Anúncios

Arquivo

Posts Tagged ‘Patrick Marleau’

Ottawa Senators @ Toronto Maple Leafs – 19/09/2017 – Pré-temporada 

quarta-feira, 20 setembro 2017 Deixe um comentário

Continuando a preparação para a temporada 2017-18, na noite seguinte à derrota sofrida em Ottawa, o Toronto Maple Leafs recebeu o Ottawa Senators no Air Canada Centre.

Dessa vez os Leafs tinham Patrick Marleau, Nazem Kadri, Leo Komarov, Tyler Bozak, James Van Riemsdyk e Mitch Marner no gelo.

Os Leafs começaram melhor, pressionando muito os Sens, mas vendo Mike Condon fazer ótimas defesas. Numa bobeada de Martin Marincin, que perdeu o puck na saída da zona defensiva, os Senators aproveitaram e abriram o placar com um gol em Frederik Andersen. Apesar de começar por baixo, os Leafs melhoraram e chegaram ao empate com o estreante Patrick Marleau, que recebeu um passe de Leo Komarov e partiu sozinho contra Condon, marcando um belo gol de wrist shot! Foi o primeiro gol de Marleau jogando pelos Leafs! Logo após foi a vez dos Leafs se aproveitarem de um powerplay em 5 contra 3 e, numa jogada muito bem desenhado, ver o puck passando de taco em taco até chegar em JVR para marcar, sem chance de defesa de Mike Condon. 

Após o primeiro período os Leafs não conseguiram manter o ritmo e cederam o empate no segundo período. O terceiro período viu os Leafs indo mais ao ataque, mas sem efetividade. Os Senators por sua vez, marcaram mais 3 gols e fecharam o placar em 5 a 2.

Não começamos bem a pré-temporada, mas essa é exatamente a época do ano em que podemos perder, além do fato da equipe ainda ter muitas linhas diferentes, que não serão as que iniciarão a temporada. O próximo jogo será contra o Buffalo Sabres na sexta-feira, 22, no Air Canada Centre. 

Go Leafs Go

Anúncios

Contratações dos Leafs na abertura do mercado em 2017

terça-feira, 04 julho 2017 Deixe um comentário

Com o mercado agitado devido à entrada do Vegas Golden Nights e o Draft que essa equipe realizou, retirando bons jogadores de outras equipes, aqueles que não foram protegidos pelas equipes de acordo com a regra adotada pela NHL, o mercado para agentes livres irrestritos, os famosos UFAs, abriu em primeiro de julho e os Leafs se mexeram para cobrir suas deficiências e aqui vou citar as contratações que Lou Lamoriello, Brendan Shanahan e Mike Babcock negociaram para a equipe.

Goleiros

O primeiro a ser contratado foram os goleiros, Garret Sparks e Curtis McElhinney. Dessa forma, os Leafs garantiram um backup para Frederik Andersen e um possível backup para McElhinney, se este vier a se contundir. Sparks deve mesmo jogar pelos Marlies, junto com Kasimir Kaskisuo, já que Antoine Bibeau saiu da equipe, sendo contratado pelos San Jose Sharks.

Defesa

O próximo passo dos Leafs foi contratar Ron Hainsey, defensor que defendeu os Penguins na temporada passada e venceu a Stanley Cup. Hainsey tem 36 anos e possui a experiência para ajudar a defesa dos Leafs pelos próximos dois anos! 

Na defesa perdemos Matt Hunwick, que foi para os Penguins. 

Ainda estamos sem Roman Polak, que talvez volte a assinar com os Leafs. 

Ataque

Com a saída de Brian Boyle, que foi para o New Jersey Devils, os Leafs ficaram com uma posição aberta de central de terceira ou quarta linha. Para cobrir essa posição, os Leafs contrataram Dominic Moore. Moore já defendeu mais de 10 equipes na NHL e já foi parte dos Leafs também. Moore é mais um jogador que traz experiência à jovem equipe dos Leafs. 

Mas a contratação que gerou mais burburinho e discussões nas redes sociais foi a contratação de Patrick Marleau, por um período de três anos, mas ao preço de 6.25 milhões de dólares por temporada. Muitos acharam o valor muito alto, outros acharam que o jogador, que vai completar 38 anos em dois meses, não devia ter recebido um contrato de três anos, e outros, como eu, adoraram a ideia de ter Marleau para ajudar a dar consistência ao ataque dos Leafs e também desenvolver, dentro do gelo, nossos novatos e futuras lendas, Auston Matthews, Mitch Marner, William Nylander, Zach Hyman e Connor Brown. 

Marleau pode jogar como central ou ala e em todos os seus 20 anos com o San Jose Sharks, somente ficou de fora de pouco mais de 30 jogos, o que demonstra que é um jogador muito saudável e que mesmo com a idade já se aproximando dos 40, pode contribuir e muito com a equipe. 

Sejam muito bem vindos Hainsey, Moore e Marleau! A equipe, com certeza está melhor com vocês. 

Agora, o que se fala é que os Leafs podem acabar negociando Tyler Bozak ou James Van Riemsdyk, para reduzir os gastos totais, já que trouxeram Hainsey e Marleau a peso de ouro! Vamos ver os próximos movimentos da equipe, que com certeza estarão aqui no MapleLeafsBrasil! 

Go Leafs Gooooooo

17/12/2015 – San Jose Sharks @ Toronto Maple Leafs

sexta-feira, 18 dezembro 2015 Deixe um comentário

Com a má atuação de Jonathan Bernier na última partida, quem retorna ao gol dos Leafs é Garret Sparks, o goleiro novato que vem jogando bem e havia ganho três dos seus quatro jogos na NHL. 

A visita do San Jose Sharks é o segundo jogo fora de casa num roteiro de cinco partidas longe da Califórnia. 

Os Leafs começaram muito mal a partida deixando o time visitante dominar, além de conceder powerplays, que foram aproveitados pelos Sharks. Aos 02m01s, Joe Pavelski abriu o placar e aos 11m32s, Patrick Marleau ampliou. Foram dois gols em powerplay para os Sharks sobre Garret Sparks, mas o segundo gol acabou causando uma contusão em Soarks que deixou o gelo para a entrada de Jonathan Bernier. Creio que ele tenha distendido algum músculo no movimento que fez e talvez fique algum tempo em recuperação. Desta vez Bernier entrou bem na partida e fez ótimas defesas enquanto os Leafs começavam a jogar bem e pressionar os Sharks. Peter Holland diminuiu para os Leafs após interceptar um passe na zona de ataque e disparar, vencendo Martin Jones aos 14m48s.

O segundo período foi ótimo para os Leafs, com Bernier jogando bem e com a equipe buscando o gol adversário e levando perigo. Logo aos 04m50s, Leo Komarov marca seu 11º gol da temporada, aguardando o tempo certo para tirar Jones da jogada e chutar num gol aberto, empatando a partida. Esse gol teve a assistência e primeiro ponto na temporada do defensor Frank Corrado. James Van Riemsdyk vira a partida para os Leafs aos 19m14s, chutando detrás do gol dos Sharks e fazendo o puck bater no patins de Martin Jones e ir pro fundo do gol.

Tudo parecia que ia acabar bem para os Leafs na partida, já que aos 01m59s, Michael Grabner chutou duas vezes para marcar o quarto gol dos Leafs e colocar dois gols de vantagem no placar. Infelizmente os Leafs não conseguiram segurar a vantagem e aos 03m10s, Marc-Edouard Vlasic diminuiu para os Sharks, que ainda marcaram o gol de empate aos 11m49s com Matt Nieto. 

O jogo foi decidido na prorrogação, apesar da boa atuação de Bernier, com um gol de Brent Burns aos 02m13s.

Foi o segundo jogo em que os Leafs lideravam no início do terceiro período e deixaram o time adversário empatar. É nestes dois jogos acabamos perdendo na prorrogação. Mas Mike Babcock gostou de ver a postura da equipe que conseguiu sair de uma situação adversa no primeiro período e chegou a virar a partida. 

No primeiro período, Nick Spaling também deixou o gelo com uma contusão. De acordo com Babcock, ele também deve focar em recuperação por um período mais longo. 

Amanhã, sábado, jogamos no Air Canada Centre contra o Los Angeles Kings! Go Leafs Go

11/01/2011 – Toronto Maple Leafs @ San Jose Sharks

quarta-feira, 12 janeiro 2011 8 comentários

Os Leafs, que vinham de três vitórias consecutivas, foram até a Califórnia para enfrentar os Sharks, que vinham de quatro derrotas seguidas.

O jogo começou sem o predomínio de nenhuma das duas equipes. O primeiro gol da partida saiu do taco de Patrick Marleau, na metade do período, o que animou os torcedores dos Sharks e os fans mais supersticiosos dos Leafs (as duas últimas vitórias da equipe foram de virada). Depois do gol, San Jose ganhou mais confiança e passou a atacar mais, mas o novato Reimer não se abalou e continuou com seu jogo.

No começo do segundo período, os Leafs tiveram uma oportunidade de dois minutos em vantagem numérica (powerplay), mas a equipe de matar penalidades (PK) dos Sharks se sobressaiu e manteve o placar inalterado. Apesar de não conseguir sair do zero, os Leafs passaram a pressionar mais. Na metade do período, Colton Orr tenta acertar um hit em Logan Couture, mas acaba dando uma joelhada no adversário e é punido com dois minutos na “casinha” (penalty-box). Os Sharks chegaram a ter uma vantagem de dois jogadores – por apenas 10 segundos – após Phaneuf também cometer pênalti. Ao retornar ao jogo, Orr parte para o ataque e causa tumulto na frente do gol de Anti Niemi e Dan Boyle é punido por slashing; trinta segundos depois, Phil Kessel é quem fica dois minutos fora do jogo, dando aos Sharks uma vantagem numérica por poucos segundos. Para finalizar, tivemos ainda mais uma chance em vantagem numérica para cada time: Beauchemin faz pênalti aos 15:46 e Heatley faz o seu aos 17:15, mas o segundo tempo termina sem gols.

O terceiro período começou bem agitado e, com menos de cinco minutos, Phil Kessel faz um belo gol e empata o jogo. A virada dos Leafs veio, momentos depois, com um gol de Clarke MacArthur em vantagem numérica. Em seguida, vem a resposta do time da casa: Patrick Marleau faz seu segundo da noite e empata o jogo novamente. Carl Gunnarsson devolve a vantagem para os Leafs faltando dez minutos para o fim da partida. O resto do jogo foi bastante dramático, até que Clarke MacArthur fez o quarto gol dos Leafs no gol vazio do San Jose, faltando 40 segundos e fechando o jogo em 4-2 a favor de Toronto.

Essa foi a quarta vitória seguida dos Maple Leafs e, com ela, Ron Wilson se tornou o sétimo técnico a atingir a marca de 600 vitórias na NHL, justamente contra seu antigo clube, que amargou a  quinta derrota consecutiva.

Veja o resumo do jogo aqui.

O próximo jogo será fora de casa, contra o Phoenix Coyotes na quinta-feira.

Go Leafs Go!

%d blogueiros gostam disto: