Anúncios

Arquivo

Posts Tagged ‘P. A. Parenteau’

29/03/2016 – Toronto Maple Leafs @ Florida Panthers

quarta-feira, 30 março 2016 Deixe um comentário

Na NHL é assim mesmo! Uma noite após serem derrotados pelo Tampa Bay Lightning, por shutout, o Toronto Maple Leafs voltou ao gelo contra o Florida Panthers, time que disputa a liderança da divisão com os próprios Lightning.

Os Leafs tiveram um jogo muito bom e finalmente fizeram seus times especiais funcionarem, o que não aconteceu contra os Panthers, onde após sete powerplays, não conseguimos marcar nenhum gol.

No primeiro período, aos 15m11s, os Leafs estavam com um jogador a menos no gelo, deixando os Panthers com um powerplay, mas Michael Grabner e Connor Brown conseguiram partir no contra-ataque em dois contra um e Grabner abriu o placar. Esse gol, shorthanded, quando o time adversário está em powerplay deu uma grande motivação e confiança aos Leafs.

No segundo período, Jonathan Huberdeau empatou com um gol por entre as pernas de Jonathan Bernier (five-hole) aos 06m23s. Aos 10m36s, Nazem Kadri começou a colher frutos de seu jogo com um gol em powerplay. Aos 18m14s, ele marcaria seu segundo gol em powerplay da noite, dando uma liderança de dois gols aos Leafs.

O jogo dos Leafs não decaiu no terceiro período, mesmo com um possível cansaço devido a terem jogado na noite anterior. PA Parenteau marcou o quarto gol dos Leafs aos 06m34s, também em powerplay. Greg McKegg, que já pertenceu aos Leafs e foi aos Panthers em uma negociação, marcou seu primeiro gol na NHL aos 11m26s. Já sem tempo pra uma reação, os Panthers ainda tentaram se aproximar no placar retirando Roberto Luongo para colocar mais um jogador de linha no gelo, ação conhecida como Empty-Net. Nazem Kadri recuperou o puck na zona de defesa e chutou à distância para marcar o seu terceiro gol da partida (hat-trick) e fechar o placar da partida.  Foi o terceiro hat-trick de Kadri na NHL.

Connor Brown, que estreou na NHL em 17 de março, marcou três assistências na partida.

O time foi bem e deixou os Panthers em uma situação difícil, empatado com os Lightning em pontos, mas atrás em número de vitórias. 

Aos Leafs resta completar a temporada e aguardar pelos próximos passos da reconstrução.

Go Leafs Goooo

Anúncios

21/03/2016 – Calgary Flames @ Toronto Maple Leafs

terça-feira, 22 março 2016 Deixe um comentário

Vindos de duas vitórias, o Toronto Maple Leafs recebeu a visita do Calgary Flames, que havia vencido o Montreal Canadiens na noite anterior.

Jonathan Bernier estava de volta ao gol dos Leafs e realizou uma ótima partida. Pelos Flames, Jonas Hiller estava no gol.

Os Leafs mais uma vez dominaram o jogo, apesar de, por muitas vezes, não estarem à frente no número de chutes a gol. O placar foi aberto aos 11m27s do primeiro período, quando Jonas Hiller cometeu um erro atrás do gol e passou o puck para William Nylander, que encontrou PA Parenteau livre em frente ao gol.

O empate dos Flames só veio no segundo período e em um powerplay com vantagem de 5 contra 3, quando Matt Stajan marcou o gol chutando de um ângulo bem fechado e vencendo Bernier por sobre o ombro aos 10m25s. Zach Hyman acabou por desviar um chute de Nylander aos 14m26s, colocando os Leafs novamente à frente no placar. A liderança não durou muito, pois Joe Colborne disputava espaço na frente do gol de Bernier e um chute de Mark Giordano acabou batendo em seu corpo e acabou no fundo do gol, aos 17m32s.

A decisão ficou para o terceiro período e o jogador decisivo foi William Nylander que marcou o gol num chute à distância, aos 00m29s. Nylander marcou o gol da vitória e duas assistências nos gols anteriores na primeira partida com três pontos na NHL. Quando o jogo estava no final, com o Calgary Flames em empty-net, sem goleiro, os Leafs marcaram com Colin Greening aos 18m39s e Josh Leivo aos 19m33s. 

Segundo Mike Babcock, Nylander é um jogador muito inteligente e que está se adaptando bem à NHL, e mais importante que os gols e assistências foi o seu jogo defensivo. Nylander, segundo Babcock, é um jogador que sabe o que fazer e o que o técnico vai pedir à ele. Parabéns ao Nylander pelo jogo com três pontos! Com certeza será uma das estrelas dos Leafs por muitos anos! 

Go Leafs Gooooo

Go Nylander Goooo

15/03/2016 – Tampa Bay Lightning @ Toronto Maple Leafs

quarta-feira, 16 março 2016 Deixe um comentário

Sempre que o Tampa Bay Lightning enfrenta o Toronto Maple Leafs, dessa vez foi no Air Canada Centre, o assunto é se Steven Stamkos vai ou não assinar com os Leafs! Dessa vez não foi diferente! Mas isso é algo que não vai ser resolvido assim de uma hora pra outra e que deve ocorrer próximo a 1º de julho, quando abre-se a janela pra negociações.

Os Leafs que vinham de vitória contra o Detroit Red Wings jogou o suficiente para vencer o Tampa Bay Lightning. No gol dos Leafs, Jonathan Bernier jogou bem e pelos Lightning, Andrei Vasilevskiy realizou defesas espetaculares. 

Somente no segundo período os Leafs conseguiram abrir o placar, quando Peter Holland fez uma excelente jogada passando por detrás do gol de Vasilevskiy para chutar forte. O goleiro dos Lightning deu rebote que foi para o taco de Connor Carrick, que chutou, sem marcação, por baixo do braço de Vasilevskiy aos 13m34s. Esse foi o primeiro gol de Carrick na temporada e o primeiro pelos Leafs. O restante do segundo período viu as equipes disputando muito o puck, mas sem mais gols de ambas as partes.

O terceiro período viu a definição da partida. Aos 06m33s, Brian Boyle conseguiu o empate, após receber um passe de Anton Stralman que recuperou o puck atrás do gol dos Leafs, numa jogada em que Ben Smith não chegou com a “vontade” que devia. Smith entretanto se redimiu e marcou o gol da vitória dos Leafs aos 09m07s, quando num contra-ataque, aproveitou-se rebote do chute de Michael Grabner e venceu Vasilevskiy por entre as pernas, marcando também o se primeiro gol como jogador dos Leafs. Os Leafs ainda marcaram mais dois gols em Empty-Net, com Zach Hyman aos 18m27s, recebendo um belo passe de Martin Marincin, e de P.A. Parenteau aos 19m47s.

Os Leafs jogam os próximos 5 jogos em casa e, apesar de não ter mais chances de classificação aos playoffs, parece que está fazendo a torcida acreditar no futuro da equipe. Os jovens e promissores jogadores estão mostrando serviço e conseguindo seus primeiros gols.

Go Leafs Goooooo

25/02/2016 – Carolina Hurricanes @ Toronto Maple Leafs

sexta-feira, 26 fevereiro 2016 Deixe um comentário

Buscando se aproximar da segunda vaga de Wild Card, hoje ocupada pelo Pittsburgh Penguins, o Carolina Hurricanes foi ao Air Canada Centre enfrentar o Toronto Maple Leafs. 

Os Leafs estão em meio a uma grande reconstrução e já negociou alguns de seus jogadores, com mais negociações ainda por vir até dia 29 de fevereiro, data limite de trocas na NHL. 

Os Leafs também anunciaram que dois de seus mais experientes jogadores ficarão fora de ação pelo restante da temporada: James Van Riemsdyk e Joffrey Lupul. A contusão de ambos não conseguirá ser totalmente curada a tempo de voltarem para essa temporada.

No gol dos Leafs, Jonathan Bernier fez uma ótima partida e foi decisivo em várias jogadas que poderiam ter deixado os Leafs em desvantagem no placar. Quem abriu o placar foi o time da casa, com Brad Boyes aproveitando um rebote de Cam Ward num chute de Morgan Rielly aos 10m12s, num powerplay para os Leafs após John-Michael Liles ter cometido penalidade. Liles se redimiu aos 16m01s, quando acertou um forte chute da linha azul, vencendo Bernier. 

Os Leafs jogaram muito melhor que os Hurricanes no primeiro período e levaram essa determinação para os outros. Josh Leivo marcou o segundo dos Leafs em um belíssimo contra-ataque. P.A. Parenteau partiu sozinho contra um defensor e Josh Leivo o acompanhou, recebeu o passe e colocou no fundo da rede aos 05m33s do segundo período. 

Para fechar a partida, os Leafs marcaram mais um, no terceiro período, aos 15m59s, desta vez marcado por P.A. Parenteau, um dos jogadores que podem receber o interesse de equipes ainda com possibilidade de disputar a Stanley Cup nessa temporada. Ele procura não pensar sobre isso, mas é quase certo que deverá ser trocado, já que possui contrato apenas por essa temporada. 

Os Leafs deixaram para trás uma sequência de 4 derrotas e vão à Montreal para enfrentar os Canadiens no sábado.

Go Leafs Gooooooo

18/02/2016 – New York Rangers @ Toronto Maple Leafs

sexta-feira, 19 fevereiro 2016 Deixe um comentário

Após cinco jogos fora de casa os Leafs voltaram ao Air Canada Centre para receber a visita do New York Rangers, que perderam na noite anterior pro Chicago Blackhawks. 

Desta vez o goleiro dos Leafs foi Jonathan Bernier, enfrentando Antti Raanta, pelos Rangers.

Os Leafs dominaram a partida, muito provavelmente devido aos Rangers estarem mais cansados por terem jogado na noite anterior. Em todosnos períodos os Leafs deram mais chutes ao gol de Raanta do que receberam no de Bernier.

P.A. Parenteau abriu o placar para os Leafs aos 03m58s, desviando um rebote de um chute de Marincin para o gol. A jogada foi revista e o gol foi confirmado pois não houve qualquer movimento de chute por parte de Parenteau. Neste gol, Viktor Loov teve sua primeira experiência na NHL e marcou o seu primeiro ponto, uma assistência. Apesar de Michael Grabner ter acertado a trave, os Leafs não conseguiram aumentar a vantagem. Quase no final do período, Leo Komarov acabou por acertar um hit na cabeça de Ryan McDonaugh, capitão dos Rangers. De acordo com Mike Babcock, não foi uma jogada maldosa por parte de Komarov, que sempre joga muito duro, mas de forma leal, mas a jogada acabou ocorrendo com McDonaugh um pouco abaixado. Komarov foi retirado da partida com uma penalidade pela jogada e McDonaugh não retornou por precaução, já que havia retornado de uma concussão no jogo anterior. Talvez Komarov ainda receba suspensão por alguns jogos.

No segundo período o New York Rangers conseguiram virar o jogo com gols de Derick Brassard aos 03m56s, em powerplay, e Mats Zucarello aos 09m24s, mas mesmo assim os Leafs continuavam bem e com chances de empatar. 

O empate só veio aos 17m30s do terceiro período. Isso mesmo! Faltando apenas 02m30s para acabar a partida, com os Leafs já em Empty-Net. O gol foi o primeiro de Colin Greening pelos Leafs. Infelizmente somente 59s após o gol de empate, Derek Stepan colocou os Rangers à frente novamente e Brassard fechou o placar aos 19m40s, com os Leafs sem Bernier no gol. 

Concordo com Babcock ao dizer que os Leafs jogaram bem e que somente perdemos o jogo por detalhes e oportunidades não aproveitadas. Não jogamos mal e isso acontece.

A próxima semana promete trazer muita emoção, pois os Scouts (Olheiros) das equipes com chances de disputar a Stanley Cup, estão de prontidão em todos os jogos. Ontem havia uma lista enorme de times com seus olheiros no Air Canada Centre, e negociações por jogadores dos Leafs deverão acontecer. Dentre os jogadores que devem deixarmos Leafs estão: Daniel Winnik, Roman Polak, Brad Boyes, e talvez até Jonathan Bernier, pelo que andei lendo em alguns sites.

É esperar pra ver.

Go Leafs Goooooo

15/02/2016 – Toronto Maple Leafs @ Chicago Blackhawks

terça-feira, 16 fevereiro 2016 Deixe um comentário

No último jogo fora de casa dessa viagem, os Leafs foram visitar os atuais campeões da Stanley Cup, o Chicago Blackhawks, que é uma das equipes com mais chances de ganhar a Copa Stanley nesta temporada. Os Hawks são uma equipe muito habilidosa onde todas as linhas são perigosas e já haviam nos vencido no Air Canada Centre em janeiro.

Nos gols estavam James Reimer, pelos Leafs, e Scott Darling pelos Hawks. 

O jogo começou de igual para igual, mas como já vem sendo comum nesta temporada, os Leafs sofreram o primeiro gol aos 02m33s, marcado por Brandon Mashinter. Andrew Shaw aumentou para o time da casa aos 11m39s, no primeiro powerplay para os Hawks.

Os Leafs voltaram melhor páramo segundo período e chutaram muito mais a gol que os Blackhawks, mas outro powerplay não foi desperdiçado e os Hawks fizeram seu terceiro gol aos 01m55s, com Brent Seabrook. Atrás do placar, bem que os Leafs tentaram reagir, mas oravam nas defesas de Scott Darling. 

O terceiro período viu os Blackhawks simplesmente enterrarem os Leafs que tomaram quatro gols nos primeiros 10m20s, deixando o placar em 7 a 0 para os Blackhawks. Artemi Panarin marcou aos 02m07s, em powerplay, Patrick Kane aos 04m51s, Teuvo Teravainen aos 08m39s, em mais um powerplay, e Vitor Svedberg aos 10m20s. Os Leafs já estavam com a derrota assegurada, mas conseguiram finalmente vencer Scott Darling aos 11m06s, com Mark Arcobello, que com esse gol, marcou três nos últimos dois jogos, e aos 15m08s, com P.A. Parenteau, em powerplay.

Foi mais uma derrota para os Blackhawks, demonstrando a grande diferença de qualidade e maturidade das duas equipes. Os Leafs estão se reestruturando e buscando desenvolver seus jovens talentos, enquanto os Hawks já são uma equipe com alto nível competitivo, além de possuir estrelas da liga como Patrick Kane e Jonathan Toews.

Agora é voltar ao Air Canada Centre para os próximos 4 jogos! 

Go Leafs Goooo

06/02/2016 – Ottawa Senators @ Toronto Maple Leafs

segunda-feira, 08 fevereiro 2016 Deixe um comentário

Em mais uma edição da Batalha de Ontario, os Leafs receberam o Ottawa Senators no Air Canada Centre, com as equipes vivendo fases diferentes na temporada. Os Sens vinham de três derrotas e os Leafs de duas vitórias, mas o placar final foi totalmente inesperado.

No gol do Toronto Maple Leafs, James Reimer bem que tentou fazer o possível para dar chances aos Leafs de vencer, mas a equipe começou a partida muito mal e em menos de 5 minutos proporcionou dois contra-ataques que não foram desperdiçados pelos Senators. Aos 00m19s, os Sens abriram o placar com um contra-ataque em dois contra Reimer, onde Zack Smith marcou. Aos 04m21s, foi a vez de Mika Zibanejad ampliar numa jogada que parecia o replay da primeira, sem qualquer chance para Reimer defender. Aos 07m38s, Bobby Ryan marcou o terceiro dos Sens, num chute que conseguiu passar por baixo do braço de Reimer, no gol que retirou o goleiro dos Leafs da partida, dando chance a Jonathan Bernier de mudar o destino e, quem sabe, conseguir a vitória para os Leafs, ou pelo menos evitar uma goleada.

Bernier entrou bem no jogo e só permitiu um gol aos 07m08s do segundo período, num chute de Curtis Lazar. 

Atrás no placar, os Leafs não voltaram bem para o último período e permitiu mais dois gols. Aos 00m39s, Mark Stone ampliou para 5 gols. Curtid Lazar marcou mais um aos 02m27s e, tudo que restou aos Leafs foi impedir a vitória dos Senators por shutout. P.A. Parenteau marcou para os Leafs recebendo um passe de Daniel Winnik aos 03m25s. 

Foi um jogo onde os Leafs pareciam não se encontrar no gelo e os Senators venciam todas as disputas do puck, bloqueavam as chances dos Leafs e não deram chance ao time de acordar!

Parabéns aos Senators que jogaram muito bem e que os Leafs melhorem para a próxima partida, contra o Calgary Flames, em Calgary!

Go Leafs Gooo

%d blogueiros gostam disto: