Anúncios

Arquivo

Archive for the ‘Home Opener’ Category

New York Rangers @ Toronto Maple Leafs – 07/10/2017 – Home Opener

segunda-feira, 09 outubro 2017 Deixe um comentário

Empolgados com a bela vitória na estreia, em Winnipeg, o Toronto Maple Leafs recebeu o New York Rangers em seu primeiro jogo no Air Canada Centre.

O jogo começou muito bem, com os Leafs trocando passes e indo ao ataque com muita velocidade, levando perigo a Henrik Lundqvist, até que, aos 02m30s os Leafs abriram o placar com Dominic Moore. Os Rangers por sua vez chegaram ao empate pouco tempo depois, aos 3m42s com J. T. Miller. O que parecia um balde de água gelada no momento dos Leafs, na verdade iniciou uma sequência de quatro gols ainda no primeiro período. Zach Hyman fez ótima jogada e quase marcou, porém recuperou o puck e driblou Lundqvist para marcar o segundo dos Leafs. O terceiro veio no powerplay com Jake Gardiner, que partiu da zona neutra e venceu o goleiro dos Rangers com um chute muito bem colocado. Os Leafs ainda marcaram com Nikita Zaitsev, que chutou de longe. Hyman marcou também aos 17m19s. Os Rangers ainda conseguiram diminuir no primeiro período com um gol de Kevin Shattenkirk, aos 19m37s, em powerplay. 

Infelizmente para a torcida da casa, a equipe parece ter considerado que o jogo estava fácil. Mesmo com Lundqvist sendo substituído após sofrer 5 gols, dando chance a Ondrej Pavelec de mostrar serviço, o time parou de patinar e começou a perder muitos passes, dando oportunidades aos Rangers. As oportunidades não foram perdidas e os Rangers marcaram três gols com Mika Zibanejad, Marc Staal e Matt Zuccarello, empatando o jogo. E Pavelec realizou ótimas defesas! Mais uma vez os Leafs aprenderam uma triste lição: nenhuma equipe da NHL pode ser considerada fraca, ou vencida, mesmo com 3 ou mais gols de diferença. As equipes da NHL simplesmente não desistem. 

O último período foi decisivo e nele, mais uma vez, os Leafs voltaram a jogar bem. Garantimos a vitória com gols de Tyler Bozak, Leo Komarov e Nazem Kadri, os dois últimos em powerplays, fechando o placar em 8 a 5 e mantendo a invencibilidade com a segunda vitória na temporada. No total, os Leafs marcaram 15 gols em apenas dois jogos, um número bem alto para os padrões da liga. 

Hoje receberemos a visita do Chicago Blackhawks, outra equipe invicta e que também marcou 15 gols nos seus últimos dois jogos!

Go Leafs Goooooo

Anúncios

07/10/2015 – Montreal Canadiens @ Toronto Maple Leafs – Season Opener

sexta-feira, 09 outubro 2015 Deixe um comentário

Depois de muita ansiedade proveniente da pós-temporada, a Leafs Nation esteve presente em massa no Air Canada Centre para o jogo de abertura da temporada 2015-16, um jogo contra o rival “Original Six”, Montreal Canadiens.

Este jogo marcou a estréia de muitas caras novas nos Leafs, começando pelo técnico Mike Babcock, considerado o melhor técnico da NHL, e passando por nomes como Shawn Mathias, Brad Boyes, Matt Hunwick, P. A. Parenteau, Nick Spaling, Mark Arcobello, Scott Harrington e outros! É o início do processo de reconstrução da equipe que, segundo o próprio Mike Babcock, vai ser um processo doloroso.

No gol dos Leafs estava Jonathan Bernier, enfrentando o melhor goleiro da liga da temporada passada, Carey Price. 

O jogo começou quente, com os Leafs pressionando os Habs e jogando muito bem. Somente aos 03m09s, Max Pacioretty desferiu o primeiro chute ao gol de Bernier, mas o goleiro dos Leafs acabou por não bloquear o disco totalmente. O puck (disco) resvalou em seu ombro direito, caiu atrás de Bernier e lentamente foi escorregando para dentro do gol de Toronto. Morgan Rielly ainda tentou salvar, mas o puck já havia cruzado a linha do gol! Foi um início frustrante para Bernier e um gol que considero totalmente evitável. Mesmo com um gol atrás no placar os Leafs continuaram pressionando mas não chegaram ao empate no primeiro período, obra da extraordinária qualidade de Carey Price.

Logo no comecinho do segundo período os Leafs foram agraciados com uma oportunidade de vantagem numérica (powerplay) e, aos 00m19s, James Van Riemsdyk desvia o puck com a lâmina do patins e empata para os Leafs! Ainda no segundo período, os Habs marcaram mais um gol e foi a hora de Mike Babcock fazer uso de uma nova regra é pedir a revisão da jogada, pois tinha indícios de que houve interferência em Jonathan Bernier. O questionamento de Babcock se mostrou correto e o gol acabou sendo anulado! 

Com o jogo empatado com um gol para cada equipe, fomos ao terceiro e decisivo período e os Leafs estavam jogando bem, sempre pressionando os Habs, mas muitas vezes sem levar perigo ao gol de Price. Somente aos 12m02s, Alex Galchenyuk colocou os Habs à frente! Os Leafs bem que tentaram o empate e até mesmo retiraram Bernier faltando dois minutos para o final da partida, visando jogar com vantagem numérica no ataque, mas após a perda de um faceoff no ataque, P.K. Subban deu um passe perfeito, colocando Max Pacioretty sozinho contra o gol vazio da equipe da casa, fechando o placar por 3 a 1.

O placar não demonstra a superioridade dos Leafs na partida. Se formos analisar a partida em números, os Leafs foram melhor, entretanto a diferença e a vitória foram conseguidas com Carey Price, sempre muito sólido no gol de Montreal.

Começar a temporada perdendo não é um bom sinal, mas temos que ter muita paciência nesta reconstrução da equipe! Hoje temos jogo contra os Red Wings, ex-equipe de Mike Babcock. Perdemos dois jogos na pré-temporada para eles, mas cada jogo é um jogo!

Go Leafs Go

08/10/2014 – Montreal Canadiens @ Toronto Maple Leafs – Season Opener

quinta-feira, 09 outubro 2014 Deixe um comentário

Finalmente a NHL voltou!! A temporada 2014-15 começou hoje com um jogo entre o Montreal Canadiens contra o Toronto Maple Leafs no Air Canada Centre.

Começo de temporada é sempre uma fase de adaptação para toda equipe, pois muitos jogadores são novos nas respectivas equipes e o entrosamento ainda não está dos melhores.

Neste jogo, Cody Franson, David Booth, Josh Leivo, Carter Ashton e Troy Bodie, nem chegaram a se vestir para a partida e foram os “Healthy Scratches” dos Leafs. Já Brandon Kozun, Stuart Percy, Daniel Winnik, Roman Polak, Stephane Robidas e Mike Santorelli tiveram sua estréia pelos Leafs.

O face-off inicial, comemorativo, foi realizado pelos jogadores que jorram o Leafs Row, monumento que fica no Maple Leafs Square, composto por estátuas de ex-jogadores dos Leafs que fizeram história pela eque. Os três primeiros são Ted Kennedy, Darryl Sittler e Johnny Bower. Representando Ted Kennedy estava seu filho, Mark Kennedy.

Season_2014-15_Score_Game1O jogo começou e os Leafs pressionavam os Habs, mas quem abriu-o placar foi Max Pacioretty, aos 04m42s, numa jogada em que Pacioretty ganhou de Phaneuf na velocidade e se aproximou do gol de Jonathan Bernier pela lateral e chutou. Bernier achou que defenderia o chute, mas o puck passou entre ele e a trave. Aos 08m04s, Brandon Kozun recebe o puck, o controla e chuta forte. Nazem Kadri desvia e não dá chance de defesa a Carey Price, empatando o jogo. Foi o primeiro jogo de Kozun e ele já marcou o seu primeiro ponto na NHL!! Aos 19m22s, com os Leafs no powerplay, Stuart Percy leva o puck ao ataque e, numa ótima jogada, passa na medida para Tyler Bozak mandar pro fundo do gol!!! Foi a virada dos Leafs!

O segundo período viu os Habs empatarem com um belíssimo gol de Tomás Plekanec, aos 04m34s, num contra-ataque matador.

O terceiro período ainda revelou surpresas a todos!!! A partida permaneceu empate das até os 08m41s, quando James Van Riemsdyk não prestou atenção no posicionamento e permitiu que P.K. Subban recebesse o puck sozinho para chutar forte e vencer Bernier. Ainda deu tempo dos Leafs empatarem aos 17m41s, Morgan Rielly chuta sem ângulo, o puck sobe e acaba por enganar o defensor e o goleiro dos Habs e acaba entrando após desviar no peito do defensor. Com o jogo empatado e faltando menos de 3 minutos para o final, todos pensavam que haveria prorrogação, mas num contra-ataque fulminante, os Habs finalmente marcaram o quarto gol, aos 19m17s, numa jogada em que Stuart Percy, que acompanhava Tomás Plekanec, acabou por desviar o puck com o bico do seu patins.

Season_2014-15_Goalies_Game1Este jogo viu ambas equipes com possibilidade de vitória e a partida sendo decidida muito nos detalhes.

O próximo jogo será no sábado, envolvendo os Penguins e os Leafs no Air Canadá Centre.

Não ganhamos o primeiro, mas jogamos bem … Vamos dar tempo ao tempo, enquanto ainda o temos!!!!!

Go Leafs Goooooo

05/10/2013 – Ottawa Senators @ Toronto Maple Leafs – Home Opener

domingo, 06 outubro 2013 Deixe um comentário

Ontem tivemos o primeiro jogo da temporada jogado em Toronto, no Air Canada Centre, com todo o apoio e peso da Leafs Nation!

A vítima, ou melhor, adversário, foi o time do Ottawa Senators e portanto seria um jogo que contaria com a rivalidade da Batalha de Ontario.

Pelos Leafs, James Reimer seria o goleiro da vez e pelos Senators, Craig Anderson.

20131005_Sens@Leafs_BannerNo elenco dos Leafs, com a contusão de Mark Fraser e de Nikolai Kulemin, que teve um osso do cotovelo estilhaçado por um chute de Dion Phaneuf no treino de sexta-feira, os Leafs contariam com Morgan Rielly em sua estréia, e Spencer Abbott, que foi um dos melhores jogadores do training camp e dos Marlies e ganhou a oportunidade de mostrar seu valor na NHL.

20131005_Sens@Leafs_ScoreO jogo todo foi marcado por erros de ambas as equipes, em transições e passes interceptados. Os Leafs abriram o placar com Mason Raymond, jogador que veio ao training camp, e conseguiu um contrato de um ano no valor de apenas 1 milhão de dólares, o que parece estar saindo barato para os Leafs, já que este foi o terceiro gol de Raymond em três jogos pelos Leafs. Infelizmente os Senators empataram pouco tempo depois, com Kyle Turris. E viraram com Cory Conacher aos 10m27s. Os Leafs continuaram batalhando e empataram num powerplay, com Nazem Kadri, aos 17m33s, o que deu um alívio aos Leafs no intervalo para o segundo período!

No segundo período as equipes voltaram e embora os Senators pressionassem, os Leafs conseguiam manter o empate. Até os 10m41s, quando Jared Cowen colocou os Senators à frente. Somente 15s depois, o capitão dos Senators, Jason Spezza, marcou o quarto gol dos Senators, gol que retirou James Reimer da partida, pois foi um chute defensável que Reimer não teve velocidade suficiente, apesar de estar bem posicionado. Com Jonathan Bernier, os Leafs ganharam confiança, pois o goleiro entrou muito bem na partida. Mais uma vez em powerplay os Leafs marcaram no finalzinho do período, aos 19m43s, com Joffrey Lupul.

Logo no início do terceiro período, James Van Riemsdyk recebeu um passe açucarado de Phil Kessel para empatar o placar aos 02m52s. Com o jogo empatado, ambas equipes tentaram marcar o gol da vitória e, tanto Bernier quanto Anderson paravam todas elas. No último minuto de jogo, o defensor Paul Ranger acertou o travessão numa jogada que poderia ter dado a vitória aos Leafs, se tivesse sido alguns milímetros abaixo! A arbitragem teve alguns erros em favor dos Senators. Numa delas Nazem Kadri foi derrubado quando estava indo em direção ao gol dos Senators, o que deveria ter permitido um penalty shot! Numa outra, o taco do jogador dos Leafs foi segurado pelo defensor dos Senators e nada foi marcado.

Na prorrogação não houve qualquer alteração no placar e a partida acabou por ser decidida no Shootout (cobrança de pênaltis). Mason Raymond chutou primeiro pelos Leafs e marcou um belíssimo gol, girando em frente à Craig Anderson! Essa jogada foi muito contestada pois os Senators acharam que Raymond chegou a parar no momento do giro, o que não é permitido, mas os árbitros validaram o gol. Depois foi a vez de Michalek, que perdeu sua chance. O segundo cobrador pelos Leafs foi Tyler Bozak, que converteu por baixo das pernas de Craig Anderson e, por último, Jonathan Bernier bloqueou o chute de Jason Spezza.

Foi a vitória que manteve os Leafs invictos nesta temporada, após três jogos!

Go Leafs Go!!!

21/01/2013 – Buffalo Sabres @ Toronto Maple Leafs

terça-feira, 22 janeiro 2013 3 comentários

buf-tor

Toronto Maple Leafs e Buffalo Sabres se enfrentaram hoje no Air Canada Centre. As duas equipes começaram a temporada com uma vitória e buscavam seguir no embalo vencendo também esta segunda partida – o que aconteceu para os Sabres. Por ser a primeira partida da temporada no Air Canada Centre, o Toronto Maple Leafs exibiu um vídeo relembrando um pouco da história dos jogadores de toda a história da franquia e realizou uma cerimônia especial para o lançamento do puck. Seguem os vídeos aí pra quem quiser conferir.

 

Vídeo dos jogadores da história dos Leafs.

 

Cerimônia de lançamento do puck, que contou com o astronauta Chris Hadfield e os ex-jogadores Felix Potvin, Darcy Tucker, Darryl Sittler e Johnny Bower.

Agora vamos à partida. Cody Hodgson abriu o placar para os Sabres ainda no primeiro período, com 08:51 de jogo. Os 13 chutes dos Leafs no período não foram suficientes para abrir a contagem para o time da casa.

No segundo período os Sabres aumentaram a vantagem logo aos 4:51, com Jason Pominville. Aos 9:40, Phil Kessel se chocou com Ryan Miller, goleiro do Buffalo, e foi repreendido por Patrik Kaleta, que prensou o jogador dos Leafs contra o gelo, causando um pequeno empurra-empurra no local. A resposta dos Leafs veio com Mike Brown, que discutiu momentos depois com Kaleta; os dois não chegaram a brigar, mas foram mandados direto para o vestiário. Na parte truculenta do jogo, os dois times estavam bem, mas no campo da habilidade parecia que os Sabres possuíam uma certa vantagem com sua primeira linha (Thomas Vanek, Jason Pominville e Cody Hodgson).

O terceiro período começou com os Leafs tentando abrir o marcador, mas o primeiro – e único gol – da equipe saiu do taco de Nazem Kadri, aos 18:18 com Toronto em vantagem-numérica (powerplay) e um jogador a mais no lugar do goleiro, ou seja, num 6-contra-4. Nos minutos finais os Maple Leafs pressionaram – e muito – o adversário, e tiveram um gol anulado [corretamente]: o puck sobrou na luva de Joffrey Lupul, que empurrou para dentro do gol – o que vai contra a regra.

Os Leafs pareceram estar ainda um pouco enferrujados durante a partida, e como não há/houve pré-temporada, pequenos ajustes e ritmo de jogo têm que ser obtidos o mais rápido possível para progredir nos próximos jogos. O próximo confronto do Toronto Maple Leafs será em Pittsburgh, contra o Pittsburgh Penguins, que vem de duas boas vitórias (um 3-1 em cima dos Flyers e um 6-3 contra os Rangers).

06/10/2011 – Montreal Canadiens @ Toronto Maple Leafs

quinta-feira, 06 outubro 2011 10 comentários

Os Leafs abriram a temporada recebendo os arqui-rivais, Montreal Canadiens, no Air Canada Centre, para um dos maiores clássicos do hóquei no gelo.

O jogo começou bem para os dois lados, com ambas equipes procurando jogadas, embora não atacassem muito. Com o passar do primeiro período, os Leafs começaram a bobear, entregando o puck de graça e vendo os Canadiens mais ofensivos. A sorte dos donos da casa é que o goleiro James Reimer estava ligado e não deixou nenhum dos 14 chutes entrar (os Leafs atacaram a meta de Carey Price apenas 4 vezes no período).

O segundo período começou com os Habs em vantagem numérica (power play), mas foram os Leafs que marcaram: Matthew Lombardi e Mike Brown partem em velocidade e Lombardi, com seu primeiro gol pelos Leafs, abre o placar aos 33 segundos. Depois do gol, os Leafs passaram a ter mais controle da partida e passaram a oferecer perigo até mesmo quando os Canadiens estavam em vantagem numérica. Se no primeiro período, quem estava ligado era Reimer, no segundo era a vez de Carey Price ficar alerta e não deixar os Leafs ampliarem. Os Maple Leafs chegaram a ter 5 jogadores contra 3 dos Habs no gelo no final do período, mas não conseguiram converter.
Chris Campoli, do Montréal, deixou a partida com suspeita de lesão, aos 13 minutos do segundo tempo.

O terceiro período foi mais equilibrado. Enquanto os Habs corriam atrás do prejuízo, os Leafs tentavam aumentar a vantagem. Aos 4:42, o capitão Dion Phaneuf recebe belo passe de Phil Kessel e deixa o jogo em 2-0. Mesmo sofrendo o gol, os Habs não desistem e continuam a pressão para cima dos Leafs (o número de chutes no terceiro período ficou em 14-6 a favor dos Habs). Faltando menos de dois minutos para o fim do jogo, Price deixa o gol para dar lugar a mais um atacante, mas nem Canadiens nem Maple Leafs conseguem o gol e a partida termina em 2-0.

Tirando o fraco primeiro período, foi um bom começo para os Leafs. Souberam atacar e, principalmente, defender. Shutout mais que merecido do “Optimus Reim”.

As três esrelas da partida foram:
1ª Estrela – James Reimer (Toronto): defendeu todos os 32 chutes dos Habs.
2ª Estrela – Dion Phaneuf (Toronto): 2 pontos (1 gol e 1 assistência).
3ª EstrelaDavid Steckel (Toronto): o estreante teve uma boa atuação, além de ter uma boa média de face-off wins.

%d blogueiros gostam disto: