Arquivo

Posts Tagged ‘Frederik Andersen’

Fim da temporada 2019-20 para os Leafs

sábado, 22 agosto 2020 Deixe um comentário

Todos podemos ter uma grande certeza sobre a temporada 2019-20, ela será inesquecível!

Essa temporada da NHL foi marcada pela pandemia global do Coronavírus, que congelou a temporada regular faltando apenas 12 jogos por jogar, fez com que a liga, as equipes e os jogadores ficassem totalmente parados, incluindo o fato de ficarem sem treinar por praticamente 3 meses, e pela decisão de voltar a temporada já nos playoffs, mas com um calendário alterado e contando com 24 equipes, oito a mais. A razão para isso foram exatamente os 12 jogos restantes a serem disputa dos na temporada regular. Uma vez que haviam equipes disputando as últimas posições da classificação em cada conferência, seria injusto simplesmente escolher os oito times mais bem classificados de cada conferência. Imagina uma equipe que estivesse na nona posição, com diferença de somente um ponto para o oitavo e dois para o sétimo. Como dizer que ela não estaria classificada se jogasse os 12 últimos jogos?

O que foi criado como parte dos playoffs deste ano foi uma série de playoff de qualificação (Qualifier’s). Neste caso, os Leafs enfrentaram o Columbus Blue Jackets em uma série melhor de 5 jogos.

Como meu último post foi do terceiro jogo, em que os Blue Jackets viraram o placar de 3 a 0 dos Leafs, vencendo com um gol na prorrogação, acabei não informando aqui os dois últimos jogos da série.

O quarto jogo da série foi indescritível! O Toronto Maple Leafs estava jogando muito mal, sem levar perigo ao gol de Joonas Korpisalo, e estavam com um placar de 3 a 0 faltando quatro minutos para o jogo acabar e a equipe ser desclassificada. Posso aqui deixar registrado que desliguei a TV pra nem ver o final do jogo e, quando três minutos depois liguei meu iPad para saber se o jogo já havia terminado, vi a equipe dos Leafs marcar o gol de empate com Zach Hyman, levando o jogo à prorrogação. Na prorrogação vencemos o jogo , dando o troco exatamente como havia sido a nossa derrota anterior. A vitória nos levou ao jogo 5!

Infelizmente, apesar da vitória histórica do jogo 4, que demonstrou que a equipe tem raça pra continuar buscando a vitória, mesmo atrás no placar e faltando muito pouco tempo pro jogo acabar, os Leafs não conseguiram se impor e perderam para os Blue Jackets por 3 a 0, deixando mais uma vez os playoffs na primeira rodada, a quarta vez nos últimos 4 anos!

Obviamente que, com a equipe e os jogadores que temos, a torcida fica frustrada, mas já sabíamos que a equipe não tinha conseguido manter o nível de jogo durante a temporada regular, com muitos altos e baixos, com uma defesa que deixa a desejar e alguns jogadores que por vezes não aparecem. Esse foi um ano em que vimos o técnico mais caro da Liga, Mike Babcock, ser demitido dos Leafs por não estar conseguindo evitar que a equipe tivesse um padrão de jogo muito aquém das possibilidades, vimos Sheldon Keefe chegando aos Leafs e dando uma esperança de corrigir o time. Também vimos a chegada de Jack Campbell e de Kyle Clifford, dois jogadores dos Los Angeles Kings e que trouxeram mais qualidade e experiência à equipe.

Claro que houve muitas críticas aos 4 jogadores mais bem pagos da equipe: Auston Matthews, que jogou muito toda a temporada e com 47 gols, ficou a um gol da disputa pelo troféu Maurice Richard, para o artilheiro da temporada, que ficou entre Ovechkin e Pastrnak; John Tavares, que por muitas vezes fica apagado nas partidas, mas que é muito importante e tem uma atuação pra equipe; William Nylander, que essa temporada jogou demais, mas tem uma boa parte da torcida pegando no pé dele por todo o imbróglio da renovação do seu contrato (eu gosto muito de ter o Nylander na equipe e o acho um dos melhores jogadores conduzindo o puck); e Mitch Marner, que teve uma boa temporada, mas que nos playoffs cometeu erros e não rendeu o que se esperava dele.

Para a próxima temporada, que se tudo der certo só iniciará em Dezembro, os Leafs deverão ter algumas mudanças, principalmente em sua defesa, se Kyle Dubas e Brendan Shanahan encontrarem os jogadores que necessitam a um preço dentro das possibilidades dos Leafs, ou negociando alguns jogadores em troca de uma melhor equivalência entre ataque e defesa. Já sabemos que Tyson Barrie não deve retornar à equipe após não ter uma atuação de acordo com o que esperávamos dele. Eu diria que Muzzin e Rielly são os defensores que continuam e todos os outros, incluindo Justin Holl e Travis Dermott, podem ser negociados. No ataque, gostaria muito de ver o retorno de Jason Spezza, que demonstrou ser torcedor dos Leafs e vibrou com as vitórias da equipe!

Outro nome que devemos ver nos Leafs na próxima temporada é Nick Robertson, o rookie que veio da OHL e jogou algumas partidas dessa série contra os Blue Jackets e, inclusive marcou gol! Robertson foi muito bem e não vejo ele ficando de fora na próxima temporada.

Freddie também jogou bem, mas com uma defesa fraca à sua frente não teve como ajudar mais a equipe. Jack Campbell também mostrou que é um bom goleiro e que também gosta de fazer parte do elenco.

Adicionamos um ano mais na fila, agora com 53 anos desde a nossa última Stanley Cup, mas a equipe continua promissora e ganhando cada vez mais experiência. Temos que manter a esperança, pois temos a possibilidade de termos a melhor equipe dos Leafs desde quando Mats Sundin era o capitão e levou o time à final de conferência em 2002!

Go Leafs Gooooo sempre!!!

E obrigado a todos que seguiram meus posts neste ano! Sei que não tenho tido posts tão atualizados, mas vou sempre tentar manter todos vocês informados de tudo que acontece com o Toronto Maple Leafs! Aguardo vocês na próxima temporada!

Teremos o hóquei de volta em 2 de agosto

terça-feira, 21 julho 2020 Deixe um comentário

Após meses parados devido à pandemia de Coronavírus, onde as equipes tiveram que suspender tudo, desde jogos até os treinos! Todos ficaram confinados em suas casas, esperando a decisão sobre o cancelamento da temporada, ou a data de retorno.

Esse tempo todo levou a NHL a buscar as melhores possibilidades do retorno da temporada e ao mesmo tempo de manter as equipes e seus jogadores saudáveis!

Infelizmente não houve como voltar com a temporada do ponto onde ela parou, faltando aproximadamente 12 jogos ainda por jogar. A solução encontrada foi a de realizar os playoffs, mas envolvendo os primeiros 24 times, 12 de cada conferência, pois como haviam jogos ainda não realizados, simplesmente congelar a classificação e dizer que os 8 primeiros de cada conferência estavam classificados aos playoffs seria injusto! Haviam equipes a apenas um ponto do oitavo time em cada conferência e 12 jogos poderiam mudar muito essa classificação.

A solução foi dada da seguinte forma: os primeiros 4 times de cada conferência disputarão jogos entre si para definir a classificação (de 1 a 4 em cada conferência) e os oito restantes disputarão uma série classificatória aos playoffs de 5 jogos, para definir quem enfrentará os quatro primeiros na primeira rodada.

Além disso foram definidas apenas duas cidades, uma em casa conferência, para que se criasse uma “bolha” com controles rígidos de cuidados para que a pandemia não atinja os jogadores e treinadores/técnicos e staff de apoio. Como a Pandemia está mais controlada no Canadá, que nos Estados Unidos, a decisão foi a cidade de Toronto e a de Edmonton para sediar esses jogos.

O Toronto Maple Leafs começará a disputa no dia 02 de Agosto, contra o Columbus Blue Jackets. O calendário de jogos dos Leafs será o seguinte:

Finalmente teremos hóquei de novo! Sem público na Scotiabank Arena, mas é o que temos para o momento!

E os Leafs terão Ilya Mikheyev de volta, além de Nick Robertson, Rasmus Sandin, Timothy Liljegreen e Teemu Kivihalme. E claro que Auston Matthews, John Tavares, William Nylander, Mitch Marner, Zach Hyman, Jason Spezza, Alexander Kerfoot, Kasperi Kapanen, Kyle Clifford, Morgan Rielly, Tyson Barrie, Travis Dermott, Jake Muzzin e quatro goleiros (Frederik Andersen, Jack Campbell, Kasimir Kaskisuo e Joseph Woll) estarão prontos para jogar e buscar a tão sonhada Stanley Cup!

Só Andreas Johnsson estará de fora, após operar o joelho depois das últimas partidas da temporada regular. Ele vai necessitar de, pelo menos, 6 meses para se recuperar! Boa recuperação a ele!

Go Leafs Goooooooooo

Dubas traz Jack Campbell e Kyle Clifford em negociação com o Los Angeles Kings

sexta-feira, 07 fevereiro 2020 Deixe um comentário

A situação do goleiro backup dos Leafs, Michael Hutchinson, com performances aquém do esperado, permitindo gols em momentos importantes e não conseguindo se provar um bom goleiro para substituir Frederik Andersen, o atual e estabelecido titular, acabou recebendo a merecida atenção de Kyle Dubas.

Após Freddie ter se confundido, saindo do jogo contra o Florida Panthers após o final do primeiro período, Hutchinson não conseguiu manter o gol dos Leafs seguro. Acabou levando gols no terceiro período que deixaram os Panthers, um rival de conferência que está diretamente disputando vaga aos playoffs com os Leafs, virar o jogo em Toronto.

O próximo jogo foi ontem, contra o New York Rangers no Madison Square Gardens, e Michael Hutchinson iniciou a partida, mas novamente não conseguiu parar o ataque dos Rangers. De forma alguma a atuação dele nos mostrou a segurança que tanto necessitamos. Muitos fãs acham que a culpa é de erros da defesa e não tiro a razão deles, mas um goleiro necessita parar os pucks, algo que Hutchinson, infelizmente, não conseguiu. Perdemos mais um jogo com gols defensáveis. No terceiro período, os Leafs haviam marcado o terceiro gol com Auston Matthews, o que tinha trazido os Leafs a apenas um gol dos Rangers, mas Hutchinson perdeu seu stick e demorou muito para recupera-lo. Quando fez isso, se posicionou mal e aceitou um chute à distância, que jogou um balde de água fria na reação dos Leafs.

Dubas, que já devia estar planejando o que precisava fazer, acabou por fechar negócio com o Los Angeles Kings, trocando Trevor Moore, uma escolha de terceira rodada do draft de 2020 e uma outra de terceira rodada, condicional, do draft de 2021, pelo goleiro Jack Campbell e pelo ala Kyle Clifford.

Campbell foi escolha de primeira rodada do draft e, infelizmente, nunca teve a performance esperada na NHL, mas é melhor que Hutchinson e vai ser um ótimo backup para Freddie. Clifford é um veterano, ganhador de duas Stanley Cups com os Kings, além de ser um jogador muito forte e físico, e que cresceu próximo a Toronto e era Leafs fan quando criança.

A escolha condicional se tornará uma escolha de segunda rodada caso Jack Campbell jogue mais que seis partidas regulares e o time se classifique para os playoffs, ou que Kyle Clifford assine novo contrato com os Leafs. Na troca, o Los Angeles Kings continuará pagando metade do salário do Clifford (800 mil dólares). Ahhh, a escolha de terceira rodada deste ano pertencia aos Blue Jackets!

Clifford até já deu entrevista em que disse que sabe que não vai marcar tantos gols quanto Matthews, mas que sabe que veio aqui para trazer seu jogo físico pra equipe! Ou seja, podemos esperar muita raça dele!!!

Sejam bem vindos Jack Campbell e Kyle Clifford! Estamos confiantes de que melhorarão a equipe de agora em diante!

Go Leafs Goooooooo

Babcock deixa a equipe e Sheldon Keefe assume

sábado, 04 janeiro 2020 Deixe um comentário

Depois de muito ser criticado e de não conseguir obter os resultados esperados, ou seja, as tão esperadas vitórias, Mike Babcock foi demitido por Brendan Shanahan e Sheldon Keefe, técnico que levou o Toronto Marlies a uma Calder Cup a dois anos atrás, assumiu a vaga.

Após a saída de Babcock, se iniciou um processo de divulgação de histórias de que ele havia solicitado a Mitch Marner que dissesse quem era o jogador mais preguiçoso da equipe e Marner, então muito jovem, respondeu. Babcock foi diretamente ao jogador que recebeu esse feedback e contou que Marner o achava preguiçoso, criando uma situação muito difícil e desnecessária a Marner. Surgiu então a ideia de que Marner levou muito mais tempo para assinar seu contrato milionário devido à presença de Babcock na equipe. Depois desse fato, vários outros apareceram, incluindo casos em outras equipes da NHL, que também acabaram afastados ou demitidos. Estamos numa era em que esse tipo de atitude não é vista como benéfica.

Kyle Dubas conhece Keefe desde a época em que era o Gerente Geral do Sault Ste Marie Greyhounds e Keefe era o técnico.

Já chegamos à 50% da temporada e após Keefe começar a comandar a equipe vimos uma mudança muito grande no time. Os melhores jogadores estão ganhando mais tempo no gelo e a equipe tem jogado de forma totalmente diferente, controlando mais o puck e gerando muito mais perigo. Jason Spezza tem jogado muito bem, mesmo na quarta linha e não foi mais healthy scratch, como era na fase em que Babcock comandava a equipe.

Outro jogador que tem brilhado sob comando de Keefe é William Nylander. Nylander marcou seis gols nos últimos 5 jogos tem levado muito perigo ao gol adversário!

Mesmo com a ausência de algumas peças chave como Muzzin e Mikheyev, a equipe vem jogando bem e escalando a tabela de classificação, atualmente ficando apenas atrás dos Bruins na conferência Leste.

Ainda temos problemas em algumas posições, como nosso goleiro Backup, Michael Hutchinson, que não tem tido boas partidas, ou as vezes nossa defesa que se perde no jogo, mas Keefe tem provado ser muito mais efetivo que Babcock.

Os Leafs estão tão bem que, para o NHL All-Star Game, a ser jogado no final de janeiro de 2020, os Leafs terão dois representantes: Auston Matthews e Frederik Andersen, algo que não acontecia a muito tempo.

Parece que realmente o grande problema da equipe era Mike Babcock e seu estilo já ultrapassado de comandar seus jogadores. Esses dias já são parte do passado e Sheldon Keefe está levando a equipe em direção aos playoffs, onde teremos a chance de fazer bonito e trazer a Stanley Cup pra Toronto.

Go Leafs Go!! Rumo à Stanley Cup!!!!!!!

Leafs até agora na temporada 2019: Decepção ou Esperança?

terça-feira, 29 outubro 2019 Deixe um comentário

Já deixo aqui o meu pedido de desculpas por não ter atualizado o Maple Leafs Brasil desde o começo da temporada 2019-20, mas na verdade está muito difícil manter o ritmo de atualizações a cada jogo, por razões pessoais e profissionais. Vou continuar dando o meu melhor para trazer aqui notícias e fatos relevantes.

Já estamos com 13 jogos na temporada e hoje à noite enfrentaremos o Washington Capitals buscando nossa sétima vitória, ou seja, perdemos sete jogos, sendo dois deles na prorrogação ou shootout, e somente vencemos seis!

A equipe ainda está tentando encontrar seu ritmo de jogo, a maior convivência entre os jogadores para que um saiba, instintivamente, onde o outro está no gelo, como o que acontece com o Boston Bruins na linha Marchand, Bergeron e Pastrnak, e nossos defensores ainda necessitam ser melhores, mas a boa notícia é que ainda temos tempo para tudo isso acontecer!

Matthews, Nylander, Tavares e Marner vêm jogando bem e levando muito perigo ao gol adversário. Foi uma pena John Tavares ter quebrado um dedo da mão e precisar ficar fora para se recuperar, mas nosso capitão vai ser muito importante pra equipe!

Outras peças importantes tem sido Alexander Kerfoot, Trevor Moore e o Russo apreciador de sopa, Ilya Mikheyev, aliás o “Souper Man”, como tem sido chamado, tem se adaptado muito bem ao estilo de jogo da NHL e em muito pouco tempo!

Na defesa, Morgan Rielly, Jake Muzzin, Tyson Barrie, Martin Marincin, Justin Holl, Cody Ceci e cia, têm tido muitos altos e baixos, o que nos causaram alguns gols e algumas derrotas na temporada. Barrie ainda não se achou na equipe e não tem tido a mesma performance que tinha no Colorado Avalanche. Infelizmente por motivos estratégicos, Rasmus Sandin, acabou sendo retornado ao Toronto Marlies, mesmo tendo apresentado um ótimo nível de jogo na NHL. Com certeza o veremos na equipe principal em breve.

Quanto aos goleiros, Freddie está super bem, mas Michael Hutchinson não tem tido uma performance espetacular, e na verdade está deixando a desejar como um goleiro backup. Tenho saudades de Curtis McElhinney.

Zach Hyman e Travis Dermott estão para retornar e estrear na temporada, o que trás qualidade, apesar de criar alguns problemas salariais que Babcock e Kyle Dubas terão que resolver.

Sei que todos estamos ávidos por resultados e por ver nosso Toronto Maple Leafs jogando bem e ditando o ritmo de jogo, mas a equipe mudou muito nesta pré/pós temporada! É necessário tempo para colocar cada peça no seu devido lugar!

Eu acredito que a equipe vai se entrosar mais e ainda seremos muito felizes de termos todos esses jogadores apresentando um ótimo nível de jogo! Ainda não é hora pra decepção!

Go Leafs Goooooooooo

%d blogueiros gostam disto: