Arquivo

Posts Tagged ‘Sheldon Keefe’

Montreal Canadiens vs Toronto Maple Leafs – Jogos 5 e 6 – Playoffs da NHL – Semifinal de Divisão

segunda-feira, 31 maio 2021 Deixe um comentário

Após vencer três jogos seguidos e se estabelecer com 3 a 1 na série, o Toronto Maple Leafs simplesmente não conseguiu vencer o Montreal Canadiens nos dois jogos seguintes, no Bell Centre e no Scotiabank Arena.

Os dois jogos acabaram tendo uma história muito parecida. Os Habs saíram na frente e os Leafs empataram a partida somente no terceiro período, levando o jogo para a prorrogação. Na prorrogação, no jogo 5, Alex Galchenyuk passou o pick sem olhar, na linha azul do ataque dos Leafs, e foi interceptado, com dois jogadores dos Habs partindo contra Jack Campbell, que nada teve a fazer. No jogo 6, Jesperi Kotkaniemi chutou, com Zach Bogosian na sua frente, mas o puck resvalou na perna de Bogosian e tirou Campbell da jogada.

Outro ponto importante das vitórias dos Habs nos jogos 5 e 6 foi a performance de Carey Price. O experiente goleiro dos Habs foi muito sólido e consistente. Os Leafs chegaram a desferir muitos bons chutes, mas Price defendia e, quando permitia rebotes, não tinha ninguém dos Leafs para aproveitar, ou ele fazia nova defesa.

Houve até o fator ESPN no jogo 6. O comentarista da ESPN no Brasil, Thiago Simões (@ThiSimoes) anunciou na sua conta no Twitter que iam transmitir o jogo. Na hora enviei uma resposta dizendo que os Leafs seriam derrotados, pois em sua grande maioria, os jogos dos Leafs transmitidos pela ESPN no Brasil, acabavam com derrotas da equipe de Toronto! E não é que a profecia se materializou?!?!?

Agora chegamos ao último jogo da primeira rodada dos playoffs da NHL para Leafs e Habs. Vai ser uma nova batalha, dessa vez no Scotiabank Arena, e os Leafs estão com toda a pressão nas costas. Fomos o time campeão da divisão, muitos pontos e vitórias à frente dos Habs, com o ganhador do troféu Maurice “Rocket” Richard, Auston Matthews, e uma equipe considerada por todos como a favorita na série. Outro ponto é que, se perdermos o jogo 7, será uma grande vergonha, pois seria uma virada totalmente inesperada, desferida pela equipe considerada mais fraca na série.

Os Habs por sua vez estão embalados pelas vitórias e vão querer provar que podem vencer e avançar para enfrentar o Winnipeg Jets.

Já não podemos dizer que o fator que levou às derrotas dos Leafs foi a ausência de John Tavares, pois vencemos os jogos 2, 3 e 4, após a concussão que ele sofreu, mas também parece que não teremos Jake Muzzin, um de nossos principais defensores, por uma contusão sentida no último jogo.

Sheldon Keefe deve mudar algumas linhas, talvez usar Nick Foligno como wing e não center, talvez colocar Riley Nash como center, mesmo sem uma maior integração com a equipe devido a estar voltando de contusão, além de ver como vai fortalecer a defesa sem Muzzin.

A equipe precisa colocar a faça nos dentes e jogar como se fosse o último jogo de suas vidas. Nada mais importa. Não é preciso manter energia ou não se arriscar. É tudo ou nada! É agora ou nunca! É passar para a próxima rodada dos Playoffs ou ir pra casa mais cedo, após uma temporada reduzida e com as divisões totalmente alteradas devido à Pandemia. É a redenção da equipe para a Leafs Nation, ou o retorno a dedos apontados em procura do culpado pelo fiasco! É o retorno à prancheta, pois a equipe que parecia ter se ajustado, desajustou e necessitamos entender o que fazer para a próxima ou próximas temporadas uma vez que teremos problemas em manter alguns jogadores devido à entrada do 32º time da NHL, o Seattle Kraken, que poderá escolher jogadores não protegidos de cada uma das equipes.

Matthews e Marner ainda necessitam mostrar a força que têm e fazer acontecer contra Price. Matthews tem somente um gol nos Playoffs e Marner tem 4 assistências e nada mais.

A palavra do dia para o jogo de amanhã é RAÇA!! É colocar o coração na ponta do stick em cada jogada! É fazer jogadas conscientes! É ter paciência, mas também urgência de jogar os 60 minutos como sabemos e com todo o nosso potencial! Amanhã é jogar com atenção e cobrindo os espaços, não pensando que o resultado está garantido caso estejamos à frente no placar nos últimos minutos do terceiro período, afinal no hóquei, nada é garantido!

Apesar de tudo ainda tenho esperança nesta equipe! Não sei se sou louco, cego, negacionista ou o que seja, mas ainda acredito! Ainda apoiarei a equipe! Aprendi a amar esse time, mesmo sendo brasileiro e não conhecendo todas as suas glórias e história, após assistir somente um jogo em 2002.

Ser torcedor é isso! Manter o amor e a esperança ano após ano, xingar, ficar bravo, gritar como se o jogador fosse te escutar pela TV, mesmo quando sua equipe não ganha uma Stanley Cup desde 1967! Está na hora dessa fila acabar! Passou da hora de avançar nos Playoffs! A hora é agora!

Go Leafs Go, ou eu não sei mais pra onde mandar vocês!

Babcock deixa a equipe e Sheldon Keefe assume

sábado, 04 janeiro 2020 Deixe um comentário

Depois de muito ser criticado e de não conseguir obter os resultados esperados, ou seja, as tão esperadas vitórias, Mike Babcock foi demitido por Brendan Shanahan e Sheldon Keefe, técnico que levou o Toronto Marlies a uma Calder Cup a dois anos atrás, assumiu a vaga.

Após a saída de Babcock, se iniciou um processo de divulgação de histórias de que ele havia solicitado a Mitch Marner que dissesse quem era o jogador mais preguiçoso da equipe e Marner, então muito jovem, respondeu. Babcock foi diretamente ao jogador que recebeu esse feedback e contou que Marner o achava preguiçoso, criando uma situação muito difícil e desnecessária a Marner. Surgiu então a ideia de que Marner levou muito mais tempo para assinar seu contrato milionário devido à presença de Babcock na equipe. Depois desse fato, vários outros apareceram, incluindo casos em outras equipes da NHL, que também acabaram afastados ou demitidos. Estamos numa era em que esse tipo de atitude não é vista como benéfica.

Kyle Dubas conhece Keefe desde a época em que era o Gerente Geral do Sault Ste Marie Greyhounds e Keefe era o técnico.

Já chegamos à 50% da temporada e após Keefe começar a comandar a equipe vimos uma mudança muito grande no time. Os melhores jogadores estão ganhando mais tempo no gelo e a equipe tem jogado de forma totalmente diferente, controlando mais o puck e gerando muito mais perigo. Jason Spezza tem jogado muito bem, mesmo na quarta linha e não foi mais healthy scratch, como era na fase em que Babcock comandava a equipe.

Outro jogador que tem brilhado sob comando de Keefe é William Nylander. Nylander marcou seis gols nos últimos 5 jogos tem levado muito perigo ao gol adversário!

Mesmo com a ausência de algumas peças chave como Muzzin e Mikheyev, a equipe vem jogando bem e escalando a tabela de classificação, atualmente ficando apenas atrás dos Bruins na conferência Leste.

Ainda temos problemas em algumas posições, como nosso goleiro Backup, Michael Hutchinson, que não tem tido boas partidas, ou as vezes nossa defesa que se perde no jogo, mas Keefe tem provado ser muito mais efetivo que Babcock.

Os Leafs estão tão bem que, para o NHL All-Star Game, a ser jogado no final de janeiro de 2020, os Leafs terão dois representantes: Auston Matthews e Frederik Andersen, algo que não acontecia a muito tempo.

Parece que realmente o grande problema da equipe era Mike Babcock e seu estilo já ultrapassado de comandar seus jogadores. Esses dias já são parte do passado e Sheldon Keefe está levando a equipe em direção aos playoffs, onde teremos a chance de fazer bonito e trazer a Stanley Cup pra Toronto.

Go Leafs Go!! Rumo à Stanley Cup!!!!!!!

%d blogueiros gostam disto: