Anúncios

Arquivo

Posts Tagged ‘Tyler Bozak’

New York Rangers @ Toronto Maple Leafs – 07/10/2017 – Home Opener

segunda-feira, 09 outubro 2017 Deixe um comentário

Empolgados com a bela vitória na estreia, em Winnipeg, o Toronto Maple Leafs recebeu o New York Rangers em seu primeiro jogo no Air Canada Centre.

O jogo começou muito bem, com os Leafs trocando passes e indo ao ataque com muita velocidade, levando perigo a Henrik Lundqvist, até que, aos 02m30s os Leafs abriram o placar com Dominic Moore. Os Rangers por sua vez chegaram ao empate pouco tempo depois, aos 3m42s com J. T. Miller. O que parecia um balde de água gelada no momento dos Leafs, na verdade iniciou uma sequência de quatro gols ainda no primeiro período. Zach Hyman fez ótima jogada e quase marcou, porém recuperou o puck e driblou Lundqvist para marcar o segundo dos Leafs. O terceiro veio no powerplay com Jake Gardiner, que partiu da zona neutra e venceu o goleiro dos Rangers com um chute muito bem colocado. Os Leafs ainda marcaram com Nikita Zaitsev, que chutou de longe. Hyman marcou também aos 17m19s. Os Rangers ainda conseguiram diminuir no primeiro período com um gol de Kevin Shattenkirk, aos 19m37s, em powerplay. 

Infelizmente para a torcida da casa, a equipe parece ter considerado que o jogo estava fácil. Mesmo com Lundqvist sendo substituído após sofrer 5 gols, dando chance a Ondrej Pavelec de mostrar serviço, o time parou de patinar e começou a perder muitos passes, dando oportunidades aos Rangers. As oportunidades não foram perdidas e os Rangers marcaram três gols com Mika Zibanejad, Marc Staal e Matt Zuccarello, empatando o jogo. E Pavelec realizou ótimas defesas! Mais uma vez os Leafs aprenderam uma triste lição: nenhuma equipe da NHL pode ser considerada fraca, ou vencida, mesmo com 3 ou mais gols de diferença. As equipes da NHL simplesmente não desistem. 

O último período foi decisivo e nele, mais uma vez, os Leafs voltaram a jogar bem. Garantimos a vitória com gols de Tyler Bozak, Leo Komarov e Nazem Kadri, os dois últimos em powerplays, fechando o placar em 8 a 5 e mantendo a invencibilidade com a segunda vitória na temporada. No total, os Leafs marcaram 15 gols em apenas dois jogos, um número bem alto para os padrões da liga. 

Hoje receberemos a visita do Chicago Blackhawks, outra equipe invicta e que também marcou 15 gols nos seus últimos dois jogos!

Go Leafs Goooooo

Anúncios

Contratações dos Leafs na abertura do mercado em 2017

terça-feira, 04 julho 2017 Deixe um comentário

Com o mercado agitado devido à entrada do Vegas Golden Nights e o Draft que essa equipe realizou, retirando bons jogadores de outras equipes, aqueles que não foram protegidos pelas equipes de acordo com a regra adotada pela NHL, o mercado para agentes livres irrestritos, os famosos UFAs, abriu em primeiro de julho e os Leafs se mexeram para cobrir suas deficiências e aqui vou citar as contratações que Lou Lamoriello, Brendan Shanahan e Mike Babcock negociaram para a equipe.

Goleiros

O primeiro a ser contratado foram os goleiros, Garret Sparks e Curtis McElhinney. Dessa forma, os Leafs garantiram um backup para Frederik Andersen e um possível backup para McElhinney, se este vier a se contundir. Sparks deve mesmo jogar pelos Marlies, junto com Kasimir Kaskisuo, já que Antoine Bibeau saiu da equipe, sendo contratado pelos San Jose Sharks.

Defesa

O próximo passo dos Leafs foi contratar Ron Hainsey, defensor que defendeu os Penguins na temporada passada e venceu a Stanley Cup. Hainsey tem 36 anos e possui a experiência para ajudar a defesa dos Leafs pelos próximos dois anos! 

Na defesa perdemos Matt Hunwick, que foi para os Penguins. 

Ainda estamos sem Roman Polak, que talvez volte a assinar com os Leafs. 

Ataque

Com a saída de Brian Boyle, que foi para o New Jersey Devils, os Leafs ficaram com uma posição aberta de central de terceira ou quarta linha. Para cobrir essa posição, os Leafs contrataram Dominic Moore. Moore já defendeu mais de 10 equipes na NHL e já foi parte dos Leafs também. Moore é mais um jogador que traz experiência à jovem equipe dos Leafs. 

Mas a contratação que gerou mais burburinho e discussões nas redes sociais foi a contratação de Patrick Marleau, por um período de três anos, mas ao preço de 6.25 milhões de dólares por temporada. Muitos acharam o valor muito alto, outros acharam que o jogador, que vai completar 38 anos em dois meses, não devia ter recebido um contrato de três anos, e outros, como eu, adoraram a ideia de ter Marleau para ajudar a dar consistência ao ataque dos Leafs e também desenvolver, dentro do gelo, nossos novatos e futuras lendas, Auston Matthews, Mitch Marner, William Nylander, Zach Hyman e Connor Brown. 

Marleau pode jogar como central ou ala e em todos os seus 20 anos com o San Jose Sharks, somente ficou de fora de pouco mais de 30 jogos, o que demonstra que é um jogador muito saudável e que mesmo com a idade já se aproximando dos 40, pode contribuir e muito com a equipe. 

Sejam muito bem vindos Hainsey, Moore e Marleau! A equipe, com certeza está melhor com vocês. 

Agora, o que se fala é que os Leafs podem acabar negociando Tyler Bozak ou James Van Riemsdyk, para reduzir os gastos totais, já que trouxeram Hainsey e Marleau a peso de ouro! Vamos ver os próximos movimentos da equipe, que com certeza estarão aqui no MapleLeafsBrasil! 

Go Leafs Gooooooo

19/04/2017 – Washington Capitals @ Toronto Maple Leafs – NHL Playoffs 2017 – 1a rodada – Jogo 4

quinta-feira, 20 abril 2017 Deixe um comentário

Liderando a série por 2 jogos a 1, o Toronto Maple Leafs teria a chance de aumentar a vantagem e colocar o Washington Capitals com as costas na parede.

Sabíamos que os Caps viriam com força total buscando não deixar isso acontecer, mas não conseguimos executar nossa estratégia e jogar de forma a impedir o empate na série.

Os Caps começaram muito melhor e TJ Oshie abriu o placar aos 02m58s, numa jogada em que um chute dos Caps, bateu na parede de fundo e voltou de forma estranha para a frente do gol dos Leafs. Frederik Andersen acabou não reagindo a tempo e TJ Oshie se aproveitou para marcar. Num powerplay, Alex Ovechkin simplesmente ficou parado no local onde mais gosta de desferir chutes ao gol e, por desatenção, nenhum jogador dos Leafs estava marcando ele. Resultado, gol de Ovechkin aos 04m34s. Com dois a zero no placar, os Leafs conseguiram reduzir a liderança com um gol de Zach Hyman desviando um chute de Jake Gardiner, aos 05m16s, colocando o placar ao alcance dos Leafs. Mas a equipe continuava sendo dominada pelos Caps e permitiu mais dois gols de Tom Wilson. 

Com 4 a 1 no placar, tudo ficou mais difícil para os Leafs, mas era é uma equipe diferente daquela que disputou os playoffs pela última vez em 2013. A equipe se manteve lutando e buscando o gol de Brayden Holtby. Aos 05m39s do segundo período, James Van Riemsdyk marcou o segundo gol do time da casa. No final do período, os Caps cometeram duas penalidades e permitiriam aos Leafs jogar por 01m53s no início do terceiro período em vantagem de 5 contra 3.

Os Leafs bem que tentaram mas não conseguiram marcar durante o powerplay. Tom Wilson salvou os Caps de um gol certo, pois Holtby havia defendido um chute de Morgan Rielly, mas o puck ia passando lentamente por baixo das pernas do goleiro dos Caps e ia entrar no gol quando Tom Wilson mergulhou para tirar o puck de lá! Auston Matthews marcou o terceiro dos Leafs aos 12m00s, colocando o placar a apenas um gol de distância, mas os Leafs cometeram um erro na saída com Connor Brown errando um passe e entregando o puck para Niklas Backstrom, que passou para TJ Oshie marcar o quinto dos Caps aos 12m59s. O que está me deixando admirado com a equipe dos Leafs é que não desistimos mesmo assim! Aos 19m33s, jogando sem Frederik Andersen no gol, Tyler Bozak marcou o quarto gol dos Leafs, mas a reação acabou por aí. 

Os jogos desta série estão muito parelhos, com as vitórias sentimos apenas um gol de diferença. Neste jogo, se os Leafs não tivessem cometido alguns erros e mantido a mesma energia do terceiro jogo, teríamos ganhado. Simplesmente se não houvesse o erro que levou ao quinto gol dos Caps, seria mais um jogo a ser decidido na prorrogação.

Com esse resultado, fica garantida a sexta partida da série, a ser jogada no Air Canada Centre no domingo! 

Agora é focar em jogar bem na sexta-feira, em Washington! Mas essa série está com cara que vai ser decidida somente no sétimo jogo! Com certeza muita emoção ainda está por vir! 

Go Leafs Gooooo – Vamos com tudo pra cima deles para garantir a terceira vitória na série! 

17/04/2017 – Washington Capitals @ Toronto Maple Leafs – NHL Playoffs 2017 – 1a rodada – Jogo 3

terça-feira, 18 abril 2017 Deixe um comentário

Com a série empatada, o Washington Capitals foi até o Air Canada Centre para o primeiro de dois jogos no Canadá. O Toronto Maple Leafs contava com toda a energia e vibração de sua torcida, a Leafs Nation, para empurrar a equipe e quem sabe, virar a série.

O jogo começou bem melhor para os visitantes, que abriram dois gols de vantagem com Niklas Backstrom e Alexander Ovechkin, fazendo muitos torcedores pensarem que esse jogo já estava decidido, mas os Leafs não se deram por vencidos e começaram a reagir com Auston Matthews aos 14m08s. Foi o primeiro gol da carreira de Matthews nos playoffs, chutando entre dois defensores e ainda aproveitando o rebote. 

O segundo período viu os Leafs permitirem dois minutos de powerplay para os Caps com dois jogadores a mais no gelo. Mas a equipe se mostrou bem posicionada e os Capitals não conseguiram se aproveitar deste powerplay e nem de um outro posterior. Infelizmente, Evgeny Kuznetsov marcou mais um para os Capitals aproveitando um rebote de Frederik Andersen e chutando de um ângulo bem fechado, mas vencendo o goleiro dos Leafs. Aos 15m13s, Nazem Kadri, que teve uma noite espetacular, jogando muito fisicamente, chutou e o puck desviou em Niklas Backstrom para diminuir a vantagem do time visitante. Aos 19m20s, foi a vez de William Nylander marcar o gol de empate, também o seu primeiro em playoffs! 

Com o jogo empatado, o terceiro período previa muita disputa, mas os Leafs dominaram os Caps durante os 11 primeiros minutos, não deixando o time de Washington sequer chutar ao gol de Andersen. Nesse tempo, Mitch Marner que voltava de uma penalidade, recebeu o puck, podendo partir em break away, mas viu Brayden Holtby sair do gol e conseguir interceptar o puck antes de Marner. 

Os goleiros estavam super bem na noite e não deixaram mais ninguém marcar no período regular, inclusive numa tentativa de Kuznetsov, em que Frederik Andersen foi perfeito e salvou com a perna para os Leafs. Com uma penalidade cometida nos últimos 20 segundos de jogo, por Lars Eller, os Leafs iniciaram a prorrogação em vantagem numérica e não desperdiçaram. Aos 1m37s, Tyler Bozak desviou o chute de Nazem Kadri, marcando o gol da vitória e virando a série! 

Os Leafs mostraram que não ficaram com a mentalidade de que perderiam a série devido ao time de Washington ter sido a melhor da temporada regular. Auston Matthews chegou a dizer que se a equipe pensasse assim, nem deveria estar nos playoffs! 

As equipes voltam ao gelo na quarta-feira, com os Capitals com um enorme peso nas costas, já que se forem derrotados, serão forcados a vencer todos os outros três jogos da série para passar à próxima rodada dos playoffs! 

Os Leafs por sua vez, podem focar em melhorar os erros da equipe e continuar com sua estratégia contra o poderoso time dos Caps.

Essa foi a primeira vez desde 1951 que os Leafs foram à prorrogação nos primeiros três jogos dos playoffs! 

Go Leafs Gooooooo

08/04/2017 – Pittsburgh Penguins @ Toronto Maple Leafs

segunda-feira, 10 abril 2017 Deixe um comentário

Na briga pela vaga nos playoffs, o Toronto Maple Leafs recebeu o Pittsburgh Penguins no Air Canada Centre. A única vaga nos playoffs ainda sem ser definida era a que os Leafs, Lightning e Isles disputavam. Para os Leafs, bastava vencer sua própria partida e a classificação tão esperada seria garantida.

Os Leafs saíram atrás do placar com um gol de Phil Kessel sobre Frederik Andersen, aos 06m11s. A noite parecia que ia se complicar para os Leafs, mas James Van Riemsdyk empatou aos 06m40s. Ao final do primeiro período, Tom Sestito acabou por atingir Frederik Andersen ao passar pela crease e deixou o goleiro dos Leafs contundido e meio zonzo. Andersen deixou o gelo e não retornou mais e, em seu lugar, Curtis McElhinney foi acionado. 

O segundo período viu os Leafs virarem o placar aos 03m30s, quando Tyler Bozak recebeu um lindo passe de William Nylander durante um powerplay e não desperdiçou. Os Penguins, atuais campeões da Stanley Cup, não são fáceis e não desistem na partida. A equipe empatou aos 07m55s também num powerplay, com um gol de Sidney Crosby. 

No terceiro período, os Leafs estavam com 20 minutos para garantir sua classificação e começamos mal, com Jake Gardiner desviando um chute cruzado de Guentzel, que acabou se tornando um gol contra. Como não existe gol contra no hóquei, o gol foi marcado para Guentzel aos 06m51s. Agora os torcedores dos Leafs começavam a se sentir desesperados, pois os Lightning e Isles estavam vencendo na noite de ontem. Mas tudo mudou aos 14m30s, quando Kasperi Kapanen empatou a partida com seu primeiro gol na NHL. Connor Brown virou a partida aos 17m12s e levou o Air Canada Centre à loucura! Era gol da classificação aos playoffs! Mas os Penguins bem que tentaram estragar a festa poucos minutos depois quando McElhinney defendeu um chute de Crosby, à queima roupa! Foi a defesa da noite!! Os Leafs ainda marcaram mais um com Auston Matthews, o gol de número 40 na temporada, com os Penguins já com Marc-Andre Fleury no banco (empty-net).

Fim de jogo! Penguins 3, Leafs 5. Os Leafs voltam aos playoffs que não viam desde 2013!!! Na noite seguinte ainda havia o jogo contra o Columbus Blue Jackets que decidiria a posição dos Leafs e o adversário nos playoffs. Uma derrota nos faria jogar contra o Washington Capitals, mas a vitória ou empate no tempo regular, nos faria enfrentar o nosso rival de província, Ottawa Senators, que era o que todos em Toronto desejavam! 

A classificação aos playoffs tirou o peso dos ombros dos jogadores que Leafs! Agora é focar e, quem quer que seja o adversário, jogar da melhor forma possível pois cada jogo é um jogo!

Go Leafs Goooo! De volta aos playoffs, dessa vez para ficar!! 

20/03/2017 – Boston Bruins @ Toronto Maple Leafs

terça-feira, 21 março 2017 Deixe um comentário

Em mais uma batalha direta pelos playoffs o Toronto Maple Leafs recebeu a visita do Boston Bruins no Air Canada Centre. Ambas equipes disputam ponto a ponto a classificação aos playoffs.

Os Leafs começaram o jogo de forma menos intensa que os Bruins, mas conseguiram igualar o volume de jogo. David Backes, que não havia treinado pela manhã, devido a um resfriado, abriu o placar aos 07m26s e Tuuka Rask fez defesas importantíssimas para garantir que a equipe visitante terminasse o primeiro período à frente no placar. Os Bruins chegaram a ficar com desvantagem de 2 jogadores no gelo, mas conseguiram se defender e não permitiram o gol de empate dos Leafs.

No segundo período, Morgan Rielly recebeu um passe de Mitch Marner e “driblou” Tuuka Rask para marcar o gol de empate. Foi um belíssimo gol que deixou a partida mais emocionante! Foi uma disputa como se fosse um jogo de playoffs! Um jogo muito intenso e muito acirrado! 

A intensidade continuou no terceiro período e ambas equipes levavam perigo ao adversário, mas Tuuka Rask e Frederik Andersen estavam muito bem no gol! Com pouco mais de 2 minutos para o final, Dominic Moore comete uma penalidade e os Leafs ganham um powerplay, que não desperdiçaram! Os Leafs trocaram passes, Tyler Bozak chutou e Rask defendeu, mas os Leafs continuaram no ataque. Após outra ótima troca de passes, Bozak novamente chuta, desta vez para vencer Tuuka Rask, marcando o gol da virada dos Leafs aos 18m03s. Esse gol fez os Bruins jogarem sem goleiro (empty-net), mas isso somente deu aos Leafs mais dois gols. Um marcado por William Nylander aos 18m47s, quando Nylander controlou o puck na zona defensiva dos Leafs e chutou direto ao gol dos Bruins. Nazem Kadri marcou o quarto gol dos Leafs aos 19m09s, após disputar o puck na zona neutra. No último minuto, os torcedores ainda viram os Bruins marcarem o segundo gol faltando apenas 10s para o final da partida, com Dominic Moore.

Com a vitória, os Leafs simplesmente “varreram” os Bruins nesta temporada! Foram 4 jogos e 4 vitórias dos Leafs! Isso não ocorria a algumas temporadas atras, quando éramos “fregueses” do time de Boston. Também com a vitória, os Leafs abrem 3 pontos de vantagem aos Isles e ficam a apenas 1 ponto dos Bruins na tabela de classificação. 

Foi uma vitória importantíssima! Bozak e Nylander tiveram uma ótima partida e Marner e Matthews tiveram uma assistência cada um e continuam pontuando e aumentando os recordes para novatos na temporada de entrada na NHL. 

O próximo jogo dos Leafs será amanhã, quarta-feira, contra o Columbus Blue Jackets, time já classificado aos playoffs e que disputa a liderança da conferência Oeste com o Washington Capitals. 

Go Leafs Gooooo – Rumo aos playoffs! 

09/03/2017 – Philadelphia Flyers @ Toronto Maple Leafs

sexta-feira, 10 março 2017 Deixe um comentário

Com ambas equipes precisando vencer, Philadelphia Flyers e Toronto Maple Leafs se enfrentaram no Air Canada Centre, buscando manter as chances de se classificar para os playoffs.

Os Flyers saíram na frente com um gol em powerplay de Wayne Symmonds aos 06m09s. Simmonds desviou um chute de Shane Gostisbehere. William Nylander se aproveitou de um powerplay e marcou o seu nono gol em vantagem numérica aos 13m57s, empatando a partida. Esse marco empata o recorde de um jogador dos Leafs jogando sua primeira temporada na NHL.

Mats Sundin foi homenageado no intervalo da transmissão da SportsNet no Canadá e compararam Nylander a ele. Ambos são suecos, apesar de Nylander ter nascido no Canadá, quando seu pai jogava na NHL, Sundin veio aos Leafs numa troca que enviou Wendel Clark, o então capitão dos Leafs, com 46 gols marcados na temporada, etc. Sundin também marcou 9 gols em powerplay em sua primeira temporada pelos Leafs, mas já era a quinta temporada na NHL. Ele que foi selecionado na primeira escolha do Draft de 1989, demorou para ser aceito pelos torcedores como capitão da equipe, após a saída de Doug Gilmour, outra lenda do time, mas foi sempre um jogador decisivo e que jogava pela equipe. Sundin é o meu ídolo dos Leafs pois conheci a equipe quando ele era o capitão! 

No segundo período, aos 09m28s, Tyler Bozak roubou o puck de um jogador dos Flyers, conduziu o puck para a frente do gol de Michal Neuvirth e chutou, sem defesa! Bozak nem sequer havia treinado na manhã do jogo e era dúvida na escalação dos Leafs! 

Veio o terceiro período e com ele a pressão dos Flyers, buscando seus últimos 20 minutos de possibilidades de empate ou virada, mas Mitch Marner, que teve uma assistência no gol de Nylander, ficando a três gol do recorde de assistência de um novato nos Leafs, marcou um belo gol aos 13m44s, em outro powerplay para a equipe. Os Flyers ainda pressionaram Frederik Andersen que esteve simplesmente fenomenal na noite de ontem fazendo defesas espetaculares! Aos 17m32s, Shane Gostisbehere marcou o segundo gol dos Flyers, dando 02m28s de esperança à equipe visitante, que passou a jogar sem goleiro. A estratégia quase deu certo, não fosse por Andersen salvar os Leafs. Nazem Kadri, aos 19m00s marcou o quarto gol dos Leafs fechando o placar no Air Canada Centre.

Com a vitória os Leafs voltaram ao último Wild Card do Leste para os playoffs, apenas até o final do jogo do New York Islanders, que venceu na prorrogação e se manteve um ponto a frente dos Leafs. 

Amanhã enfrentamos o Carolina Hurricanes em Raleigh! 

Go Leafs Goooooooo

%d blogueiros gostam disto: