Arquivo

Posts Tagged ‘Alex Galchenyuk’

Montreal Canadiens @ Toronto Maple Leafs – Jogos 2, 3 e 4 – Playoffs da NHL – Semifinal de Divisão

quinta-feira, 27 maio 2021 Deixe um comentário

Após a derrota no primeiro jogo dos playoffs da NHL desta temporada, quando perdemos John Tavares, parece que colocamos a cabeça no lugar e tivemos 3 ótimos jogos!

Em 22 de maio, vencemos o segundo jogo em Toronto, empatando a série, por um placar convincente de 5 a 1. Sofremos um gol de Jesperi Kotkaniemi, mas revertemos o resultado com gols de Jason Spezza, Auston Matthews, Rasmus Sandin, William Nylander e Alexander Kerfoot. O gol de Sandin foi o primeiro dele em playoffs da NHL.

Em 24 de maio, vencemos por um placar apertado de 2 a 1, já jogando no Bell Centre em Montreal, virando a série para 2 a 1. Marcaram gols William Nylander, Nick Suzuki e Morgan Rielly.

Na noite seguinte, 25 de maio, voltamos ao gelo novamente em Montreal. Isso não é comum nos playoffs, mas acabamos sofrendo com o calendário devido às temporadas de Calgary Flames e Vancouver terem sido afetadas pela pandemia e tivemos que jogar jogos Back to Back nos playoffs deste ano! Voltamos a vencer com um shutout de Jack Campbell, 4 a 0 no placar, com gols de William Nylander, Jason Spezza, Joe Thornton e Alex Galchenyuk.

Hoje à noite, voltamos ao Scotiabank Arena, para o jogo 5 da série, tentando mandar os Habs para as férias na pós-temporada!

Vencendo o jogo de hoje e confirmando o carimbo para a segunda rodada dos playoffs, enfrentaremos o time do Winnipeg Jets que simplesmente varreu o Edmonton Oilers.

Go Leafs Gooooooo

27/02/2016 – Toronto Maple Leafs @ Montreal Canadiens

segunda-feira, 29 fevereiro 2016 Deixe um comentário

No quarto jogo da temporada contra o rival, tanto os Leafs quanto os Canadiens tinham equipes diferentes, após trocas ocorridas nos últimos dias. Mas a rivalidade é tão grande que as equipes, membros dos Original Six, possuem toda uma história de 99 anos de confrontos.

No gol dos Leafs estava Jonathan Bernier e pelos Habs, Mike Condon. 

Apesar de jogar fora de casa os Leafs começaram bem a partida e abriram o placar aos 05m29s, com Matt Hunwick. Mal deu tempo de comemorar pois Alex Galchenyuk empatou apenas 92s depois, aos 07m01s. Com o jogo empatado, P.A. Parenteau sentiu uma contusão e deixou a partida próximo aos 10 minutos do primeiro período e não retornou. 

No segundo período, os Habs conseguiram virar o placar com Devante Smith-Pelly aos 10m39s. Apenas 3 minutos depois, Byron Froese saiu da partida após bloquear um chute a gol de P.K. Subban, que acabou quebrando a mão do jogador dos Leafs. 

Mesmo sem dois jogadores o Toronto Maple Leafs ainda tinha muita chance de empatar amparada no terceiro período, mas acabou sofrendo dois gols do capitão do Montreal Canadiens, Max Paccioretty, aos 06m23s e 08m07s. O terceiro gol dos Habs acabou desestabilizando a equipe de Toronto, que não conseguiu mais reagir. 
O Montreal Canadiens ganhou o décimo jogo seguido enfrentando o Toronto Maple Leafs e igualou o recorde histórico de sequência de vitórias sobre o rival obtido em 1958. O recorde de sequência de vitórias dos Leafs sobre os Canadiens é de 12 jogos. 

Os Leafs continuam a temporada hoje à noite, recebendo o Tampa Bay Lightning de Steven Stamkos, que pode vir a assinar com os Leafs na pós-temporada.

Go Leafs Gooo – Modo reconstrução ligado! 

07/10/2015 – Montreal Canadiens @ Toronto Maple Leafs – Season Opener

sexta-feira, 09 outubro 2015 Deixe um comentário

Depois de muita ansiedade proveniente da pós-temporada, a Leafs Nation esteve presente em massa no Air Canada Centre para o jogo de abertura da temporada 2015-16, um jogo contra o rival “Original Six”, Montreal Canadiens.

Este jogo marcou a estréia de muitas caras novas nos Leafs, começando pelo técnico Mike Babcock, considerado o melhor técnico da NHL, e passando por nomes como Shawn Mathias, Brad Boyes, Matt Hunwick, P. A. Parenteau, Nick Spaling, Mark Arcobello, Scott Harrington e outros! É o início do processo de reconstrução da equipe que, segundo o próprio Mike Babcock, vai ser um processo doloroso.

No gol dos Leafs estava Jonathan Bernier, enfrentando o melhor goleiro da liga da temporada passada, Carey Price. 

O jogo começou quente, com os Leafs pressionando os Habs e jogando muito bem. Somente aos 03m09s, Max Pacioretty desferiu o primeiro chute ao gol de Bernier, mas o goleiro dos Leafs acabou por não bloquear o disco totalmente. O puck (disco) resvalou em seu ombro direito, caiu atrás de Bernier e lentamente foi escorregando para dentro do gol de Toronto. Morgan Rielly ainda tentou salvar, mas o puck já havia cruzado a linha do gol! Foi um início frustrante para Bernier e um gol que considero totalmente evitável. Mesmo com um gol atrás no placar os Leafs continuaram pressionando mas não chegaram ao empate no primeiro período, obra da extraordinária qualidade de Carey Price.

Logo no comecinho do segundo período os Leafs foram agraciados com uma oportunidade de vantagem numérica (powerplay) e, aos 00m19s, James Van Riemsdyk desvia o puck com a lâmina do patins e empata para os Leafs! Ainda no segundo período, os Habs marcaram mais um gol e foi a hora de Mike Babcock fazer uso de uma nova regra é pedir a revisão da jogada, pois tinha indícios de que houve interferência em Jonathan Bernier. O questionamento de Babcock se mostrou correto e o gol acabou sendo anulado! 

Com o jogo empatado com um gol para cada equipe, fomos ao terceiro e decisivo período e os Leafs estavam jogando bem, sempre pressionando os Habs, mas muitas vezes sem levar perigo ao gol de Price. Somente aos 12m02s, Alex Galchenyuk colocou os Habs à frente! Os Leafs bem que tentaram o empate e até mesmo retiraram Bernier faltando dois minutos para o final da partida, visando jogar com vantagem numérica no ataque, mas após a perda de um faceoff no ataque, P.K. Subban deu um passe perfeito, colocando Max Pacioretty sozinho contra o gol vazio da equipe da casa, fechando o placar por 3 a 1.

O placar não demonstra a superioridade dos Leafs na partida. Se formos analisar a partida em números, os Leafs foram melhor, entretanto a diferença e a vitória foram conseguidas com Carey Price, sempre muito sólido no gol de Montreal.

Começar a temporada perdendo não é um bom sinal, mas temos que ter muita paciência nesta reconstrução da equipe! Hoje temos jogo contra os Red Wings, ex-equipe de Mike Babcock. Perdemos dois jogos na pré-temporada para eles, mas cada jogo é um jogo!

Go Leafs Go

01/03/2014 – Toronto Maple Leafs @ Montreal Canadiens

domingo, 02 março 2014 Deixe um comentário

Após a derrota para os Islanders, na prorrogação, eu não esperava ver um outro jogo tão igual. Foi tão semelhante que alguém mal avisado apenas notaria diferença pois a camisa do adversário era vermelha, do Montreal Canadiens, e a dos Islanders é azul!

Os Leafs não entraram na partida até os 14 minutos do primeiro período. Durante todos estes 14 minutos os Habs, que estavam bem na partida, marcaram dois gols. O primeiro com Alex Galchenyuk aos 12m38s e o segundo com Max Pacioretty, aos 14m02s. Só então, após tomar dois gols, os Leafs deram o seu primeiro chute a gol, um chute inofensivo de Jay McClement. Aos 17m34s, James Van Riemsdyk marcou para os Leafs. Dando um pouco de esperança para nós, membros da Leaf Nation! (notaram a semelhança no placar ao final do primeiro período?)

O segundo período também não teve gols, como no jogo contra os Islanders.

O terceiro período viu, então, os Leafs virarem o placar com gols de James Van Riemsdyk, shorthanded, aos 05m28s. Um belíssimo gol num rápido contra-ataque. Aos 07m43s, os Leafs estavam na zona neutra quando Tyler Bozak deu um passe primoroso, de costas, na medida para Phil Kessel entrar sozinho na zona ofensiva e marcar o gol da virada! ( com um gol à frente do placar, não poderíamos dar chance do empate ao time da casa, como no jogo contra os Isles, mas …). Os Leafs concederam um powerplay aos Habs, numa penalidade de Tim Gleason. PK Subban não desperdiçou e marcou o gol de empate, que passou por baixo da luva de Jonathan Bernier. Ao final do terceiro período, Phil Kessel tenta limpar a jogada, mas joga o puck por cima do vidro, concedendo um powerplay na prorrogação para o time da casa. Os Leafs conseguiram matar a penalidade, mas aos 03m14s, num contra-ataque, Jonathan Bernier se vê obrigado a agarrar o puck, fora de sua área de atuação, impedindo Daniel Briere de prosseguir. Nova penalidade para os Leafs, que os Habs não desperdiçaram. Aos 03m28s, Max Pacioretty acaba com a partida.

Dos males o menor! Em dois jogos, dos 4 pontos possíveis, ganhamos 2, mas acabamos nos distanciando dos Habs na classificação geral. Estamos a 3 pontos deles agora.

Go Leafs Gooooo

%d blogueiros gostam disto: