Arquivo

Posts Tagged ‘Nick Foligno’

Montreal Canadiens vs Toronto Maple Leafs – Jogos 5 e 6 – Playoffs da NHL – Semifinal de Divisão

segunda-feira, 31 maio 2021 Deixe um comentário

Após vencer três jogos seguidos e se estabelecer com 3 a 1 na série, o Toronto Maple Leafs simplesmente não conseguiu vencer o Montreal Canadiens nos dois jogos seguintes, no Bell Centre e no Scotiabank Arena.

Os dois jogos acabaram tendo uma história muito parecida. Os Habs saíram na frente e os Leafs empataram a partida somente no terceiro período, levando o jogo para a prorrogação. Na prorrogação, no jogo 5, Alex Galchenyuk passou o pick sem olhar, na linha azul do ataque dos Leafs, e foi interceptado, com dois jogadores dos Habs partindo contra Jack Campbell, que nada teve a fazer. No jogo 6, Jesperi Kotkaniemi chutou, com Zach Bogosian na sua frente, mas o puck resvalou na perna de Bogosian e tirou Campbell da jogada.

Outro ponto importante das vitórias dos Habs nos jogos 5 e 6 foi a performance de Carey Price. O experiente goleiro dos Habs foi muito sólido e consistente. Os Leafs chegaram a desferir muitos bons chutes, mas Price defendia e, quando permitia rebotes, não tinha ninguém dos Leafs para aproveitar, ou ele fazia nova defesa.

Houve até o fator ESPN no jogo 6. O comentarista da ESPN no Brasil, Thiago Simões (@ThiSimoes) anunciou na sua conta no Twitter que iam transmitir o jogo. Na hora enviei uma resposta dizendo que os Leafs seriam derrotados, pois em sua grande maioria, os jogos dos Leafs transmitidos pela ESPN no Brasil, acabavam com derrotas da equipe de Toronto! E não é que a profecia se materializou?!?!?

Agora chegamos ao último jogo da primeira rodada dos playoffs da NHL para Leafs e Habs. Vai ser uma nova batalha, dessa vez no Scotiabank Arena, e os Leafs estão com toda a pressão nas costas. Fomos o time campeão da divisão, muitos pontos e vitórias à frente dos Habs, com o ganhador do troféu Maurice “Rocket” Richard, Auston Matthews, e uma equipe considerada por todos como a favorita na série. Outro ponto é que, se perdermos o jogo 7, será uma grande vergonha, pois seria uma virada totalmente inesperada, desferida pela equipe considerada mais fraca na série.

Os Habs por sua vez estão embalados pelas vitórias e vão querer provar que podem vencer e avançar para enfrentar o Winnipeg Jets.

Já não podemos dizer que o fator que levou às derrotas dos Leafs foi a ausência de John Tavares, pois vencemos os jogos 2, 3 e 4, após a concussão que ele sofreu, mas também parece que não teremos Jake Muzzin, um de nossos principais defensores, por uma contusão sentida no último jogo.

Sheldon Keefe deve mudar algumas linhas, talvez usar Nick Foligno como wing e não center, talvez colocar Riley Nash como center, mesmo sem uma maior integração com a equipe devido a estar voltando de contusão, além de ver como vai fortalecer a defesa sem Muzzin.

A equipe precisa colocar a faça nos dentes e jogar como se fosse o último jogo de suas vidas. Nada mais importa. Não é preciso manter energia ou não se arriscar. É tudo ou nada! É agora ou nunca! É passar para a próxima rodada dos Playoffs ou ir pra casa mais cedo, após uma temporada reduzida e com as divisões totalmente alteradas devido à Pandemia. É a redenção da equipe para a Leafs Nation, ou o retorno a dedos apontados em procura do culpado pelo fiasco! É o retorno à prancheta, pois a equipe que parecia ter se ajustado, desajustou e necessitamos entender o que fazer para a próxima ou próximas temporadas uma vez que teremos problemas em manter alguns jogadores devido à entrada do 32º time da NHL, o Seattle Kraken, que poderá escolher jogadores não protegidos de cada uma das equipes.

Matthews e Marner ainda necessitam mostrar a força que têm e fazer acontecer contra Price. Matthews tem somente um gol nos Playoffs e Marner tem 4 assistências e nada mais.

A palavra do dia para o jogo de amanhã é RAÇA!! É colocar o coração na ponta do stick em cada jogada! É fazer jogadas conscientes! É ter paciência, mas também urgência de jogar os 60 minutos como sabemos e com todo o nosso potencial! Amanhã é jogar com atenção e cobrindo os espaços, não pensando que o resultado está garantido caso estejamos à frente no placar nos últimos minutos do terceiro período, afinal no hóquei, nada é garantido!

Apesar de tudo ainda tenho esperança nesta equipe! Não sei se sou louco, cego, negacionista ou o que seja, mas ainda acredito! Ainda apoiarei a equipe! Aprendi a amar esse time, mesmo sendo brasileiro e não conhecendo todas as suas glórias e história, após assistir somente um jogo em 2002.

Ser torcedor é isso! Manter o amor e a esperança ano após ano, xingar, ficar bravo, gritar como se o jogador fosse te escutar pela TV, mesmo quando sua equipe não ganha uma Stanley Cup desde 1967! Está na hora dessa fila acabar! Passou da hora de avançar nos Playoffs! A hora é agora!

Go Leafs Go, ou eu não sei mais pra onde mandar vocês!

20/05/2021 – Montreal Canadiens @ Toronto Maple Leafs – Jogo 1 – Playoffs da NHL – Semifinal de Divisão

sexta-feira, 21 maio 2021 Deixe um comentário

Finalmente, após uma semana do nosso último jogo da temporada regular, devido à atrasos no calendário de jogos de Vancouver Canucks e Calgary Flames, que tiveram problemas relacionados à pandemia de COVID-19, tivemos nosso primeiro jogo de playoffs!

Leafs e Habs não se enfrentavam desde 1979 nos playoffs da NHL e ambas equipes vieram ao gelo do Scotiabank Arena, em Toronto, com muita vontade de vencer.

O Montreal Canadiens teve de volta ao gol, Carey Price, que teve uma noite memorável e, quando exigido pelo ataque dos Leafs, foi sólido e realizou 35 defesas, muitas delas de disparos à queima-roupa, como um de Mitch Marner no final do terceiro período. Pelo Toronto Maple Leafs, Jack Campbell estava no gol em sua primeira aparição em jogos de playoffs pelos Leafs.

O jogo iniciou muito físico por parte dos Canadiens, mas as chances de gol estavam equilibradas até que, próximo ao meio do primeiro período, o capitão dos Leafs, John Tavares, recebeu um check regular de Ben Chiarot e, quando estava caindo no gelo, acabou por receber uma joelhada de Corey Perry, que vinha em velocidade e não conseguiu desviar. Tavares ficou desacordado no gelo e mesmo com a chegada do médico dos Leafs, via-se que estava mal. Ficou no gelo por poucos, mas longos, minutos e as equipes médicas de ambas equipes, além da equipe de emergências do Scotiabank Arena proveram o apoio para imobilizar o pescoço de John Tavares e retira-ló da partida. Ao ser retirado na maca, Tavares levantou o braço e fez um sinal de positivo para tentar mostrar que estava tudo bem com ele.

Quando a partida reiniciou, Nick Foligno chamou Corey Perry para a briga e mal o punk foi colocado em jogo, já jogaram as luvas no gelo e partiram para a briga. Foligno levou a melhor.

Infelizmente os Habs jogaram melhor e acabaram em vantagem no placarzões pouco tempo após a saída de Tavares, que deve ter abalado momentaneamente a equipe do Toronto Maple Leafs. Josh Anderson marcou o gol, chutando por sobre a luva de Campbell, somente 1m38s após a saída do capitão dos Leafs. William Nylander empatou o jogo para os Leafs aos 04m28s do segundo período.

Os Leafs voltaram melhor após o intervalo para o segundo período, tanto que marcaram o gol de empate com Nylander, mas os árabes continuaram bem e ocupando espaço e jogando físico. Apesar de chances no Powerplay, nenhuma equipe conseguia alterar o placarzões até que em uma penalidade de Tomas Tatar, Paul Byron conseguiu proteger o punk de Rasmus Sandin e marcar o gol da vitória do Montreal Canadiens, faltando 07m16s para acabar a partida.

Os Leafs bem que tentaram, mas não conseguiram vencer Price. Os Habs abrem 1 a 0 na série e o próximo jogo será no sábado em Toronto. Espero que a equipe volte melhor e que nada de muito grave tenha acontecido com John Tavares!, que vai passar a noite em observação em um hospital, após realizar exames.

Não começamos os playoffs como gostaríamos, com uma vitória, mas temos que considerar o acidente que tirou Tavares do jogo e o bom jogo dos Habs e de Carey Price, como os fatores determinantes de nossa derrota. Voltaremos melhores no sábado para empatar a série!

Go Leafs Gooooooo

Nick Foligno reforça ataque dos Leafs

domingo, 11 abril 2021 Deixe um comentário

No dia de hoje, 11/04/2021, o Toronto Maple Leafs anunciou a negociação que trouxe Nick Foligno, ex-capitão do Columbus Blue Jackets, para reforçar nossas linhas de ataque.

Foligno, de 33 anos, deixa o ataque dos Leafs mais completo e traz sua experiência para ajudar a equipe nos playoffs! O contrato dele com os Blue Jackets estava para terminar e a decisão foi feita com a intenção de Foligno ter a oportunidade de disputar a Stanley Cup com um time que tem condições reais de vencê-la este ano.

Deve ser uma contratação temporária, somente até o final desta temporada, pois os Leafs não têm espaço no teto salarial para manter o contrato dele, a não ser que ele aceite jogar por muito menos que seus mais de 5 milhões por temporada, e ele já tem uma ótima história em Columbus, onde joga nos últimos 7 anos e tem sido muito importante para a equipe e para a comunidade!

Para trazer Foligno, Kyle Dubas teve que fazer uma negociação envolvendo o Columbus Blue Jackets, que receberam uma escolha de primeira e uma de quarta rodada do Draft de 2021 para manter 50% do salário dele e uma de quarta rodada de 2022 para o San Jose Sharks, para que paguem mais 25% do salário dele. Na troca com os Sharks, os Leafs receberam Stefan Noese. Claro que tudo isso pois os Leafs estão com bem pouco espaço na folha salarial.

O importante é que ele estará disponível para os Leafs após cumprir com 7 dias de quarentena!

Aparentemente não teremos outras grandes alterações ou negociações antes do final do dia de amanhã, dia final de negociações (trade deadline), a não ser que ocorram trocas de jogadores do elenco, o que não penso ser muito provável.

Outro ponto que evitou outras negociações é o estado de saúde de Frederik Andersen que foi colocado na lista de contusões de longo prazo (LTIR), pois continua sem uma data para retorno de sua contusão e pode desfalcar os Leafs, inclusive nos playoffs. Se Andersen retorna para o elenco, os Leafs precisam de espaço no teto salarial para o salário dele.

Boas vindas a Nick Foligno, um jogador que se mostrou muito difícil de jogar contra, como vimos nos playoffs do ano passado! Que ele possa celebrar conosco a vitória da tão sonhada Stanley Cup, esse ano!

Ontem os Leafs trouxeram outro jogador dos Blue Jackets, mas que está contundido e só deve jogar nos playoffs, Riley Nash!

Go Leafs Gooooooo

25/10/2013 – Toronto Maple Leafs @ Columbus Blue Jackets

sábado, 26 outubro 2013 Deixe um comentário

Esta data foi uma das mais esperadas pelos torcedores do Toronto Maple Leafs. Após a contratação de David Clarkson, na pré-temporada o jogador se envolveu numa briga, onde saltou do banco para proteger Kessel, num jogo contra o Buffalo Sabres. Resultado: 10 jogos da temporada regular de suspensão. Este jogo seria o início desta temporada para Clarkson.

No gol dos Blue Jackets, Sergei Bobrovsky e, pelos Leafs, Jonathan Bernier.26102013_Leafs@Blue_Jackets_Banner

Para a ironia de todos, David Clarkson cometeu penalidade enganchando (Hooking) Nick Foligno e, sua primeira penalidade do ano, rendeu ao time da casa, o primeiro gol, aos 04m55s do primeiro período, com Ryan Murray, um novato. Este foi o primeiro gol da carreira de Murray na NHL, um gol em powerplay. Ele se aproveitou de um rebote e foi rápido, chegando ao puck antes do defensor dos Leafs, Paul Ranger.

26102013_Leafs@Blue_Jackets_ScoreOs Leafs foram muito indisciplinados neste jogo e forneceram 8 oportunidades de powerplay para o Columbus Blue Jackets. Jogar assim dificulta muito qualquer reação, além de deixar o goleiro, Jonathan Bernier, tendo que fazer muitos mais milagres que os necessários. Só Nazem Kadri cometeu 3 penalidades na partida.

No início do segundo período, os Leafs chegaram ao empate com Phil Kessel, logo aos 40s. James Van Riemsdyk interceptou um passe na zona de ataque e chutou ao gol, Bobrovsky defendeu e deu o rebote a Tyler Bozak, que passou para Phil Kessel marcar o seu sexto gol da temporada.

O terceiro período foi o mais movimentado. Aos 03m12s, Marian Gaborik recebe um passe vindo detrás do gol dos Leafs e bate forte, sem defesa para Bernier. Columbus novamente à frente do placar. Aos 11m52s do terceiro período, os Leafs tinham uma chance de empatar a partida em 59 segundos com 4 contra 3, mas quem marcou foram os Blue Jackets. Brandon Dubinsky foi veloz no contra-ataque e chutou muito bem, alto, por sobre o ombro de Bernier, para marcar um gol em desvantagem numérica e dar dois gols de vantagem ao seu time. Somente aos 15m30s, Dave Bolland volta a colocar os Leafs a somente um gol do empate, mas os Leafs continuaram não aproveitado as poucas chances e, no último minuto, os Blue Jackets conseguiram marcar dois gols que definitivamente acabaram com a partida. Um deles foi marcado por Ryan Johansen aos 19m33s, com os Leafs em Empty Net. O outro foi de Nick Foligno, aos 19m53s, num belo chute.

Os Leafs voltam à Toronto para enfrentar o Pittsburgh Penguins hoje à noite.

Que os erros de ontem não sejam cometidos hoje, na frente de Crosby, Malkin, Letang e cia! Os Penguins vêm de derrota contra os Islanders.

GO Leafs GO!!! (Quem sabe hoje não teremos o primeiro gol de Clarkson pelos Leafs?!?!?!)

17/03/2012 – Toronto Maple Leafs @ Ottawa Senators

segunda-feira, 19 março 2012 Deixe um comentário

Acredito que a vitória no jogo anterior, contra o Tampa Bay Lightning, serviu para tirar o peso das costas de todos os jogadores dos Leafs e de Randy Carlyle. O time partiu mais confiante para Ottawa para enfrentar seus arqui-rivais de divisão, os Senators, na última batalha de Ontario da temporada!
O jogo aconteceu no dia de St Patrick e haviam muitos torcedores com roupas verdes em comemoração! Até mesmo o time dos Senators foi para o aquecimento usando camisas verdes!
Mais uma vez no gol dos Leafs estava James Reimer, tentando mostrar a Carlyle que merece a posição de goleiro número 1 da equipe!
O primeiro período viu as equipes disputarem o puck com muita intensidade e o jogo se tornar uma verdadeira batalha! Os Senators buscavam a liderança da Divisão e, consequentemente, uma classificação em segundo da conferência leste. Já os Leafs tentam buscar a tão sonhada vaga aos playoffs, que apesar de difícil, ainda é possível! Neste jogo até mesmo jogadores que não costumam brigar, cometeram tais penalidades, como foi o caso em uma briga entre Sergey Gonchar e Clarke MacArthur aos 11m22s. Com tudo isso, o primeiro período terminou sem qualquer alteração do placar.
No segundo período os ânimos continuaram quentes. Aos 7m20s Tim Connolly abre o placar para os Leafs se aproveitando de uma oportunidade na zona de ataque! Aos 13m23s aconteceu uma grande confusão, quando Luke Schenn deu um belo tranco em Nick Foligno, e então os dois partiram pra briga, com isso os outros jogadores também ficaram naquela agarração e quando Chris Neil deu um slashing no novato Carter Ashton, Grabovski partiu em defesa do novato e iniciou uma briga com Neil. Foi a primeira briga de Grabo na NHL, custando a ele 25 minutos de penalidades no jogo. Foi mais fique ele já havia cometido em toda a temporada! Ele tomou duas penalidades de 10 minutos por má conduta esportiva, incluindo uma por ele estar sem a camisa, que foi arrancada por Chris Neil, e mais uma de cinco minutos por brigar! Após tudo resolvido, o período terminou com a vantagem dos Leafs no placar!
No terceiro período os Leafs já voltaram ao gelo em vantagem numérica, devido a uma penalidade cometida por Zack Smith. Aos 19m45s do segundo período e outra aos 23s do terceiro período, cometida por J. O’Brien. Com 5 contra 3 no gelo, Phil Kessel marcou o segundo dos Leafs aos 53s! Aos 12m02s, Dion Phaneuf chuta forte e também vence Craig Anderson, numa outra vantagem numérica de 5 contra 3, após Daniel Alfredsson cometer slashing e o time dos Senators errarem uma troca de linhas deixando a equipe com mais jogadores no gelo do que o permitido. Com a partida já perdida, os Senators só conseguiram marcar seu gol de honra aos 18m51s, com Corey Greening, mais uma vez evitando um shutout para James Reimer.
Com duas vitórias seguidas pelo placar de 3 a 1, os Leafs partem para Boston para enfrentar os Bruins na última partida entre as equipes na temporada regular. Infelizmente os Bruins venceram todos os outros cinco jogos e esta é a chance dos Leafs não deixarem o time de Boston com todas as invicto contra eles este ano!
Go Leafs Gooooo
P.S.: ainda dá!!! Estamos a 6 pontos dos Capitals que ocupa a oitava posição no leste! A apenas 4 pontos das duas equipes que estão empatadas com 76 pontos (Buffalo Sabres e Winnipeg Jets) e a 1 ponto do Carolina Hurricanes que ganhou dos Jets ontem! Vamos Leafs! Ainda dá!!!

%d blogueiros gostam disto: