vem ganhando partidas seguidas.20131130_Leafs@Habs_Banner

O jogo começou com uma penalidade cometida por Carl Gunnarsson aos 20s de partida. Essa penalidade permitiu aos Habs abrir o placar aos 58s, com um gol de Max Pacioretty. Aos 16m13s foi a vez de PK Subban aumentar para o time da casa. Quando os Leafs conseguiam chegar ao ataque, eram parados pela defesa dos Canadiens, ou por Carey Price.

20131130_Leafs@Habs_ScoreCom 2 a 0 no placar, os Habs voltaram bem para o segundo período, e dobraram a vantagem com gols de Thomas Plekanec aos 15m05s e o segundo gol da noite de Max Pacioretty aos 17m22s, este enquanto os Habs estavam em desvantagem numérica. Na jogada, Pacioretty foi ao contra-ataque, sendo marcado por Gunnarsson, que não o impediu de desferir o chute. Poderia ter dado um tranco em Pacioretty, o que não permitiria o chute ao gol de Jonathan Bernier, mas acabou não se utilizando da jogada física. Com 4 a 0 no placar, parece que os Leafs tomaram um susto e acordaram para a partida. Em apenas 22s, marcamos dois gols. O primeiro foi de James Van Riemsdyk, aos 18m10s, num lance em que, quase sem ângulo e com Carey Price em posição de defesa, JVR demonstrou sua habilidade com o puck e deu um tiro certeiro, colocado, sobre o ombro de Price. O segundo gol foi de Mason Raymond, que aos 18m32s, se aproveitou de um rebote de Price e diminuiu a vantagem dos Habs sobre os Leafs.

Logo no início do terceiro período, Phil Kessel teve duas chances de diminuir e, na primeira, com o gol aberto, acabou acertando a trave de Price, mostrando que a sorte não estava ao nosso lado. O restante da partida viu os Leafs tentando reduzir a vantagem dos Canadiens, sem sucesso. O placar final ficou em Leafs 2 x Canadiens 4.

Pela vigésima terceira vez na temporada, com 27 jogos até agora, os Leafs permitiram que o adversário desse mais chutes a gol! Dessa vez a diferença foi pequena, apenas 3 chutes, mas Jogando assim fica muito difícil se manter vitorioso, já que exige muito de seus goleiros e demonstra que a defesa não consegue limpar a jogada dos times adversários, ainda mais quando o ataque não consegue produzir.

O próximo desafio será contra os Sharks, em casa, amanhã. Precisamos muito voltar a vencer e voltar a jogar como em Outubro! Novembro não foi um bom mês para os Leafs.

Será que Bolland está fazendo tanta falta assim aos Leafs!!?!?!?

Go Leafs Go

%d blogueiros gostam disto: