Archive

Archive for the ‘Derrota OT’ Category

18/03/2017 – Chicago Blackhawks @ Toronto Maple Leafs

segunda-feira, 20 março 2017 Deixe um comentário

Atualmente classificados para os playoffs, o Toronto Maple Leafs recebeu a visita a forte equipe do Chicago Blackhawks, buscando manter as vitórias e somar pontos.

Os Blackhawks são uma equipe muito bem entrosada e que possui jogadores como Jonathan Toews e Patrick Kane, que podem definir a partida a qualquer descuido da equipe adversária. 

O Toronto Maple Leafs jogou muito bem e conseguiu sair na frente no placar com um gol de Auston Matthews aos 08m25s do primeiro período, num contra ataque onde recebeu um passe de William Nylander e desviou para o gol de Corey Crawford, que não conseguiu defender. Os Leafs conseguiram marcar os jogadores dos Blackhawks e mantinham o controle da partida, com ótima atuação de Frederik Andersen. 

No segundo período os Blackhawks usaram sua experiência e qualidade para pressionar os Leafs. Aos 10m51s, John Hayden marcou o seu primeiro gol na NHL e empatou a partida. 

O terceiro período viu uma disputa mais equilibrada e viu Crawford realizar uma defesa espetacular contra Auston Matthews, onde a defesa foi feita com o taco, mas com a parte que fica atras de mão do goleiro! Impressionante!

O jogo acabou sendo decidido na prorrogação onde James Van Riemsdyk não conseguiu converter um contra-ataque, mas Ryan Hartman se aproveitou da oportunidade que teve, aos 04m43s da prorrogação. Panarin fez uma jogada que por muitos foi considerada como “offside”, o nosso famoso impedimento, pois cruzou a linha azul antes do puck e, depois fez o passe para o gol de Hartman. A jogada foi revista e o gol confirmado. Parece que ele estava controlando o puck e não mais tocou no disco, voltando a fazê-lo após cruzar a linha azul. Enfim, foi uma decisão muito controversa, mas os Blackhawks saíram com a vitória. 

Com o ponto marcado ao empatar no tempo regular, os Leafs se mantiveram na classificação aos playoffs!  

Hoje enfrentamos o Boston Bruins, numa disputa direta pelos playoffs e com Brad Marchand jogando muito bem! 

Go Leafs Gooooo

Anúncios

25/02/2017 – Montreal Canadiens @ Toronto Maple Leafs

segunda-feira, 27 fevereiro 2017 Deixe um comentário

O Toronto Maple Leafs bem que tentou de tudo, mas acabaram sendo “varridos” pelo Montreal Canadiens, que venceu todos os 4 jogos disputados nesta temporada. Na verdade os Leafs não vencem os Canadiens a exatos 14 jogos seguidos. Não é um recorde para se orgulhar, mas creio que estamos perto de derrubar mais esse recorde negativo, assim como fizemos com os Bruins! 

Na NHL não existem goleiros ruins, mas Carey Price é um dos melhores do mundo e enfrentá-lo é um grande desafio, pois ele não se desespera, se posiciona muito bem e tem uma reação muito rápida. 

Os Leafs saíram na frente com um gol de Auston Matthews aos 10m54s, com o puck desviando no taco de um jogador dos Canadiens. Só assim para vencer Carey Price.

Apesar de sair na frente e de dar 12 chutes a gol no segundo período, os Leafs sofrerM dois gols, marcados em apenas cinco chutes dos Habs. O gol de empate foi marcado por Max Pacioretty aos 07m29s, em powerplay. O gol da virada dos Habs veio aos 16m21s, com Alex Galchenyuk. Carey Price fez defesas simplesmente inacreditáveis, mantendo o seu time no jogo.

No terceiro período, Auston Matthews novamente marca, empatando o jogo aos 01m19s, agora desviando um chute de Zach Hyman. O jogo ficou disputado até o apito final, mas nenhuma equipe conseguiu vencer Price ou Frederik Andersen.

A decisão veio somente na prorrogação onde, após uma defesa de Price contra Auston Matthews, a equipe dos Canadiens partiu ao ataque em 2 contra 1, com Zach Hyman tentando voltar para marcar Andrew Shaw, mas chegando atrasado. Frederik Andersen saiu do gol para cortar o passe de Tomas Plekanec, mas também chegou atrasado e Shake somente o driblou e chutou no gol aberto! Mais uma vitória dos Habs! 

Andersen deve rever o lance e aprender que se é pra sair do gol, que você tem que garantir que vai cortar o puck, se não, fica no gol!!! Hyman estava chegando no Shaw e também leva parte da culpa pelo gol, pois não deveria ter deixado o jogador dos Habs à sua frente! 

Os Leafs jogaram sem Tyler Bozak, que teve um corte na mão e que infeccionou, e Mitch Marner, mas eles são esperados para voltar na terça-feira! Auston Matthews chegou aos 30 gols na temporada, mesma marca de Patrick Laine e é a primeira vez desde 1963, que as duas primeiras escolhas do Draft marcam mais de 30 gols na primeira temporada na NHL. Na história dos Leafs, é a terceira vez que um novato marca mais de 30 gols, os outros foram Wendel Clark (34 gols na temporada 1985-86) e Daniel Marois (31 gols na temporada 1988-89). 

Os Leafs partem para uma viagem à Califórnia para três jogos, começando com o San Jose Sharks nesta terça-feira, nossa quarta-feira de madrugada.

Estamos num momento crucial na temporada e não podemos nos dar ao luxo de perder pontos preciosos! 

Go Leafs Gooooo

09/02/2017 – St. Louis Blues @ Toronto Maple Leafs

sexta-feira, 10 fevereiro 2017 Deixe um comentário

Esse será um mês muito ocupado para os Leafs que jogam 14 jogos em 28 dias. Não vai ter muita folga e ontem foi um dos dias de jogo, em casa, contra os St. Louis Blues. 

O Toronto Maple Leafs não conseguiu impor seu jogo e sua velocidade contra o experiente time dos Blues, que dominou o gelo e levou muito perigo ao gol dos Leafs, que viram uma ótima noite de Frederik Andersen, que realmente fechou o gol. Aos 04m15s do primeiro período, Patrik Berglund abriu o placar para os Blues. Houve outras oportunidades, mas Andersen fez defesas espetaculares para manter os Leafs no jogo.

Veio o segundo período e o domínio dos Blues continuou, mas numa ótima jogada, aos 18m56s, Morgan Rielly conduziu o puck, vindo da defesa, passou para Nazem Kadri, que em velocidade partiu ao ataque e, passou para a frente do gol dos Blues. O puck foi desviado e quem estava lá para aproveitar? Morgan Rielly, que chutou num gol aberto, pois o goleiro Jake Allen tinha senmovido para fechar a lateral do gol! 

Com o jogo empatado, as equipes foram ao terceiro período tentando decidir a partida, mas quem brilhou foram os goleiros, mais uma vez, inclusive numa jogada dos Leafs faltando menos de 5s para o final, quando Allen fez ótima defesa e impediu Leo Komarov de marcar o gol da vitória. 

A prorrogação acabou sendo decidida no primeiro chute ao gol, logo aos 20s, com Vladimir Tarasenko, que conduziu o puck desde a defesa, driblou um dos jogadores dos Leafs e chutou forte, vencendo Andersen. 

Não é um bom resultado, mas pela forma com que o time jogou, podíamos ter perdido, mas conseguimos mais um ponto, que pode ser a diferença entre ir aos playoffs ou não! 

No sábado enfrentaremos o Buffalo Sabres!

Go Leafs Gooooo

06/02/2017 – Toronto Maple Leafs @ New York Islanders

terça-feira, 07 fevereiro 2017 Deixe um comentário

No último jogo da sequência fora de casa o Toronto Maple Leafs foi até o Barclays Center visitar o New York Islanders.

Vindos de vitória, os Leafs não perderam tempo e, mais uma vez, saíram atrás do placar, com um gol de Ryan Strome marcado aos 01m23s. Parece que todos os primeiros chutes à gol encontram o fundo da nossa rede! Nikita Soshnikov conseguiu o empate aos 13m27s e Auston Matthews virou o placar aos 14m51s. O time jogava bem, mas o jogo estava muito disputado. Nikolai Kulemin empatou para os Isles aos 18m13s. 

O segundo período viu os Leafs dominando o placar com gols de Mitch Marner aos 05m12s e Zach Hyman marcouno quarto gol dos Leafs, enquanto os Isles estavam em powerplay (com os Leafs em desvantagem numérica) aos 09m34s. Foi o terceiro gol short handed que Hyman marca na temporada, o maior número da NHL. Infelizmente Brock Nelson diminuiu para os Isles aos 13m48s. 

Com a vantagem de apenas um gol no placar, os Leafs defenderam a vantagem até os 13m30s do terceiro período, quando Josh Bailey marcou. Parecia que o caldo ia entornar, mas William Nylander conseguiu nos colocar à frente no placar novamente aos 17m59s. Os Islanders entraram no modo desespero e retiraram Thomas Greiss. A tática funcionou e os Isles empataram aos 18m31s com Andrew Ladd, que levou a partida à prorrogação. 

A prorrogação com três contra três é sempre emocionante, pois permite muitas chances de gol. Os Leafs tiveram ótima chance, mas Greiss defendeu. Os Isles tiveram um contra-ataque em 3 contra 1 e não desperdiçaram. Brick Nelson marcou o gol da vitória aos 02m42s da prorrogação.

Foi mais uma vitória que simplesmente escorreu pelos dedos! Precisávamos manter os Isles controlados no final do terceiro período e não conseguimos! Um ponto é melhor que nada, ainda mais jogando fora, mas deixar empatar no finalzinho e ainda perder na prorrogação foi um duro golpe. 

Os Leafs voltam ao gelo hoje à noite, em casa, contra o Dallas Stars! Vamos tentar devolver o placar que tivemos em Dallas na semana passada! 

Go Leafs Goooooo

03/01/2017 – Toronto Maple Leafs @ Washington Capitals

quarta-feira, 04 janeiro 2017 Deixe um comentário

Após cinco vitórias seguidas, o Toronto Maple Leafs buscava manter a sequência contra o Washington Capitals. Até jogamos bem, mas o terceiro período tem sido nosso calcanhar de Aquiles e, ao final, acabamos perdendo na prorrogação. 

O jogo mal começou e concedemos um powerplay para os Capitals, que não desperdiçaram. Justin Williams abriu o placar logo aos 01m14s. Nazem Kadri empatou aos 06m39s também em powerplay e jos colocou de volta na partida. Estávamos jogando bem e Braden Holtby, o ótimo goleiro dos Capitals, parecia não estar em sua melhor noite, permitindo 3 gols em apenas 8 chutes no primeiro período. Connor Brown virou o placar aos 11m44s. T.J. Oshie empatou aos 16m00s, mas Frederik Gauthier voltou a colocar os Leafs à frente aos 18m06s. 

Braden Holtby acabou sendo substituído por Philipp Grubauer logo no início do segundo período. Numa jogada espetacular de Auston Matthews, que levou o puck para trás do gol de Grubauer e passou, de costas, para Leo Komarov marcar num powerplay aos 13m33s, dando uma liderança de dois gols no placar aos Leafs no início do terceiro período. 

Mais uma vez a “lentidão” do terceiro período veio para atacar os Leafs. Não sei se os jogadores jovens já pensam que o jogo esta ganho e diminuem o ritmo, ou se eles se aplicam tanto nos dois primeiros períodos que chegam ao terceiro mais cansados, mas a equipe simplesmente parou no gelo e sofreu com a pressão dos Capitals, que empataram o jogo com gols de Evgeny Kuznetsov aos 02m20s e Dimitri Orlov aos 03m39s. Os jogadores jovens dos Leafs estão muito bem e Mitch Marner recebeu o puck em ótima posição e partiu sozinho num contra-ataque, vencendo Grubauer aos 11m08s. Voltamos a respirar, mas por poucos minutos pois aos 13m55s, John Carlson voltou a empatar a partida. Só não perdemos no tempo regulamentar pois Frederik Andersen fez excelentes defesas no terceiro período. 

A decisão foi para a prorrogação e, dessa vez, a sorte não ficou ao lado dos Leafs, que deixaram ninguém mais, ninguém menos, que Alexander Ovechkin livre para desferir um potente chute, sem defesa para Andersen, fechando a partida e dando a vitória aos Capitals. 

Essa lentidão do terceiro período é algo em que Babcock precisa atuar, mas também pode ser devido à pouca experiência de muitos jogadores. Mas não podemos reclamar, afinal pontuamos nos últimos seis jogos, vencendo cinco deles!

Go Leafs Gooooo 

Jogos dos Leafs de 15/10/2016 a 24/10/2016

terça-feira, 25 outubro 2016 Deixe um comentário

Os Leafs abriram a temporada com uma derrota nos pênaltis (shootout) para os Senators, fora de casa, mas a equipe mostrou que os novatos estão com muita vontade de mostrar valor e Auston Matthews, primeira escolha geral do Craft deste ano, já começou marcando 4 gols, em sua primeira partida na NHL.

Nos jogos que se seguiram, os Leafs conseguiram os seguintes placares:

  • Boston Bruins 1 @ Toronto Maple Leafs 4 (Home Opener)
  • Toronto Maple Leafs 4 @ Winnipeg Jets 5 (na prorrogação)
  • Toronto Maple Leafs 2 @ Minnesota Wild 3
  • Toronto Maple Leafs 4 @ Chicago Blackhawks 5 (shootout)

Os Leafs ainda são um time novo, com muitos jogadores novatos, sem muita experiência, que estão jogando bem, mas não têm conseguido segurar vantagens que conseguem no placar. Contra o Winnipeg, os Leafs chegaram a abrir 4 a 0 no placar e, ao final perderam o jogo na prorrogação. Contra o Minnesota, também não  conseguiram vencer e, contra os Blackhawks, venciam por 4 a 2, mas deixaram empatar a partida, o que levou a decisão para os pênaltis, onde Mitch Marber não conseguiu vencer Scott Darling.

Não posso dizer que estou feliz com a performance e resultados da equipe, mas analisando os Leafs, podemos ficar tranquilos, por enquanto. O time possui 1 vitória, 1 derrota e 4 derrotas na prorrogação ou shootout, o que nos dá 6 pontos na tabela após seis jogos. 

Temos que nos lembrar que somos uma equipe que está sendo reconstruída e, portanto, passa por períodos de instabilidade, mas o futuro é muito promissor! Mike Babcock vai atuar e corrigir esses erros que estamos encontrando no início da temporada e podemos até chegar aos playoffs já esse ano! 

Vamos confiar na equipe e torcer para que esses erros sejam corrigidos o quanto antes e que vejamos nossos Leafs vencendo e convencendo!

Go Leafs Goooo

12/10/2016 – Toronto Maple Leafs @ Ottawa Senators – Season Opener

quinta-feira, 13 outubro 2016 Deixe um comentário

Desde a temporada passada, quando o Toronto Maple Leafs foi o pior time da liga, muita coisa mudou na equipe e hoje temos um grupo de jovens e promissores jogadores buscando experiência e rápido desenvolvimento na NHL. E finalmente chegou a temporada 2016-17, para dar a eles a oportunidade tão esperada.

O jogo de abertura da temporada foi justamente uma Batalha de Ontario, na casa do Ottawa Senators. Havia muita expectativa no ar pois Auston Matthews, a escolha geral do draft da NHL de 2016, faria sua estreia na liga. Junto a ele estariam Mitch Marner, Zach Hyman, Nikita Zaitsev, Connor Carrick, Connor Brown, além do goleiro Frederik Andersen que faria seu primeiro jogo defendendo os Leafs.

A partida começou bem com ótimas chances para os Leafs quando, inesperadamente, quem abriu o placar foi Auston Matthews, em seu primeiro chute à gol, após receber um passe de Zach Hyman, que circulou por trás do gol e entregou o puck para Matthews chutar aos 08m21s do primeiro período. Para jogar água gelada nos Leafs, os Senators marcaram com Bobby Ryan aos 10m26s, após Frederik Andersen não conseguir segurar o puck e dar um rebite que caiu bem em frente ao taco de Ryan, e com Erik Karlsson, que chutou de longe e teve o disco desviado por um jogador dos Leafs, tirando o goleiro de Toronto da jogada, aos 12m49s. Para acalmar a torcida dos Leafs, Auston Matthews aos 14m18s, fez uma jogada que vai ficar pra sempre na memória dos torcedores dos Leafs. No centro do gelo ele recebeu o puck, protegeu, driblou três jogadores dos Senators e partiu ao ataque, vencendo Erik Karlsson e disparando no cantinho de Craig Anderson, empatando a partida.

No início do segundo período, Matthews faz o inimaginável, marcou o terceiro gol dos Leafs aos 01m25s, recebendo um passe de Morgan Rielly. Foi o primeiro hat-trick de Matthews na NHL, marcado após três chutes a gol! Apesar de Matthews estar mostrando porque foi a primeira escolha do draft, a defesa dos Leafs estava muito mal na partida e aos 17m52s, Derrick Brassard parte na velocidade, vencendo Martin Marincin e dispara em Frederik Andersen que acabou por aceitar, deixando o puck entrar no canto do Go foi a segunda falha de Andersen em chutes que eram defensáveis. Ainda no segundo período, Matthews marcou seu quarto gol da noite de estreia, aos 19m57s, numa bela jogada onde William Nylander deu um passe primoroso e Matthews empurrou pras redes de Ottawa. Nunca um jogador estreante na liga marcou 4 gols na partida de estreia. 

Veio o terceiro período e os Leafs não conseguiram segurar o placar. Infelizmente os jogadores mais experientes não conseguiram ajudar Matthews no placar e, aos 06m45s, Kyle Turris marcou o gol de empate, numa falha da defesa dos Leafs. 

A partida acabou sendo decidida na prorrogação, quando Kyke Turris novamente marcou para os Senators, após se livrar da marcação de Auston Matthews. 

Foi uma vitória dos Senators, numa noite estelar para Auston Matthews, onde a defesa dos Leafs mostrou toda a sua fraqueza e o goleiro de Toronto também não conseguiu a performance esperada. De qualquer forma, ganhamos um ponto e já temos a certeza que Matthews valeu toda a esperança que depositamos nele.

Aos outros jogadores dos Leafs, que saibam que ficaram devendo nesta partida e esperamos que a equipe seja colocada nos eixos por Mike Babcock. Sabemos que ele tem conhecimento e experiência para fazer todos contribuírem. Adicionalmente deixo uma pergunta: será que a experiência de Brooks Laich fez falta? Só o tempo vai dizer.

Go Leafs Goooooo

%d blogueiros gostam disto: