Anúncios

Arquivo

Archive for the ‘Vitória Shootout’ Category

06/12/2017 – Calgary Flames @ Toronto Maple Leafs

quinta-feira, 07 dezembro 2017 Deixe um comentário

Voltando pra casa após uma boa viagem ao oeste canadense, onde vencemos dois de três jogos, recebemos o Calgary Flames, um dos times que vencemos na semana passada.

Pra variar o Toronto Maple Leafs começou o jogo de forma preguiçosa e não conseguimos nos impor. Os Flames por sua vez, pressionavam e levavam muito perigo a Frederik Andersen. Numa penalidade cometida por Matt Martin, Mark Giordano e os Flames não desperdiçaram a oportunidade e abriram implicar aos 10m37s. Apesar de estarem atrás do placar, os Leafs não conseguiam reagir, mesmo em powerplays.

Voltamos melhor no segundo período e começamos num powerplay de quase dois minutos, mas que não aproveitamos. Jogávamos bem, mas quem também jogava bem era Mike Smith, goleiro dos Flames. Smith fez ótimas defesas impedindo o gol de empate, até que Morgan Rielly conseguiu chutar ao gol de Smith, após um desvio inesperado do puck, que deixou Smith e a defesa dos Flames fora de posição, marcando o tão esperado gol de empate aos 18m47s. O gol deu um alívio aos Leafs que ainda tinham o terceiro período para ganhar a partida em casa.

Entretanto o terceiro período foi dominado pelos Flames, que chutaram muito e exigiram muitas defesas de Freddie. Os Leafs até tiveram momentos bons, com Patrick Marleau acertando a trave, mas os últimos segundos do período viu os Leafs quase perderem a partida com a pressão exercida pelos Flames, mais uma vez, Freddie estava lá, sólido e bem posicionado.

A prorrogação entre duas equipes com jogadores habilidosos e rápidos sempre é emocionante e esta foi simplesmente “insana”. Com dois minutos de prorrogação já haviam chances das duas equipes terem definido a partida, mas ou os goleiros defendiam os bons chutes, como um de Johnny Gaudreau que driblou toda a defesa dos Leafs, quanto uma jogada dos Leafs que deixou Gardiner chutar à queima-roupa em Mike Smith. A decisão foi levada ao shootout.

Os Leafs começaram melhor, com Auston Matthews abrindo o placar e nos colocando à frente. Na segunda rodada, os Flames empataram com Hathaway. Marleau não conseguiu marcar na terceira rodada e deu a chance de vitória aos Flames, que também chutaram para fora. A decisão veio com William Nylander que marcou um belíssimo gol na quarta rodada!

Foi uma vitória suada, onde não jogamos bem, mas com uma performance invejável de Freddie, que defendeu o total de 47 chutes à gol e, atualmente é o goleiro que mais defesas realizou na temporada, o que mostra que os Leafs são uma equipe que permite aos adversários muitos chutes.

No sábado visitaremos Sidney Crosby e Phil Kessel em Pittsburgh, onde tentaremos manter nossas vitórias, contra os Penguins!

Go Leafs Goooo

Anúncios

28/12/2016 – Toronto Maple Leafs @ Florida Panthers

quinta-feira, 29 dezembro 2016 Deixe um comentário

Os Leafs terminam o ano na ensolarada Flórida, onde enfrentaram o Florida Panthers em Sunrise e, hoje à noite, enfrentarão o Tampa Bay Lightning, antes de partirem para Toronto onde no dia primeiro de janeiro de 2017 enfrentarão o Detroit Red Wings no NHL Centennial Classic. 

Apesar de não começarem bem, levando muitos chutes à gol, os Leafs abriram o placar aos 10m38s com Auston Matthews, que recebeu o puck em frente à Roberto Luongo e conseguiu circular o goleiro, que não teve muito a fazer. Auston Matthews tem conseguido produzir muitos pontos, sejam assistências ou gols para os Leafs! 

No segundo período, James Van Riemsdyk conseguiu ampliar, mas o gol foi anulado pois Nazem Kadri acabou se chocando em Luongo, entretanto os Leafs acabaram por ter uma vantagem de 5 contra 3 de quase dois minutos. Nesse powerplay, JVR cometeu uma penalidade ridícula, se chocando com um dos jogadores dos Panthers e deixou-nos Leafs com vantagem de 4 contra 3. Mesmo assim, William Nylander acertou o ângulo direito de Luongo aos 17m54s, dando mais segurança no placar para os Leafs.

Os Panthers jogavam em casa e voltaram muito melhor no terceiro período, em menos de 03 minutos chegaram ao empate com gols de Jonathan Marchessault aos 00m29s e Vincent Trochek aos 02m43s. Frederik Andersen jogou muito bem e, com menos de 7 minutos para o fim do terceiro período, defendeu um penalty shot, que poderia ter dado a vitória aos Panthers. 

O jogo somente foi decidido no shootout (disputa de pênaltis), e na terceira rodada, quando após o jogador dos Panthers perder sua tentativa, Mitch Marner conseguiu vencer Roberto Luongo, dando a vitória aos Leafs. Luongo possui 447 vitórias na NHL, empatado com Terry Sawchuk e, não foi nesse jogo que ele conseguiu passar a marca desse lendário goleiro.

Hoje vamos pra cima do Tampa Bay Lightning!! Go Leafs Goooooo

09/03/2016 – New York Islanders @ Toronto Maple Leafs

quinta-feira, 10 março 2016 Deixe um comentário

Apesar de a sequência de jogos estar nos trazendo derrotas consecutivas, o Toronto  Maple Leafs e seus jogadores novatos têm jogado muito bem. Alguns erros são sempre esperados, mas Zach Hyman, William Nylander e Nikita Soshnikov têm impressionado Mike Babcock.

O New York Islanders foi ao Air Canada Centre vindo de uma sequência de vitórias, mas sem o seu goleiro titular, Jaroslav Halak, que sofreu uma contusão na noite anterior, num jogo contra o Pittsburgh Penguins. Halak ficará fora por até seis semanas! Em seu lugar jogou Thomas Greiss. Pelos Leafs, Garret Sparks defendeu o gol. 

John Tavares foi quem abriu o placar aos 08m08s, aproveitando o seu próprio rebote. Os Leafs empataram o jogo com Zach Hyman. O jogador que estava em seu quinto jogo na NHL, tem demonstrado uma vontade incrível de se manter na equipe dos Leafs e tem sido muito aplicado. Após um chute de Colin Greening, defendido por Greiss, Hyman estava no lugar certo na hora certa e aproveitou o rebote para marcar o seu segundo gol na NHL, aos 11m27s.

O segundo período vou novamente os Leafs e os Isles trocarem gols. O primeiro foi marcado por Morgan Rielly, aos 10m45s em um powerplay. Rielly acertou um belo chute que foi no ângulo do gol de Greiss. Aos 12m54s, Anders Lee empatou para os Isles, com um wrist shot, que Sparks não conseguiu defender. 

O jogo seguia empatado e muito disputado até que, aos 14m41s do terceiro período, Ryan Strome partiu num contra-ataque, onde um defensor dos Isles simplesmente limpou a jogada na zona defensiva, mas o puck acabou indo na direção de Strome, que aproveitou e foi pra cima de Sparks. O goleiro dos Leafs defendeu parcialmente o chute, mas o puck acabou deslizando lentamente e cruzou a linha de gol, colocando os Islanders à frente. Babcock então resolveu retirar Sparks e colocar um jogador de linha a mais, além do fato dos Leafs terem um powerplay a seu favor, o que os deixava com dois jogadores a mais no gelo. Quem estava no lugar certo agora foi William Nylander, que segundo Babcock teve seu melhor jogo na NHL. Nylander empatou para os Leafs faltando apenas 01m13s para o final. 

A prorrogação terminou sem gols e a decisão foi levada ao shootout, onde o único a marcar foi Nikita Soshnikov, o jovem jogador russo, que demonstra ter habilidade, velocidade e não se acanha frente aos jogadores já experientes da NHL. Ele venceu Greiss com um chute de backhand!

É isso aí! A vitória nos trás mais confiança e evitamos bater o recorde de derrotas consecutivas nesta temporada!

Parabéns a Nylander, Hyman e Soshnikov! 

Go Leafs Go

04/02/2016 – New Jersey Devils @ Toronto Maple Leafs

sexta-feira, 05 fevereiro 2016 Deixe um comentário

Antes de iniciar uma viagem com cinco jogos na agenda o Toronto Maple Leafs recebeu o New Jersey Devils no Air Canada Centre.

Este jogo foi marcado por diversos números: 1000 jogos como técnico para Mike Babcock, 800 jogos de Dion Phaneuf na NHL, assim como 700 jogos de Joffrey Lupul e 300 de Nazem Kadri! 

No gol dos Leafs estava James Reimer, que parece ter se garantido como o goleiro número um dos Leafs, e pelos Devils, Keith Kinkaid.

O jogo foi muito disputado o tempo todo e as equipes não conseguiam sobrepujar a outra na determinação e aplicação táticas. Quem abriu o placar foi Jacob Josefson aos  04m16s do primeiro período, num powerplay, recebendo um passe de David Schlemko e chutando forte. O puck ainda resvalou na luva de James Reimer e foi pro fundo da rede dos Leafs. Numa jogada bem armada, logo após o término de um powerplay para os Leafs, P.A. Parenteau, Tyler Bozak e Shawn Matthias trocam passes e Matthias consegue desviar o puck, que ainda pegou no patins de um defensor dos Devils e empatou a partida.

A disputa continuou e no terceiro período David Schlemko colocou os Devils mais uma vez à frente do placar aos 06m27s. Os Leafs, mais uma vez, precisavam correr atrás do prejuízo. Foi Mike Babcock que, decidindo retirar Reimer aos 17m48s, iniciou a ação que terminou com um gol de Tyler Bozak, apenas 6s depois, aos 17m54s, após receber um excelente passe de Peter Holland e chutar de primeira, vencendo Kinkaid e empatando a partida. 

Não houve qualquer alteração de placar na prorrogação, mesmo com boas chances para as equipes. Kinkaid fez uma excelente defesa num contra-ataque dos Leafs, levando a decisão aos pênaltis. 

A cobrança de pênaltis, conhecida como Shootout, somente viu P.A. Parenteau marcar, dando a vitória aos Leafs!

Mais uma vez a equipe mostrou que não se incomoda de estar atrás no placar e que tem raça e determinação para mudar o destino da partida e dos pontos em jogo! 

Go Leafs Gooooooo

30/12/2015 – Toronto Maple Leafs @ Pittsburgh Penguins

terça-feira, 05 janeiro 2016 Deixe um comentário

Apesar da derrota em casa frente o New York Islanders onde Bernier sofreu com o ataque do time dos Isles, o Toronto Maple Leafs voltou ao gelo na noite seguinte, em Pittsburgh, contra os Penguins. 

Quem deveria estar no gol dos Leafs era James Reimer, mas ele sentiu uma lesão e acabou ficando de fora, exigindo a chamada de Antoine Bibeau para ser o backup de Bernier por uma noites mais. 

Bernier teve uma excelente partida e fez muitas defesas decisivas. Os Leafs abriram o placar aos 03m51s, com Dion Phaneuf chutando forte, com Michael Grabner atrapalhando a visão de Matthew Murray, goleiro dos Penguins. Num powerplay aos 05m25s, os Pens empataram com um gol de Chris Kunitz. 

Os Leafs voltaram a liderar o placar durante o segundo período com um gol de Jake Gardiner aos 01m13s, e não conseguiram continuar pressionando Murray e os Pens, que deram 20 chutes a gol no período, contra 10 dos Leafs. Bernier foi excepcional com as 19 defesas que realizou, mantendo os Leafs empatados, após o gol de Sidney Crosby aos 04m45s, para o último período.

O jogo acabou sendo decidido nas cobranças de pênaltis, Shootout, onde Bernier conseguiu uma defesa em dois chutes e Murray, somente uma nas três tentativas dos Leafs. Marcaram gols David Perron pelos Penguins e Peter Holland e PA Parenteau pelos Leafs. Leia Kunitz e Sidney Crosby tiveram suas chances negadas por Bernier. 

Foi uma boa vitória no último jogado ano para os Leafs é uma ótima partida pra Bernier ganhar a confiança que ele precisa!

Go Leafs Gooooo

08/12/2015 – New Jersey Devils @ Toronto Maple Leafs

quarta-feira, 09 dezembro 2015 Deixe um comentário

O Toronto Maple Leafs enfrentou o New Jersey Devils pela primeira vez após Lou Lamoriello, atual General Manager dos Leafs, deixar os Devils, onde atuou como GM por 28 anos. O jogo foi no Air Canada Centre e os jogadores dos Leafs queriam muito dar uma vitória a Lou.

Mais uma vez no gol estava Garret Sparks e, pelos Devils, Corey Schneider, o sucessor de Martin Brodeur.

Os Leafs mais uma vez começaram atrás do placar já aos 01m24s, quando Lee Stempniak desviou o chute de John Moore, bem em frente à Sparks, num powerplay pra os Devils. Sparks não teve chance de defesa. Os Leafs quase empataram com Matt Hunwick, mas o puck acertou a trave de Corey Schneider. Somente aos 14m13s, numa jogada até mesmo despretenciosa, Pierre-Alexandre Parenteau chutou o puck da zona neutra, somente para fazer os defensores dos Devils se virarem ao seu próprio gol, mas o puck acabou batendo no gelo e saltando de forma imprevisível, passando por sobre o ombro de Schneider, e os Leafs empataram a partida.

O segundo período viu os Leafs virando o jogo com um gol de James Van Riemsdyk aos 02m12s, muito parecido com o gol de Stempniak, desviando um chute de Dion Phaneuf, que aliás estava em seu 400º jogo pelos Leafs! Parabéns Dion! Os Devils chegaram ao empate com Kyle Palmieri, mais uma vez num powerplay, chutando forte com muita gente à frente de Sparks, que acabou não vendo o puck a tempo de se preparar para defender! 

Não houve qualquer alteração no placar no terceiro período ou na prorrogação, apesar de que as equipes lutaram muito e tiveram ótimas chances na prorrogação. A decisão ficou para o Shootout (cobrança de pênaltis). Após duas rodadas, ninguém havia marcado. Na terceira rodada, Tyler Bozak fez um belo movimento e venceu Schneider por sobre o ombro, mas Mike Cammalleri manteve os Devils no jogo. Somente na quinta rodada, Nazem Kadri marcou para os Leafs e, na última cobrança, Garret Sparks conseguiu fazer com que David Schlemko errasse, dando a vitória aos Leafs!

Os Leafs agora só voltam ao gelo na próxima terça-feira!

Go Leafs Goooo

20/11/2015 – Toronto Maple Leafs @ Carolina Hurricanes

sábado, 21 novembro 2015 Deixe um comentário

Os Leafs estão jogando muito bem e têm tido um ótimo conjunto, principalmente no gol, onde James Reimer tem sido espetacular! Após a vitória contra o Colorado Avalanche, o Toronto Maple Leafs foi a Raleigh, visitar o Carolina Hurricanes. 

O jogo estava bem ruim para os Leafs que estavam sendo dominados pelos Canes, jogando mal e não consegui do muitas chances e chutes ao gol de Cam Ward. Ao final do segundo período, os Canes lideravam com 22 chutes ao gol contra apenas 12 dos Leafs.

O jogo só começou a ser decidido no terceiro período, quando Brad Malone marcou para os Canes aos 07m47s, abrindo o placar. Tudo parecia difícil para os Leafs é uma luz no fim do túnel começou a aparecer num powerplay para a equipe no final do período. Nazem Kadri conseguiu empatar para os Leafs aos 16m27s, garantindo um ponto aos Leafs, pelo menos, e levando o jogo à prorrogação.

Na prorrogação, mesmo com um powerplay para os Leafs, a equipe não conseguiu definir a partida e a decisão foi levada à disputa de pênaltis (Shootout). Peter Holland marcou para os Leafs já no primeiro chute, mas os Canes conseguiram empatar na terceira rodada e a decisão ficou para Joffrey Lupul na quinta rodada, sem mais ninguém ter conseguido vencer os goleiros! 

Foi mais uma vitória para os Leafs, uma que foi buscada nos últimos minutos do tempo regular e mantida até o final do Shootout!

Go Leafs Go!  

%d blogueiros gostam disto: