Arquivo

Posts Tagged ‘Nashville Predators’

Leafs e Cody Franson chegam a um acordo

quinta-feira, 24 julho 2014 Deixe um comentário

O Toronto Maple Leafs evitou o julgamento salarial com o defensor Cody Franson.

Toronto chegou a um acordo no valor de 3.3 milhões de dólares por um ano de contrato com o defensor de 26 anos.

Em 79 jogos pelos Leafs na temporada 2013-14, Franson marcou cinco gols e 28 assistências. Ele recebeu 2 milhões de dólares em seu contrato anterior.

Este é o terceiro contrato consecutivo com duração de um ano que Franson assinou com os Leafs desde que foi adquirido por uma troca com o Nashville Predators em 2011.

Originalmente selecionado na terceira rodada (escolha geral 79) no draft de 2005 pelos Predators, Franson marcou 28 gols e 105 assistências em 322 jogos com os times de Nashville e Toronto.
—————————————————————–
Franson tem capacidade de ajudar mais a equipe no ataque, mas deve melhorar seus erros em jogadas que chegam a ser infantis na defesa, quando acaba perdendo o puck e permitindo contra-ataques matadores.

10/10/2013 – Toronto Maple Leafs @ Nashville Predators

sexta-feira, 11 outubro 2013 2 comentários

Os Leafs deixaram para trás a derrota sofrida em casa contra o Colorado Avalanche e partiram para Nashville no único jogo da temporada contra os Predators de Pekka Rinne e Shea Weber.

No elenco dos Leafs novamente estavam alguns jogadores novatos, como Josh Leivo e David Broll, além do retorno de Carter Ashton e da contínua presença de Morgan Rielly, que vem melhorando seu jogo a cada partida.20131010_Leafs@Predators_banner

Com a vantagem de jogar em casa, no Bridgestone Arena, em frente à sua torcida, os Predators começaram melhor e o goleiro Jonathan Bernier, dos Leafs, efetuou ótimas defesas, mantendo o placar empatado sem gols, após os primeiros 20 minutos. Os Preds deram 8 chutes à gol contra apenas 6 dos Leafs.

20131010_Leafs@Predators_ScoreNo segundo período os Predators ainda estavam melhor e a diferença do número de chutes à gol foi maior ainda, 17 para os Predators e apenas 9 para os Leafs, mas este número não se refletiu no placar. Aos 13m41s, James Van Riemsdyk foi muito oportunista e, após um face-off na zona de ataque, aproveitou-se de sua velocidade e alcançou o puck na borda, atrás do gol, quando o defensor achou que um de seus companheiros chegaria no puck primeiro, passou de costas para a área em frente ao gol e encontrou Phil Kessel, sozinho, esperando para chutar para o fundo da rede de Pekka Rinne. Aos 19m51s, Kessel chuta forte, num contra-ataque, e acerta a trave de Rinne, o puck acaba ficando ao lado do gol e parecia que Rinne simplesmente seguraria o puck, mas o goleiro não percebeu James Van Riemsdyk vindo em altíssima velocidade. JVR “roubou” o puck de Pekka Rinne numa fração de segundo antes do goleiro colocar sua luva sobre ele e circundou por trás do gol, marcando o segundo dos Leafs (wrap-around).

No terceiro período, o placar continuava o mesmo, Leafs 2 x Preds 0, até que Mike Fischer dos Preds desferiu um tranco em Cody Franson, jogando o jogador dos Leafs nas bordas, porém numa área onde o vidro é curvado, próximo ao banco dos Leafs. Franson bateu com a cabeça no vidro e seu visor acabou cortando seu nariz. O jogador dos Leafs caiu ao gelo e uma pequena poça de sangue se formou. Franson deixou o gelo e não retornou mais. Até agora não há nenhum reporte que possa ter isso algo mais grave do que o corte. Por está penalidade, Mike Fischer recebeu uma penalidade maior, quando a equipe que cometeu a penalidade fica todo o tempo da mesma com um jogador a menos, mesmo que o time adversário marque gols. E foi o que aconteceu. Os Leafs se aproveitaram do powerplay e marcaram com Tyler Bozak, que teve Morgan Rielly marcando o seu primeiro ponto na NHL, num passe recebido de Rielly e Phil Kessel, e com Joffrey Lupul, desviando um chute de Jake Gardiner! Ainda no finalzinho, Carl Gunnarsson teve um penalty shot a seu favor, mas acabou desperdiçando, chutando para fora. Mas a partida já estava ganha!

Foi o sétimo shutout da carreira de Bernier e o segundo contra os Predators! Bernier tem sido um dos goleiros mais sólidos da liga nesta temporada e , se continuar assim, garantirá a posição de goleiro número um dos Leafs, vencendo a disputa com James Reimer.

Voltamos a vencer e agora voltamos para casa, para receber no sábado o jovem time do Edmonton Oilers em mais uma batalha entre equipes canadenses, no Hockey Night in Canada!!

Go Leafs Go!!

Grabovski está contundido e fica fora da equipe por umas 2 semanas.

quinta-feira, 17 novembro 2011 3 comentários

Grabovski se contundiu no jogo contra os Coyotes e estará fora do elenco dos Leafs por um período de duas semanas.

Segundo o técnico Ron Wilson, o time perderá muito sem a velocidade de Grabovski, mas é uma oportunidade de alguém ocupar este espaço e “aparecer”. Ele não quis citar nomes que poderiam aumentar a contribuição no time.

Clarke MacArthur também não jogará em Nashville hoje à noite e aguarda uma avaliação médica para retornar ao elenco.

Quem retorna hoje é Tim Connolly e quem também deve jogar é Cody Franson, que jogou apenas 4 jogos da temporada pelos Leafs. Franson jogará contra seu ex-time, o nashville Predators e está bem animado com isso. Para Franson, cada jogo é uma oportunidade dele mostrar seu valor. Franson acabou sendo o sétimo defensor dos Leafs no elenco, pois com a chegada de Jean-Michael Liles e o ótimo nível de jogo de Jake Gardiner, não houve mais espaço entre nomes como Phaneuf, Schenn, Gunnarsson e Mike Komisarek.

GO Leafs GO, de volta à coluna de vitórias!!!!

[Off-Topic] Canucks na final da conferência.

terça-feira, 10 maio 2011 Deixe um comentário

Ontem, num jogo disputado, os Canucks conseguiram sobrepujar os Predators. Venceram o jogo 6 em Nashville, por 2 a 1 e acabaram com as chances dos Predators de avançar.

O Vancouver Canucks é o único time canadense ainda ativo na pós-temporada (Canucks é Canadá na Stanley Cup) e aguarda a decisão entre San Jose Sharks e Detroit Red Wings, cujo jogo 6 será transmitido hoje às 21h de Brasília na ESPN. O San José lidera a séria por 3 a 2, mas os Red Wings não vão deixar a classificação escapar tão facilmente.

No final da conferência Leste, Boston Bruins e Tampa Bay Lightning aguardam o início da série.

————————————————————————————————————————–

Pessoal, nesta pós temporada, como as notícias dos Leafs são escassas, o número de posts também cai, porém peço que se mantenham atentos às nossas atualizações pelo twitter ou por e-mail, pois sempre que houver novidades nos Leafs, elas estarão aqui no Maple Leafs Brasil.

Obrigado pelos acessos durante a temporada 2010-2011. Para a próxima temporada vou tentar alterar o visual do blog para deixá-lo mais com a “cara” dos Leafs.

16/11/2010 – Nashville Predators @ Toronto Maple Leafs

quarta-feira, 17 novembro 2010 Deixe um comentário

É com grande satisfação e alívio, após 8 jogos sem vitórias, que publico este post.

Ontem os Leafs lutaram muito para vencer a partida! Mostraram garra, poder de superação e determinação de conseguir a vitória. A equipe, ainda sem Colby Armstrong e o capitão, Dion Phaneuf, ambos contundidos e se recuperando, recebeu os Predators no Air Canada Centre, disposto a terminar com a sequência de derrotas.

Nesta partida, o goleiro dos Leafs foi Jean-Sebastien Giguere e Nazem Kadri e Keyth Aulie também permaneceram na equipe dos Leafs.

Os Leafs começaram a partida exatamente como qualquer torcedor ou o técnico Ron Wilson não gostariam, com erros de posicionamento, o ataque distante dos defensores, erros de passe e, mais uma vez, atrás no placar. O Nashville Predators começou o primeiro período e já aos 8m13s abriu o placar com J. P. Dumont. Aos 11m33s foi a vez de Jordin Tootoo aumentar e, apenas 10 segundo depois, num erro infantil de Mikhail Grabovsky, onde ele cruzou o puck em frente ao gol dos Leafs, Martin Erat aumentou para 3 a 0 Predators. Os Leafs pareciam estar, novamente em um jogo onde a sequência de derrotas continuaria. Quem deu uma esperança aos torcedores, já descontentes, foi Luke Schenn que, aos 19m30s, marcou um belo gol, animando também os jogadores.

No segundo período, os Leafs voltaram melhor, mais determinados, mas um erro de Brett Lebda, onde ele perdeu o controle do puck e deixou Marcel Goc sozinho contra Giguere, em desvantagem numérica (short-handed), permitiu o quarto gol dos Predators. Isso normalmente abalaria a equipe de Toronto, porém ontem o time estava com tudo e continuaram forçando as jogadas e deixando os Predators cometerem penalidades. Foi assim que, em 2 powerplays, com vantagem numérica de 5 a 3, Kris Versteeg marcou 2 gols, diminuindo a vantagem no placar para 4 a 3. O time dos Leafs então dominou o período e,  quando Keyth Aulie marcou o empate, todos já estavam comemorando, porém os árbitros consideraram que Colton Orr e Mike Brown interferiram no goleiro e invalidaram o gol de empate. Na minha opinião e revendo o replay, não houve qualquer interferência no goleiro, apesar dos dois jogadores estarem bem próximos dele.

Mas tudo bem … nesta noite, nada tiraria a vitória dos Leafs e, o gol de empate viria para redimir o erro de Grabovsky, em powerplay, aos 14m21s. Nem preciso falar que os Predators ficaram com a moral impactada e continuaram a cometer penalidades. No total foram 6 penalidades para os Predators no segundo período. E foi em outra penalidade, isso mesmo, em outro powerplay que os Leafs, com Nikolai Kulemin, viraram a partida aos 16m44s. Foram 4 gols em powerplay para os Leafs que estavam em 26º na liga e passaram à 16º em apenas um jogo, mais precisamente, em um período!

O terceiro período ainda reservava emoção aos torcedores de ambas equipes. Os Predators retornaram querendo o empate e os Leafs tentando aumentar o placar, porém Jean Sebastien Giguere que efetuou várias defesas espetaculares, inclusive uma num breakaway no final do primeiro período, sentiu uma contusão e se dirigiu ao banco dos Leafs e daí aos vestiários, deixando Jonas Gustavsson com a incumbência de segurar tudo e garantir a vitória nos 5 minutos finais da partida. Gustavsson entrou e fez defesas decisivas para os Leafs, que quase aumentaram o placar num chute de Kris Versteeg, seria o hat-trick dele, mas que foi defendido por Pekka Rinne, o goleiro finlandês dos Predators. Ainda houve garra da parte de Mike Brown e Tim Brent durante o último minuto de jogo, quando os Predators retiraram seu goleiro, e o substituíram por um atacante adicional. Brown fez um ótimo bloqueio num chute dos Predators e Tim Brent ajudou a limpar o pucl da zona de defesa dos Leafs.

Resultado Final: Predators 4 x Leafs 5.

Foi um jogaço dos Leafs que espero que tenha retornado a confiança na equipe que amanhã enfrenta os Devils em Toronto. Acho que com essa virada espetacular, eles vão voltar a ter uma sequência, agora de vitórias, e voltar a se classificar bem na Conferência Leste.

Giguere deve passar por avaliação médica para analisar o desconforto, ou distensão, que sentiu. Aparentemente não é algo grave, pois ele voltou ao banco dos Leafs para assistir ao final da partida e concedeu várias entrevistas, bem humorado, ao final do jogo.

Não sei qual será a decisão dos Leafs quanto à Kadri e Aulie … mas os dois vêem jogando bem … não acredito que sejam mantidos nos Leafs nesta temporada, mas se continuarem assim, deixarão Ron Wilson numa situação difícil de explicar porque os substituiu por jogadores que talvez não produzam ou estejam jogando tão bem quanto eles.

GO Leafs GO

%d blogueiros gostam disto: