Anúncios

Arquivo

Posts Tagged ‘Dion Phaneuf’

05/03/2016 – Ottawa Senators @ Toronto Maple Leafs

segunda-feira, 07 março 2016 Deixe um comentário

O sábado reservou uma Batalha de Ontario para o Hockey Night in Canada, e esse foi jogado no Air Canada Centre. Foi a primeira visita de Dion Phaneuf após jogar por sete anos no Toronto Maple Leafs e ter sido trocado com o Ottawa Senators. 

Para Phaneuf foi uma noite muito emocional e isso se mostrou logo no primeiro lance do jogo. Os Senators venceram o face-off e o puck foi para Phaneuf, que não conseguiu dominar e proporcionou uma oportunidade para Brooks Laich que Andrew Hammond defendeu. Phaneuf estava visivelmente nervoso no início da partida. Num dos intervalos no primeiro período, os Leafs e passaram um vídeo com um tributo ao jogador que foi capitão dos Leafs por sete temporadas, e Phaneuf teve que limpar as lágrimas em seu rosto. Os torcedores o aplaudiram em pé.

Voltando à partida, Bobby Ryan abriu o placar, vencendo Jonathan Bernier após um vacilo de Matt Hunwick aos 06m06s. Aos 07m22s, Dion Phaneuf, ex-Leafs, e Colin Greening, ex-Senators, iniciaram uma briga no gelo, que acabou com Greening vencendo e derrubando Phaneuf no gelo. Ambos foram para o penalty box. William Nylander, que vem jogando bem, finalmente encontrou o caminho do gol e marcou um belíssimo primeiro gol na NHL, aos 09m27s. Nylander recebeu o puck de Brooks Laich e chutou forte no ângulo de Andrew Hammond. Íamos interessante é que o último gol de Michael Nylander, pai de William, na NHL também teve a assistência de Brooks Laich! 

O segundo período vou os Leafs virarem a partida com um gol de Nikita Soshnikov. O novato tem jogado muito bem e marcou o seu segundo gol na NHL aos 12m10s, num powerplay. O jogo parecia estar nas mãos dos Leafs que conseguiam dominar a partida. Bernier fazia também uma ótima partida, jogando de forma bem segura e realizando importantes defesas.

Mal o terceiro período começou e Marc Methot empatou para os Sens aos 02m56s, fazendo com que o período ficasse mais uma vez muito disputado, pois ambas equipes tinham chance de vencer. Tudo que necessitavam era de mais um gol somente. Esse gol veio aos 17m45s, quando ao limpar o puck a zona defensiva, Martin Marincin simplesmente entregou o puck para Mark Stone que efetuou um passe para Zach Smith vencer Bernier e dar a vitória aos Senators. 

Mais uma vez perdemos por apenas um gol de diferença! Isso é frustrante, mas como não temos qualquer chance nesta temporada, vamos nos manter calmos e aguardar o desenrolar dessa reconstrução dos Leafs! Parece que o time, incluindo os novatos, estão no caminho certo. 

Go Leafs Goooooo

Anúncios

Os Leafs negociam com os Senators e Dion Phaneuf está incluído na troca!

terça-feira, 09 fevereiro 2016 5 comentários

De acordo com notícias divulgadas no site oficial do Toronto Maple Leafs, Lou Lamoriello, Gerente Geral da equipe, anunciou hoje que a equipe adquiriu os atacantes Milan Michalek, Colin Greening e Tobias Lindberg, o defensor Jared Cowen e uma escolha de segunda rodada do Draft de 2017 do Ottawa Senators em troca dos defensores Dion Phaneuf e Cody Donaghey, assim como os atacantes Casey Bailey, Matt Frattin e Ryan Rupert.

Michalek, 31 anos, registrou seis gols e quatro assistências em 32 jogos com os Senators nesta temporada. Em 729 jogos de sua carreira na NHL jogando pelo Ottawa e San Jose Sharks, ele marcou 438 pontos (206 gols e 232 assistências) e 386 minutos de penalidades. Ele também marcou 24 pontos (15 gols e nove assistências) em 63 jogos de playoff. Michalek foi selecionado originalmente pelos Sharks na sexta escolha geral no NHL Entry Draft de 2003. Ele foi adquirido pelo Ottawa junto com Jonathan Cheechoo e uma escolha de segunda rodada no Draft de 2010 em troca de Dany Heatley é uma escolha de quinta rodada em 2010, em negociação feita em Setembro de 2009.

Greening, 29 anos, dividiu-se entre o Ottawa e seu time afiliado na American Hockey League (AHL), os Binghamton Senators. Nativo de St. John, Newfoundland, ele jogou em apenas um jogo com os Senators da NHL e outros 41 com o Binghamton, os Senators da AHL, marcando sete gols e seis assistências na AHL. Em 256 jogos da carreira na NHL, Greening marcou 87 pontos (38 gols e 49 assistências) e 137 minutos de penalidades. Ele também marcou cinco pontos (três gols e duas assistências) em 17 jogos de sua carreira nos playoffs da NHL. Frenesins foi selecionado pelos Senators na sétima rodada (escolha geral de número 204) no Draft de 2005.

Cowen, 25 anos, marcou quatro assistências em 37 jogos com os Senators nesta temporada. Em 249 jogos da NHL em sua carreira, o nativo de Saskatoon, Saskatchewan marcou 46 pontos (15 gols e 31 assistências) e 174 minutos em penalidades. Em 17 jogos de playoffs, ele marcou quatro assistências. Cowen foi selecionado originalmente pelos Senators na nona escolha geral do Draft de 2009.

Lindberg, 20 anos, marcou cinco gols e 17 assistências em 34 jogos da AHL com o Binghamton nesta temporada. O nativo de Estocolmo foi selecionado pelo Ottawa na quarta rodada(escolha geral de número 102) no Draft de 2013.

Phaneuf, nosso agora ex-capitão, tem 30 anos e jogou um total de 423 jogos com os Leafs em sete temporadas, registrando 196 points (45 gols e 151 assistências) e 598 minutos em penalidades. Ele foi nomeado como o 18º capitão da história dos Maple Leafs em 14 de junho de 2010.

Segundo Lamoriello, Phaneuf foi um jogador e pessoa exemplar. Dion Phaneuf, que estava com a equipe em Calgary, onde enfrentaria sua ex-equipe, o Calgary Flames, foi chamado ao telefone por Lou Lamoriello, logo após a negociação ter sido completada, para receber a notícia. Dion não teve qualquer reação adversa e agiu como um profissional, sem muitos questionamentos, pelo menos neste momento. A negociação de Phaneuf deixará os Leafs sem um capitão definido para o restante dessa temporada.

Essa troca teve como objetivo abrir espaço para que os Leafs possam, possivelmente, negocias a vinda de Steven Stamkos para a próxima temporada. Nada está confirmado ainda, mas para o futuro, os Leafs livraram mais de 20 milhões de dólares  em salários, o que permite que a equipe venha a ter mais liberdade para fazer futuras propostas por jogadores.

Até o final de fevereiro, os Leafs ainda devem aparecer como participantes de outras negociações, continuando com o plano de reconstrução da equipe que Brendan Shanahan iniciou ao final da tentação passada. Nessa reconstrução os Leafs já viram os contratos pesados de Phil Kessel e David Clarkson serem negociados com os Penguins e Blue Jackets, respectivamente. Agora foi a vez de Phaneuf.

Dion, obrigado por todo o seu tempo e dedicação aos Leafs e te desejo boa sorte em sua carreira com os Senators.

Go Leafs Go.

30/12/2015 – Toronto Maple Leafs @ Pittsburgh Penguins

terça-feira, 05 janeiro 2016 Deixe um comentário

Apesar da derrota em casa frente o New York Islanders onde Bernier sofreu com o ataque do time dos Isles, o Toronto Maple Leafs voltou ao gelo na noite seguinte, em Pittsburgh, contra os Penguins. 

Quem deveria estar no gol dos Leafs era James Reimer, mas ele sentiu uma lesão e acabou ficando de fora, exigindo a chamada de Antoine Bibeau para ser o backup de Bernier por uma noites mais. 

Bernier teve uma excelente partida e fez muitas defesas decisivas. Os Leafs abriram o placar aos 03m51s, com Dion Phaneuf chutando forte, com Michael Grabner atrapalhando a visão de Matthew Murray, goleiro dos Penguins. Num powerplay aos 05m25s, os Pens empataram com um gol de Chris Kunitz. 

Os Leafs voltaram a liderar o placar durante o segundo período com um gol de Jake Gardiner aos 01m13s, e não conseguiram continuar pressionando Murray e os Pens, que deram 20 chutes a gol no período, contra 10 dos Leafs. Bernier foi excepcional com as 19 defesas que realizou, mantendo os Leafs empatados, após o gol de Sidney Crosby aos 04m45s, para o último período.

O jogo acabou sendo decidido nas cobranças de pênaltis, Shootout, onde Bernier conseguiu uma defesa em dois chutes e Murray, somente uma nas três tentativas dos Leafs. Marcaram gols David Perron pelos Penguins e Peter Holland e PA Parenteau pelos Leafs. Leia Kunitz e Sidney Crosby tiveram suas chances negadas por Bernier. 

Foi uma boa vitória no último jogado ano para os Leafs é uma ótima partida pra Bernier ganhar a confiança que ele precisa!

Go Leafs Gooooo

23/11/2015 – Boston Bruins @ Toronto Maple Leafs

sexta-feira, 27 novembro 2015 Deixe um comentário

Em jogos de ida e volta o Toronto Maple Leafs recebeu a visita do Boston Bruins após ter sido derrotado em Boston. 

Mais uma vez no gol dos Leafs estava James Reimer. Pelos Bruins, Tuuka Rask estava no gol.

Os Bruins começaram melhor e Brad Marchand abriu o placar aos 04m58s do primeiro período, num powerplay para os Leafs. Aos 12m39s Zac Rinaldo amplia para os Bruins. Parecia que os Leafs estavam destinados a mais uma derrota.

Mas no segundo período a equipe mostrou poder de reação e empatou a partida com gols de Joffrey Lupul, aos 11m54s, e de Dion Phaneuf, aos 12m56s. Mas Brad Marchand conseguiu encontrar um espaço minúsculo entre a luva e o protetor de luva de James Reimer, para colocar os Bruins à frente novamente aos 14m40s. Este período ainda viu Tyler Bozak empatando novamente para os Leafs aos 16m09s.

Não houveram mais gols no terceiro período e na prorrogação e a partida foi para a decisão por pênaltis (Shootout), onde os Bruins acabaram levando a melhor.

Foi um bom jogo e mais uma vez, por detalhes não ganhamos, mas para uma equipe em reconstrução estamos mostrando mitos valores, como raça, não se deixar abater por placares adversos, jogar os 60 minutos, etc.

Go Leafs Gooooo

15/11/2015 – Toronto Maple Leafs @ New York Rangers

segunda-feira, 16 novembro 2015 Deixe um comentário

Sem descanso o Toronto Maple Leafs foi a New York enfrentar os Rangers que estão em uma ótima fase tendo vencido os últimos oito jogos! 

Para dar um descanso a James Reimer que jogou na noite anterior, Mike Babcock escala Jonathan Bernier no gol. Foi o primeiro jogo após a sua recuperação de uma lesão. Bernier precisava de uma chance para recuperar a sua confiança, mas não respondeu à altura. 

Os Leafs abriram o placar com um gol de Peter Holland aos 17m57s do primeiro período. Holland se aproveitou de um puck que sobrou livre e chutou sem chance ao goleiro Antti Raanta, que estava caído.

O segundo período viu os Rangers empatarem num gol de Ryan McDonaugh aos 00m44s e virarem com um gol de Derek Stepan aos 13m55s. Este gol foi marcado mais por uma falha de Bernier do que pelo mérito de Stepan, que apenas “rifou” o puck da zona neutra para mandar seu time ao ataque, o puck foi em direção ao gol e Bernier não conseguiu realizar uma defesa simples. O puck passou por entre suas pernas e entrou. Ao final do período Joffrey Lupul ainda conseguiu devolver o empate aos Leafs com um gol aos 17m38s. 

O terceiro período foi bem disputado e Derek Brassard colocou o time da casa à frente logo aos 03m37s. Dion Phaneuf chutou forte aos 05m15s pra dar mais uma chance dos Leafs não terminarem com a sequência de vitórias da equipe. A equipe batalhou mas faltando somente 54s, aos 19m06s, quando todos estavam se preparando para a prorrogação, Mats Zuccarello matou a partida num contra-ataque, se aproveitando de um rebote de Bernier para a frente do gol e vencendo o goleiro por baixo das pernas.

Zuccarello foi o melhor jogador da partida e posso dizer que Bernier foi o pior. 

Mas estamos jogando melhor e conseguindo competir com equipes consideradas melhores e que podem concorrer à Stanley Cup já nesta temporada. 

Go Leafs Go

06/11/2015 – Detroit Red Wings @ Toronto Maple Leafs

segunda-feira, 09 novembro 2015 Deixe um comentário

Na sexta-feira os Leafs receberam a visita do Detroit Red Wings no Air Canada Centre e, apesar de ter maior volume de jogo com muito mais chutes a gol que o adversário, acabaram saindo com a derrota na prorrogação.

Por enquanto Mike Babcock mantém James Reimer no gol de Toronto, e Antoine Bibeau, dos Toronto Marlies, é mantido como goleiro reserva. Jonathan Bernier está se recuperando de contusão. No gol dos Red Wings estava Petr Mrazek. 

Apesar de todo o volume de jogo e de estarem melhor na partida, quem abriu o placar foi Henrik Zetterberg aos 16m21s do primeiro período, com um chute da zona neutra que iria para fora do gol, mas que Reimer preferiu desviar com seu protetor de pernas (pad) para garantir que o disco não iria ao gol de Toronto. O disco (puck) resvalou no pad de Reimer e desviou para dentro do gol dos Leafs. Esse é mais um dos casos em que os goleiros dos Leafs acabam deixando a desejar em suas responsabilidades. 

O empate continuou até os 18m58s do terceiro período, quando Dion Phaneuf empatou a partida, garantindo a prorrogação. Esse gol nos deu esperança de que poderíamos ganhar o jogo, mas na prorrogação os Leafs nem conseguiram dar um chute ao gol e os Red Wings tiveram uma jogada no ataque que envolveu a defesa dos Leafs e acabou com Jakub Kindl sozinho ao lado do gol de James Reimer. Kindl recebeu o passe e chutou contra um gol praticamente aberto, com Reimer tentando se posicionar, vindo do outro lado do gol.

Nesse jogo os Leafs jogaram bem e até mereciam sair com a vitória, mas times que permitem gols onde o puck ia pra fora eno goleiro desvia para o gol, e que não tem um aproveitamento decente no ataque, sofre muito para se recuperar, e foi o que aconteceu com os Leafs.

Go Leafs Go

30/10/2015 – Toronto Maple Leafs @ New York Rangers

sábado, 31 outubro 2015 2 comentários

Depois de alguns dias de descanso depois da derrota contra os Coyotes em Toronto, os Leafs se prepararam para uma visita aos New York Rangers no Madison Square Garden.

Jonathan Bernier foi o goleiro da vez pelos Leafs.

Os Leafs não jogavam mal, mas não conseguiam ter boas e perigosas chances de gol, até que aos 09m41s, Rick Nash e Derick Brassard envolveram a defesa dos Leafs e passaram para Mats Zuccarello abrir o placar.

O segundo período viu os Leafs melhores e chutando mais ao gol, mas ainda assim, sem muita qualidade e não levando muito perigo. Também, não é muito fácil marcar gols em Henrik Lundqvist.

No terceiro período, o mesmo trio dos Rangers aprontou mais uma vez contra os Leafs e quem marcou foi novamente Mats Zuccarello, que num contra-ataque em dois contra um, recebeu um belo passe e aumentou a liderança da equipe aos 05m34s. Os Leafs somente começaram uma pressão maior sobre os Rangers nos últimos 5 minutos de jogo e, após um chute forte de Dion Phaneuf com os Leafs já sem goleiro, Joffrey Lupul desviou o suficiente para tirar Lundqvist da jogada, diminuindo a vantagem dando 1m51s de pressão para o empate dos Leafs. Após o gol os Leafs mantiveram uma boa pressão, com os Rangers cometendo muitos Icing, o que os fazia permanecer no gelo com a mesma linha e Tyler Bozak vencia face-off após face-off, mantendo os Rangers em sua zona defensiva, até que numa movimentação do puck, Nazem Kadri recebe o puck e, ao invés de chutar ao gol, tentou fazer uma jogada e perdeu o puck, permitindo que Mats Zuccarello conseguisse seu primeiro hat-trick da carreira e garantir a vitória dos Rangers.

Os Leafs até agora possuem somente uma vitória, obtida contra o Columbus Blue Jackets e ainda estão devendo uma atuação mais consistente. Bernier teve o seu melhor jogo da temporada e jogará também hoje, contra o Pittsburgh Penguins, em Toronto. O time tem mostrado um esforço e raça muito grandes mas não tem conseguido criar boas chances ofensivas.

GO Leafs GO

%d blogueiros gostam disto: