Anúncios

Archive

Posts Tagged ‘Pittsburgh Penguins’

17/10/2015 – Toronto Maple Leafs @ Pittsburgh Penguins

segunda-feira, 19 outubro 2015 Deixe um comentário

Após uma convincente vitória sobre o Columbus Blue Jackets na noite anterior, os Leafs foram a Pittburgh enfrentar os Penguins de Sidney Crosby, Evgeni Malkin e também de Phil Kessel! Foi o primeiro encontro entre os Leafs e Kessel, agora defendendo lados opostos!

Esta temporada ainda não começou para Sidney Crosby e Phil Kessel, que até agora não marcaram pontos. Este jogo também não os ajudou nisso.

Os Leafs começaram com Jonathan Bernier no gol. O goleiro dos Leafs não está tendo um bom início de temporada e nos seus últimos dois jogos permitiu um gol ao time adversário no primeiro chute recebido. Bernier ainda não havia ganho nenhum jogo nesta temporada, mas como James Reimer jogou na noite anterior, Bernier teve mais uma chance para mostrar que é o goleiro titular dos Leafs. Mais uma vez, para o total desespero da Leafs Nation, ele não conseguiu começar bem a partida e sofreu dois gols em apenas 39 segundos. O primeiro gol foi marcado por Evgeni Malkin aos 05m49s, após receber o puck na zona neutra e passar com velocidade por Mark Arcobelo, e aos 06m28s, Olli Maatta ampliou o placar. Os Leafs ainda chegaram ao primeiro gol aos 13m09s, quando Jake Gardiner chutou forte e Leo Komarov desviou levemente para o fundo do gol de Marc-Andre Fleury. Este gol havia sido dado a Jake Gardiner, o que causou confusão entre os fãs, após mudarem para Leo Komarov que, agora, marcou os três últimos gols dos Leafs na temporada.

Nos outros dois períodos os Leafs até tentaram reagir, mas apesar do esforço creio que faltou energia por ter jogado na noite anterior.

O próximo jogo é na quarta-feira em Buffalo! 

Go Leafs Go

Anúncios

Phil Kessel agora é dos Penguins

terça-feira, 07 julho 2015 Deixe um comentário

Pittsburgh Penguins adquiriu o atacante Phil Kessel dos Toronto Maple Leafs na última quarta-feira numa troca envolvendo seis jogadores e escolhas de draft.

English: Phil Kessel smiles for the crowd at t...

Kessel, o atacante Tyler Biggs, o defensor Tim Erixon e uma escolha de segunda rodada no Draft de 2016, foram para Pittsburgh em troca do defensor Scott Harrington, atacantes Kasperi Kapanen e Nick Spaling e as escolhas de primeira e terceira rodadas dos Penguins de 2016. Adicionalmente Toronto reterá $1.25 milhões de dólares por ano do salário de Phil Kessel.

Kessel, que marcou 25 gols em 82 jogos na última temporada, possui contrato por mais sete temporadas com um peso de $8 milhões de dólares no teto salarial.

Os Penguins estavam procurando por um ala para jogar nas suas duas melhores linhas com Sidney Crosby ou Evgeni Malkin. Kessel já teve cinco temporadas marcando mais de 30 gols e possui 227 gols em 668 jogos, incluindo 181 gols pelo Toronto nas últimas seis temporadas jogando com Tyler Bozak.

Erixon dividiu seu tempo entre três equipes na última temporada: 42 jogos para os  Leafs, Columbus Blue Jackets e Chicago Blackhawks. Ele marcou dois gols e sete pontos e, nas quatro temporada que está na NHL, marcou 14 pontos em 93 jogos de temporada regular.

Biggs, a escolha geral 22 no Draft da NHL de 2011, marcou sete gols e 39 minutos de penalidade em 57 jogos com o time afiliado aos Leafs, da AHL, Toronto Marlies, na última temporada.

Kapanen, 18 anos, foi a escolha de primeira rodada dos Penguins (No. 22) no Draft da NHL de 2014. Harrington, 22 anos, foi a escolha de segunda rodada (No. 54) em 2011.

Harrington jogou em 10 jogos na última temporada e não marcou pontos, mas teve um rating -10 (a equipe sofreu 10 gols a mais do que marcou com ele no gelo). Ele marcou 12 pontos em 48 jogos com o Wilkes-Barre/Scranton da American Hockey League e jogou oito jogos dos playoffs da Calder Cup onde marcou um ponto (assistência).

Kapanen marcou cinco pontos em sete jogos nos playoffs da Calder Cup com o Wilkes-Barre/Scranton na última temporada. Ele marcou dois pontos em quatro jogos da temporada regular depois de ir para a América do Norte ao final de sua temporada na Finlândia.

Spaling, 26 anos, jogou 82 jogos pelos Penguins na última temporada e marcou nove gols e 27 pontos. Na primeira rodada dos playoffs da conferência Leste ele marcou dois pontos contra o New York Rangers em cinco jogos.

Bom … Nos livramos do pesado contrato de Phil Kessel, um jogador brilhante, mas inconstante e que estava sendo muito criticado por parecer muito apático e não ter a faca que a Leafs Nation tanto quer. Com a saída dele, muito provavelmente também negociaremos Bozak. Sem Kessel a equipe fica melhor? Definitivamente não. Não temos mais um ala que marca mais de 30 gols, mas pensando nos planos futuros dos Leafs, creio que foi a decisão acertada.

Os jogadores envolvidos na troca, não fazem muito peso para nenhum dos lados, mas os Leafs conseguiram jogadores novos e, neste fase de reconstrução, poderão usá-los em futuras negociações ou trocas.

Obrigado Kessel pelos últimos seis anos nos Leafs. Até mais. Biggs e Erixon, não conseguiram deixar qualquer impressão nos Leafs e se vai sem que ninguém sinta muita saudade.

Spaling, Kapanen e Harrington, sejam bem vindos!

E continuamos aguardando negociações envolvendo Bozak e principalmente adiou Phaneuf!

27/11/2013 – Toronto Maple Leafs @ Pittsburgh Penguins

quinta-feira, 28 novembro 2013 2 comentários

Tentando apagar a derrota por 6 a 0 sofrida no último jogo, contra os Blue Jackets, os Leafs iniciaram uma série de jogos fora de casa, sendo o primeiro deles contra o Pittsburgh Penguins de Sidney Crosby e Evgeny Malkin.20131127_Leafs@Pens_Banner

Logo no segundo minuto de jogo, aos 1m57s, Chris Conner sai da borda do gelo e se posiciona em frente ao gol dos Leafs, sem que um defensor o acompanhasse. Resultado: Conner recebe um passe de Andrew Ebbett e abre o placar para o time da casa. Parecia que a noite seria longa para os Leafs, mas o time conseguiu reagir muito bem e aos 05m09s, James Van Riemsdyk se posiciona em frente ao gol de Marc-André Fleury e desvia o chute de Dion Phaneuf, empatando a partida durante um powerplay para os Leafs. Ainda no primeiro período os Leafs ganharam um contra-ataque em 3 contra 1 e Nazem Kadri aproveitou a oportunidade aos 11m41s e colocou os Leafs à frente no placar.

20131127_Leafs@Pens_ScoreO segundo período começou de forma espetacular para os Leafs, que no primeiro minuto de jogo aumentou o placar para 4 a 1, com gols de James Van Riemsdyk e Phil Kessel. Os Penguins acabaram por retirar Marc-André Fleury logo aos 13s do segundo período, quando JVR marcou seu gol. Fleury capturou o puck atrás do gol, mas errou o passe, que foi interceptado por Riemsdyk e chutado ao gol, sem goleiro. Em seu lugar entrou o novato Jeff Zatkoff.

Com 4 a 1 no placar, o momento do jogo era todo dos Leafs, mas contra um time como os Penguins você não pode cometer erros e, infelizmente os Leafs foram vitimados por permitir powerplays aos Penguins. Aos 08m27s Evgeny Malkin marca o segundo dos Penguins em um chute preciso sobre Jonathan Bernier e aos 15m20s foi a vez de Kris Letang diminuir a diferença para apenas um gol. Ambos gols dos Penguins foram marcados em vantagem numérica. Com somente 4s para terminar o segundo período os Leafs conseguiram ampliar a liderança com Bozak aproveitando um rebote de Zatkoff a um chute de Riemsdyk.

Já dava para prever que o terceiro período seria muito disputado com os Penguins pressionando pelos gols necessários a vencer a partida, mas para o total desespero dos torcedores dos Leafs, foi muito pior que o esperado. Aos 03m46s, James Neal marca o quarto gol dos Penguins, impulsionando a equipe. Neta jogada, Tyler Bozak perdeu o taco e foi driblado por Evgeny Malkin, que passou para James Neal desferir um forte chute. Foi o terceiro gol em powerplay dos Penguins na noite! A pressão sobre os Leafs aumentou e Malkin teve um gol anulado por ter chutado numa altura acima da trave. Mas ele ainda tinha cartas na manga. Aos 07m41s, Malkin e Crosby vão ao ataque e se dirigem ao gol de Bernier, que defende o chute de Crosby, mas não controla o disco, que ficou embaixo de seu protetor de perna. Malkin simplesmente empurrou Bernier para dentro do gol com seu taco, o que livrou o puck para seu chute, empatando a partida. Esse gol deveria ter sido anulado, mas não foi. Os Penguins continuaram pressionando e, se não fosse por Bernier, os Leafs teriam perdido no tempo regular. O mais inacreditável é que, desde o gol de Tyler Bozak, faltando 4 e para o final do segundo período, os Leafs não deram um único chute ao gol dos Penguins!! É isso mesmo!! Passamos todo o terceiro período e a prorrogação, sem dar sequer um chute ao gol de Jeff Zatkoff!!! Algo inaceitável! Simplesmente para os de jogar para ver os Penguins jogar!

O jogo acabou decidido nos pênaltis e tanto Tyler Bozak, quanto David Clarkson não tiveram sucesso contra o novato Zatkoff. Pelos Penguins, Jussi Jokinen teve seu chute defendido por Bernier, mas Crosby e Malkin, ele de novo, marcaram belos gols, dando a vitória e dois pontos aos Penguins!

Que este jogo sirva de exemplo para os Leafs de que um time não pode se acomodar e nem deixar de dar chutes à gol durante um período inteiro! Randy Carlyle precisa analisar o que houve e preparar melhor a equipe, tática e psicologicamente!! A equipe vem a temporada inteira permitindo mais chutes a gol de seus adversários do que desferindo contra seus goleiros!!

Os próximos jogos dos Leafs são na sexta-feira, contra os Sabres em Buffalo e no sábado, contra os Canadiens e Montreal. Precisamos voltar a vencer!!!

Go Leafs Go

26/10/2013 – Pittsburgh Penguins @ Toronto Maple Leafs

segunda-feira, 28 outubro 2013 Deixe um comentário

Após o péssimo jogo contra os Blue Jackets, os Leafs voltaram a Toronto para receber as forte equipe do Pittsburgh Penguins de Sidney Crosby, Evgeny Malkin, Kris Letang, Pascal Dupuis e Marc-Andre Fleury.

Este jogo marcou também a estréia de David Clarkson jogando pelos Leafs no Air Canada Centre e o jogador estava com muito gás para oferecer, já iniciando a partida mostrando o seu jogo físico!26102013_Penguins@Leafs_Banner

Começamos jogando bem, marcando Crosby e chutando ao gol de Fleury, mas quem abriu o placar foram os Penguins aos 06m52s, quando o ataque dos Penguins encontrou Kris Letang que chutou por entre as pernas de Reimer, enquanto Paul Ranger dos Leafs estava fora do gelo por ter cometido uma penalidade, proporcionando um powerplay aos Penguins. Apesar de estarmos atrás no placar, continuamos jogando bem e aos 16m33s, Dave Bolland interceptou um passe dos Penguins, que estavam novamente em powerplay, na zona neutra e partiu velozmente em direção ao gol de Fleury, marcando o gol de empate enquanto a equipe estava em desvantagem numérica, shorthanded. Bolland tem se mostrado um jogador muito importante e que tem um desempenho muito bom e constante em todas as partidas. Ótima contratação de Dave Nonis.

26102013_Penguins@Leafs_ScoreO segundo período viu os Penguins melhores que os Leafs, dando um total de 16 chutes ao gol de Reimer, que defendeu todos eles, mantendo as chances de vitória da equipe de Toronto. Os Leafs deram somente 4 chutes ao gol de Fleury no período. E a partida manteve-se empatada com um gol para cada equipe.

No terceiro período foi a vez de os Leafs voltarem melhor. Ambas equipes haviam jogado na noite anterior, mas parecia que os Penguins acabaram cansando. Logo aos 1m26s, Nazem Kadri marca para os Leafs. Este gol viria a ser o gol da vitória da equipe, que ainda marcou com Phil Kessel, recebendo um passe de James Van Riemsdyk e posicionado sozinho, próximo ao gol escancarado de Marc-Andre Fleury, aos 17m05s, em powerplay. JVR simplesmente passou o puck de costas para Kessel marcar! Os Penguins então retiraram Fleury para pressionar os Leafs e tentar marcar, mas Dave Bolland marcou seu segundo gol, ao interceptar um puck e chutar da zona neutra no gol totalmente aberto dos Penguins! Final, Penguins 1 x Leafs 4!!!

Os Leafs agora enfrentam o Edmonton na terça-feira, fora de casa.

Parece que os Leafs acertaram na contratação de Jonathan Bernier! Agora o time possui dois ótimos goleiros, jogando muito bem e levando a equipe à vitórias. Não importa quem esteja no gol, sabemos que podemos confiar!

Go Leafs Go!!!!

09/03/2013 – Pittsburgh Penguins @ Toronto Maple Leafs

domingo, 10 março 2013 Deixe um comentário

O jogo contra os Bruins foi duro, mas os Leafs lutaram até o final buscando o placar favorável. Não foi daquelas derrotas em que o time foi totalmente apático. Com certeza os Leafs possuem pontos a serem aprimorados, mas demonstram que estão buscando bons resultados e não simplesmente são um time que está no gelo apenas para cumprir a tabela.

20130309_Penguins@Leafs_Banner

Após a derrota, os Leafs voltaram ao Air Canada Centre, para receber Sidney Crosby e o Pittsburgh Penguins.

Os Leafs começaram a partida e já sentiram a pressão dos Penguins. James Neal abriu o placar logo aos 36s de jogo, após os Penguins ganharem o face-off inicial. Apesar de já iniciar o jogo em desvantagem, e de gerar menos chutes a gol, os Leafs conseguiram chegar ao empate aos 07m14s, com James Van Riemsdyk, após Beau Bennet ser penalizado por um high-sticking em Leo Komarov. Com o placar igualado, os Leafs continuaram pior na partida e em menos de um minuto, os Penguins colocaram dois gols de distância entre eles. Sidney Crosby marcou aos 14m31s e Paul Martin ampliou aos 15m21s. Neste período os Penguins deram 13 chutes ao gol de James Reimer, enquanto os Leafs deram apenas 5 chutes ao gol de Marc-Andre Fleury.

20130309_Penguins@Leafs_ScoreNo segundo período, os Leafs pareciam acordar. devem ter tomado um “chacoalhão” de Randy Carlyle. Assim, os Leafs diminuiram para apenas um gol de diferença num gol de Cody Franson, também em vantagem numérica, aos 10m12s, após Crosby ser penalizado por dar uma “rasteira” (tripping) em Nazem Kadri. Infelizmente, menos de 3 minutos depois, aos 13m01s, Pascal Dupuis parte ao ataque e chuta, Reimer defende, mas o puck ainda sobra para Pascal Dupuis que se dirigindo para trás do gol dos Leafs, chuta para que o puck voltasse à frente do gol de Reimer. O Puck bate nos patins de Mark Fraser, desvia e passa por entre as pernas de Reimer, para os penguins marcarem o quarto gol, voltando a abrir 2 gols de vantagem. Os Leafs responderam exatos um minuto depois, aos 14m01s, Clarke MacArthur acerta um belíssimo chute, vencendo Fleury. Voltamos à partida e os Leafs colocaram pressão sobre os Penguins.

No último período, os Leafs conseguiram controlar a partida, apesar de ainda chutar pouco ao gol. Reimer efetuou várias defesas mantendo os Leafs no jogo. Aos 15m40s, Phil Kessel se aproveitou de um rebote e foi muito rápido, não dando chances a Marc-Andre Fleury. Kessel empatou a partida e os Leafs pressionaram os Penguins até o término do terceiro período. Os Leafs pressionaram muito, mas infelizmente não conseguiram marcar o gol da vitória.

Veio a prorrogação e o placar não foi mudado, teríamos o famoso Shootout, ou seja, cobrança de pênaltis. O primeiro a chutar foi Tyler Bozak, num movimento meio sonolento que permitiu a Fleury defender com facilidade seu chute. Quem chutou pelos Penguins foi James Neal, que conseguiu vencer Reimer por entre as pernas. Reimer nem acreditou que o puck tinha entrado. Para o segundo chute a gol, os Leafs chamaram Nazem Kadri. Kadri partiu com o puck e fez ótima jogada, mas Fleury se esticou todo e com o pé direito salvou o chute de Kadri. A decisão acabou na mão do capitão dos Penguins, Sidney Crosby. Crosby venceu Reimer e a partida terminou com a vitória dos Penguins no Shootout.

Os Leafs voltam ao gelo na terça-feira, em Winnipeg, contra os Jets.

Temos que voltar ao caminho da vitória após essas duas derrotas consecutivas.

GO Leafs GO.

01/02/2012 – Pittsburgh Penguins @ Toronto Maple Leafs

quinta-feira, 02 fevereiro 2012 Deixe um comentário

Com a derrota no shootout na noite anterior, em Pittsburgh, depois de estar vencendo por 4 a 1 no terceiro período e de tomar o gol de empate faltando apenas 6 segundos para acabar o jogo, os Leafs retornaram para casa, para receber os mesmos Penguins.

Para este jogo os Leafs contaram com o retorno de John-Michael Liles e Colby Armstrong e com o goleiro James Reimer, para o descanso de Jonas Gustavsson, que vinha sendo o goleiro número 1 até então.

O jogo em Toronto começou com o clima pesado, com os Leafs querendo descontar a derrota da noite anterior e os Penguins confiantes de que conseguiriam novamente vencer, porém o primeiro período viu um jogo “amarrado” com as equipes disputando muito o puck nas bordas e com poucos chutes à gol até os 15 minutos do período (3 chutes para os Penguins e 2 para os Leafs). Faltando 5 minutos para o final do período, os Leafs começaram a dominar o gelo e fazer uma pressão maior no time dos Pens, mas que não surtiu efeito no placar e o período terminou, sem gols para nenhuma das equipes.

O segundo período veio e, apesar da melhora dos Penguins, nada mudou no placar. Ambas equipes e seus goleiros conseguiram se defender bem. Houve inclusive um lance em que Mike Brown, após um check em Matt Cooke, chegou a se estranhar com o jogador dos Pens e se desfez de suas luvas, chamando Cooke para a briga, mas Cooke aceitou e apenas se dirigiu ao banco dos Pens. Estranhei essa atitude do Matt Cooke que na noite anterior derrubou Phaneuf por trás, próximo ao gol dos Penguins, e ambos tomaram penalidades por fighting.Neste período também houve um gol de James Neal, dos Pens, que foi anulado corretamente pelos árbitros, após uma revisão dos vídeos, onde foi identificado que Neal chutou o puck para o gol.

No terceiro período, as equipes voltaram com a energia para disputar a vitória, mas foi somente aos 13m55s que o placar foi finalmente alterado. Clarke MacArthur recebe um passe de Grabovski e finta o goleiro dos Pens, Brent Johnson, marcando um gol de backhand. Seria o gol da vitória dos Leafs, que ainda veriam os Penguins pressionarem no ataque, inclusive com um chute que resvalou no travessão de Reimer.

Dos últimos 5 jogos, dos 10 pontos possíveis, os Leafs ganharam 9. O time está jogando bem e conseguindo as vitórias necessárias para se classificar aos playoffs.

Este mês é complicado devido à data final de trocas (27 de fevereiro), pois principalmente em Toronto, a imprensa começa a fazer previsões sobre quem vai ser envolvido nas trocas e isso acaba deixando os jogadores um pouco inseguros sobre seu futuro na equipe. Um dos que já reclamaram de todo esse assunto foi Clarke MacArthur, um dos que possivelmente pode estar envolvido numa troca que Burke deve realizar antes do dia 27, como já é de costume dele, ao antecipar tais negociações.

No sábado enfrentaremos a quinta batalha de Ontario, em Ottawa. Os Senstors possuem a vantagem, tendo ganho 3 dos 4 jogos contra os Leafs nesta temporada, mas o time de Ottawa perdeu os seus últimos 3 jogos, então parece que será um jogo bem disputado uma vez que as equipes estão muito próximas na tabela de classificação (Os Sens estão em sexto, com 60 pontos em 53 jogos e os Leafs estão com 58 pontos em 51 jogos).

GO Leafs GOOOOOOOOO

31/01/2012 – Toronto Maple Leafs @ Pittsburgh Penguins

quarta-feira, 01 fevereiro 2012 8 comentários


Depois da pequena pausa da temporada regular em razão do Jogo das Estrelas, o Toronto Maple Leafs foi até Pittsburgh, enfrentar os Peguins. Os dois times vinham de seqüências de vitórias, três do lado dos Leafs e sete para os Penguins.

O primeiro período começou bastante movimentado e físico, com direito a bastante correira e trancos (hits) para os dois times. Os Leafs se saíram melhor após dois pênaltis dos Pens (um para James Neal aos 9:33 e outro para Tyler Kennedy aos 15:55), mas, mesmo pressionando, não conseguiram fazer o puck passar por Marc-André Fleury, que fez ótimas defesas. Tyler Bozak chegou a marcar no começo do jogo, mas seu gol foi anulado.

Os dois times seguiram pressionando no segundo período e o primeiro gol da partida foi feito por Mikhail Grabovski – aniversariante da noite – após boa jogada e belo passe do capitão Dion Phaneuf aos 7 minutos. Três minutos depois, Grabovski faz seu segundo e aumenta a vantagam dos Leafs. Depois do segundo gol, os Leafs ainda tiveram mais uma boa chance com Grabovski e Nikolai Kulemin, mas Kulemin não conseguiu chutar o puck e perdeu uma oportunidade com o gol livre. Os Penguins, pelo contrário, não desperdiçaram sua chance e diminuiram a diferença com um gol de Matt Cooke, aos 16:07. Esse gol deu mais ânimo aos Pens, que deram muito trabalho para “O Monstro” Jonas Gustavsson e os defensores dos Leafs no final do segundo.

No terceiro período parecia não haver cansaço: os dois times continuaram com força total. Quem começou marcando foi Toronto, com um gol de Bozak em vantagem-numérica (powerplay), aos 6:18, e outro de Clarke MacArthur, aos 6:37. A resposta dos Penguins veio com Steve Sullivan, que fez o segundo dos donos da casa aos 8:33. Faltando cinco minutos para o término da partida, Joe Vitale marca para os Pens e deixa o placar em 4-3. Conforme o jogo se aproximava do fim, maior era o esforço dos Penguins, até que aos 19:53 o puck bate no braço de Evgeni Malkin e entra no gol, empatando a partida em 4-4.

O tempo-extra (overtime) foi marcado pelo ritmo frenético: os dois times correndo e atacando bastante, com direito a ótimas defesas de Gustavsson e Fleury. E, graças ao bom trabalho dos goleiros, o jogo foi decidido nos tiros livres (shoot outs) e os Penguins levaram a melhor. As cobranças foram:

Kris Letang (Penguins) – Defesa
Mikahil Grabovski (Maple Leafs) – Defesa
Evgeni Malkin (Penguins) – Gol
Nazem Kadri (Maple Leafs) – Defesa
Chris Kunitz (Penguins) – Defesa
Phil Kessel (Maple Leafs) – Defesa

Os Maple Leafs terão a “revanche” contra os Penguins amanhã no Air Canada Centre.

Artigos relacionados

%d blogueiros gostam disto: