Archive

Posts Tagged ‘Cody Franson’

29/09/2016 – Buffalo Sabres @ Toronto Maple Leafs – Pré-temporada 

sexta-feira, 30 setembro 2016 Deixe um comentário

Após a derrota contra os Senators, os Leafs voltaram ao gelo contra os Sabres. Devido à Final da Copa do Mundo de Hóquei, que foi no Air Canada Centre, o jogo foi marcado no Meridian Centre, em St. Catherines.

Mais uma vez sem Mike Babcock, que é o técnico da seleção canadense e disputava o título da Copa do Mundo contra o time Europa, os Leafs não jogaram bem. Foram dominados pelos Sabres no primeiro período e permitiram, faltando 4 minutos para o final do período, 10 chutes a gol dos Sabres, contra somente 2 dos Leafs.

Esse jogo foi o primeiro em que os irmãos William e Alexander Nylander se enfrentaram, após Alexander ser selecionado pelos Sabres no Draft deste ano. Alexander mostrou sua habilidade e chegou a levar perigo ao gol de Garret Sparks.

Ao final dos três períodos, nenhuma equipe marcou gol no adversário e, isso perdurou pela prorrogação. No shootout, na quarta rodada, Matt Moulsob marcou e deu a vitória aos Sabres. 

O time dos Sabres também contou com Cody Franson, ex-Leafs, contratado após o término da temporada 2015-16, assim como Kyle Okposo, que deixou os Islanders e enfrentou seu ex-companheiro de equipe, Matt Martin.

Hoje à noite as equipes voltam a se enfrentar, agora sob mando do Buffalo Sabres. 

Go Leafs Go

Anúncios

04/11/2014 – Toronto Maple Leafs @ Arizona Coyotes

quarta-feira, 05 novembro 2014 2 comentários

Os Leafs vinham de três vitórias consecutivas e com a equipe jogando bem. Já os Coyotes vinham de três derrotas e no último jogo conseguiram vencer o Washington Capitals por 6 a 5.

Season_2014-15_Goalies_Game13Neste jogo os Leafs iniciaram a partida sem energia enquanto os Coyotes pressionavam. Os Leafs cometiam seguidos erros e um destes erros, um passe de Jake Gardiner, foi interceptado atrás do gol dos Leafs, por Lauri Korpikoski, que passou para Sam Gagner chutar forte por sobre o ombro de James Reimer, que não teve muito a fazer para defender tal chute aos 10m29s. Ainda no primeiro período, Martin Erat marca aos 15m35s quando seu chute é desviado na lâmina do skate de Stephane Robidas, também deixando Reimer sem chance de defesa. Durante todo o primeiro período os Leafs deram somente três chutes à gol, o que realmente não deu muita chance de se impor na partida.

No segundo período, os Leafs continuaram com a letargia até os 8 minutos, quando deram o seu primeiro chute a gol do período. Neste tempo os Coyotes aumentaram a liderança no placar com um gol de Antoine Vermette aos 06m34s, num erro de James Van Riemsdyk. Ou seja, com 28 minutos de jogo, os Leafs deram somente 4 chutes a gol e já estavam atrás do placar em três gols! Essa situação faz com que a reação seja muito mais difícil! Mas a reação iniciou aos 09m24s com um gol em powerplay de Dion Phaneuf.

Season_2014-15_Score_Game13No terceiro período os Leafs continuaram com o plano de reação, mas somente conseguiram mais um gol, de Cody Franson aos 13m53s, também em powerplay. Após os 28 minutos iniciais os Leafs deram 26 chutes ao gol de Mike Smith, que realizou ótimas defesas para garantir a vitória dos Coyotes.

Os Leafs necessitam iniciar cada jogo com mais energia e é inaceitável apenas 4 chutes nos primeiros 28 minutos de jogo!

A próxima partida dos Leafs será na quinta-feira, no Colorado, contra os Avalanches!

Go Leafs Goooooo

12/10/2014 – Toronto Maple Leafs @ New York Rangers

segunda-feira, 13 outubro 2014 Deixe um comentário

Sem nenhuma vitória na temporada após dois jogos em casa, contra os Habs e os Penguins, os Leafs foram a New York para enfrentar os Rangers e mudar o rumo da equipe de Toronto.

Os New York Rangers, assim como os Leafs, haviam jogado na noite anterior e ambas equipes perderam pelo mesmo placar (5 a 2) para os Columbus Blue Jackets e Pittsburgh Penguins, respectivamente. A única diferença é que os Rangers já possuíam uma vitória contra nenhuma dos Leafs.

Season_2014-15_Score_Game3O jogo começou melhor para os Leafs e Cody Franson, voltando à equipe, marcou o primeiro da equipe de Toronto num powerplay, aos 07m45s. Acho que este gol serviu para acordar a equipe e tirar aquela memória de duas derrotas. Também serviu para jogar um balde de água gelada no ímpeto dos Rangers, jogando em casa. Os Rangers somente empataram aos 17m22s, logo após matarem uma penalidade, num contra-ataque em que Rick Nash foi muito mais veloz que Stephane Robidas e recebeu ótimo passe de Martin St. Louis, vencendo James Reimer. Aliás, James Reimer viu o seu primeiro jogo da temporada e teve ótimo desempenho, se mostrando confiante e muito seguro no gol!

O segundo período definiu a partida. Os Leafs simplesmente engoliram os Rangers e marcaram 3 gols em 5 minutos, com Phil Kessel, em vantagem numérica (powerplay), Nazem Kadri em igualdade numérica e James Van Riemsdyk em desvantagem numérica (shorthanded). Foi um duro golpe sobre a equipe dos Rangers, principalmente no ótimo goleiro da equipe, Henrik Lundqvist. Lee Stempniak marcou um gol num contra-ataque, validado após revisão por vídeo, pois a trave havia sido retirada pelo contato com um defensor dos Leafs. O período ainda viu Tyler Bozak e David Clarkson marcarem para os Leafs que terminou o período com 6 a 2 no placar e com a retirada de Lundqvist, substituído por Cam Talbot.

Outro jogador que não terminou a partida pelos Rangers foi Rick Nash. A esposa do jogador entrou em trabalho de parto durante a partida e o jogador foi à maternidade para dar apoio à esposa e acompanhar o nascimento de seu primeiro filho(a).

Season_2014-15_Goalies_Game3No terceiro período foi a vez de James Reimer deixar o gelo, após ser atingido na cabeça por Dominic Moore numa jogada na lateral do gol. Apesar de Reimer dizer que estava se sentindo bem, a NHL implementou um protocolo para evitar maiores problemas com concussões, e Reimer foi substituído por Jonathan Bernier, que sofreu o último gol da partida num chute de Derick Brassard.

Ótima vitória dos Leafs é um banho de ânimo em todos! Amanhã receberemos a visita do Colorado Avalanche em jogo que será transmitido pela ESPN!

Go Leafs Goooooo

08/10/2014 – Montreal Canadiens @ Toronto Maple Leafs – Season Opener

quinta-feira, 09 outubro 2014 Deixe um comentário

Finalmente a NHL voltou!! A temporada 2014-15 começou hoje com um jogo entre o Montreal Canadiens contra o Toronto Maple Leafs no Air Canada Centre.

Começo de temporada é sempre uma fase de adaptação para toda equipe, pois muitos jogadores são novos nas respectivas equipes e o entrosamento ainda não está dos melhores.

Neste jogo, Cody Franson, David Booth, Josh Leivo, Carter Ashton e Troy Bodie, nem chegaram a se vestir para a partida e foram os “Healthy Scratches” dos Leafs. Já Brandon Kozun, Stuart Percy, Daniel Winnik, Roman Polak, Stephane Robidas e Mike Santorelli tiveram sua estréia pelos Leafs.

O face-off inicial, comemorativo, foi realizado pelos jogadores que jorram o Leafs Row, monumento que fica no Maple Leafs Square, composto por estátuas de ex-jogadores dos Leafs que fizeram história pela eque. Os três primeiros são Ted Kennedy, Darryl Sittler e Johnny Bower. Representando Ted Kennedy estava seu filho, Mark Kennedy.

Season_2014-15_Score_Game1O jogo começou e os Leafs pressionavam os Habs, mas quem abriu-o placar foi Max Pacioretty, aos 04m42s, numa jogada em que Pacioretty ganhou de Phaneuf na velocidade e se aproximou do gol de Jonathan Bernier pela lateral e chutou. Bernier achou que defenderia o chute, mas o puck passou entre ele e a trave. Aos 08m04s, Brandon Kozun recebe o puck, o controla e chuta forte. Nazem Kadri desvia e não dá chance de defesa a Carey Price, empatando o jogo. Foi o primeiro jogo de Kozun e ele já marcou o seu primeiro ponto na NHL!! Aos 19m22s, com os Leafs no powerplay, Stuart Percy leva o puck ao ataque e, numa ótima jogada, passa na medida para Tyler Bozak mandar pro fundo do gol!!! Foi a virada dos Leafs!

O segundo período viu os Habs empatarem com um belíssimo gol de Tomás Plekanec, aos 04m34s, num contra-ataque matador.

O terceiro período ainda revelou surpresas a todos!!! A partida permaneceu empate das até os 08m41s, quando James Van Riemsdyk não prestou atenção no posicionamento e permitiu que P.K. Subban recebesse o puck sozinho para chutar forte e vencer Bernier. Ainda deu tempo dos Leafs empatarem aos 17m41s, Morgan Rielly chuta sem ângulo, o puck sobe e acaba por enganar o defensor e o goleiro dos Habs e acaba entrando após desviar no peito do defensor. Com o jogo empatado e faltando menos de 3 minutos para o final, todos pensavam que haveria prorrogação, mas num contra-ataque fulminante, os Habs finalmente marcaram o quarto gol, aos 19m17s, numa jogada em que Stuart Percy, que acompanhava Tomás Plekanec, acabou por desviar o puck com o bico do seu patins.

Season_2014-15_Goalies_Game1Este jogo viu ambas equipes com possibilidade de vitória e a partida sendo decidida muito nos detalhes.

O próximo jogo será no sábado, envolvendo os Penguins e os Leafs no Air Canadá Centre.

Não ganhamos o primeiro, mas jogamos bem … Vamos dar tempo ao tempo, enquanto ainda o temos!!!!!

Go Leafs Goooooo

Leafs e Cody Franson chegam a um acordo

quinta-feira, 24 julho 2014 Deixe um comentário

O Toronto Maple Leafs evitou o julgamento salarial com o defensor Cody Franson.

Toronto chegou a um acordo no valor de 3.3 milhões de dólares por um ano de contrato com o defensor de 26 anos.

Em 79 jogos pelos Leafs na temporada 2013-14, Franson marcou cinco gols e 28 assistências. Ele recebeu 2 milhões de dólares em seu contrato anterior.

Este é o terceiro contrato consecutivo com duração de um ano que Franson assinou com os Leafs desde que foi adquirido por uma troca com o Nashville Predators em 2011.

Originalmente selecionado na terceira rodada (escolha geral 79) no draft de 2005 pelos Predators, Franson marcou 28 gols e 105 assistências em 322 jogos com os times de Nashville e Toronto.
—————————————————————–
Franson tem capacidade de ajudar mais a equipe no ataque, mas deve melhorar seus erros em jogadas que chegam a ser infantis na defesa, quando acaba perdendo o puck e permitindo contra-ataques matadores.

03/04/2014 – Boston Bruins @ Toronto Maple Leafs

sexta-feira, 04 abril 2014 Deixe um comentário

Ainda respirando na temporada, com pequenas chances de chegar aos playoffs, que agora não dependem apenas dos Leafs, mas de mais resultados de outras equipes, mais especificamente Washington Capitals, Detroit Red Wings e Columbus Blue Jackets, os Leafs receberam o melhor time da temporada na conferência Leste, o Boston Bruins, no Air Canada Centre.

Os Bruins foram derrotados na noite anterior, pelo Detroit Red Wings, num jogo em que venciam por 2 a 1 no início do terceiro período.

Os Leafs precisam de todas as vitórias até o final da temporada, ainda mais estando apenas um ponto atrás dos Blue Jackets, que possuem dois jogos a mais que os Leafs ainda por jogar.

Os Leafs começaram o jogo focados e com determinação. O time dos Bruins é muito forte e erros de nossa parte podem nos levar a desvantagem no placar. Aos 06m00s, Paul Ranger coloca os Leafs à frente, marcando um gol num chute de frente ao gol de Chad Johnson. Infelizmente o momento de vibração criado pelo gol não durou muito. Aos 06m56s, Cody Franson recebe o puck de Mason Raymond na zona defensiva dos Leafs e, pressionado, erra um passe que é interceptado por Brad Marchand, que bate ao gol de Jonathan Bernier encoberto por Franson, empatando a partida aos 06m56s. A partida ficou muito parelha no restante do período até que, faltando apenas 12s para o término do período, Phil Kessel tenta colocar o puck por cima de Chad Johnson e o puck acaba batendo no peito de Tyler Bozak e indo parar no fundo do gol, colocando os Leafs à frente novamente.

Mal começa o segundo período e James Van Riemsdyk recebe um ótimo passe de Phil Kessel, detrás do gol dos Bruins, para marcar o seu trigésimo gol da temporada, melhor marca dele na NHL, e dar uma vantagem de dois gols sobre os Bruins. Durante todo o segundo período, os Leafs jogaram de forma sólida, igualando as chances de gol e com Bernier jogando de forma muito segura.

Veio o terceiro período e os Bruins, apesar de terem jogado na noite anterior, voltaram melhor e começaram a dominar a partida. Essa atitude os levou ao segundo gol, marcado por Milan Lucic aos 05m03s, ao receber um passe de David Krejci que circulou por trás do gol de Bernier. Tudo bem … Ainda estávamos vencendo, mas minutos depois, numa jogada defensiva, Paul Ranger empurrou Patrice Bergeron, que caiu sobre Jonathan Bernier. O goleiro dos Leafs ficou ajoelhado e imóvel no gelo. O Staff médico dos Leafs entrou e após analisar a situação, retirou Bernier da partida, auxiliando o goleiro a sair do gelo. Aparentemente Bernier teve alguma contusão em sua perna direita. Foi a hora de James Reimer entrar para garantir a vitória. Reimer jogou bem, mas acredito que a saída de Bernier afetou a moral dos jogadores e os Leafs, desatentos, tomaram o terceiro gol dos Bruins, praticamente um replay do segundo gol, mas orquestrado por Brad Marchand e Patrice Bergeron. O gol de Bergeron ocorreu aos 12m51s, dando aos Bruins a chance de virar a partida nos últimos 8 minutos de jogo. Os Bruins tentaram e aos 1m14s do término do período ainda ganharam um powerplay numa penalidade cometida por Nikolai Kulemin. Os Leafs felizmente conseguiram matar a penalidade no tempo regular e na prorrogação.

Aos 01m52s da prorrogação Tyler Bozak recebeu ótimo passe, controlou o puck e partiu em velocidade para o gol dos Bruins, mas Torey Krug acabou por derrubá-lo e os Leafs acabaram por ganhar um powerplay. Os Bruins não gostaram nada da marcação pois acharam que Krug havia desviado o puck antes de derrubar Bozak. No powerplay, Cody Franson chutou forte e Johnson rebateu no taco de Kadri que bem posicionado chutou alto, sem chance de defesa para Johnson, para dar a vitória aos Leafs.

Os Leafs fizeram a sua parte, entretanto os Blue Jackets, que jogavam contra os Flyers, também venceram e mantiveram a distância de 1 ponto dos Leafs. Agora as chances do time de Toronto de ir aos playoffs deste ano são de apenas 9,9%.

Eu ainda acredito nos playoffs! Se há chance, temos que acreditar, pois o que houve com os Leafs nas oito derrotas consecutivas pode muito bem ocorrer com outras equipes! Mas talvez, ao final, os Leafs podem sentir falta dos pontos perdidos nas derrotas contra os mesmos três times que disputam a classificação aos playoffs (Red Wings, Blue Jackets e Capitals). E ainda tem os Devils correndo por fora, com menos chances que os Leafs!

Vamos torcer pelos Leafs e contra estes concorrentes aos playoffs!!

Go Leafs Goooooo

29/03/2014 – Detroit Red Wings @ Toronto Maple Leafs

segunda-feira, 31 março 2014 Deixe um comentário

Os Leafs estão, simplesmente, cavando o buraco para enterrarem a temporada 2013-14. Vindos de sete derrotas seguidas, a equipe tinha um jogo chave, importantíssimo, contra um adversário direto na corrida pelos playoffs, o Detroit Red Wings. Os Leafs precisavam da vitória a qualquer custo, pois os Red Wings ainda tinham dois jogos a mais até o final da temporada.

Mais uma vez, Carlyle teve que utilizar Jonathan Bernier em duas noites seguidas. Essa não é a melhor estratégia, afinal o goleiro já vem de uma noite jogando e de uma derrota, mas James Reimer parece não dar a confiança necessária ao técnico e aos jogadores, pelo menos nesta fase de derrotas, após sofrer 5 derrotas seguidas.

Os Leafs entraram no jogo com vontade de vencer, com energia e vibração, e acabaram dominando o primeiro período. Aos 10m57s Cody Franson abriu o placar para os Leafs! Parecia que os Leafs conseguiriam colocar o time de volta ao caminho das vitórias!

No segundo período, o time acabou perdendo qualidade, não sei se acabaram desatentos, ou se a pressão de vencer acabou se sobressaindo, mas os Leafs permitiram o empate num gol shorthanded de Darren Helm aos 03m05s. Foi o décimo primeiro gol sofrido pelos Leafs enquanto jogando em vantagem numérica, igualando os Flyers e Oilers como os times com mais gols sofridos desta maneira na temporada. Aos 04m37s, foi a vez de Gustav Nyquist virar a partida. Aos 07m57, Darren Helm marca o segundo da noite, colocando os Red Wings numa distância segura de dois gols de vantagem. No finalzinho do período, aos 18m57s, Joffrey Lupul diminuiu para os Leafs, vencendo Jimmy Howard por entre as pernas, dando uma esperança de reação à torcida.

Para infelicidade da Leafs Nation, a equipe não voltou bem ao terceiro período e não conseguiu mais vencer Jimmy Howard. Os Red Wings por sua vez, conseguiram marcar mais um gol, novamente com Darren Helm, que marcou o seu primeiro Hat-Trick da carreira e deu a vitória aos Red Wings por 4 a 2.

As chances dos Leafs se classificarem aos playoffs está cada vez mais distante. Faltando apenas seis jogos até o final da temporada, a equipe precisa, desesperadamente, vencer todos eles e ainda torcer por tropeços de Columbus, Detroit e Washington, para conseguir uma vaga nos playoffs.

Os Leafs também conseguiram igualar o número de oito derrotas consecutivas, que não deixavam acontecer desde 1985.

Tudo leva a crer que este blog terá suas férias antecipadas, mais uma vez, neste ano, já que somente teremos mais seis jogos para postar aqui.

O jeito é torcer, rezar, fazer promessa, simpatia ou qualquer coisa que funcione para os Leafs conseguirem esta combinação milagrosa que nos levará aos playoffs!

Go Leafs Gooooo – Tá difícil, mas ainda dá!!!

%d blogueiros gostam disto: