Anúncios

Arquivo

Posts Tagged ‘Martin Jones’

30/10/2017 – Toronto Maple Leafs @ San Jose Sharks

terça-feira, 31 outubro 2017 Deixe um comentário

No primeiro jogo dos Leafs na viagem que o time está fazendo pela Califórnia, fomos ao SAP Center, casa do San Jose Sharks, ex-equipe de Patrick Marleau que foi contratado pelo Toronto Maple Leafs nesta última pós-temporada.

Os Sharks fizeram um vídeo em tributo a todos os anos que Marleau dedicou suas habilidades à equipe e todos na Arena o aplaudiram e homenagearam. Foi um tributo mais que merecido para um jogador muito habilidoso e que se dedicou aos Sharks por muito tempo. Parabéns Patrick Marleau e Parabéns San Jose Sharks, pelo lindo tributo! 

No jogo em si, os Leafs, apesar de atacarem menos, saíram na frente no placar com um gol de Auston Matthews se aproveitando de um chute de Nikita Zaitsev. Quando Zaitsev ia chutar, Matthews fez um movimento, passando pelo defensor e cruzando em frente do gol, quando controlou o puck com seu patins e bateu sem chances para Martin Jones. Infelizmente para nós, torcedores dos Leafs, a equipe não jogou bem e, durante todo o jogo, fomos dominados pela defesa dos Sharks. 

O Shark Tank é um caldeirão e o time da casa faz o uso de toda a pressão e apoio da torcida contra os adversários. No segundo período, Joe Pavelski empatou, desviando inócuo bem em frente à Frederik Andersen, que não teve tempo de se mover para fechar o gol. Os Leafs simplesmente não conseguiam atacar e deram apenas dois chutes ao gol no segundo período. 

Com o placar empatado em 1 gol para cada equipe, o jogo foi ao terceiro período, quando os Sharks continuaram melhores. Tim Heed colocou os Sharks à frente, virando o placar aos 04m11s, num powerplay. Ele chutou de longe e acertou o canto superior direito do gol de Frederik Andersen. Mais para o final da partida, Joel Ward ainda marcou o terceiro dos Sharks com os Leafs em empty net. No finalzinho ainda deu tempo para Nazem Kadri marcar, mas com o total de 18 chutes à gol durante toda a partida, não houve como os Leafs saírem com a vitória. Os Sharks por sua vez, deram 39 chutes ao gol dos Leafs.

Essa foi a nossa quinta derrota nos últimos 5 jogos e a equipe que estava alegrando a torcida nos primeiros jogos da temporada já começa a deixar a todos preocupados. O problema é a defesa? É o goleiro? É a juventude e falta de experiência? Ainda não temos a resposta, mas temos confiança em Mike Babcock, que tem o conhecimento e experiência para arrumar a casa. Talvez leve um tempo, mas ele vai arrumar o time. 

Go Leafs Gooooooo

Anúncios

28/02/2017 – Toronto Maple Leafs @ San Jose Sharks

quinta-feira, 02 março 2017 Deixe um comentário

Após a notícia de que Brian Boyle agora faz parte da equipe, o Toronto Maple Leafs aguardou o jogador em San Jose, para enfrentar o forte time do San Jose Sharks. Boyle chegou na tarde do dia 28/02 e, para dar espaço no elenco para ele, Frederik Gauthier foi enviado de volta aos Toronto Marlies.

Outro jogador que voltou ao elenco foi Mitch Marner, que reforça o ataque dos Leafs. 

O jogo foi simplesmente eletrizante! A energia e velocidade da partida foram impressionantes! No primeiro período, apesar de sofrer 13 chutes à gol, foram os Leafs que saíram com a vantagem no placar, com o 31º gol de Auston Matthews, num chute que desviou no taco de um jogador dos Sharks e conseguiu vencer Martin Jones aos 06m41s do segundo período, com os Leafs em powerplay.

O time dos Sharks é muito forte e joga muito fisicamente. Eles mantinham total domínio do gelo e circulavam o puck na zona ofensiva, mas eram totalmente parados por Frederik Andersen que jogou de forma espetacular na noite do dia 28! Andersen realizou inúmeras defesas contra o ataque dos Sharks, salvando a equipe de Toronto. Martin Jones também jogava muito bem e não deixou os Leafs dispararem no placar. Houve até uma jogada de Mitch Marner, onde o jovem jogador dos Leafs mostrou seu controle do puck e fez um lindo movimento, antes do chute, mas acabou sendo defendido pelo goleiro dos Sharks. 

Brenden Dillon acabou por empatar o jogo aos 12m17s do segundo período, após uma enorme pressão dos Sharks. Era questão de tempo até o empate, pois os Sharks mandavam no jogo e os Leafs acabavam “rifando” o puck, tendo os passes interceptados, enfim, não jogávamos bem. 

Brian Boyle jogou bem em seu primeiro jogo defendendo os Leafs, vencendo faceoffs, usando seu tamanho e tentando nos ajudar no ataque. Infelizmente para os Leafs, aos 18m33s do terceiro período, Patrick Marleau foi ao ataque sozinho, contra três jogadores dos Leafs, ou seja, sem muita chance de gol, mas a defesa dos Leafs foi toda para cima do Marleau, inclusive Jake Gardiner que perdeu o puck no ataque e permitiu esse contra-ataque aos Sharks, e Marleau conseguiu passar para Tomas Hertl, que chutou de um ângulo bem fechado e conseguiu vencer Andersen. Com apenas 1m23s para o final do período os Leafs partiram para o Empty Net, retirando Frederik Andersen. A tática não funcionou e Joe Pavelski marcou o terceiro gol dos Sharks aos 19m37s, finalizando o placar. 

Não foi um bom jogo dos Leafs, mas nunca é fácil jogar na casa dos Sharks. Hoje temos uma batalha contra os Los Angeles Kings!

Go Leafs Gooo

13/12/2016 – San Jose Sharks @ Toronto Maple Leafs

quarta-feira, 14 dezembro 2016 Deixe um comentário

O Toronto Maple Leafs recebeu a visita do San Jose Sharks, time que não sofre derrotas em Toronto desde 2002, e jogou muito bem até a metade do terceiro período.

Os Leafs começaram muito bem, pressionando os Sharks e controlando o puck. Zach Hyman abriu o placar aos 06m58s do primeiro período, pouco depois de ter saído do gelo após bloquear um chute dos Sharks. Hyman desviou um chute de Auston Matthews, vencendo o goleiro Martin Jones. 

O segundo período viu os Leafs se aproveitarem de uma penalidade dos Sharks e Auston Matthews aumentar o placar aos 07m46s. Matthews vem marcando gols em muitas partidas consecutivas e mostrando porque foi a primeira escolha do Draft deste ano. 

Tudo parecia muito bem e os Leafs administravam a vantagem, até com chances de ampliar, como dois contra-ataques onde Morgan Reilly  e Mitch Marner não conseguiram vencer Jones. O time dos Sharks conseguiu marcar com Justin Braun aos 12m43s e Joe Pavelski em powerplay aos 14m50s, empatando a partida. Parecia que os Leafs tinham parado, esperando o período terminar, ou o jogo, mas os Sharks foram atras do prejuízo e levaram a partida para a prorrogação, onde houve diversas chances de gol para cada equipe, nenhuma aproveitada.

Com a decisão indo para o shootout, os Sharks acabaram por garantir a vitória com um gol de Logan Couture na segunda rodada. Os Leafs não conseguiram marcar com nenhum de seus três jogadores. 

Segundo Mike Babcock, a equipe precisa se conscientizar de que sempre temos que jogar como se a partida estivesse indefinida, como se o próximo gol a definiria para o nosso lado, o que obviamente não aconteceu na noite de ontem. 

Os Leafs agora aguardam a visita do Phoenix Coyotes na quinta-feira, time para onde foi Peter Holland, que pode vir a jogar contra os Leafs.

Go Leafs Goooooo

09/01/2016 – Toronto Maple Leafs @ San Jose Sharks

segunda-feira, 11 janeiro 2016 Deixe um comentário

Para terminar a viagem à Califórnia, o Toronto Maple Leafs foi visitar o San Jose Sharks após vencerem os Ducks e perderem dos Kings.

Mais uma vez Jonathan Bernier estava no gol dos Leafs. 

O jogo começou bem, com ambas equipes disputando o puck e buscando abrir o placar. Nada foi alterado no primeiro período, mas a partir do segundo período, parece que os Leafs haviam deixado o gelo para os Sharks jogarem sozinhos. Brent Burns fez uma ótima jogada, vencendo Kadri e Phaneuf, e por ultimo vencendo Bernier com um ótimo chute, abrindo o placar aos 04m18s. Aos 08m09s, quando os Leafs estavam em powerplay, os Sharks se aproveitaram de um erro na troca de linhas e conseguiram ampliar com um gol de Matt Nieto aos 08m09s. A partir daí os Leafs simplesmente não tiveram mais energia para reagir. Joe Pavelski marcou aos 15m33s e Tomas Hertl aos 17m29s, fechando o período com uma vantagem de quatro gols para os Sharks.

Realmente não houve uma reação dos Leafs, sequer no terceiro período, e os Sharks se aproveitaram disso para aumentar ainda mais a vantagem com gols de Melker Karlsson aos 04m10s, Joonas Donskoi aos 09m38s e mais um de Tomas Hertl aos 11m22s. Foi uma ótima vitória dos Sharks, por shutout, com 7 gols marcados em Jonathan Bernier. Foi a 10 vitória dos Sharks nos últimos 11 jogos contra os Leafs. 

Aos Leafs somente restou aprender com a derrota e se preparar para o jogo contra o Columbus Blue Jackets hoje à noite.

Go Leafs Gooooo

17/12/2015 – San Jose Sharks @ Toronto Maple Leafs

sexta-feira, 18 dezembro 2015 Deixe um comentário

Com a má atuação de Jonathan Bernier na última partida, quem retorna ao gol dos Leafs é Garret Sparks, o goleiro novato que vem jogando bem e havia ganho três dos seus quatro jogos na NHL. 

A visita do San Jose Sharks é o segundo jogo fora de casa num roteiro de cinco partidas longe da Califórnia. 

Os Leafs começaram muito mal a partida deixando o time visitante dominar, além de conceder powerplays, que foram aproveitados pelos Sharks. Aos 02m01s, Joe Pavelski abriu o placar e aos 11m32s, Patrick Marleau ampliou. Foram dois gols em powerplay para os Sharks sobre Garret Sparks, mas o segundo gol acabou causando uma contusão em Soarks que deixou o gelo para a entrada de Jonathan Bernier. Creio que ele tenha distendido algum músculo no movimento que fez e talvez fique algum tempo em recuperação. Desta vez Bernier entrou bem na partida e fez ótimas defesas enquanto os Leafs começavam a jogar bem e pressionar os Sharks. Peter Holland diminuiu para os Leafs após interceptar um passe na zona de ataque e disparar, vencendo Martin Jones aos 14m48s.

O segundo período foi ótimo para os Leafs, com Bernier jogando bem e com a equipe buscando o gol adversário e levando perigo. Logo aos 04m50s, Leo Komarov marca seu 11º gol da temporada, aguardando o tempo certo para tirar Jones da jogada e chutar num gol aberto, empatando a partida. Esse gol teve a assistência e primeiro ponto na temporada do defensor Frank Corrado. James Van Riemsdyk vira a partida para os Leafs aos 19m14s, chutando detrás do gol dos Sharks e fazendo o puck bater no patins de Martin Jones e ir pro fundo do gol.

Tudo parecia que ia acabar bem para os Leafs na partida, já que aos 01m59s, Michael Grabner chutou duas vezes para marcar o quarto gol dos Leafs e colocar dois gols de vantagem no placar. Infelizmente os Leafs não conseguiram segurar a vantagem e aos 03m10s, Marc-Edouard Vlasic diminuiu para os Sharks, que ainda marcaram o gol de empate aos 11m49s com Matt Nieto. 

O jogo foi decidido na prorrogação, apesar da boa atuação de Bernier, com um gol de Brent Burns aos 02m13s.

Foi o segundo jogo em que os Leafs lideravam no início do terceiro período e deixaram o time adversário empatar. É nestes dois jogos acabamos perdendo na prorrogação. Mas Mike Babcock gostou de ver a postura da equipe que conseguiu sair de uma situação adversa no primeiro período e chegou a virar a partida. 

No primeiro período, Nick Spaling também deixou o gelo com uma contusão. De acordo com Babcock, ele também deve focar em recuperação por um período mais longo. 

Amanhã, sábado, jogamos no Air Canada Centre contra o Los Angeles Kings! Go Leafs Go

11/12/2013 – Los Angeles Kings @ Toronto Maple Leafs

quinta-feira, 12 dezembro 2013 Deixe um comentário

Após a derrota contra os Bruins, os Leafs ainda receberam uma notícia nada boa. O capitão da equipe e principal defensor, Dion Phaneuf, foi suspenso por dois jogos após dar um tranco (hit ou check) no jogador Kevan Miller dos Bruins, empurrando o jogador de cabeça contra as bordas. Miller saiu do gelo logo após este check e não retornou mais. Dion lamentou a jogada e a gerência dos Leafs afirmou não ver a jogada sob os mesmos ângulos do comitê disciplinar da NHL.20131211_Kings@Leafs_Banner

Sem Dion Phaneuf, os Leafs receberam o Los Angeles Kings que vinham de quatro vitórias seguidas, três delas com um goleiro novato, Martin Jones, que conseguiu dois shutouts consecutivos, o último na vitória de 6 a 0 contra os Canadiens. Como backup de Jones estava o ex-Leafs Ben Scrivens em seu primeiro retorno a Toronto.

Este foi o melhor jogo dos Leafs no ano. O time teve volume de jogo e venceu os Kings em número de chutes à gol em todos os períodos. Essa foi a primeira vez na temporada em que isso aconteceu e ao final os Leafs deram 39 chutes ao gol de Jones e receberam apenas 23 no gol de Jonathan Bernier, ex-goleiro dos Kings.

20131211_Kings@Leafs_ScoreNem mesmo essa diferença em chutes à gol deu a vitória aos Leafs! Os Kings ganharam um powerplay no primeiro período, quando Peter Holland segurou Viatcheslav Voynov. Neste powerplay, aos 10m30s, Drew Doughty chutou forte e, com jogadores à sua frente, Jonathan Bernier não teve uma visão clara do puck, para defendê-lo.

Os Leafs somente chegaram ao empate num powerplay em 5 contra 3, aos 14m30s do segundo período, numa jogada em que Phil Kessel fingiu chutar, o que deixou o goleiro Martin Jones paralisado para efetuar a defesa, e passou para Cody Franson que afirmou ter o gol para marcar. Com o jogo empatado, os Leafs começaram a pressionar e eram parados por Jones!

No terceiro período os Leafs deram 18 chutes à gol contra apenas 7 dos Kings, mas quem marcou, por duas vezes, foram os Kings. Aos 09m40s, Jeff Carter colocou o time visitante à frente num contra-ataque em 2 contra 1, após Paul Ranger avançar demais tentando recuperar o puck, o que deixou Mark Fraser sozinho contra dois atacantes dos Kings. Aos 18m01s os Leafs ainda veriam a vantagem dos Kings ainda maior com um gol de Kyle Clifford.

Apesar do retorno de Joffrey Lupul, e do ótimo volume de jogo, os Leafs não saíram com a vitória, mas esportes são assim mesmo, as vezes não é o melhor em campo, quadra, gelo, que recebe os frutos da aplicação tática e melhor nível de jogo.

Nosso próximo jogo será hoje, em St. Louis, contra o St. Louis Blues.

Go Leafs Go!!

P.S.: o canal HBO americano está filmando e acompanhando os Leafs e os Red Wings a caminho do Winter Classic, a ser jogado em Michigan em primeiro de janeiro. Os Leafs precisam começar a vencer e reagir, senão só teremos derrotas nos quatro episódios do programa chamado HBO 24/7. O primeiro episódio será transmitido neste sábado pela HBO e Rogers Sportsnet para os Estados Unidos e Canadá, respectivamente.

%d blogueiros gostam disto: