Anúncios

Arquivo

Posts Tagged ‘Tim Brent’

27/03/2012 – Carolina Hurricanes @ Toronto Maple Leafs

quinta-feira, 29 março 2012 2 comentários

É … Nossa situação está cada vez mais difícil! Perdemos dos Rangers no Shootout e recebemos os Hurricanes no Air Canadá Centre, um time que, como nós não tem mais como ir aos playoffs. Mas tem um ótimo goleiro, Cam Ward!

Os Leafs devem estar em clima de derrota e de uma temporada que até mesmo para os jogadores foi frustrante. Com Jonas Gustavsson no gol, pois James Reimer aparentemente sentiu algumas dores no pescoço ou no tronco, algo não muito bem explicado, os Leafs iniciaram a partida e apesar de tentarem fazer belas jogadas, pararam na muralha que foi Cam Ward!

Devido à falta de tempo não farei este post como tenho feito todos os outros, dividindo os parágrafos por período, vou resumir o jogo todo num só.

Os Hurricanes estavam melhor no primeiro período e, como os Leafs deram somente 5 chutes ao gol, não foi uma novidade que os Hurricanes saíssem na frente. Aos 13m05s, Jussi Jokinen abre o placar desviando o puck num chute de Tuomo Ruutu, sem chances de defesa para Gustavsson. O segundo e o terceiro gol vieram de ex- jogadores dos Leafs. Tim Brent marcou aos 18m17s do primeiro período, num chute bem defensável! E Jay Harrison marcou logo no início do segundo período, aos 37s, chutando de longe, marcado por um defensor e com Gustavsson muito mal, permitindo o gol com o puck passando por cima de sua luva. Após este gol, Randy Carlyle, imediatamente substituiu Gustavsson por Jussi Rynnas. Foi o primeiro jogo de Rynnas na NHL e ele se saiu bem, não tomando nenhum gol durante todo o restante da partida. Nos dois últimos períodos os Leafs dominaram a partida, tanto que deram 25 chutes a gol contra 11 dos Hurricanes e foi justamente Cam Ward quem garantiu a vitória numa noite inspiradíssima!

Com a derrota deixamos de ter qualquer possibilidade matemática de classificação aos playoffs e já podemos começar a pensar em acompanhar os Marlies.

Este é o sétimo ano consecutivo sem playoffs em Toronto!

Go Leafs Go – Agora só podemos ficar na expectativa de qual escolha do draft será a nossa e o que faremos com ela!

Anúncios

07/02/2011 – Atlanta Thrashers @ Toronto Maple Leafs

terça-feira, 08 fevereiro 2011 5 comentários

Depois da derrota por 6-2 para os Sabres, em Buffalo, os Maple Leafs voltaram para Toronto para receber o Atlanta Thrashers no Air Canada Centre.

Os dois gols dos Thrashers no primeiro período foram feitos em jogadas de vantagem numérica por Evander Keane, aos 2:39; e Dustin Byfuglien, aos 16:14 (um detalhe é que as penalidades dos Leafs foram bastante questionáveis). Vale destacar a boa performance de Jean-Sébastien Giguère no período, parando 16 dos 18 chutes dos Thrashers.

No segundo período, os Leafs acordaram e entraram no jogo, empatando em 2-2 com um gol do capitão Dion Phaneuf (seu primeiro como um Maple Leaf no Air Canada Centre) e outro de Mikhail Grabovski. A resposta de Atlanta veio 40 segundos após o gol de  Grabovski, com o ex-Leaf Nikolai Antropov. Toronto ficou atrás no placar até os quinze minutos de jogo [no período], quando Tomas Kaberle fez um lindo passe para Clarke MacArthur que marcou e empatou novamente.

A igualdade no placar se manteve até os quatro minutos do terceiro, quando Nikolai Kulemin aproveitou um vacilo de Dustin Byfuglien e colocou os Leafs na frente. Tim Brent faz o quinto dos Leafs após boa jogada dele, de Joey Crabb e Colby Armstrong. Os Thrashers não desistem e voltam a pressionar: num ataque deles – com MacArthur indo pegar seu taco que estava caido no gelo – Andrew Ladd anotar um gol e põe os Thrashers de volta na disputa. Faltando 1:20 para o término do jogo, Ondrej Pavelec sai do gol de Atlanta, permitindo o uso de mais atacante pela sua equipe, mas o jogo termina 5-4 para Toronto.

Na terça-feira, os Leafs vão a Nova Iorque, enfrentar os Islanders, os últimos colocados na Conferência Leste. Será uma boa oportunidade pra garantir dois pontos.

GO LEAFS GO

Tim Brent e o #timbrentfacts

sexta-feira, 04 fevereiro 2011 4 comentários
IMG_4099.jpg

Image by bridgetds via Flickr

Durante o lance em que os ‘Canes estavam em vantagem-numérica de 5-a-3 (5-on-3 powerplay) e Tim Brent bravamente bloqueou os dois chutes seguidos, os torcedores do Toronto Maple Leafs lançaram o #TimBrentFacts (Verdades Sobre Tim Brent) no Twitter. E as piadas e frases sobre os bloqueios de Brent fizeram sucesso na rede social (figurou entre os tópicos mais falados no Canadá).

Seguem algumas das melhores citações:

“Os Leafs agora têm quatro goleiros: JS Giguere, Jonas Gustavsson, James Reimer e Tim Brent.” (@Steve_Dangle)

“É Tim Brent quem bloqueia o sol durante a noite” (@Steve_Dangle)

“É impossível seguir @Brenter37 [Tim Brent]. Todos que tentam são bloqueados.” (@DownGoesBrown)

“A NHL considera um 5-on-3 contra Tim Brent uma situação de even-strenght.” (@DownGoesBrown)

“Tim Brent defende chutes melhor que Dan Ellis” (@OegieBoogie)

“Novo bloqueador solar no mercado: Fator TIMBRENT” (@trevcalhoun)

“A banda de Donnie Whalberg agora se chama New Kids on the Brent [Tim Brent] @Brenter37” (@IanMcIntosh14)

“Tim Brent tem mais blocks que uma fábrica de Lego” (@localsportsteam)

Eu e o Christian também entramos na onda:

“Brent pode jogar em duas posições… Winger e Goleiro!!!” (@mapleleafsbr)

Reimer está treinando Tim Brent para assumir seu lugar caso se machuque.” (@mapleleafsbrasil)

“Reimer disse: “Hey, Brent, pára de fazer meu trabalho!” ” (@renattomd)

“Tim Brent é melhor que um goleiro. Ele nem precisa dos pads!” (@renattomd)

“A banda favorita do Tim Brent é o BLOC Party” (@renattomd)

Pra quem quiser seguir o Tim Brent, o twitter dele é @Brenter37. Além dele, vale a pena seguir o Christian para ficar informado sobre as novidades dos Leafs e do Maple Leafs Brasil.

03/02/2011 – Carolina Hurricanes @ Toronto Maple Leafs

sexta-feira, 04 fevereiro 2011 3 comentários

Após a emocionante vitória contra os Panthers, os Maple Leafs receberam o Carolina Hurricanes, que estão mais vivos na briga por uma vaga nos Playoffs.

Toronto começou jogando como “gente grande”, distribuindo hits e chutes contra o adversário. A agressividade dos Leafs se traduziu na briga em que Jay Rosehill dominou Tim Gleason e na superioridade no número de chutes (13-6 a favor dos Leafs), mas mesmo assim o placar permaneceu inalterado.

O segundo período começou e os Leafs continuaram com a pressão, só que desta vez foram recompensados: Clarke MacArthur (aos 7:28) e Darryl Boyce (aos 14:52) deixaram os Leafs com 2-0. Pra ajudar a manter os Leafs na frente, Luke Schenn, James Reimer e Tim Brent foram heróicos numa vantagem-numérica de 5-a-3 (5-on-3 powerplay) dos Hurricanes (pênaltis de Mike Komisarek e do goleiro James Reimer). Schenn e Brent bloquearam vários chutes (em um lance, Brent bloqueou dois seguidos) e Reimer realizou boas defesas quando foi preciso. Nesse período, os chutes ficaram em 13-9 a favor dos Leafs.

No terceiro período, os ‘Canes estavam mais ligados, mas com seis minutos Kris Versteeg faz o terceiro dos Leafs, depois de uma belíssima defesa de Cam Ward. Com o passar do tempo, o jogo ficou mais disputado e equilibrado (o período terminou com 15 chutes a 12, a favor dos Leafs), mas os dois goleiros mantiveram o placar no 3-0.

As três estrelas da partida foram Colby Armstrong (3 – com uma assistência), Tim Brent (2 – que foi o responsável pelo lance mais emocionante do jogo ao salvar o shutout de Reimer no penalty kill) e James Reimer (1 – que defendeu todos os 27 chutes dos Hurricanes e conquistou seu primeiro shutout na NHL). Além deles, Cam Ward jogou muito bem (foi um dos únicos ‘Canes que estava bem na partida), François Beauchemin foi bem na defesa e Phil Kessel fez uma ótima partida, mas não conseguiu seu merecido gol.

O próximo confronto dos Leafs será contra o Buffalo Sabres, em Buffalo, no Sábado. Os Sabres estão com 4 pontos na frente dos Leafs na classificação, ou seja,  Toronto precisa garantir a vitória nessa partida se ainda sonha com Playoffs.

24/01/2010 – Toronto Maple Leafs @ Carolina Hurricanes

terça-feira, 25 janeiro 2011 3 comentários

Ontem os Leafs foram até Raleigh na Carolina do Norte, enfrentar os Carolina Hurricanes. Os Leafs vinham da derrota para o Washington Capitals em casa e buscavam voltar a vencer melhorando as chances de uma ida aos playoffs.

Foi um jogo muito bom e disputado e que viu ambas equipes em busca do gol e cometendo vários penaltis durante a partida.

No primeiro período os Leafs entraram com vontade de vencer a partida … mas quem marcou primeiro foram os Hurricanes. Aos 12m16s, Joe Corvo marcou abrindo o placar. Neste período houve também uma briga entre Clarke MacArthur e Chad La Rose, que viu MacArthur rodando o jogador dos Hurricanes!!! Foi muito bom ver MacArthur nesta briga! Os Leafs continuaram jogando muito bem e conseguiram o empate aos 19m51s, com Tomas Kaberle. Foi apenas o segundo gol da temporada para Tomas Kaberle que ainda insiste em não chutar a gol. Sempre que pode ele prefere passar o puck para outro jogador da equipe.

Ao final do primeiro período houve uma grande confusão entre os jogadores e Tim Gleason que estava sendo seguro por Nikolai Kulemin, simplesmente partiu para a briga, mesmo com o jogador de Toronto ainda com suas luvas … não querendo briga. Gleason acertou um gancho no nariz de Kulemin, quebrando o nariz do atacante dos Leafs. Kulemin saiu do gelo meio desorientado e não retornou mais para a partida.

No segundo período, os Leafs até que tentaram se recuperar e quem se mostrava sólido e com defesas desconcertantes era Cam Ward. O goleiro do Carolina Hurricanes defendeu sua equipe em várias tentativas dos Leafs e, aos 11m16s, James McBain marcou mais um para o time da casa. Na verdade o gol de McBain desviou no stick de Mike Komisarek e acabou enganando Giguere. Leafs 1 – Hurricanes 2.

O terceiro período foi o mais movimentado do jogo. Foi um período que viu 7 gols marcados, além de continuar os powerplays para ambas as equipes. Em alguns powerplays para os Leafs, os jogadores acabavam por cometer penaltis, o que deixava os times com igualdade no número de jogadores. Logo ao 1m49s Brandon Sutter anota o terceiro dos Hurricanes, deixando a vitória dos Leafs mais distante, mas Tim Brent marcou dois gols, incluindo um em desvantagem numérica aos 3m18s e 4m29s, aliás belos gols que empataram o jogo! Mas logo após os Leafs permitiram mais um gosl dos Hurricanes, o segundo de Brandon Sutter, aos 8m55s. Aos 11m02s, Jeff Skinner, um jogador de 18 anos, marcou o seu 18º gol na sua primeira temporada e ampliou a vantagem dos Hurricanes para 5 a 3. Os Leafs demonstravam ser um time guerreiro e voltaram a marcar com Mike Brown, aos 14m15s, em powerplay, após receber um excelente passe de Tim Brent.

Os Leafs diminuíram para apenas um gol de diferença e, apesar de todas as tentativas, incluindo a retirada de Giguere para adicionar mais um atacante, em busca do empate, quem marcou o gol que terminou com as chances dos Leafs foi Erik Cole, num chute a partir da Zona Neutra, no gol dos Leafs, sem goleiro.

A partida foi emocionante, apesar dos Leafs não deterem a vantagem no placar em nenhum momento. Tim Brent fez uma ótima partida, mas não conseguiu garantir a vitória.

Vamos aguardar por melhores notícias de Nikolai Kulemin. Que bom que ele pode se recuperar no período entre hoje, e primeiro de fevereiro, com a parada da NHL para o final de semana do All Star-Game!

Os Leafs ainda jogam hoje à noite, em Tampa, contra os Lightining!

GO Leafs GO.

22/01/2011 – Washington Capitals @ Toronto Maple Leafs

domingo, 23 janeiro 2011 4 comentários

Após duas partidas antagônicas (uma esmagadora derrota por 7 a 0 pro New York Rangers e uma brava vitória por 5 a 2 contra o Anaheim Ducks), os Leafs receberam o Washington Capitals no Air Canada Centre.

Os Maple Leafs começaram mostrando a mesma garra do jogo contra os Ducks, e não facilitaram a vida dos
Caps. O primeiro período foi bem movimentado e equilibrado. Os Leafs tiveram, praticamente, a metade dos chutes dos Caps (11-6 a favor de Washington), mas mesmo assim levaram perigo ao gol do novato Braden Holtby: uma das melhores chances foi quando Mikhail Grabovski aproveitou uma troca mal feita pela linha de Alexander Ovechkin e conseguiu um ataque em 3-contra-1 (infelizmente sem conseguir converter).

Aos 14:27, Washington foi recompensado pela superioridade no número de chutes a gol e fez o primeiro com Alexander Ovechkin num lance polêmico
(não vou dizer claramente pra não parecer tendencioso, mas é muito provável que tenha havido interferência em J.S. Giguère no lance).

No segundo período, o placar continuou o mesmo; o que mudou foi o jogo dos Leafs, que conseguiram equilibrar o número de chutes [no período] (12-11 a favor dos Caps) e se mostrar mais competitivos.

A “mesmice” do segundo período foi deixada de lado no terceiro. Com pouco mais de um minuto, Ovechkin faz o segundo dos Capitals. Após menos de dois minutos, Tim Brent marca com assistência dos bad boys Jay Rosehill e Dion Phaneuf e devolve a esperança aos Leafs. Washington faz seu terceiro gol com um belo gol de Matt Hendriks, após uma gigantesca bobeada da defesa dos Leafs. Com o passar do tempo, o drama do time casa só aumentava. Giguere foi para o banco e deu lugar para um atacante extra e uma imensa pressã0 do time da casa (Toronto teve 19 chutes a gol contra 8 de Washington no período), mas, apesar das tentativas, Holtby se manteve sólido e Ovechkin fez seu “hat trick” no finalzinho da partida, fechando o placar em 4-1 para os Capitals.

O próximo jogo dos Leafs será na segunda-feira, contra o Carolina Hurricanes. Toronto ainda briga por uma – distante – vaga nos playoffs, enquanto os Hurricanes estão em nono lugar [um abaixo da classificação para a pós-temporada]. Carolina contará com o experiente Cam Ward no gol, masnão terá um jogador do mesmo nível de Ovechkin (espero que isso facilite a vida do jovem elenco do Toronto).

Go Leafs Go!

06/12/2010 – Toronto Maple Leafs @ Washington Capitals (A recuperação)

terça-feira, 07 dezembro 2010 2 comentários

Ontem os Leafs foram à Washington, enfrentar os Capitals de Ovechkin e Semin. Vindos de uma vitória no Shootout em casa, contra os Bruins, no último sábado, os Leafs tentavam iniciar uma sequência de vitórias, buscando se redimir da enorme sequência de derrotas já sofridas na temporada.

Mal começou o jogo e os Capitals marcaram o primeiro gol, logo aos 2m55s, quando Mathieu Perreault desviou um chute de Tom Poti, enganando Jonas Gustavsson. Porém os Leafs estavam muito ligados na partida e em um erro dos Capitals, Kulemin passou para Clarke MacArthur que driblou o defensor e marcou o gol de empate dos Leafs. Clarke MacArthur não marcava um gol a 15 jogos!!!! Infelizmente, antes do final do primeiro período, os Leafs cometeram dois pênaltis, dando maior chance ao ótimo ataque dos Capitals de novamente tomar a dianteira no placar e Washington não desperdiçou, marcou seu segundo gol com Mike Knuble aos 14m58s.

No segundo período, os Leafs estavam pressionando muito os Capitals, tanto que até os 5 primeiros minutos, somente os Leafs tinham chutado à gol, porém Mathieu Perreault, que havia sido chamado da AHL, marcou o seu segundo da noite, terceiro dos Caps. Os Leafs não diminuíram o ritmo e continuaram buscando diminuir a liderança dos Caps, mas aos 13m50s, Ovechkin recebe o puck, cruza o gelo para a defesa dos Leafs e, num chute que já é sua marca, faz o quarto gol dos Caps de cima do círculo de face-off, do lado direito de Gustavsson. Foi um daqueles chutes mortais, indefensáveis que Ovechkin já fez diversas vezes, mas Keith Aulie acabou deixando Ovechkin muito livre e facilitou para o russo. Final do segundo período e placar de 4 a 1 para os Capitals. Os torcedores dos Leafs, ainda estavam apoiando a equipe, mas já esperavam pelo pior. Tanto que este torcedor dos Leafs aqui, acabou dormindo no último período … e acordou somente hoje pela manhã, e despretenciosamente foi ao computador para conhecer o placar final da “derrota” e teve uma ótima surpresa!

No terceiro período os Leafs mantiveram o bom nível de jogo e foram pra cima dos Capitals. Que bom que eles não se entregaram e deixaram a diferença no placar abalar a confiança e a vontade de lutar pelo puck … Aos 4m16s, Mikhail Grabovsky marcou o segundo dos Leafs. A partida tomou um rumo onde os times estavam jogando e criando chances de ambos os lados, mas aos 17m37, Tim Brent desviou um chute de Tomas Kaberle e deixou a diferença em apenas um gol. Os Leafs então pressionaram e exatamente 59 segundos depois, Clarke MacArthur ficou sozinho atrás do gol de Neuvirth e, veio a se posicionar bem, recebendo um passe de Grabovsky, e desviando para o gol, marcando o gol de empate aos 18m36s.

Os Leafs têm demonstrado um poder de recuperação invejável.

Após uma prorrogação sem gols, as equipes foram para os pênaltis (shootout). Nazem Kadri foi o primeiro e teve seu chute salvo por Neuvirth. Ovechkin foi o primeiro dos Caps e Gustavsson fechou a porta para ele defendendo seu chute. Na segunda rodada, Grabovsky marcou para os Leafs com um gol onde ele dá uma volta de 360º no estilo de Jason Blake enquanto Gustavsson defendeu a tentativa de Mathieu Perreault. Os Leafs estavam à frente e na terceira rodada, Kessel, que poderia garantir a vitória, acabou chutando para fora, deixando para Alexander Semin decidir se haveria uma rodada adicional, ou se a vitória seria dos Leafs e Jonas Gustavsson, mais uma vez, defendeu o chute, garantindo a vitória aos Leafs!

Foi um ótimo jogo para os Leafs que com isso ganham mais confiança e mostram que têm poder de recuperação!!!!

Quem quiser ver o resumo do jogo em 6 minutos, aqui está o vídeo.

Agora vamos à Pittsburgh enfrentar os Penguins de Sidney Crosby, que vem em uma sequência de 10 vitórias! Vai ser pedreira, mas podemos ganhar na casa deles sim! GO LEAFS GOOOOOOO

%d blogueiros gostam disto: