Anúncios

Archive

Posts Tagged ‘Nikolai Kulemin’

29/12/2015 – New York Islanders @ Toronto Maple Leafs

quarta-feira, 30 dezembro 2015 Deixe um comentário

Os Leafs e os Islanders voltaram ao gelo após a partida entre as duas equipes no jogo passado, onde os Leafs saíram com a vitória! 

No gol do Toronto Maple Leafs, mais uma vez estava Jonathan Bernier, que jogou bem nos últimos dois jogos. Mais uma vez pelo New York Islanders, Thomas Greiss estava no gol.

Os Leafs sabiam que os Islanders viriam diferente para este jogo, já que haviam perdido o jogo no Brooklyn duas noites atrás, mas não conseguimos nos antecipar ou combater os Islanders no mesmo nível.

Brock Nelson abriu o placar aos 02m00s do primeiro período e os Leafs, mais uma vez começaram atrás no placar. A reação dos Leafs foi bem rápida, aos 02m39s, quando Brad Boyes empatou a partida. John Tavares, capitão dos Isles, é nativo de uma cidade próxima a Toronto e com amigos e familiares no Air Canada Centre, acaba tendo uma ótima partida. Aos 11m51s, ele mesmo coloca o time à frente no placar e ainda no primeiro período, Frans Nielsen aumentou a vantagem dos Isles aos 17m45s.

O segundo período viu mais do mesmo com os Islanders marcando mais três gols depois dos Leafs se aproximarem do placar com Pierre-Alexander Parenteau aos 10m57s. Os Isles marcaram com Nikolay Kukemin aos 11m25s, Matt Martin aos 18m06s e Anders Lee aos 19m20s.

Sem uma boa performance de Bernier, após sofrer seis gols em 15 chutes, ele sai para a entrada de James Reimer no terceiro período, onde ele realizou seis defesas, mas onde os Leafs não conseguiram nada mais que um único gol, de Shawn Mathias aos 16m00s.

John Tavares conseguiu dois pontos nesta partida e nos últimos 12 jogos no Air Canada Centre, possui 19 pontos, sendo o jogador que mais marcou pontos em Toronto.

Os Leafs voltam ao gelo hoje, em Pittsburgh!

Go Leafs Gooo

Anúncios

27/12/2015 – Toronto Maple Leafs @ New York Islanders

segunda-feira, 28 dezembro 2015 Deixe um comentário

Após a parada de três dias devido ao Natal, o Toronto Maple Leafs voltou ao gelo no Barclays Center, nova casa do New York Islanders, no Brooklyn. 

No gol estava Jonathan Bernier, mas dessa vez o backup era James Reimer, retornando de uma contusão. Pelos Islanders, Thomas Greiss defendia o gol.

Acredito que Mike Babcock está começando a implantar o seu sistema de jogo em Toronto e estamos começando a ver os resultados. A equipe tem jogado de forma regular, sempre dentro de um mesmo esquema de jogo e, apesar de não sermos uma equipe com muitos jogadores que se destacam, estamos conseguindo bons resultados, ou, pelo menos conseguimos levar as partidas à prorrogação, ganhando um ponto. 

No jogo de ontem, os Leafs dominaram do começo ao fim, mas foi no segundo período que isso ficou muito evidente. Aos 01m33s, Tyler Bozak estava no lugar certo, na hora certa, para aproveitar um chute de Roman Polak, que bateu nas bordas e voltou para ele mandar pro fundo do gol. Apenas 100 segundos depois, num momento em que os Isles tinham cometido uma penalidade, mas ainda sem cumprí-la (delayed penalty), os Leafs em 6 contra 5, conseguiram marcar o segundo com Michael Grabner. Grabner jogou pelos Islanders as últimas cinco temporadas, antes de ser negociado com os Leafs. Foi o seu 100º gol na NHL, o primeiro contra sua ex-equipe e acabou sendo o gol da vitória! 

O terceiro período ainda vou os Islanders reduzirem a diferença no placar com um gol de Nikolai Kulemin, aos 12m30s. E James Van Riemsdyk marcar o terceiro dos Leafs aos 19m14s, com os Islanders já sem goleiro.

Foi uma ótima partida e mais uma vitória de Jonathan Bernier que está recuperando a confiança. Ele volta ao gol dos Leafs na terça-feira em Toronto contra os mesmos Islanders e James Reimer joga na quarta-feira contra os Penguins.

Go Leafs Goooo

Nikolai Kukemin diz adeus aos Leafs

quinta-feira, 03 julho 2014 2 comentários
Toronto Maple Leafs

Toronto Maple Leafs (Photo credit: Wikipedia)

Ontem o New York Islanders fez uma boa jogada, contratando o central Mikhail Grabovski e seu ex-companheiro no Toronto Maple Leafs, Nikolai Kulemin.

Grabovski recebeu um contrato de quatro anos e 20 milhões de dólares, enquanto Kulemin receberá 16.75 milhões de dólares no mesmo período.

Grabovkski, após ter seu contrato cancelado com os Leafs jogou pelo Washington Capitals na temporada passada e pode ser utilizado como central na segunda linha dos Islanders, atrás John Tavares.

Kulemin deixa os Leafs após marcar 84 gols e 111 assistências em 424 jogos em seis temporadas.

Grabovski e Kulemin, amigos que compartilham do mesmo agente, Gary Greenstin, estavam interessados em assinar por um mesmo time.

08/04/2014 – Toronto Maple Leafs @ Tampa Bay Lightning

quarta-feira, 09 abril 2014 Deixe um comentário

Faltando somente três jogos para o final da temporada regular, os Leafs encontram-se em uma situação muito difícil pois os Blue Jackets têm feito o dever de casa e vencido os jogos necessários para garantir sua classificação aos playoffs. Com a derrota no último jogo, para um time já sem chance alguma de avançar, o Winnipeg Jets, os Leafs deram vantagem de 3 pontos aos Blue Jackets. Caso os Blue Jackets vencessem o jogo de ontem, forcariam os Leafs a ter que vencer também, apenas para manter as chances matemáticas de classificação, mas com probabilidades cada vez mais ínfimas.

Os Leafs e o Tampa Bay não saíram do empate sem gols no primeiro período, mas quem teve que sair do gelo foi o goleiro titular dos Lightning, Ben Bishop, que acabou tendo uma queda no gelo e pode ter contundido o ombro ou o braço. Quem o substituiu foi Anders Lindback, que deu conta do recado.

No segundo período os Leafs continuavam jogando mal e Ondrej Palat marcou aos 09m19s, num belo chute que passou por sobre o ombro de James Reimer e aos 15m45s, se aproveitando de um chute que bateu na parede ao fundo do gol e voltou pelo outro lado do gol dos Leafs, não dando tempo de Reimer se posicionar para a defesa.

No terceiro período, por mais de nove minutos os Leafs não conseguiram dar um chute sequer ao gol de Lindback. Parecia que o time jogava junto pela primeira vez e estava sem entrosamento. Nem mesmo a linha de Kessel, Bozak e JVR conseguia criar jogadas que levassem perigo aos Lightning. Com menos de dois minutos para o término da partida, Carlyle retirou Reimer para colocar mais um atacante, mas mesmo assim não conseguíamos gerar jogadas. Aos 19m47s, Victor Hedman controlou o puck, o levou ao ataque e chutou num gol vazio, marcando o terceiro gol dos Lightning e cimentando a vitória do time da casa.

Para infelicidade dos Leafs, os Blue Jackets venceram o seu jogo na prorrogação e, com cinco pontos de vantagem, deixaram os Leafs de fora dos playoffs, já que somente temos 4 pontos a disputar.

Acaba-se uma temporada em que os Leafs vinham tendo boa performance, chegando até mesmo a passar os Canadiens na classificação. Parecia que a classificação aos playoffs não seria difícil, mesmo com algumas derrotas, mas conseguimos jogar toda uma temporada pelo ralo, com 10 derrotas nos últimos 12 jogos, sendo oito delas consecutivas!

Muito terá que ser feito nesta pós-temporada! Dave Nonis, se é que ele vai se manter como General Manager dos Leafs, terá que analisar e decidir se Randy Carlyle permanece na equipe e que jogadores não merecem vestir a camisa dos Leafs, além de negociar no mercado por bons jogadores para substituí-los.

Na minha opinião, Randy Carlyle não pode ser considerado como único culpado, mas o Toronto Maple Leafs, como organização, e como uma das mais tradicionais franquias da liga, não pode aceitar um técnico considerado como defensivo, cuja defesa permite uma média de chutes a gol maior que 30, na temporada. Nossos goleiros sofreram e tiveram que enfrentar um número indecente de chutes ao gol a cada jogo! Me lembro que em um jogo recente, Bernier teve que lidar com 23 chutes em um só período! Um número que bons times permitem durante uma partida inteira!

Mas também há jogadores que renderam muito pouco sob o comando de Randy Carlyle, como o próprio David Clarkson, muito criticado, Nikolai Kulemin e Paul Ranger. Isso sem falar em Colton Orr e Fraser McLaren, que tiveram boas atuações no início da temporada, mas que simplesmente sumiram da equipe no final. Também temos a performance inconsistente de James Reimer.

Tudo isso tem que ser analisado e os Leafs necessitam, para a próxima temporada, voltar a ter uma equipe competitiva. A Leafs Nation merece algo melhor!!! O Toronto Maple Leafs precisa voltar a ser uma equipe respeitada na liga, com presença nos playoffs praticamente garantida em todas as temporadas, como é o caso dos Red Wings a 22 temporadas!

Agradeço a todos os seguidores do blog e posso dizer que após os dois últimos jogos da temporada, o Maple Leafs Brasil sairá de férias, junto com a equipe, somente postando as ações sendo tomadas por Dave Nonis, ou quem assuma o lugar dele, para melhorar o time.

Go Leafs Goooo (na próxima temporada)

19/03/2013 – Tampa Bay Lightning @ Toronto Maple Leafs

segunda-feira, 24 março 2014 Deixe um comentário

Steven Stamkos e o Tampa Bay Lightning vieram à Toronto para uma batalha direta por pontos na classificação para os playoffs. Stamkos também volta a sua cidade Natal, já que é de Markham, uma cidade próxima à Toronto.

Para as equipes tratava-se de um jogo com 4 pontos em disputa, dois para o vencedor e dois que o perdedor não ganharia.

Logo aos 59s de partida, Radko Gudas abre o placar para o time visitante, vencendo James Reimer. Phil Kessel descontou para os Leafs aos 03m31s e Nikolai Kulemin virou o placar aos 10m32s, dando um alívio aos torcedores dos Leafs. Este alívio duraria apenas 3 minutos pois aos 13m22s, em um powerplay, Steven Stamkos marcou o seu primeiro gol da partida, aproveitando de seu ótimo posicionamento, empatando a partida. O mesmo Steven Stamkos ainda marcou os próximos dois gols dos Lightning, registrando um natural Hat-Trick (três gols em seqüência na mesma partida), aos 15m39s do primeiro período e aos 05m55s do segundo. Em todos os gols, Stamkos estava bem posicionado e foi muito rápido no chute, diminuindo a chance de um defensor ou marcador conseguir bloquear o seu chute.

Restando apenas 4 segundos de partida no primeiro período, Paul Ranger recebeu um check de Alex Killorn que o mandou para a borda do gelo, de cabeça. Ranger permaneceu caído no gelo, de bruços, mostrando estar com muita dor. Os médicos e paramédicos entraram, o imobilizaram e o levaram ao hospital o de foi verificado que não houve nenhuma lesão maior e Ranger passa bem.

No terceiro período os Leafs praticamente engoliram o time dos Lightning, mas desta vez quem se sobressaiu foi o goleiro Ben Bishop, que recebeu 22 chutes e defendeu 21! Jake Gardiner reduziu a diferença para somente um gol aos 08m20s, dando uma chance de reação aos Leafs, mas Tyler Johnson acabou por devolver a diferença de dois gols de vantagem para o time visitante aos 12m56s, selando a vitória do Tampa Bay Lightning.

Foi a terceira derrota consecutiva dos Leafs, no terceiro jogo sem Jonathan Bernier. Mas desta vez, Reimer não teve muito o que fazer para parar Stamkos e podemos considerar que os gols foram mais por erros da defesa, que não marcaram Stamkos de perto, do que de Reimer.

O próximo jogo dos Leafs é contra os Canadiens, em Toronto. Outro rival de divisão. Outro jogo valendo 4 pontos e que temos que vencer!

Go Leafs Go

30/01/2014 – Florida Panthers @ Toronto Maple Leafs

sexta-feira, 31 janeiro 2014 Deixe um comentário

Como é bom vencer e nos manter na boa fase! Vindos de vitória contra o Tampa Bay Lightning, os Leafs vieram ao gelo do Air Canada Centre com o objetivo de continuar ganhando pontos, muito importantes para nos garantir a vaga aos playoffs!

20140130_Panthers@Leafs_BannerO começo do jogo não foi muito bom e os Leafs permitiram que os Panthers abrissem dois gols de vantagem no placar, com gols marcados por Nick Bjugstad aos 01m39s e Sean Bergenhein aos 13m50s. Seria este um jogo daqueles em que nada daria certo? Cody Franson mostrou que não, que os Leafs tinham força para uma reação, e marcou o primeiro gol dos Leafs aos 16m49s, recebendo assistências de Lupul e Nazem Kadri, que teve um de seus melhores jogos da temporada! Com diferença de apenas 1 gol no placar os Leafs voltaram ao segundo período com muita vontade de virar o jogo e conseguiram logo no primeiro minuto! Aos 27s, Mason Raymond empata para os Leafs e, apenas 31s depois, em powerplay, James Van Riemsdyk coloca os Leafs à frente.

20140130_Panthers@Leafs_ScoreCom vantagem de apenas um gol no placar os Leafs vieram ao terceiro período para decidir a partida e, aos 04m00s, Nikolai Kulemin marca o quarto gol dos Leafs, recebendo outra assistência de Nazem Kadri! Aos 06m55s, num powerplay, foi a vez de Lupul aproveitar a assistência de Kadri e marcar num chute por sobre o ombro de Scott Clemensen. Os Panthers ainda tentaram uma reação e chegaram ao terceiro gol com Dmitry Kulikov aos 14m29s, mas nada mais conseguiram. Jonathan Bernier jogou muito bem e garantiu a vitória dos ameaça, que ainda marcaram o sexto gol com Tyler Bozak, faltando apenas 1m23s para o término da partida.

Foi uma excelente vitória dos Leafs que nos últimos 10 jogos, venceram oito, perderam um no tempo regular e mais um na prorrogação! Kadri marcou seu centésimo ponto na NHL e mostrou o valor que os Leafs esperam dele! Tyler Bozak conseguiu seu décimo gol da tenporada e Janes Van Riemsdyk seu gol de número 22, empatando em número com a sua melhor temporada até agora, o que significa que ele ainda tem mais de 20 jogos para ultrapassar e muito está marca!

O próximo jogo será uma Batalha de Ontario, contra nossos rivais de província, o Ottawa Senators, no Air Canada Centre, no sábado!

Go Leafs Goooo

Enhanced by Zemanta

23/01/2014 – Toronto Maple Leafs @ Dallas Stars

sexta-feira, 24 janeiro 2014 Deixe um comentário

O embalo e seqüência de vitórias dos Leafs teriam continuidade em Dallas, mas ninguém avisou isso ao time do Dallas Stars.

20140123_Leafs@Stars_BannerVindos de seis vitórias os Leafs chegaram a Dallas para conseguir a sétima, mas após um jogo de muitos erros e onde nada parecia funcionar, foram simplesmente aniquilados pelo time da casa, com um placar de 7 a 1.

20140123_Leafs@Stars_ScoreOs Leafs até que começaram bem a partida, mas não era a noite de Jonathan Bernier, que não defendeu um chute alto, que passou por cima de seu ombro, marcado pelo capitão dos Stars, Jamie Benn. Os Leafs foram ao ataque e Nikolai Kulemin desviou um chute de Carl Gunnarsson, empatando a partida, menos de um minuto depois. Ainda no primeiro período, num contra-ataque, Cody Eakins chutou e aproveitou novamente o puck que havia sido bloqueado por Jake Gardiner para colocar os Stars novamente à frente, para nunca mais verem os Leafs perto no placar.

No segundo período, quando os Stars marcaram o terceiro gol, Jonathan Bernier foi retirado e substituído por James Reimer, Bernier tomou 3 gols em 13 chutes. Reimer não foi melhor e nos primeiros 5 chutes recebidos tomou 3 gols e ao final da partida tomou 4 gols em 15 chutes.

Foi uma noite onde os Leafs pareciam perdidos no gelo, cometendo erros básicos, não conseguindo passar bem o puck, não chutando nos powerplays. Aliás, nos powerplays dos Leafs, quem parecia estar com vantagem numérica era o Dallas Stars! Os jogadores dos Leafs não conseguiam controlar, manter e passar o puck na zona ofensiva. As disputas de puck nas bordas sempre sobravam para os Stars. Nossos goleiros não conseguiam defender chutes que em outros jogos defenderiam facilmente. A linha de ataque com Kessel, Bozak e JVR, parecia não ter entrado no gelo. Enfim, os Leafs não chegaram a ter chances de competir com os Stars.

O que me impressionou foi o penalty killing dos Stars, que mantinham um jogador ainda na zona neutra e depois o mantinha “patrulhando” a linha azul, mas com muita agressividade, tirando o espaço dos jogadores dos Leafs e, por muitas vezes, bloqueando passes e chutes ao gol dos Leafs!

Parabéns aos Stars! E que os Leafs deixem esse jogo para trás e se recuperem contra o Winnipeg Jets amanhã à noite!

Go Leafs Goooooo

Enhanced by Zemanta
%d blogueiros gostam disto: