Anúncios

Arquivo

Posts Tagged ‘Tyler Ennis’

19/09/2018 – Toronto Maple Leafs @ Ottawa Senators – Pré-temporada

sexta-feira, 21 setembro 2018 Deixe um comentário

No segundo jogo da pré-temporada, o Toronto Maple Leafs trouxe Auston Matthews, Patrick Marleau, Tyler Ennis e Frederik Andersen.

Realmente parece que Auston Matthews está afiado para a temporada! Jogou muito bem ao lado de Marleau e Tyler Ennis.

Matthews abriu o placar aos 04m15s do segundo período numa bela jogada, recebendo passe de Marleau.

A vantagem de um gol foi levada ao terceiro período onde Jeremy Bracco marcou o segundo dos Leafs aos 09m31s. Os Sens acabaram por marcar um gol em Calvin Pickard aos 13m25s, diminuindo a distância no placar, mas Tyler Ennis brilhou no final da partida e marcou dois gols, um aos 16m58 e outro aos 19m39s, fechando o placar em 4 a 1 para os Leafs.

Duas vitórias em duas partidas! O que poderíamos querer mais? Talvez a contratação do William Nylander que continua pendente! Hehehe

Hoje temos os Sabres nos visitando para nossa terceira partida da pré-temporada.

Go Leafs Goooooooo

Anúncios

21/10/2015 – Toronto Maple Leafs @ Buffalo Sabres

sexta-feira, 23 outubro 2015 Deixe um comentário

Para este jogo Mike Babcock escolheu Jonathan Bernier como goleiro e parece que a escolha deu resultados, pelo menos até faltar 04m29s para o término da partida.

Os Leafs começaram bem, pressionando os Sabres em casa, e chegaram ao primeiro gol aos 01m28s do primeiro período, com PA Parenteau desviando o puck para o gol de Chad Johnson. O jogo continuou bem para os Leafs, apesar de deixarem os Sabres chutarem mais ao gol de Bernier.

Bernier foi muito seguro na partida e fez ótimas defesas! Infelizmente os Leafs não conseguiram mais marcar gols em Chad Johnson e, aos 15m31s do terceiro período, Nazem Kadri comete um erro na zona neutra e da aos Sabres uma chance de contra-ataque, que Evander Kane não desperdiçou, chutando em Bernier com dois jogadores dos Leafs encobrindo o chute, o que diminui a visão do goleiro. Foi o gol de empate e o primeiro de Evander Kane pelos Sabres, além de ser o seu gol de número 110 na NHL.

Com o jogo empatado, tivemos a prorrogação em 3 contra 3, que quase teve um gol dos Leafs faltando segundos para terminar e que, sem gols, nos levou à decisão por pênaltis, algo muito discutido até mesmo entre torcedores. Muitos não gostam dessa decisão e outros, como eu, acham legal por ser uma disputa entre os atacantes e os goleiros. Os Leafs começaram bem, mais uma vez com Pierre-Alexandre Parenteau e abriram o placar logo na primeira rodada dos penaltis. Bernier defendeu os Sabres. Mas Joffrey Lupul e Nazem Kadri não marcaram e Tyler Ennis marcou na segunda rodada. A disputa foi até a quinta rodada sem mais gols, até que Matt Moulson marca para os Sabres e Brad Boyes perde sua chance de empatar.

É a segunda derrota dos Leafs na decisão de pênaltis, e da mesma forma, iniciaram com um gol de PA Parenteau e depois não conseguiram mais nada, deixando o time adversário vencer. Com certeza Mike Babcock e seus assistentes devem treinar mais os atacantes em situacaoes de decisão nos pênaltis.

O próximo jogo será no sábado em Montreal (Bell Centre) contra os Canadiens, que jogam na sexta contra os Sabres, ou seja, contra um ótimo time, mas cansado por jogar na noite anterior, vamos ver como os Leafs usam esta vantagem!

Go Leafs Go! 

16/11/2013 – Buffalo Sabres @ Toronto Maple Leafs

domingo, 17 novembro 2013 Deixe um comentário

Nada como jogar em casa, com a energia da torcida, para colocar o time de volta na coluna de vitórias. Após 24 horas do confronto com os Sabres em Buffalo, chegou a hora de o time ser anfitrião dos Sabres em pleno Air Canada Centre.

20131116_Sabres@Leafs_BannerOs times, que jogaram na noite anterior, voltaram ao gelo com os goleiros, Jonas Enroth e James Reimer.

Os Leafs dominaram o primeiro período e parecia que os Sabres não estavam com energia suficiente para enfrentar os Leafs. Os Leafs deram 10 chutes à gol, contra apenas 6 dos Sabres. Tudo isso deu aos Leafs a liderança por um placar de 2 a 0, com ambos os gols marcados por James Van Riemsdyk, que retornou para a ala após 5 jogos como central. JVR se colocou em frente à Jonas Enroth nos dois gols e conseguiu desviar o puck para o gol. Os gols, marcados aos 05m45s e 13m35s (powerplay), deram aos Leafs tranquilidade, afinal a equipe não vencia perdidas a três jogos!

20131116_Sabres@Leafs_ScoreO segundo período viu os Sabres voltarem para o jogo e enfrentarem os Leafs de igual para igual, dando mais trabalho a James Reimer. Para nossa sorte, foi Nikolai Kulemin que ampliou a nossa vantagem no placar com um belo gol aos 11m49s.

Tudo parecia que terminaria sem maiores preocupações para os Leafs, quando, no terceiro período, os Sabres resolveram que era hora de acordar. Aos 02m15s, Jamie McBain marcou o primeiro para o time de Buffalo. Isso motivou a equipe e, aos 06m11s, Tyler Ennis deixou a vantagem dos Leafs em apenas um gol, marcando em powerplay. Os Leafs finalmente conseguiram segurar a investida dos Sabres e levaram o jogo até os minutos finais, quando Ville Leino cometeu uma penalidade e foi para o banco de penalidades com pouco menos de 3 minutos por jogar. Com o presente dado por Ville Leino, os Leafs conseguiram marcar no powerplay com Mason Raymond aos 18m56s, fechando o placar.

Foi um bom jogo para os Leafs, que necessitam trabalhar melhor na defesa.

Este jogo foi a estréia de Peter Holland na equipe, jogando entre Kessel e JVR. David Clarkson e Matt Moulson travaram uma batalha no gelo. Mark Fraser jogou apenas alguns minutos no primeiro período e deixou o gelo, não retornando alegando uma contusão não muito grave.

O próximo desafio dos Leafs serão New York Islanders na terça-feira, no Air Canada Centre.

GO Leafs GO.

 

 

21/03/2013 – Toronto Maple Leafs @ Buffalo Sabres

sexta-feira, 22 março 2013 Deixe um comentário

Jogando pela segunda noite seguida os Leafs que haviam a acabado com a seqüência de derrotas, vencendo os Lightning no Air Canada Centre, foram fazer uma visita ao seu adversário na fronteira dos Estados Unidos, os Buffalo Sabres.20130321_Leafs@Sabres_Banner

O jogo mal havia começado e Frazer McLaren e Colton Orr já iniciaram brigas logo aos 2m09s. Os Leafs receberam duas penalidades de 2 minutos. Felizmente nosso pênalti kill está bem e não permitimos aos Sabres abrirem o placar. Aos 08m48s Tyler Bozak, que vem jogando bem e sempre ajudando a equipe, abre o placar para os Leafs. Aos 10m04s foi a vez de Nazem Kadri ampliar. Com dois a zero no placar, tudo parecia ir muito bem até que aos 18m54s, Tyler Ennis diminui e coloca os Sabres de volta no jogo.

O segundo período veio e os Sabres voltaram pressionando os Leafs, mas quem marcou primeiro foi o time visitante, com um gol de Mikhail Grabovski aos 08m52s, dando novamente uma liderança por dois gols aos Leafs. Tal liderança, mais uma vez foi desperdiçada pois aos 11m39s e aos 12m24s, Mark Foligno e Jason Pominville marcaram seus gols empatado a partida. Os Leafs apesar de jogarem bem, sempre têm tido lapsos nas partidas, quando os adversários, geralmente, se aproveitam. Esse foi mais um dos lapsos. Randy Carlyle necessita corrigir isso e manter a equipe focada durante os 60 minutos! Ao final do período, os Leafs cederam um pênalti, que continuaria no início do terceiro período.

20130321_Leafs@Sabres_ScoreAinda em powerplay, aos 22s, Christian Ehrhoff marca, colocando os Sabres à frente do placar pela primeira vez na noite. Felizmente os Leafs já mostraram que sempre estão buscando o resultado e não se deixam abalar por um placar desvantajoso para a equipe. Aos 06m33s, Nazem Kadri desvia um chute de Cody Franson e empata novamente a partida, com o seu segundo gol da noite. O restante do período viu as equipes com diversas chances de gol sendo paradas pelos goleiros. Numa delas, Bozak acertou a trave de Ryan Miller e em outra, o goleiro dos Sabres mergulhou para efetuar a defesa, numa jogada em que os Leafs ficaram muito próximos de marcar o gol decisivo!

Veio a prorrogação, sem qualquer alteração no placar, e com isso, a cobrança de penaltis, mais conhecida como Shootout. Na primeira cobrança Kadri chutou bem, mas Ryan Miller conseguiu defender deslizando para dentro do gol. Pominville também não conseguiu marcar em James Reimer. Na segunda rodada, Tyler Ennis teve sua tentativa defendida por Reimer, mas Bozak conseguiu marcar, chutando o puck entre o braço e o corpo de Miller. Com os Leafs à frente, bastava Reimer defender a próxima cobrança para assegurar a vitória, mas Drew Stafford chutou, Reimer defendeu parcialmente com a luva e ficou imóvel, para não acabar chutando ou desvia do o puck para o gol, mas o puck acabou encobrindo-o e foi lentamente para o gol, empatando o Shootout. James Van Riemsdyk foi o próximo e perdeu a oportunidade, assim como os próximos cobradores, Cody Hodgson, Phil Kessel, Ville Leino e Mikhail Grabovski. Foi quando Steve Ott veio ao gelo e conseguiu vencer Reimer. A responsabilidade da próxima cobrança foi dada a Clarke MacArthur que em sua carreira nuca havia feito um gol no Shootout. E isso não se alterou, ele foi defendido por Miller e os Leafs saíram com a derrota, somando apenas um ponto, de consolação!

Carlyle precisa colocar os jogadores para treinar mais shootouts! Do jeito que está, já fica a sensação que perdemos o jogo ao irmos ao Shootout.

Nossos dois próximos jogos serão contra o Boston Bruins. Serão 4 pontos difíceis de obter. No sábado o confronto será no Air Canada Centre e na segunda no TD Banknorth Garden. O time consegue ganhar doa Bruins, mas precisa jogar focado o jogo inteiro, sem cair nas provocações e brigas com os jogadores do time de Boston.

Go Leafs Goooooooooooooo

21/02/2013 – Buffalo Sabres @ Toronto Maple Leafs

sexta-feira, 22 fevereiro 2013 Deixe um comentário

Voltando da viagem à Florida, onde enfrentamos os Panthers e os Lightning, com uma vitória e uma derrota, respectivamente, os Leafs voltaram à Toronto para receber o Buffalo Sabres. Este jogo foi o primeiro dos Sabres após o técnico Lindy Ruff ter sido dispensado. Ruff permaneceu por 16 anos à frente da equipe. No mesmo período os Leafs tiveram, pelo menos, 6 técnicos diferentes, dentre eles: Pat Quin, Paul Maurice, Ron Wilson e o atual Randy Carlyle. Como técnico dos Sabres, assumiu Ron Rolston.20130221_Sabres@Leafs_Banner

O jogo mal começou e os Sabres já exigiram uma defesa de Ben Scrivens! Ambos goleiros, Scrivens e Ryan Miller, efetuaram diversas ótimas defesas, incluindo uma de Miller num chute à queima roupa de Leo Komarov, em que o goleiro defendeu com sua luva. Scrivens foi exigido no gol dos Leafs e efetuou ótima defesa com a perna. Próximo aos 10 minutos de jogo, os Sabres foram ao ataque e Scrivens deu rebote, o jogador dos Sabres ficou sozinho com o gol aberto à sua frente, mas no momento exato, Nikolai Kulemin conseguiu desviar o chute com seu taco. Somente aos 13m20s, Tyler Ennis recebe um passe de Drew Stafford e parte no contra-ataque, chuta forte no ângulo aberto do gol dos Leafs, abrindo o placar, que permaneceu com a vantagem de um gol até o final do período.

20130221_Sabres@Leafs_ScoreOs times sempre retornam com mais gás no início de cada período, e os Leafs voltaram com mais gás ainda! Logo aos 1m15s, enquanto estávamos em vantagem numérica (powerplay), Phaneuf recebe um passe e chuta muito forte de primeira! Gol de empate dos Leafs! Miller nem viu o puck encher a rede dos Sabres! Na carreira, Phaneuf possui 100 gols, 60 deles foi marcado em powerplays! Este período ainda viu Janes Van Riemsdyk marcar o segundo gol dos Leafs, virando o placar, aos 18m04s, numa jogada de contra-ataque fulminante em que Phil Kessel levou o puck e esperou o momento certo para efetuar um belo passe, por baixo do taco do defensor, para James Van Riemsdyk marcar! Sabres 1 x Leafs 2.

O terceiro período viu Frazer McLaren brigando com John Scott e Phaneuf trocando empurrões com Nathan Gerbe. Aos 14m28s o placar foi decidido, com os Leafs em powerplay e Cody Franson fazendo um passe perfeito para James Van Riemsdyk marcar o seu segundo gol da partida. O defensor Tyler Myers se preocupou com Tyler Bozak em frente ao gol e ao deixar a posição próximo de Riemsdyk, para empurrar Bozak, deu o espaço que Franson precisava para fazer o passe. Ryan Miller não teve nenhuma chance de defesa.

Os Leafs enfrentam agora, fora de casa, os Senators hoje, sábado. Vamos para mais uma vitória na Batalha de Ontario desta temporada?

GO Leafs GO

P.S.: Joffrey Lupul e James Reimer já estão patinando, treinando para poderem retornar em data ainda não especificada.

31/03/2012 – Buffalo Sabres @ Toronto Maple Leafs

segunda-feira, 02 abril 2012 3 comentários

Continuando com os jogos finais da temporada regular para os Leafs, o time recebeu o Buffalo Sabres que está na briga pela última vaga dos playoffs da conferência Leste, competindo ponto a ponto com o Washington Capitals.

No gol dos Leafs, com a ausência de James Reimer e de Jonas Gustavsson, ambos contundidos, estava Ben Scrivens. Como backup Jussi Rynnas.

O jogo começou bem, com os Leafs jogando como no começo da temporada, usando muito o jogo físico e buscando o gol sempre, com bons passes e velocidade, porém no gol dos Sabres estava Ryan Miller, o ótimo goleiro norte americano, que é muito consistente e seguro. Miller conseguiu proteger o seu time até os 09m32s, quando Joey Crabb interceptou um passe dos Sabres e marcou o primeiro gol da partida num breakaway, quando os Sabres estavam em vantagem numérica, portanto gol shorthanded para os Leafs! Pelos Leafs, Ben Scrivens se manteve atento e defendeu todos os chutes que recebeu no primeiro período, dando à torcida e ao time a confiança perdida nos nossos goleiros “titulares”!

No segundo período os Sabres empataram a partida aos 10m59s com Tyler Ennis! Foi uma bela jogada em que o ataque dos Sabres confundiu a defesa dos Leafs! Os Leafs voltaram a passar à frente no placar com um belo gol de Phil Kessel aos 15m17s, gol de número 37 na temporada, marcado em vantagem numérica, num chute que Miller não esperava! Os Leafs ainda aumentariam a vantagem no placar com John-Michael Liles faltando menos de 1 segundo para terminar o período e numa jogada cheia de bate-rebate próximo ao gol de Miller!

Para o terceiro período os Leafs nos reservaram emoção, pois apesar de iniciar o período com vantagem de dois gols no placar, deixou os Sabres se aproximarem com um gol de Ville Leino aos 06m48s. Os Leafs então voltaram a ter dois gols de vantagem com um gol de Matt Frattin aos 10m20s e, novamente deixaram os Sabres encostarem faltando apenas 2m45s para o final! Esses últimos minutos foram emocionantes com os Sabres jogando sem Ryan Miller e pressionando os Leafs até a sirene de fim de jogo soar!

Finalmente os Leafs venceram no Air Canadá Centre, após 54 dias e 11 partidas, recorde da franquia, e sob o comando de Randy Carlyle.

Para os Sabres foi uma derrota num momento crítico, pois estavam na disputa da oitava vaga com os Capitals e estes venceram o jogo contra os Canadiens ficando dois pontos à frente faltando somente 3 jogos para o final da temporada regular.

Terça-feira temos mais um contra os Sabres, mas agora em Buffalo!

Go Leafs Go

16/12/2011 – Toronto Maple Leafs @ Buffalo Sabres

sábado, 17 dezembro 2011 1 comentário

Os Leafs, vindos de uma vitória no jogo anterior, contra os Hurricanes, com dois gols de Tim Connolly, incluindo o gol da vitória na prorrogação, foram à Buffalo enfrentar os Sabres, ex-time de Connolly!

Este seria o primeiro confronto entre as equipes, o que também queria dizer que seria a primeira vez de Connolly enfrentando seu ex-time! Os Sabres vinham de uma derrota em casa e, de 18 jogos em casa, perderam 12!

O primeiro período não foi tão proveitoso para as equipes, pois apesar dos 14 chutes à gol dos Leafs e dos 8 chutes à gol dos Sabres, o placar permaneceu inalterado.

A emoção começou pra valer no segundo período! Onde o primeiro a marcar foram os Leafs, com Joffrey Lupul, numa jogada em que Phill Kessel levou o puck ao ataque, fazendo uma tabela com a borda do rink e deu um passe açucarado para Lupul, aos 01m49s. Os Sabres souberam como tirar proveito de um powerplay onde Carl Gunnarsson foi para o pênalti bom por Holding e empataram com um gol de Drew Stafford que recebe o puck de Thomas Vanek, que circulou por trás do gol dos Leafs e deixou Stafford sozinho em frente ao gol. Houve então mais um gol de powerplay, desta vez para os Leafs, onde Dion Phaneuf deu um chute muito forte da linha azul e deixou Ryan Miller sem ver o que aconteceu. O Puck entrou e saiu do gol aos 09m03s, colocando os Leafs à frente novamente. A partir deste ponto os Leafs se perderam na partida e, apenas 19 segundos após o gol de Phaneuf, Thomas Vanek empata para os Sabres, após um erro de Jake Gardiner, que perdeu o puck na zona defensiva dos Leafs. Ao final do período, os Leafs foram devastados por penaltis cometidos contra os Sabres e aos 14m08s, Tyler Ennis marca o terceiro dos Sabres, colocando os Sabres à frente pela primeira vez na partida. Aos 18m01s foi a vez de Andrej Sekera aumentar para os Sabres.

O terceiro período veio e os Leafs voltaram do vestiário com vontade de buscar a vitória, apesar dos gols de diferença mostrados no placar. Somente aos 09m57s, Nikolai Kulemin, sofre um penalti quando se dirigia ao gol de Miller e os Leafs ganham um penalti shot. Kulemin bate e vence Ryan Miller, diminuindo a diferença para somente um gol. O grande problema é que esta não era a noite de James Reimer. Apesar de ele ter feito várias defesas difíceis, ele também deixou entrar alguns gols defensáveis e, aos 15m44s, Thomas Vanek novamente coloca os Sabres com dois gols de vantagem. Foi um balde de água fria para os Leafs, mas Mikhail Grabovski ainda marcaria um gol aos 16m15s, para incendiar a partida novamente! Infelizmente os Leafs não conseguiram o gol de empate e perderam por 5 a4.

Não é a vitória esperada, porém os Leafs enfrentaram o time dos Sabres fora de casa, com Ryan Miller no gol, que é um dos melhores goleiros da Liga e, se não fosse pelos penaltis cometidos no segundo período, incluindo um onde Phaneuf deu um check em Zach Kassian, jogando o jogador dos Sabres para o vidro,o que vez o jogador dos Sabres machucar sua boca, que saiu da jogada sangrando. Phaneuf recebeu uma penalidade major, de 5 mins e um game misconduct de 10 minutos, que resultou em diversas chances para os Sabres.

No finalzinho da partida, faltando apenas 5 segundos para terminar, os Leafs tinham um face-off na zona de ataque e, ao ser dado o face-off, Paul Gaustad mergulha no puck e o deixa debaixo de seu corpo. Infelizmente os árbitros não deram nenhuma penalidade Delaying game, afinal ele estava praticando o anti-jogo! Houveram também outras penalidades dos Sabres e que não foram dadas aos Leafs!

Hoje os Leafs jogam em casa, recebendo a visita do perigoso Vancouver Canucks, que chegou às finais da Stanley Cup no ano passado e perdeu para os Bruins. GO Leafs GO

Observação: Este é o terceiro jogo dos Leafs transmitido ao vivo pela ESPN! E perdemos todos eles! Se for assim, prefiro não ver os jogos ao vivo e o time ganhar!!! HEHEHEHEHEHEHE

%d blogueiros gostam disto: