Arquivo

Posts Tagged ‘Jay Rosehill’

Mark Fraser teve uma contusão no joelho e ficará fora por até 4 semanas

sexta-feira, 04 outubro 2013 Deixe um comentário
Toronto Maple Leafs

Toronto Maple Leafs (Photo credit: Wikipedia)

De acordo com notícia publicada no site da NHL, o técnico do Toronto Maple LeafsRandy Carlyle, anunciou hoje que o defensor Mark Fraser poderá ficar fora de ação por até 4 semanas devido a uma contusão no joelho sofrida durante a vitória sobre os Flyers.

Fraser recebeu um tranco de Jay Rosehill durante o terceiro período, quando foi penalizado por high-sticking (taco alto) em Zac Rinaldo. Após servir o tempo de penalidade, Fraser deixou o penalty box e não retornou ao jogo.

O único defensor adicional que os Leafs têm no elenco é o novato Morgan Rielly, a quinta escolh ado draft de 2012 que ficou de fora dos dois primeiros jogos.

O próximo jogo dos Leafs será amanhã, contra o Ottawa Senators, no jogo de abertura da temporada no Air Canada Centre.

——————————————————————————————————————————————————————-

Será a chance de Rielly mostrar as qualidades que todos esperam dele e de se consolidar como um defensor que pode ser mantido na equipe na NHL, ganhando experiência.

Boa sorte ao Rielly e boa recuperação ao Mark Fraser!

GO Leafs GO!

02/10/2013 – Toronto Maple Leafs @ Philadelphia Flyers

quinta-feira, 03 outubro 2013 Deixe um comentário

Como foi bom começar a temporada com uma vitória! Especialmente contra o Montreal Canadiens! Mas não houve tempo para ficar comemorando, pois tão logo o jogo acabou, o time viajou para a Philadelphia para enfrentar os Flyers, jogo que foi transmitido ao vivo pelo canal ESPN+, com narração de Everaldo Marques e comentários de Thiago Simões (#NHLna ESPN).

A mais nova estrela dos Flyers é Vincent Lecavalier, após todos os seus anos como capitão do Tampa Bay Lightning.

No gol pelos Leafs foi a vez de Jonathan Bernier ter suas habilidades colocadas em teste. Pelos Flyers, Steve Mason.20131002_Leafs@Flyers_Banner

O jogo começou com os Leafs basicamente se defendendo enquanto os Flyers exerciam muita pressão. O fato de ter jogado na noite anterior, enquanto os Flyers jogavam seu primeiro jogo da temporada, com certeza influenciou. Mas o ataque dos Flyers encontrou uma muralha em Jonathan Bernier e, somente aos 19m53s, num powerplay para o time da casa, numa penalidade cometida por James Van Riemsdyk, Brayden Schenn conseguiu abrir o placar.

20131002_Leafs@Flyers_ScoreO segundo período foi como o primeiro. Os Leafs praticamente rifavam o puck ao ataque e, então os Flyers retornavam para o ataque. Entretanto, aos 17m06s, num contra-ataque, Dion Phaneuf chutou e Mason permitiu o rebote, que encontrou Phil Kessel em frente ao gol, pronto para marcar o gol de empate. Kessel não desperdiçou. Quando parecia que o período terminaria empatado, Paul Ranger, que aliás jogou muito bem, cometeu uma penalidade em Wayne Simmonds, que partia em velocidade, sozinho, contra Bernier. Os Flyers tiveram um Penalty Shot, cobrada por Simmonds e defendida por Bernier, mantendo o empate.

O terceiro período mal tinha começado e aos 02m30s, Dave Bolland recebe um passe de Lupul, que estava atrás do gol dos Flyers, e marca o gol da virada dos Leafs! Realmente a equipe parece ter a paciência necessária para, apesar de criar menos chances de gol, aproveitá-las. Numa jogada onde Mark Fraser e Brayden Schenn disputavam o puck, o jogador dos Flyers, ex-Leafs, Jay Rosehill, desferiu um forte tranco em Fraser, mas Colton Orr estava atento e defendeu o defensor dos Leafs, dando um belo tranco (check) em Rosehill que caiu e começou uma briga com Orr. Rosehill ficou furioso e ambos foram para o banco de penalidades. No finalzinho do período, os Flyers tentaram obter mais chances de gol, retirando Steve Mason e colocando um jogador de linha a mais no gelo, porém numa roubada do puck, Joffrey Lupul ia ganhar condições de chutar no gol vazio dos Flyers, quando Kimmo Timonen o impediu de maneira faltosa. Os Flyers perderam a vantagem numérica no gelo, permitindo um powerplay aos Leafs, que aproveitaram para marcar o terceiro com com Dave Bolland, segundo gol da noite, após duas tentativas defendidas por Steve Mason, num chute quase sem ângulo! Segundo jogo e segunda vitória dos Leafs!!

Começamos a temporada com o patins direito! Nosso próximo jogo será o primeiro em casa, em frente à nossa apaixonada torcida! E será no sábado, dia de Hockey Night in Canada! Nosso adversário, nosso arquirrival de conferência e de província, o Ottawa Senators! Sim!! Iniciaremos a temporada em casa com uma Batalha de Ontario!

Quanto à outra batalha ocorrendo na equipe, entre James Reimer e Jonathan Bernier, creio que quem saí ganhando é o time dos Leafs, que acaba tendo dois excelentes goleiros, com ótimas atuações, e pode se utilizar deles da melhor forma possível! Se ambos continuarem jogando assim, talvez não necessitemos de um goleiro titular, podemos mantê-los em revezamento contínuo, sem queda alguma de qualidade!

Isso, somente Randy Carlyle poderá nos responder!

Bom descanso guerreiros Azuis e Brancos! Até a Batalha de Ontario!

Go Leafs Gooooooooooooooooo

04/04/2014 – Philadelphia Flyers @ Toronto Maple Leafs

sexta-feira, 05 abril 2013 1 comentário

Os Leafs receberam os Flyers, com as duas equipes vivendo bons momentos na temporada e vindos de 3 vitórias! Ambas equipes buscavam continuar com essa seqüência de vitórias e os Leafs poderiam levar alguma vantagem já que os Flyers jogaram na noite anterior e venceram os Habs, podendo estar mais cansados. Os Leafs, pelo contrário, não jogavam desde sábado.20130404_Flyers@Leafs_Banner

Mal começou o jogo e aos 01m19s, após o puck ser enviado pelas bordas do gelo na zona defensiva dos Leafs, os Flyers o recuperaram na linha azul e Erik Gustafsson chuta forte. O chute ia para fora, mas Simon Gagne estava cruzando em frente ao gol de James Reimer e desviou o puck, de backhand, para o gol dos Leafs, abrindo o placar. Os Leafs se mexeram e aos 03m22s, descontaram. Joffrey Lupul chutou e Ilya Bryzgalov deu rebote, que foi aproveitado por Nikolai Kulemin. Com o jogo empatado as equipes continuavam disputando o puck, mas próximo aos 07m de jogo, Jay Rosehill e Adam Hall fizeram um sanduíche de Joffrey Lupul. Lupul voltou ao banco, mas logo depois deixou a partida e foi aos vestiários. Ele não retornou mais ao jogo e deve ser examinado ainda hoje para verificar se houve alguma contusão mais grave. Sem Lupul os Leafs chegaram a virar a partida com um gol de John-Michael Liles aos 16m46s, num chute da linha a azul, que Bryzgalov não conseguiu ver pois havia muitos jogadores tampando sua visão. Infelizmente, aos 18m35s, os Leafs tomam um gol de empate numa jogada em que Sean Couturier conduz o puck para a zona de ataque dos Flyers e efetua um passe. O passe acaba não sendo cortado pelo jogador dos Leafs que acompanhava Couturier e passando entre as pernas de Carl Gunnarsson, chegando até Jakub Voracek, que marcou o gol de empate com o gol praticamente aberto. Um gol infantil, onde o puck tinha que ser desviado, o passe tinha que ser bloqueado ou Reimer tinha que ter sido mais rápido seguindo o puck! O período termina com as equipes empatadas.

20130404_Flyers@Leafs_ScoreNovamente no início do segundo período, aos 54s, Brayden Schenn marca mais um para os Flyers. Os Leafs jogaram muito mal este período, perdendo a disputa pelo puck, não patinando bem, sem velocidade. Reimer por sua vez fez sua parte, defendendo muitas chances de gol contra o forte ataque dos Flyers. Aos 15m53s, Jay Rosehill, um jogador que era dos Leafs, chuta de longe e marca o quarto gol dos Flyers. Reimer chega a reclamar com o árbitro, mas a jogada sequer foi revisada. No Replay, entendi qual foi a reclamação de Reimer. Um jogador dos Flyers vem de trás do gol e não permite a livre movimentação do goleiro, deslocando o stick de Reimer com as pernas, para a esquerda. O chute de Rosehill entra exatamente à direita de Reimer. Erro dos juízes que deveriam ter dado uma penalidade aos Flyers por interferência. Mas nada foi feito e o segundo período termina com a vantagem de dois gols para os Flyers.

No terceiro período os Leafs voltaram melhor e pressionaram muito os Flyers. Aos 06m14s, James Van Riemsdyk recebe um passe de Dion Phaneuf, controla o puck, vira e chuta alto, sobre o ombro de Bryzgalov, diminui do a diferença para somente um gol. No restante do período, quem segurou tudo foi Bryzgalov, que não permitiu o gol de empate. Os Leafs então, no finalzinho da partida, tiraram James Reimer do gol, para tentar o gol de empate, com um jogador a mais no gelo. Após um faceoff na zona defensiva dos Flyers, os Leafs perdem o faceoff e o puck sobra para Luke Schenn, outro ex-Leafs, que chutou de longe. O puck ainda bateu na trave antes de entrar no gol vá no dos Leafs aos 19m43s. Placar final Flyers 5 x Leafs 3.

Os Leafs não jogaram mal, exceto no segundo período. Reimer jogou muito bem e defendeu muitos chutes perigosos. Foi uma derrota que terminou com a seqüência dos Leafs de 8 jogos pontuando. Agora restam apenas 11 jogos para o término da temporada regular e os Leafs necessitam se garantir para os Playoffs!

Go Leafs Gooooooooooooooo

E tomara que Lupul não fique muito tempo fora!!

23/05/2012 – Oklahoma City Barons @ Toronto Marlies – Finais de Conferência – Jogo 4

quinta-feira, 24 maio 2012 3 comentários
Toronto Marlies

Toronto Marlies (Photo credit: Wikipedia)

 

O Toronto Marlies acabou de ficar a uma vitória a menos da conquista da Calder Cup.

 

Aproveitando-se do apoio de mais de 6200 torcedores que compareceram ao Ricoh Coliseum, o time jogou muito bem e Ben Scrivens defendeu 30 chutes à gol, marcando o seu terceiro shutout dos playoffs e sua décima vitória!

 

Os Marlies marcaram com Philippe Dupuis, aos 13m42s do primeiro período. No início do segundo período, os Barons até que pressionaram e chegaram a marcar o gol de empate, mas após revisão do lance, o gol foi anulado pois os árbitros perceberam que o jogador empurrou o puck para o gol com sua luva. Aos 12m24s, Nicolas Deschamps marcou o segundo gol dos Marlies, num chute de trás do gol, que bateu em Yan Dannis e foi para as redes dos Barons.

 

Para fechar o placar, Jerry D’Amigo marcou em empty net aos 18m22s. Foi o oitavo gol de D’Amigo nos playoffs, empatando com Matt Frattin!

 

A vitória foi muito importante, pois deixou os Marlies a apenas uma vitória de levar a conferência Leste e de chegar às finais da Calder Cup! Além disso, o time jogou sem Nazem Kadri e o capitão, Mike Zigomanis, ambos contundidos. Kadri e Zigomanis foram substituídos por Colton Orr e Jay Rosehill que jogaram na quarta linha dos Marlies.

 

O próximo jogo será na sexta-feira em Toronto. Com a vitória, os Marlies enfrentarão os Norfolk Admirals nas Finais da Calder Cup 2011-12.

 

Go Marlies Gooooooo – Vamos incendiar a cidade com uma vitória na Calder Cup! Vamos fazer a cidade viver a emoção das finais!! E sentir o gosto da vitória! Quem sabe não alimentamos o espírito dos Leafs para as próximas temporadas!?!?!?!?

 

 

07/03/2012 – Toronto Maple Leafs @ Pittsburgh Penguins

quinta-feira, 08 março 2012 Deixe um comentário

Perdemos ontem, em casa, para o Boston Bruins e já voltamos ao gelo em Pittsburgh, para tentar uma vitória contra os Penguins!

Para este jogo tivemos o desfalque de Joffrey Lupul que deslocou o ombro na partida de ontem e talvez não retorne nesta temporada. Tivemos também o primeiro jogo de Carter Ashton com a camisa dos Leafs e o retorno de Mike Brown.

Os Leafs começaram bem a partida, com energia, apesar do jogo de ontem à noite, que exigiu muito fisicamente do time! Apesar de diversas tentativas de ambas equipes, o placar manteve-se inalterado no primeiro período.

Aos 1m00s do segundo período, Phil Kessel abriu o placar para os Leafs, vencendo o goleiro Thiesen, pois Marc-Andre Fleury não jogou. Os Leafs ainda abriram dois gols de vantagem com Carl Gunnarsson aos 07m16s. Os Penguins só conseguiram diminuir aos 09m25s com Pascal Dupuis!

No terceiro período, acho que os Leafs começaram a sentir o cansaço e mais uma vez deixaram a vitoria escapar! Os Penguins voltaram decididos a virar a partida e conseguiram com gols de Jordan Staal aos 01m34s e Pascal Dupuis aos 04m10s, batendo Jonas Gustavsson de um ângulo fechado, num chute de backhand! O Toronto até que tentou empatar a partida e, nos cinco minutos finais, Kulemin acertou a trave de Thiesen e, num powerplay, o puck sobrou para Tyler Bozak, sozinho em frente ao gol aberto dos Penguins, pois Thiesen havia se deslocado, tentando defender um chute, mas Bozak chutou e o puck acabou sendo defendido pelo patins de Tim Connolly, que havia recebido um tranco e estava caindo no gelo. O puck simplesmente bateu no patins dele, no ar, e não entrou no gol, sendo desviado! Apesar dos esforços, os Leafs, mais uma vez, perderam!

Kessel foi um dos melhores da partida e a cada entrada no gelo batalhava e tentava fazer jogadas para vencer o jogo, demonstrando muita raça! Era visível a sua frustração com a derrota, após estarmos vencendo por 2 a 0! Kessel é um excelente jogador, mas precisa de outros jogadores do mesmo nível para poder levar a equipe às vitorias! Ele não é o superman que leva o time sozinho nas costas todos os jogos! Fazendo uma comparação, Kessel não é Mats Sundin, apesar dos dois sentirem falta de outras pecas de qualidade na equipe!
A torcida dos Leafs, frustrada, venda a chance do time não ir novamente aos Playoffs aumentando a cada jogo, criticou muito o goleiro Jonas Gustavsson, porém a minha opinião é que se não fosse por ele, nós teríamos perdido de uma diferença maior de gols! Ele chegou a defender um contra ataque onde Jordan Stall partiu sozinho com o puck e teve a porta fechada por Gustavsson.

Nosso problema é a defesa que, partida após partida, não consegue limpar o puck da frente do gol de Gustavsson, ou não consegue parar os atacantes adversários, que chegam com perigo ao gol doa Leafs!

Mike Brown jogou pouco, pois sente dores no pescoço, que já o tiraram do jogo contra os Bruins e Jay Rosehill cometeu alguns penaltis sem necessidade, proporcionando algumas chances para os Penguins!

Só nos restam 15 jogos para o final da temporada regular e cada ponto conquistado vale ouro! Que Randy Carlyle consiga arrumar a casa!! Ainda dá tempo, ainda podemos ir aos playoffs, só temos que jogar melhor defensivamente!

Go Leafs Gooooo!! Vamos acreditar!! Enquanto houver chances matemáticas, tudo pode acontecer!!!

Darryl Boyce é selecionado pelo Columbus Blue Jackets

sábado, 25 fevereiro 2012 Deixe um comentário

E começaram as mudanças no elenco dos Leafs.

Ainda não sabemos se haverá alguma contratação, quem estará envolvido e com quem será feita, mas o elenco dos Leafs já começou a mudar. Ontem os Leafs colocaram Jay Rosehill e Darryl Boyce na lista de waivers e, caso ninguém os selecionasse, ambos iriam para o Toronto Marlies. Bom … Rosehill foi para os Marlies, mas Boyce acabou sendo selecionado pelo Columbus Blue Jackets.

Adeus Boyce! Que você consiga uma melhor chance de demonstrar o seu valor em um time que está se reestruturando, inclusive vendendo jogadores como Jeff Carter que foi para o Los Angeles Kings e com Rick Nash recebendo propostas! Bos sorte para você.

Para ajudar os Leafs, Matt Frattin foi convocado junto aos Marlies. Frattin deve trazer velocidade à equipe.

GO Leafs GO

17/01/2012 – Ottawa Senators @ Toronto Maple Leafs

quarta-feira, 18 janeiro 2012 4 comentários

O Toronto Maple Leafs recebeu o Ottawa Senators no Air Canada Centre para mais uma Batalha de Ontário. As duas equipes tentavam recuperar suas seqüências de vitórias e se manter na disputa por uma vaga para os Playoffs.
Os donos da casa começaram a partida com James Reimer de volta ao gol, no lugar de Jonas Gustavsson. A última aparição de Reimer em jogo foi no dia 31 de dezembro, na derrota por 3-2 para o Winnipeg Jets.

O primeiro gol do jogo foi feito por Matthew Lombardi, que abriu o placar para os Leafs aos 06:51. Dez minutos depois, Joffrey Lupul recebe belo passe de Phil Kessel e aumenta a vantagem num belo contra-ataque.
Pouco depois do gol, Chris Neil, dos Sens, faz pênalti e deixa Toronto numa vantagem-numérica (power play), que leva muita pressão à meta de Craig Anderson, mas não é convertida em gol.
A resposta dos Sens veio no final do período: faltando menos de dez segundos para o término do primeiro, Daniel Alfredsson deixa o placar em 2-1.

O segundo período começou com um belo ataque dos Sens seguido por outro dos Leafs, porém tanto James Reimer quanto Craig Anderson fizeram boas defesas e deixaram o placar inalterado. Os dois times mantiveram a partida ofensiva e equilibrada (apesar de ter menos chutes à gol, os Sens pressionaram bastante) até os sete minutos de jogo, quando Nick Foligno, dos Sens, dá um tranco abaixo da altura do joelho (clipping) em Dion Phaneuf – que deixou o gelo aparentemente contundido – e dá aos Leafs outra vantagem-numérica e o controle do jogo. Aos 13:16, Phaneuf volta ao gelo e briga com Foligno, em resposta ao tranco, e os pênaltis dados pelos juízes foram: Phaneuf, 5 minutos por brigar e 2 minutos por roughing (cumpridos por Jay Rosehill); Foligno, 5 minutos por brigar, o que deu aos Senators uma vantagem-numérica.
Ottawa, com um jogador a mais, aproveitou o momento e empatou a partida com Jason Spezza aos 16:46. A partir do empate, os Sens se mantiveram no ataque e deram bastante trabalho para o sistema defensivo dos Leafs.

Kyle Turris abriu o terceiro período fazendo seu terceiro gol na temporada e também o terceiro dos Senators na partida. Os Maple Leafs tentaram correr atrás do prejuízo, mas resultado final foi uma vitória por 3-2, de virada, dos Senators.

O próximo jogo dos Leafs será contra o Minnesota Wild, também no Air Canada Centre. Wild e Leafs estão na mesma situação: chegaram a liderar suas respectivas Conferências e até mesmo a NHL, mas agora encontram-se lutando por uma vaga nos Playoffs. É uma boa chance para os Leafs começarem a retomada de uma posição melhor na classificação.

%d blogueiros gostam disto: