Arquivo

Posts Tagged ‘Jason Spezza’

Babcock deixa a equipe e Sheldon Keefe assume

sábado, 04 janeiro 2020 Deixe um comentário

Depois de muito ser criticado e de não conseguir obter os resultados esperados, ou seja, as tão esperadas vitórias, Mike Babcock foi demitido por Brendan Shanahan e Sheldon Keefe, técnico que levou o Toronto Marlies a uma Calder Cup a dois anos atrás, assumiu a vaga.

Após a saída de Babcock, se iniciou um processo de divulgação de histórias de que ele havia solicitado a Mitch Marner que dissesse quem era o jogador mais preguiçoso da equipe e Marner, então muito jovem, respondeu. Babcock foi diretamente ao jogador que recebeu esse feedback e contou que Marner o achava preguiçoso, criando uma situação muito difícil e desnecessária a Marner. Surgiu então a ideia de que Marner levou muito mais tempo para assinar seu contrato milionário devido à presença de Babcock na equipe. Depois desse fato, vários outros apareceram, incluindo casos em outras equipes da NHL, que também acabaram afastados ou demitidos. Estamos numa era em que esse tipo de atitude não é vista como benéfica.

Kyle Dubas conhece Keefe desde a época em que era o Gerente Geral do Sault Ste Marie Greyhounds e Keefe era o técnico.

Já chegamos à 50% da temporada e após Keefe começar a comandar a equipe vimos uma mudança muito grande no time. Os melhores jogadores estão ganhando mais tempo no gelo e a equipe tem jogado de forma totalmente diferente, controlando mais o puck e gerando muito mais perigo. Jason Spezza tem jogado muito bem, mesmo na quarta linha e não foi mais healthy scratch, como era na fase em que Babcock comandava a equipe.

Outro jogador que tem brilhado sob comando de Keefe é William Nylander. Nylander marcou seis gols nos últimos 5 jogos tem levado muito perigo ao gol adversário!

Mesmo com a ausência de algumas peças chave como Muzzin e Mikheyev, a equipe vem jogando bem e escalando a tabela de classificação, atualmente ficando apenas atrás dos Bruins na conferência Leste.

Ainda temos problemas em algumas posições, como nosso goleiro Backup, Michael Hutchinson, que não tem tido boas partidas, ou as vezes nossa defesa que se perde no jogo, mas Keefe tem provado ser muito mais efetivo que Babcock.

Os Leafs estão tão bem que, para o NHL All-Star Game, a ser jogado no final de janeiro de 2020, os Leafs terão dois representantes: Auston Matthews e Frederik Andersen, algo que não acontecia a muito tempo.

Parece que realmente o grande problema da equipe era Mike Babcock e seu estilo já ultrapassado de comandar seus jogadores. Esses dias já são parte do passado e Sheldon Keefe está levando a equipe em direção aos playoffs, onde teremos a chance de fazer bonito e trazer a Stanley Cup pra Toronto.

Go Leafs Go!! Rumo à Stanley Cup!!!!!!!

12/04/2014 – Toronto Maple Leafs @ Ottawa Senators

segunda-feira, 14 abril 2014 Deixe um comentário

Para finalizar uma temporada em que, até 14 jogos antes, os Leafs estavam muito bem classificados aos playoffs e tiveram uma queda de produção que viu os Leafs perderem 8 jogos consecutivos e 11 dos últimos 13, os Leafs teriam a última Batalha de Ontario da temporada, em território inimigo. Os Leafs foram à Ottawa para fechar a temporada que não valia mais nada para nenhuma das duas equipes canadenses.

Após a eliminação aos playoffs, o que restou ao Ottawa foi rever seus objetivos e definir que queriam um bom número de vitórias em casa. Aos Leafs o desafio era mostrar que o time não se abalou e que ainda tem qualidade, a ser considerada por Dave Nonis.

O jogo não trouxe nenhuma novidade, com os Leafs deixando os Senators dominarem a partida e chutarem 37 vezes ao gol de Reimer, conseguindo marcar o único gol da noite, com Jason Spezza, num chute de primeira, num powerplay aos 07m35s do segundo período. Este foi o gol que acabou por decidir a partida em favor dos Senators e que viu os Leafs sucumbirem ainda mais.

Pela primeira vez, em Ottawa, James Reimer perdeu a partida, apesar de ter feito muitas ótimas defesas, que impediram um placar mais elástico.

Aos Leafs restou somar mais uma derrota ao final da temporada e tempo para refletir e pensar em como resolver, ou minimizar estes problemas para a próxima temporada. Dave Nonis e Brendan Shanahan terão muito trabalho e devem decidir até mesmo se trocam Randy Carlyle, que apesar de ser um técnico defensivo, permitiu durante toda a temporada que a equipe recebesse um recorde de chutes aos seus goleiros. Já até existem boatos de que Peter DeBoer, atual técnico dos Devils, poderia ser um dos alvos dos Leafs.

Como esse é o último post da temporada 2013-14, eu quero agradecer a todos que seguem o Maple Leafs Brasil e dizer que continuaremos atualizando o blog, tão logo hajam notícias dos Leafs!!

Go Leafs Gooo e até a próxima temporada!!!

Abs

07/12/2013 – Toronto Maple Leafs @ Ottawa Senators

domingo, 08 dezembro 2013 Deixe um comentário

Mais uma batalha de Ontario aguardava pelos Leafs, desta vez em Ottawa. Essa rivalidade é muito grande pois são os dois times profissionais da província e sempre é bom vencer esta batalha!!20131207_Leafs@Sens_Banner

Os Leafs começaram melhor e aos 01m37s, num powerplay, os Leafs abrem o placar com James Van Riemsdyk. Aos 09m44s foi a vez de os Senators empatarem, também se aproveitando de um powerplay, com Clarke MacArthur, ex-Leafs.

20131207_Leafs@Sens_ScoreMais uma vez, os Leafs chutaram menos a gol que os Senators, entretanto o segundo período foi dos Leafs com gols de Phil Kessel aos 03m05s e de Jake Gardiner, aos 11m37s. Com 3 a 1 no placar, os Leafs tinham a tão sonhada liderança para garantir a vitória no tempo regular, mas essa não era a ideia dos Senators.

No terceiro período, os Senators voltaram com vontade de mudar a história do jogo, em frente e com o apoio de sua torcida, apesar de haver muitos torcedores dos Leafs em Ottawa. Infelizmente os Leafs tiveram aquele período em que continuaram cedendo muitos chutes a gol!! Erik Condra se aproveitou das chances de gol e diminuiu logo aos 02m23s, deixando a partida com diferença de apenas um gol. Os Senators continuaram pressionando e acabaram conseguindo o gol de empate aos 10m30s, marcado por Erik Karlsson em powerplay. No finalzinho, Carl Gunnarsson ainda teve uma chance de dar a vitória aos Leafs, mas após receber um belo passe de Nazem Kadri, não conseguiu chutar ao gol, sendo impedido pelo defensor dos Senators. Gunnarsson é um dos jogadores que eu não consigo ver valor. Sempre dá passes errados, não tem velocidade, não joga tão físico, não nos dá confiança, não marca gols … Eu realmente não sei o que ele faz na defesa dos Leafs. Com o empate, veio a prorrogação e ambas equipes estiveram muito próximas da vitória, com ótimas chances, mas sem sucesso em convertê-las em gols. A decisão do jogo veio nos pênaltis.

James Reimer recebeu 50 chutes à gol, contra 31 dados pelos Leafs em Craig Anderson e eles ainda enfrentariam os pênaltis. O primeiro a chutar foi o capitão dos Senators, Jason Spezza, que tentou alterar a velocidade de patinação e aguardar por algum movimento de Reimer, que se manteve no controle e defendeu o chute. Pelos Leafs, foi James Van Riemsdyk que executou um belo movimento e marcou o primeiro dos Leafs em Craig Anderson. Para tentar empatar, os Senators escalaram Milan Michalek, que também teve sua tentativa frustrada pela defesa de James Reimer. Bastava agora Mason Raymond converter sua tentativa e os Leafs sairiam com a vitória, e foi o que aconteceu, Raymond conseguiu vencer Craig Anderson e encerrou com a partida.

Mais uma vitória suada dos Leafs, que apesar de ceder muitos chutes à gol, acaba encontrando um jeito de vencer a partida. Graças às ótimas atuações de seus goleiros, James Reimer e Jonathan Bernier.

Dentro de minutos vai começar o jogo contra os Bruins em Toronto!!!
Vamo que vamo!!

Go Leafs Go!!!!

05/10/2013 – Ottawa Senators @ Toronto Maple Leafs – Home Opener

domingo, 06 outubro 2013 Deixe um comentário

Ontem tivemos o primeiro jogo da temporada jogado em Toronto, no Air Canada Centre, com todo o apoio e peso da Leafs Nation!

A vítima, ou melhor, adversário, foi o time do Ottawa Senators e portanto seria um jogo que contaria com a rivalidade da Batalha de Ontario.

Pelos Leafs, James Reimer seria o goleiro da vez e pelos Senators, Craig Anderson.

20131005_Sens@Leafs_BannerNo elenco dos Leafs, com a contusão de Mark Fraser e de Nikolai Kulemin, que teve um osso do cotovelo estilhaçado por um chute de Dion Phaneuf no treino de sexta-feira, os Leafs contariam com Morgan Rielly em sua estréia, e Spencer Abbott, que foi um dos melhores jogadores do training camp e dos Marlies e ganhou a oportunidade de mostrar seu valor na NHL.

20131005_Sens@Leafs_ScoreO jogo todo foi marcado por erros de ambas as equipes, em transições e passes interceptados. Os Leafs abriram o placar com Mason Raymond, jogador que veio ao training camp, e conseguiu um contrato de um ano no valor de apenas 1 milhão de dólares, o que parece estar saindo barato para os Leafs, já que este foi o terceiro gol de Raymond em três jogos pelos Leafs. Infelizmente os Senators empataram pouco tempo depois, com Kyle Turris. E viraram com Cory Conacher aos 10m27s. Os Leafs continuaram batalhando e empataram num powerplay, com Nazem Kadri, aos 17m33s, o que deu um alívio aos Leafs no intervalo para o segundo período!

No segundo período as equipes voltaram e embora os Senators pressionassem, os Leafs conseguiam manter o empate. Até os 10m41s, quando Jared Cowen colocou os Senators à frente. Somente 15s depois, o capitão dos Senators, Jason Spezza, marcou o quarto gol dos Senators, gol que retirou James Reimer da partida, pois foi um chute defensável que Reimer não teve velocidade suficiente, apesar de estar bem posicionado. Com Jonathan Bernier, os Leafs ganharam confiança, pois o goleiro entrou muito bem na partida. Mais uma vez em powerplay os Leafs marcaram no finalzinho do período, aos 19m43s, com Joffrey Lupul.

Logo no início do terceiro período, James Van Riemsdyk recebeu um passe açucarado de Phil Kessel para empatar o placar aos 02m52s. Com o jogo empatado, ambas equipes tentaram marcar o gol da vitória e, tanto Bernier quanto Anderson paravam todas elas. No último minuto de jogo, o defensor Paul Ranger acertou o travessão numa jogada que poderia ter dado a vitória aos Leafs, se tivesse sido alguns milímetros abaixo! A arbitragem teve alguns erros em favor dos Senators. Numa delas Nazem Kadri foi derrubado quando estava indo em direção ao gol dos Senators, o que deveria ter permitido um penalty shot! Numa outra, o taco do jogador dos Leafs foi segurado pelo defensor dos Senators e nada foi marcado.

Na prorrogação não houve qualquer alteração no placar e a partida acabou por ser decidida no Shootout (cobrança de pênaltis). Mason Raymond chutou primeiro pelos Leafs e marcou um belíssimo gol, girando em frente à Craig Anderson! Essa jogada foi muito contestada pois os Senators acharam que Raymond chegou a parar no momento do giro, o que não é permitido, mas os árbitros validaram o gol. Depois foi a vez de Michalek, que perdeu sua chance. O segundo cobrador pelos Leafs foi Tyler Bozak, que converteu por baixo das pernas de Craig Anderson e, por último, Jonathan Bernier bloqueou o chute de Jason Spezza.

Foi a vitória que manteve os Leafs invictos nesta temporada, após três jogos!

Go Leafs Go!!!

16/02/2013 – Ottawa Senators @ Toronto Maple Leafs

domingo, 17 fevereiro 2013 Deixe um comentário

Vindos da derrota contra os Canes, fora de casa, os Leafs receberiam os Senators em Toronto, para a primeira Batalha de Ontario da temporada. Ambas equipes possuem jogadores contundidos. os Leafs estão sem James Reimer e Matt Frattin com problemas no joelho e Joffrey Lupul com o antebraço quebrado. Os Senators, por sua vez, estão sem Jason Spezza, Michalek e Erik Karlsson que teve seu tendão de Aquiles cortado por Matt Cooke dos Penguins, e deverá ficar fora de ação pelo resto da temporada.20130216_Senators@Leafs_Banner

A noite era de festa para os Leafs, que comemoravam 50 anos da Stanley Cup de 1963, vencida sobre o Detroit Red Wings. Antes do início da partida, jogadores que fizeram parte daquele time entraram no gelo em Mustangs, e se reuniram no centro do gelo para o face-off comemorativo. Lá estavam Johnny Bower, Dave Keon, George Armstrong, Dick Duffy, Red Kelly, John MacMillan, Bob Nevin, Bob Pulford e Eddie Shack. Quem participou do face-off entre Phaneuf e Daniel Alfredsson foi Johnny Bower.

20130216_Senators@Leafs_ScoreO primeiro período viu os Leafs abrirem o placar com Frazer McLaren aos 3m14s. Após o gol, os Leafs pareceram parar e deixaram os Senators dominar o gelo, apesar de que não deixaram muitos chutes chegarem até Scrivens. A final do primeiro período, os Leafs lideravam por 1 x 0 e por 7 chutes à gol contra apenas 5 dos Senators.

O segundo período foi de Ben Scrivens. O goleiro dos Leafs efetuou 19 defesas, não deixando o placar ser alterado. Os Leafs cederam 2 powerplays (vantagem numérica) mas conseguiram defender bem, não permitindo o gol de empate. Parece que Dave Nonis fez a escolha certa em manter James Reimer e Ben Scrivens no gol dos Leafs. Ambos goleiros estão realizando ótimas partidas e ajudando muito a equipe em conseguir as vitórias que necessitamos para nos classificar aos playoffs.

O terceiro período viu a mesma batalha, com os Senators tentando mudar o placar, mas com Ben Scrivens bem sólido no gol, seguro e não dando rebotes para os Senators. Aos 08m32s os Leafs marcaram o segundo gol, com Tyler Bozak desviando um chute de Dion Phaneuf, nao dando chance nenhuma a Craig Anderson. Com dois gols de vantagem no placar os Leafs conseguiram mais tranqüilidade … No minuto final, com os Senators em empty-net, sem goleiro para colocar um atacante a mais no gelo, John-Michael Liles controla o puck na zona defensiva dos Leafs e chuta para o gol vazio dos Senators. Placar final, Senators 0 x Leafs 3.

Foi o primeiro shutout de Scrivens que defendeu todos os 34 chutes à gol que recebeu na noite de ontem!!!

Parabéns Ben Scrivens! Parabéns Leafs! GO Leafs GO!!!!!!

17/01/2012 – Ottawa Senators @ Toronto Maple Leafs

quarta-feira, 18 janeiro 2012 4 comentários

O Toronto Maple Leafs recebeu o Ottawa Senators no Air Canada Centre para mais uma Batalha de Ontário. As duas equipes tentavam recuperar suas seqüências de vitórias e se manter na disputa por uma vaga para os Playoffs.
Os donos da casa começaram a partida com James Reimer de volta ao gol, no lugar de Jonas Gustavsson. A última aparição de Reimer em jogo foi no dia 31 de dezembro, na derrota por 3-2 para o Winnipeg Jets.

O primeiro gol do jogo foi feito por Matthew Lombardi, que abriu o placar para os Leafs aos 06:51. Dez minutos depois, Joffrey Lupul recebe belo passe de Phil Kessel e aumenta a vantagem num belo contra-ataque.
Pouco depois do gol, Chris Neil, dos Sens, faz pênalti e deixa Toronto numa vantagem-numérica (power play), que leva muita pressão à meta de Craig Anderson, mas não é convertida em gol.
A resposta dos Sens veio no final do período: faltando menos de dez segundos para o término do primeiro, Daniel Alfredsson deixa o placar em 2-1.

O segundo período começou com um belo ataque dos Sens seguido por outro dos Leafs, porém tanto James Reimer quanto Craig Anderson fizeram boas defesas e deixaram o placar inalterado. Os dois times mantiveram a partida ofensiva e equilibrada (apesar de ter menos chutes à gol, os Sens pressionaram bastante) até os sete minutos de jogo, quando Nick Foligno, dos Sens, dá um tranco abaixo da altura do joelho (clipping) em Dion Phaneuf – que deixou o gelo aparentemente contundido – e dá aos Leafs outra vantagem-numérica e o controle do jogo. Aos 13:16, Phaneuf volta ao gelo e briga com Foligno, em resposta ao tranco, e os pênaltis dados pelos juízes foram: Phaneuf, 5 minutos por brigar e 2 minutos por roughing (cumpridos por Jay Rosehill); Foligno, 5 minutos por brigar, o que deu aos Senators uma vantagem-numérica.
Ottawa, com um jogador a mais, aproveitou o momento e empatou a partida com Jason Spezza aos 16:46. A partir do empate, os Sens se mantiveram no ataque e deram bastante trabalho para o sistema defensivo dos Leafs.

Kyle Turris abriu o terceiro período fazendo seu terceiro gol na temporada e também o terceiro dos Senators na partida. Os Maple Leafs tentaram correr atrás do prejuízo, mas resultado final foi uma vitória por 3-2, de virada, dos Senators.

O próximo jogo dos Leafs será contra o Minnesota Wild, também no Air Canada Centre. Wild e Leafs estão na mesma situação: chegaram a liderar suas respectivas Conferências e até mesmo a NHL, mas agora encontram-se lutando por uma vaga nos Playoffs. É uma boa chance para os Leafs começarem a retomada de uma posição melhor na classificação.

08/10/2011 – Ottawa Senators @ Toronto Maple Leafs

domingo, 09 outubro 2011 5 comentários

Após a vitória por shutout no jogo de abertura da temporada 2011-12, contra o Montreal Canadiens, nosso próximo adversário seria um dos nossos maiores rivais! Rivais não só da NHl, mas da província de Ontario! O time do Ottawa Senators. Isso mesmo! Depois dos Canadiens, realizaríamos a primeira Batalha de Ontario da temporada!

O time dos Leafs começou mal o primeiro período, porém conseguiu abrir o placar com um gol de Grabovski, num powerplay. Grabovski recebeu o puck no slot e não perdeu a oportunidade. Ainda no primeiro período os Leafs aumentariam a vantagem com Phill Kessel, numa bela jogada.

Nem preciso dizer que eu, e toda a torcida dos Leafs, estava muito contente! Parecia que o time estava ganhando confiança e entrosamento.

Veio o segundo período e os Leafs continuaram bem … Quem marcou desta vez foram Lupul, num powerplay,  desviando o puck na frente do gol dos Senators, e mais uma vez Kessel, aproveitando uma bela oportunidade e praticamente tirando o goleiro da jogada.

Com o placar em 4 a 0 para os Leafs, eu já começava a acreditar que os Leafs abririam a temporada com dois shutouts! Seria bom demais pra ser verdade e, aos 1m42s do terceiro período, essa possibilidade seria extinta.

Nem começou o terceiro período e Colin Greening marcou para os Senators. Apesar do gol sofrido os Leafs voltaram a marcar rápido, aos 2m52s, com Colton Orr. Foi o 11º gol de Orr na NHL, voltando a dar aos Leafs, 4 gols de vantagem.

O jogo prosseguiu com chances para as duas equipes, mas somente após parrados 10 minutos do terceiro período, ou seja, faltando apenas 10 minutos para o término da partida, os Senators encontraram o caminho para o gol. Aos 11m04s, Daniel Alfredsson marcou um gol enquanto os Leafs estavam em powerplay, ou seja marcou quando os Senators estavam em desvantagem numérica no gelo.  Acredito que este gol tenha criado o momento para a equipe de Ottawa. Aos 15m36s, num powerplay para Ottawa, Jason Spezza marca o terceiro dos Senators. Nem 10 segundos depois, aos 15m44s, Daniel Alfredsson marca o seu segundo gol da noite, deixando os Senators atrás em apenas um gol. Placar Ottawa Senators 4 x Toronto Maple Leafs 5.

Só isso já deixaria os última 4 minutos mais do que emocionantes, afinal a equipe dos Senators que perdia por 4 a 0 ao final do segundo período, estava agora a um gol de empatar a partida. Mas Phil Kessel não deixou isso acontecer, marcando o seu terceiro gol da noite, isso mesmo, Hat-trick para Kessel, aos 17m41s, dando um pouco mais de tranquilidade para os Leafs.

Os Senators ainda marcaram o quinto gol, aos 18m06s com Stephane da Costa. No final … vitória apertada dos Leafs sobre os rivais de província. Sens 5 – Leafs 6.

Não sei se os Leafs relaxaram após estarem vencendo por 4 a 0, mas isso somente nos reforça a máxima de que o jogo não termina até a buzina que marca o final do terceiro período. Não basta jogar muito bem nos dois primeiros períodos que o outro time pode ter um terceiro período inspiradíssimo!

Agora os Leafs só voltam a jogar no próximo sábado ainda em casa, contra os Calgary Flames.

%d blogueiros gostam disto: