Arquivo

Posts Tagged ‘detroit red wings’

18/10/2014 – Toronto Maple Leafs @ Detroit Red Wings

segunda-feira, 20 outubro 2014 Deixe um comentário

Após uma derrota por 4 a 1 na noite anterior, os Leafs sacudiram a poeira, ou derreteram o gelo, e voltaram à ação contra os Red Wings na Joe Louis Arena. Mudanças nos Leafs incluíram a troca de goleiro, com Jonathan Bernier retornando após suas duas derrotas nos primeiros dois jogos dos Leafs da temporada.

Season_2014-15_Goalies_Game6Este foi um jogo que, apesar do placar de empate sem gols no tempo regular, foi muito emocionante com chances de gol para ambas equipes, frustradas pelos goleiros. Jonathan Bernier esteve perfeito na noite e efetuou belas e importantes defesas para os Leafs e, do lado vermelho do gelo, Jonas Gustavsson, ex-Leafs também mantém eu ume no jogo, defendendo tudo, inclusive dois contra-ataques de James Van Riemsdyk e Mike Santorelli.

Ambas equipes jogaram muito fisicamente e, neste jogo cito que Phil Kessel acabou gerando várias chances de gol, mas para os Red Wings, pois cometeu várias penalidades que deram oportunidades de vantagem numérica ao time da casa. Em noite inspirada, tanto a equipe de Penalty Killing dos Leafs, quanto Bernier, defenderam tudo!!

Season_2014-15_Score_Game6O jogo acabou indo para a prorrogação e, como não poderia deixar de ser, a disputa e agressividade das equipes continuou no mesmo nível. Infelizmente quando faltavam apenas 9,9s para o término da prorrogação e decretação da decisão por pênaltis (Shootout), os Red Wings vieram ao ataque e Henrik Zetterberg acabou por receber um passe de Niklas Kronwall e chutou de primeira. Bernier disse que não viu Zetterberg se aproximando pelo outro lado do gelo e que acabou por ser agressivo demais e, quando viu o passe, não conseguiu fechar o ângulo e o puck desviou na trave e foi pro fundo do gol.

Foi uma triste derrota, para os Leafs, mas que foi a tônica do jogo. O primeiro a errar perderia e, por sorte dos Red Wings, esse erro veio faltando apenas 9,9s para terminar a prorrogação.

Esse foi o jogo que, se tivesse ido para o shootout, levaria umas 10 rodadas para definir o vencedor, pois ambos goleiros estavam fantásticos!

Agora sim é derreter o gelo destas partidas, limpar a mente e partir renovado para os próximos jogos, terça-feira contra os Islanders e quarta-feira contra os Senators, ambos jogos fora de casa.

Go Leafs Goooooooo

17/10/2014 – Detroit Red Wings @ Toronto Maple Leafs

segunda-feira, 20 outubro 2014 Deixe um comentário

Os Leafs, que parecem ter encontrado o caminho das vitórias e acabaram por vencer os dois últimos jogos, depois de perder os dois primeiros, enfrentariam os sempre fortes Red Wings em jogos “Back to Back”, ou seja, uma noite em Toronto e na próxima em Detroit.

Season_2014-15_Goalies_Game5Ao receber os Red Wings, os Leafs pareciam estar lentos, sem conseguir se opor ao ataque liderado pelo capitão Henrik Zetterberg, que estava em noite inspirada. Zetterberg acabou por marcar 4 pontos na noite, todos eles de assistências nos gols do time de Detroit.

Logo no primeiro período os Red Wings abriram o placar com Johan Franzen aos 10m00s, recebendo um passe de Zetterberg.

O segundo e terceiro gols marcados em James Reimer no segundo período levaram os Red Wings a uma liderança mais tranqüila. Johan Franzen marcou o seu segundo da noite com 05m42s do segundo período e Gustav Nyquist aos 18m16s. Neste mesmo período, Brandon Kozun recebeu um forte hit atrás do gol dos Red Wings, que o jogou de costas na parede, retirando o jovem jogador dos Leafs da partida.

Season_2014-15_Score_Game5Mal começou o terceiro período e os Leafs pareceram acordar, com um gol de Mike Santorelli aos 21s, recebendo um passe de Leo Komarov. Infelizmente a reação parou por aí e aos 05m51s, Justin Abdelkader fechou o placar da partida. Red Wings 4 x 1 Leafs.

Foi um jogo tenso, com muita disputa física em que os Leafs não entraram inspirados! Randy Carlyle e a equipe devem arrumar a casa e têm apenas 24 horas para isso, já que enfrentariam os Red Wings na noite seguinte.

Go Leafs Go

Rumores indicam que os Leafs contratarão Brendan Shanahan como Presidente

sexta-feira, 11 abril 2014 Deixe um comentário

Alguns veículos de mídia já dão como certa a contratação de Brendan Shanahan, nativo de Mimico, próximo à Toronto e jogador que foi uma das estrelas do Detroit Red Wings, membro do Hockey Hall of Fame e atualmente como diretor da NHL do comitê disciplinar.

Está negociação ainda tem que ser confirmada!

Agora … O que esta negociação trás para os Leafs? Será que Dave Nonis continua como Gerente Geral, respondendo a Shanahan? Bom conhecedor de Hockey e da NHL, Shanahan pode sim trazer muita coisa boa para os Leafs!

Vamos aguardar para ver!!

Go Leafs Gooooooo

05/04/2014 – Winnipeg Jets @ Toronto Maple Leafs

quarta-feira, 09 abril 2014 Deixe um comentário

Com a derrota do Columbus Blue Jackets para o Detroit Red Wings na noite anterior, os Leafs tinham a chance de voltar a figurar na última vaga de Wild Card do Leste, vencendo o Winnipeg Jets em Toronto. Faltando apenas 4 jogos para o término da temporada regular, dois jogos a menos que os Blue Jackets, os Leafs necessitam de todas as vitórias possíveis e ainda torcer por tropeços do time de Columbus.

Os Leafs começaram bem, aliás, muito bem. Phil Kessel e Tyler Bozak partiram no contra-ataque e aos 02m45s, Bozak deu um passe na medida, por sobre os tacos de dois defensores dos Blue Jackets, para Phil Kessel apenas empurrar para dentro do gol de Ondrej Pavelec. Como é bom ver os Leafs abrindo o placar no Air Canada Centre!! Mas os Jets estavam numa noite muito inspirada e com seus jogadores muito focados no jogo e, aos 06m22s, Bryan Little marcou o gol de empate em James Reimer, num total erro de posicionamento da defesa dos Leafs, que deixou Little sozinho para chutar ao gol. Aos 13m45s, durante um powerplay, os Leafs chutaram o puck ao ataque, numa daquelas jogadas de Dump and Chase, onde eles chutam o puck ao ataque e vão pressionar a defesa do time adversário para recuperar o puck, e o goleiro dos Jets se atrapalhou com o puck atrás de seu gol. O puck acabou retornando para a frente do gol e Nazem Kadri, muito rápido chutou para as redes, de um gol sem goleiro, pois Pavelec não conseguiu retornar a tempo. Parecia que os Leafs estavam de volta aos trilhos da vitória. No final do primeiro período os Leafs permitiram o gol de empate, quando aos 19m56s, Reimer deu rebote num chute de Michael Frolik e Jacob Trouba dominou o puck em frente a Reimer e chutou por cima do goleiro dos Leafs que tentou deitar para defender o puck. Jogo empatado e água fria só de os Leafs. Este foi o melhor período dos Leafs na partida.

No segundo período os Leafs não voltaram jogando bem e se deixavam dominar pelos Jets em seu próprio campo de defesa, ficando por muito tempo buscando dominar o puck, mas sem limpar a jogada e mantendo o time dos Jets no ataque. Aos 17m02s, num powerplay, foi a vez de Tobias Enstrom marcar o gol, que viria a ser o gol da vitória dos Jets.

Os Leafs bem que tentaram reagir no terceiro período, mas não conseguiam vencer Pavelec. Aos 07m09s, o ataque dos Jets encontrou Olli Jokinen sozinho em frente ao gol, para marcar o quarto gol dos Jets. A partida terminou com a vitória dos Jets por 4 a 2 e também terminou com a seqüência de vitórias dos Leafs, que vinham de duas vitórias importantes nessa fase final de temporada regular.

Com a derrota os Leafs, além de saírem do gelo vaiados pelos torcedores, ainda deixaram sua situação para a classificação aos playoffs ainda mais difícil, pois agora fecham a temporada com três jogos fora de casa e ainda têm dois jogos a menos que seus adversários, disputando a última vaga do Wild Card.

Infelizmente a equipe não demonstrou a qualidade e aplicação necessária para mostrar que merece chegar aos playoffs deste ano. Se jogarem assim nos playoffs, seriamos varridos pelos Bruins.

Esta situação deixa Dave Nonis em uma encruzilhada onde ele deve tomar decisões sobre o futuro da equipe. Quem de ser mantido como base da equipe? Quem deve ser descartado? Quem pode ser negociado, e a que preço, e por quem? Quem deve ser o foco dos Leafs para contratação na pós-temporada? Carlyle permanece ou devemos buscar outro técnico com outra filosofia de trabalho?!? Estas são algumas das questões que estão na cabeça de Dave Nonis e que veremos o desdobramento após o término da temporada, mais especificamente após o dia 1 de Julho, quando se abre o mercado para agentes livres irrestritos – Jogadores com contratos já terminados e que não conseguiram boas negociações com os times para os quais jogaram, ficando livres no mercado.

Ainda acredito nos Leafs e, apesar de estar mais distante, ainda podemos nos classificar aos playoffs, mas minha confiança na equipe começa a esmorecer, não sei o que está errado, mas algo não funciona bem nos Leafs. Um exemplo disso é David Clarkson ter uma de suas piores temporadas em termos de números, pois ele se aplica a cada vez que entra no gelo. Outro jogador que julgo abaixo da expectativa é Nikolai Kulemin, que nunca mais teve o desempenho demonstrado no passado. Cody Franson é um defensor com bom tamanho e com um poderoso chute da linha azul, mas tem sido bloqueado com freqüência, permitindo contra-ataques. Existem ainda outros fatores como negociações que podem pedir por alguns de nossos bons jogadores, mas que acho que Nonis deve manter na equipe, como JVR, Bozak, Jay McClement e outros.

Go Leafs Gooooooooo e Boooooooooooooooooooooo por este jogo contra os Jets!

29/03/2014 – Detroit Red Wings @ Toronto Maple Leafs

segunda-feira, 31 março 2014 Deixe um comentário

Os Leafs estão, simplesmente, cavando o buraco para enterrarem a temporada 2013-14. Vindos de sete derrotas seguidas, a equipe tinha um jogo chave, importantíssimo, contra um adversário direto na corrida pelos playoffs, o Detroit Red Wings. Os Leafs precisavam da vitória a qualquer custo, pois os Red Wings ainda tinham dois jogos a mais até o final da temporada.

Mais uma vez, Carlyle teve que utilizar Jonathan Bernier em duas noites seguidas. Essa não é a melhor estratégia, afinal o goleiro já vem de uma noite jogando e de uma derrota, mas James Reimer parece não dar a confiança necessária ao técnico e aos jogadores, pelo menos nesta fase de derrotas, após sofrer 5 derrotas seguidas.

Os Leafs entraram no jogo com vontade de vencer, com energia e vibração, e acabaram dominando o primeiro período. Aos 10m57s Cody Franson abriu o placar para os Leafs! Parecia que os Leafs conseguiriam colocar o time de volta ao caminho das vitórias!

No segundo período, o time acabou perdendo qualidade, não sei se acabaram desatentos, ou se a pressão de vencer acabou se sobressaindo, mas os Leafs permitiram o empate num gol shorthanded de Darren Helm aos 03m05s. Foi o décimo primeiro gol sofrido pelos Leafs enquanto jogando em vantagem numérica, igualando os Flyers e Oilers como os times com mais gols sofridos desta maneira na temporada. Aos 04m37s, foi a vez de Gustav Nyquist virar a partida. Aos 07m57, Darren Helm marca o segundo da noite, colocando os Red Wings numa distância segura de dois gols de vantagem. No finalzinho do período, aos 18m57s, Joffrey Lupul diminuiu para os Leafs, vencendo Jimmy Howard por entre as pernas, dando uma esperança de reação à torcida.

Para infelicidade da Leafs Nation, a equipe não voltou bem ao terceiro período e não conseguiu mais vencer Jimmy Howard. Os Red Wings por sua vez, conseguiram marcar mais um gol, novamente com Darren Helm, que marcou o seu primeiro Hat-Trick da carreira e deu a vitória aos Red Wings por 4 a 2.

As chances dos Leafs se classificarem aos playoffs está cada vez mais distante. Faltando apenas seis jogos até o final da temporada, a equipe precisa, desesperadamente, vencer todos eles e ainda torcer por tropeços de Columbus, Detroit e Washington, para conseguir uma vaga nos playoffs.

Os Leafs também conseguiram igualar o número de oito derrotas consecutivas, que não deixavam acontecer desde 1985.

Tudo leva a crer que este blog terá suas férias antecipadas, mais uma vez, neste ano, já que somente teremos mais seis jogos para postar aqui.

O jeito é torcer, rezar, fazer promessa, simpatia ou qualquer coisa que funcione para os Leafs conseguirem esta combinação milagrosa que nos levará aos playoffs!

Go Leafs Gooooo – Tá difícil, mas ainda dá!!!

%d blogueiros gostam disto: