Arquivo

Posts Tagged ‘Max Pacioretty’

23/01/2016 – Montreal Canadiens @ Toronto Maple Leafs

terça-feira, 26 janeiro 2016 Deixe um comentário

Jogar contra os Canadiens é sempre revigorante e motivante para os Leafs, ainda mais quando o jogo é em casa, no Air Canada Centre, e com os Canadiens vindos de cinco derrotas seguidas! 

Os Leafs entraram muito mal no jogo e não conseguiram dar um chute ao gol de Mike Condon até os 11m35s do primeiro período, quando os Canadiens já haviam chutado 12 vezes ao gol de James Reimer. Um desses 12 chutes abriu o placar para os Habs aos 01m41s, com David Desharnais. Aos 18m33s, Tomas Fleischmann marcou o segundo gol dos Habs deixando os torcedores dos Leafs preocupados, pois a equipe não jogava bem.

O intervalo fez bem aos Leafs que voltaram com mais aplicação à estratégia desenhada por Mike Babcock. Aos 08m14s, num belíssimo contra-ataque, Morgan Rielly conduziu o puck ao ataque e passou na medida para Nazem Kadri diminuir para os Leafs. Um pouco antes, Daniel Carr dos Habs teve um gol revisto e anulado, pois o puck não chegou a cruzar a linha do gol. 

Os Leafs voltaram bem para o terceiro período e Joffrey Lupul empatou aos 04m37s. O time da casa mostra mais uma vez um alto poder de reação. Os goleiros fizeram uma ótima partida e acabaram levando a decisão ao Shootout, após uma emocionante prorrogação! 

No Shootout, Peter Holland abriu o placar no primeiro chute, mas nenhum jogador dos Leafs voltou a marcar o que permitiu que Max Pacioretty empatasse pra os Habs no terceiro chute da equipe e dois chutes depois, Lars Eller marcasse mais um para dar a vitória aos Canadiens! 

Os Leafs necessitam melhorar no Shootout e não dá pra culpar Reimer dessa derrota! 

Segundo Babcock, os Leafs tiveram um dia de descanso na sexta-feira antes do jogo, mas isso não deve se repetir tão breve. 

Os Leafs vão à Flórida enfrentar os Panthers hoje à noite!

Go Leafs Gooooo

24/10/2015 – Toronto Maple Leafs @ Montreal Canadiens

domingo, 25 outubro 2015 Deixe um comentário

Com a derrota na decisão por pênaltis (shootout) contra o Buffalo Sabres, os Leafs enfrentariam o Montreal Canadiens pela segunda vez na temporada. A primeira foi na abertura da temporada, em Toronto, quando os Leafs sofreram a primeira derrota. Nesta temporada, após oito jogos, os Canadiens ainda não sabem o que é perder um jogo. Ganharam todos os oito jogos e todos eles no tempo regular.

Mais uma vez os Leafs iniciaram a partida com Jonathan Bernier no gol. Na primeira partida da temporada, Bernier sofreu seu primeiro gol, no primeiro chute dos Canadiens, dado por Max Pacioretty. Bernier busca retomar sua confiança e manter seu status como goleiro número 1 dos Leafs.

A partida começou e nem mesmo o fato de ter jogado na noite anterior diminuiu o volume de jogo dos Canadiens que abriram o placar aos 10m53s, em powerplay, com um forte chute de PK Subban. Os Leafs mantiveram um bom controle e também tinham boas chances de empatar, mas que paravam em Carey Price, que teve mais uma noite muito boa e sólida, salvando a equipe de Montreal em muitas oportunidades. Não houveram mais gols no primeiro período, mesmo com os Leafs dando mais chutes ao gol que os Habs (14 a 11).

O segundo período foi bem movimentado e os Leafs tiveram um domínio maior ainda no número de chutes a gol (23 a 11), mas mesmo assim o aproveitamento dos Habs foi melhor. Tudo começou com Lars Eller logo aos 01m54s, se aproveitando de um rebote de Bernier. Aos 02m37s Leo Komarov diminuiu para os Leafs marcando o seu quarto gol da temporada, metade do que havia marcado em toda a temporada passada. Aos 04m24s foi a vez de David Desharnais colocar os Habs com vantagem de dois gols novamente, num gol que, mais uma vez, poderia ter sido defendido por Bernier. Aos 06m36s, James Van Riemsdyk marcou mais um para os Leafs deixando a vantagem dos Habs em apenas um gol. Mas quando os Leafs pensaram que teriam a chance de empatar, num powerplay, um erro na zona neutra deu chance ao time da casa de ampliar a vantagem. Os Habs não desperdiçaram. Aos 15m30s, Max Pacioretty, mais uma vez, vence Jonathan Bernier e coloca os Habs com dois gols de vantagem num gol shorthanded. Ainda antes de terminar o segundo período, num powerplay, os Habs marcam o quinto gol com Brendan Gallagher aos 19m46s.

Aos Leafs somente restou tentar usar o terceiro período para mudar a história da partida e evitar a nona vitória seguida dos Canadiens, mas ao final de 20 minutos, somente produziu um gol, aliás, um belíssimo gol, de Morgan Ariely, que levou o puck ao ataque e bateu forte, por sobre o ombro de Carey Price que, desta vez, estava um pouco fora de posição no gol. No terceiro período foram 15 chutes dos Leafs contra somente 5 dos Habs.

O resultado foi a nona vitória dos Habs na temporada, num início demolidor que demonstra que a equipe é uma das favoritas à Stanley Cup deste ano! E aos Leafs restou marcar a segunda derrota consecutiva contra seu rival  divisão.

O próximo jogo dos Leafs é amanhã, em Toronto, contra o Arizona Coyotes, de Dylan Strome!

Go Leafs Go

07/10/2015 – Montreal Canadiens @ Toronto Maple Leafs – Season Opener

sexta-feira, 09 outubro 2015 Deixe um comentário

Depois de muita ansiedade proveniente da pós-temporada, a Leafs Nation esteve presente em massa no Air Canada Centre para o jogo de abertura da temporada 2015-16, um jogo contra o rival “Original Six”, Montreal Canadiens.

Este jogo marcou a estréia de muitas caras novas nos Leafs, começando pelo técnico Mike Babcock, considerado o melhor técnico da NHL, e passando por nomes como Shawn Mathias, Brad Boyes, Matt Hunwick, P. A. Parenteau, Nick Spaling, Mark Arcobello, Scott Harrington e outros! É o início do processo de reconstrução da equipe que, segundo o próprio Mike Babcock, vai ser um processo doloroso.

No gol dos Leafs estava Jonathan Bernier, enfrentando o melhor goleiro da liga da temporada passada, Carey Price. 

O jogo começou quente, com os Leafs pressionando os Habs e jogando muito bem. Somente aos 03m09s, Max Pacioretty desferiu o primeiro chute ao gol de Bernier, mas o goleiro dos Leafs acabou por não bloquear o disco totalmente. O puck (disco) resvalou em seu ombro direito, caiu atrás de Bernier e lentamente foi escorregando para dentro do gol de Toronto. Morgan Rielly ainda tentou salvar, mas o puck já havia cruzado a linha do gol! Foi um início frustrante para Bernier e um gol que considero totalmente evitável. Mesmo com um gol atrás no placar os Leafs continuaram pressionando mas não chegaram ao empate no primeiro período, obra da extraordinária qualidade de Carey Price.

Logo no comecinho do segundo período os Leafs foram agraciados com uma oportunidade de vantagem numérica (powerplay) e, aos 00m19s, James Van Riemsdyk desvia o puck com a lâmina do patins e empata para os Leafs! Ainda no segundo período, os Habs marcaram mais um gol e foi a hora de Mike Babcock fazer uso de uma nova regra é pedir a revisão da jogada, pois tinha indícios de que houve interferência em Jonathan Bernier. O questionamento de Babcock se mostrou correto e o gol acabou sendo anulado! 

Com o jogo empatado com um gol para cada equipe, fomos ao terceiro e decisivo período e os Leafs estavam jogando bem, sempre pressionando os Habs, mas muitas vezes sem levar perigo ao gol de Price. Somente aos 12m02s, Alex Galchenyuk colocou os Habs à frente! Os Leafs bem que tentaram o empate e até mesmo retiraram Bernier faltando dois minutos para o final da partida, visando jogar com vantagem numérica no ataque, mas após a perda de um faceoff no ataque, P.K. Subban deu um passe perfeito, colocando Max Pacioretty sozinho contra o gol vazio da equipe da casa, fechando o placar por 3 a 1.

O placar não demonstra a superioridade dos Leafs na partida. Se formos analisar a partida em números, os Leafs foram melhor, entretanto a diferença e a vitória foram conseguidas com Carey Price, sempre muito sólido no gol de Montreal.

Começar a temporada perdendo não é um bom sinal, mas temos que ter muita paciência nesta reconstrução da equipe! Hoje temos jogo contra os Red Wings, ex-equipe de Mike Babcock. Perdemos dois jogos na pré-temporada para eles, mas cada jogo é um jogo!

Go Leafs Go

01/03/2014 – Toronto Maple Leafs @ Montreal Canadiens

domingo, 02 março 2014 Deixe um comentário

Após a derrota para os Islanders, na prorrogação, eu não esperava ver um outro jogo tão igual. Foi tão semelhante que alguém mal avisado apenas notaria diferença pois a camisa do adversário era vermelha, do Montreal Canadiens, e a dos Islanders é azul!

Os Leafs não entraram na partida até os 14 minutos do primeiro período. Durante todos estes 14 minutos os Habs, que estavam bem na partida, marcaram dois gols. O primeiro com Alex Galchenyuk aos 12m38s e o segundo com Max Pacioretty, aos 14m02s. Só então, após tomar dois gols, os Leafs deram o seu primeiro chute a gol, um chute inofensivo de Jay McClement. Aos 17m34s, James Van Riemsdyk marcou para os Leafs. Dando um pouco de esperança para nós, membros da Leaf Nation! (notaram a semelhança no placar ao final do primeiro período?)

O segundo período também não teve gols, como no jogo contra os Islanders.

O terceiro período viu, então, os Leafs virarem o placar com gols de James Van Riemsdyk, shorthanded, aos 05m28s. Um belíssimo gol num rápido contra-ataque. Aos 07m43s, os Leafs estavam na zona neutra quando Tyler Bozak deu um passe primoroso, de costas, na medida para Phil Kessel entrar sozinho na zona ofensiva e marcar o gol da virada! ( com um gol à frente do placar, não poderíamos dar chance do empate ao time da casa, como no jogo contra os Isles, mas …). Os Leafs concederam um powerplay aos Habs, numa penalidade de Tim Gleason. PK Subban não desperdiçou e marcou o gol de empate, que passou por baixo da luva de Jonathan Bernier. Ao final do terceiro período, Phil Kessel tenta limpar a jogada, mas joga o puck por cima do vidro, concedendo um powerplay na prorrogação para o time da casa. Os Leafs conseguiram matar a penalidade, mas aos 03m14s, num contra-ataque, Jonathan Bernier se vê obrigado a agarrar o puck, fora de sua área de atuação, impedindo Daniel Briere de prosseguir. Nova penalidade para os Leafs, que os Habs não desperdiçaram. Aos 03m28s, Max Pacioretty acaba com a partida.

Dos males o menor! Em dois jogos, dos 4 pontos possíveis, ganhamos 2, mas acabamos nos distanciando dos Habs na classificação geral. Estamos a 3 pontos deles agora.

Go Leafs Gooooo

30/11/2013 – Toronto Maple Leafs @ Montreal Canadiens

terça-feira, 03 dezembro 2013 Deixe um comentário

Com a seqüência de derrotas os Leafs necessitam voltar a vencer e enfrentaram o seu rival de conferência, Montreal Canadiens, em pleno Bell Centre.

O Montreal vive um momento totalmente oposto aos Leafs e vem ganhando partidas seguidas.20131130_Leafs@Habs_Banner

O jogo começou com uma penalidade cometida por Carl Gunnarsson aos 20s de partida. Essa penalidade permitiu aos Habs abrir o placar aos 58s, com um gol de Max Pacioretty. Aos 16m13s foi a vez de PK Subban aumentar para o time da casa. Quando os Leafs conseguiam chegar ao ataque, eram parados pela defesa dos Canadiens, ou por Carey Price.

20131130_Leafs@Habs_ScoreCom 2 a 0 no placar, os Habs voltaram bem para o segundo período, e dobraram a vantagem com gols de Thomas Plekanec aos 15m05s e o segundo gol da noite de Max Pacioretty aos 17m22s, este enquanto os Habs estavam em desvantagem numérica. Na jogada, Pacioretty foi ao contra-ataque, sendo marcado por Gunnarsson, que não o impediu de desferir o chute. Poderia ter dado um tranco em Pacioretty, o que não permitiria o chute ao gol de Jonathan Bernier, mas acabou não se utilizando da jogada física. Com 4 a 0 no placar, parece que os Leafs tomaram um susto e acordaram para a partida. Em apenas 22s, marcamos dois gols. O primeiro foi de James Van Riemsdyk, aos 18m10s, num lance em que, quase sem ângulo e com Carey Price em posição de defesa, JVR demonstrou sua habilidade com o puck e deu um tiro certeiro, colocado, sobre o ombro de Price. O segundo gol foi de Mason Raymond, que aos 18m32s, se aproveitou de um rebote de Price e diminuiu a vantagem dos Habs sobre os Leafs.

Logo no início do terceiro período, Phil Kessel teve duas chances de diminuir e, na primeira, com o gol aberto, acabou acertando a trave de Price, mostrando que a sorte não estava ao nosso lado. O restante da partida viu os Leafs tentando reduzir a vantagem dos Canadiens, sem sucesso. O placar final ficou em Leafs 2 x Canadiens 4.

Pela vigésima terceira vez na temporada, com 27 jogos até agora, os Leafs permitiram que o adversário desse mais chutes a gol! Dessa vez a diferença foi pequena, apenas 3 chutes, mas Jogando assim fica muito difícil se manter vitorioso, já que exige muito de seus goleiros e demonstra que a defesa não consegue limpar a jogada dos times adversários, ainda mais quando o ataque não consegue produzir.

O próximo desafio será contra os Sharks, em casa, amanhã. Precisamos muito voltar a vencer e voltar a jogar como em Outubro! Novembro não foi um bom mês para os Leafs.

Será que Bolland está fazendo tanta falta assim aos Leafs!!?!?!?

Go Leafs Go

%d blogueiros gostam disto: