Arquivo

Posts Tagged ‘Wayne Simmonds’

Negociações dos Leafs na pós-temporada – Edição 1

domingo, 11 outubro 2020 Deixe um comentário

Acabou de terminar o NHL Draft de 2020, onde os Leafs selecionaram: Rodion Amirov (LW), Roni Hirvonen (C), Topi Niemela (D), Artur Akhtyamov (G), William Villeneuve (D), Dmitri Ovchinnikov (LW), Veeti Miettinen (RW), Axel Rindell (RD), Joe Miller (RW), John Fusco (LD), Wyatt Schingoethe (C) e Ryan Tverberg (C), mas Kyle Dubas e os gerentes dos Leafs não pararam nem pra respirar, pois dois dias depois, ontem, 09 de outubro, abriu o mercado para contratação de Unrestricted Free Agents (UFAs)!

O Toronto Maple Leafs não ofereceu renovações para vários de seus Restricted Free Agents (RFAs), entre eles, Frederik Gauthier. Somente Ilya Mikheyev e Travis Dermott receberam propostas para renovarem seus contratos. Ainda não sabemos os valores e acredito que os jogadores ainda não aceitaram a renovação e talvez a levem para arbitragem, mas não tivemos notícias sobre isso.

Com a abertura do período de contratação, os Leafs necessitavam cobrir suas necessidades na defesa e Dubas já havia dito que a equipe dos Leafs tem que ser muito mais difícil para os outros times jogarem contra. Com essa filosofia, Dubas contratou na sexta-feira, 09 de outubro: Wayne Simmonds, por uma temporada no valor de 1,5 milhões de dólares (https://twitter.com/mapleleafs/status/1314604211246694402?s=21); e TJ Brodie, com um contrato de 4 anos no valor de 20 milhões de dólares (https://twitter.com/mapleleafs/status/1314708573021261826?s=21).

Hoje, 10 de outubro, Dubas e os Leafs continuaram com o trabalho e contrataram: Travis Boyd, por um ano, num contrato de 700 mil dólares (https://twitter.com/mapleleafs/status/1315045819914104832?s=21); e no final do dia, anunciaram a contratação de Zach Bogosian num contrato de um ano por 1 milhão de dólares (https://twitter.com/mapleleafs/status/1315084790018846721?s=21). Também houve uma negociação que enviou Andreas Johnsson ao New Jersey Devils em troca de Joey Anderson (https://twitter.com/mapleleafs/status/1315063434942308352?s=21).

Sendo assim, o elenco dos Leafs tem mais 2 defensores, em Brodie e Bogosian, além de 3 atacantes em Simmonds, Boyd e Anderson. Com isso, Dubas liberou um pouco de espaço no teto salarial, uma vez que Johnsson tinha contrato de 3,4 milhões de dólares. Com certeza vamos ver mais jogadores deixando o time para gerar espaço no teto salarial.

Agora é aguardar por novas negociações! De qualquer forma, as mudanças e possibilidades que esses jogadores trazem à equipe, já demonstram que os Leafs deverão realmente ser um time mais difícil de enfrentar!

Go Leafs Goooo – Go Dubas Goooooo

11/11/2016 – Philadelphia Flyers @ Toronto Maple Leafs

sábado, 12 novembro 2016 Deixe um comentário

Na noite onde as celebridades do mundo do Hockey, que farão parte do Hall da Fama do Hockey (Hockey Hall of Fame), foram homenageados no Air Canada Centre, dentre eles, Eric Lindros e Pat Quinn, o Toronto Maple Leafs recebeu o Philadelphia Flyers.

Lindros jogou pelos Flyers e também pelos Leafs! Pat Quinn foi um defensor dos Leafs, mas foi mais conhecido como técnico da equipe na era Sundin. 

No gol dos Leafs, Frederik Andersen, buscando recobrar a confiança e performance que teve nos Ducks e pelos Flyers, Steve Mason.

Os Leafs abriram o placar com Nazem Kadri aos 02m54s numa linda jogada onde ele interceptou um passe dos Flyers e partiu sozinho contra Mason. Os Flyers conseguiram se recuperar com um gol de Wayne Simmonds aos 03m59s, em powerplay, e Travis Konecny colocou os Flyers à frente aos 04m25s. Somente ao final do primeiro período, Morgan Rielly conseguiu empatar o jogo num powerplay para os Leafs, aos 19m08s.

Para o desespero dos Leafs, Wayne Simmonds colocou os Flyers à frente aos 02m53s com os Leafs em powerplay (vantagem numérica). 

O que os Flyers não esperavam é que os Leafs voltariam inspirados para o último período. Martin Marincin empatou com um chute fortíssimo da linha azul aos 04m03s. Zach Hyman marcou o gol que deu a vitória aos Leafs aos 08m34s. Leo Komarov marcou seu primeiro gol da temporada aos 11m32s, shorthanded (enquanto os Flyers estavam em vantagem numérica) e Mitch Marner fechou o placar em 6 a 3, com um gol aos 16m17s.

Mitch Marner marcou cinco pontos na noite e Morgan Rielly marcou quatro!!

Ótima vitória dos Leafs que nem tiveram tempo de comemorar, pois jogam hoje contra os Penguins em Pittsburgh.

Go Leafs Goooo

28/03/2014 – Toronto Maple Leafs @ Philadelphia Flyers

sábado, 29 março 2014 2 comentários

Com seis derrotas consecutivas nas costas e empatados com mais três equipes com 80 pontos, os Lesfs encontram-se em uma difícil posição, fora dos playoffs, já que possuem menos jogos que estás outras equipes até o final da temporada regular. Por isso precisamos urgentemente de pontos para galgar novamente a tabela de classificação e termos chances de brigar por uma, nem que seja a última, vaga dos playoffs.

Os Leafs foram à Philadelphia enfrentar os Flyers que estão à frente na classificação. Os Flyers também vinham de derrotas, duas consecutivas, e não seria uma tarefa fácil vencê-los na casa deles.

Com Jonathan Bernier no gol, os Leafs iniciaram a partida jogando muito bem, conseguindo igualar o volume de jogo. Os Leafs acabaram cedendo um powerplay pois Cody Franson, mais uma vez, teve seu chute bloqueado próximo à blue line, e para não permitir um contra-ataque, acabou segurando o jogador dos Flyers. Neste powerplay, Nikolai Kulemin acabou tentando roubar o puck do jogador dos Flyers, mas seu taco acabou por derrubar o jogador e acabamos cedendo mais um powerplay, deixando os Flyers com dois jogadores a mais no gelo (5 x 3). No faceoff, Jay McClement acabou “sacado” e Dion Phaneuf acabou por enfrentar seu primeiro faceoff da carreira, contra Claude Giroux. Giroux venceu o faceoff e o puck acabou sendo passado para Vincent Lecavalier, que chutou de primeira, muito forte, e venceu Jonathan Bernier, abrindo o placar aos 05m35s. Faltando 1m59s para o término do período, os Leafs ganharam seu primeiro powerplay da partida e não conseguiram empatar.

O segundo período começou com os Leafs ainda em powerplay. Tyler Bozak venceu o faceoff e saiu do círculo central com o puck dominado. James Van Riemsdyk seguiu a jogada à esquerda de Bozak. Bozak passou para Riemsdyk que com apenas 4 segundos do período marcou o gol de empate dos Leafs, vencendo Steve Mason com um chute no ângulo. Riemsdyk empatou a partida e o recorde de gol mais rápido em um período da NHL. Apenas outros dois jogadores conseguiram marcar gols após apenas 4s. Os Leafs jogavam bem e pressionavam os Flyers, mas acabaram por conceder outro powerplay, aproveitado pelos Flyers. Aos 11m03s, Kimmo Timonen chutou e Scott Hartnell desviou levemente o puck com seu taco, retirando Bernier da jogada.

A decisão ficaria para o terceiro período e os Leafs tinham tudo para conseguir virar, pois jogavam melhor. Mas os Flyers chegaram ao terceiro gol, com Claude Giroux, aos 04m55s. Após um erro de passe dos Leafs, Giroux interceptou o puck na zona neutra e partiu sozinho contra Bernier, acertando o ângulo. Aos 06m18s, Dave Bolland descontou e colocou a partida novamente com apenas um gol de diferença. Dava tempo e os Leafs acreditavam nisso, mas Wayne Simmonds aproveitou a chance dada pelos Leafs aos 12m39s. O puck veio alto e Dion Phaneuf ia pegá-lo com sua luva, mas o puck acabou batendo na luva de Phaneuf e sobrando para Brayden Schenn, que passou para Simmonds, que controlou o puck e venceu Bernier.

Com mais esta derrota, por 4 a 2, os Leafs possuem apenas mais 7 jogos pela frente e necessitam vencer os Red Wings hoje, em Toronto, num jogo de vida ou morte.

Ainda dá!! Eu acredito!!! I Beleaf!!!!

Mas está cada vez mais difícil!!!

Go Leafs Gooooooooooo

02/10/2013 – Toronto Maple Leafs @ Philadelphia Flyers

quinta-feira, 03 outubro 2013 Deixe um comentário

Como foi bom começar a temporada com uma vitória! Especialmente contra o Montreal Canadiens! Mas não houve tempo para ficar comemorando, pois tão logo o jogo acabou, o time viajou para a Philadelphia para enfrentar os Flyers, jogo que foi transmitido ao vivo pelo canal ESPN+, com narração de Everaldo Marques e comentários de Thiago Simões (#NHLna ESPN).

A mais nova estrela dos Flyers é Vincent Lecavalier, após todos os seus anos como capitão do Tampa Bay Lightning.

No gol pelos Leafs foi a vez de Jonathan Bernier ter suas habilidades colocadas em teste. Pelos Flyers, Steve Mason.20131002_Leafs@Flyers_Banner

O jogo começou com os Leafs basicamente se defendendo enquanto os Flyers exerciam muita pressão. O fato de ter jogado na noite anterior, enquanto os Flyers jogavam seu primeiro jogo da temporada, com certeza influenciou. Mas o ataque dos Flyers encontrou uma muralha em Jonathan Bernier e, somente aos 19m53s, num powerplay para o time da casa, numa penalidade cometida por James Van Riemsdyk, Brayden Schenn conseguiu abrir o placar.

20131002_Leafs@Flyers_ScoreO segundo período foi como o primeiro. Os Leafs praticamente rifavam o puck ao ataque e, então os Flyers retornavam para o ataque. Entretanto, aos 17m06s, num contra-ataque, Dion Phaneuf chutou e Mason permitiu o rebote, que encontrou Phil Kessel em frente ao gol, pronto para marcar o gol de empate. Kessel não desperdiçou. Quando parecia que o período terminaria empatado, Paul Ranger, que aliás jogou muito bem, cometeu uma penalidade em Wayne Simmonds, que partia em velocidade, sozinho, contra Bernier. Os Flyers tiveram um Penalty Shot, cobrada por Simmonds e defendida por Bernier, mantendo o empate.

O terceiro período mal tinha começado e aos 02m30s, Dave Bolland recebe um passe de Lupul, que estava atrás do gol dos Flyers, e marca o gol da virada dos Leafs! Realmente a equipe parece ter a paciência necessária para, apesar de criar menos chances de gol, aproveitá-las. Numa jogada onde Mark Fraser e Brayden Schenn disputavam o puck, o jogador dos Flyers, ex-Leafs, Jay Rosehill, desferiu um forte tranco em Fraser, mas Colton Orr estava atento e defendeu o defensor dos Leafs, dando um belo tranco (check) em Rosehill que caiu e começou uma briga com Orr. Rosehill ficou furioso e ambos foram para o banco de penalidades. No finalzinho do período, os Flyers tentaram obter mais chances de gol, retirando Steve Mason e colocando um jogador de linha a mais no gelo, porém numa roubada do puck, Joffrey Lupul ia ganhar condições de chutar no gol vazio dos Flyers, quando Kimmo Timonen o impediu de maneira faltosa. Os Flyers perderam a vantagem numérica no gelo, permitindo um powerplay aos Leafs, que aproveitaram para marcar o terceiro com com Dave Bolland, segundo gol da noite, após duas tentativas defendidas por Steve Mason, num chute quase sem ângulo! Segundo jogo e segunda vitória dos Leafs!!

Começamos a temporada com o patins direito! Nosso próximo jogo será o primeiro em casa, em frente à nossa apaixonada torcida! E será no sábado, dia de Hockey Night in Canada! Nosso adversário, nosso arquirrival de conferência e de província, o Ottawa Senators! Sim!! Iniciaremos a temporada em casa com uma Batalha de Ontario!

Quanto à outra batalha ocorrendo na equipe, entre James Reimer e Jonathan Bernier, creio que quem saí ganhando é o time dos Leafs, que acaba tendo dois excelentes goleiros, com ótimas atuações, e pode se utilizar deles da melhor forma possível! Se ambos continuarem jogando assim, talvez não necessitemos de um goleiro titular, podemos mantê-los em revezamento contínuo, sem queda alguma de qualidade!

Isso, somente Randy Carlyle poderá nos responder!

Bom descanso guerreiros Azuis e Brancos! Até a Batalha de Ontario!

Go Leafs Gooooooooooooooooo

29/03/2012 – Philadelphia Flyers @ Toronto Maple Leafs

sábado, 31 março 2012 Deixe um comentário

A maré de azar continua sobre a equipe dos Leafs. Após a derrota por 3 a 0 no Air Canada Centre, contra os Hurricanes, os Leafs estavam no aquecimento para receber o Philadelphia Flyers quando Clarke MacArthur chutou ao gol onde estava Jonas Gustavsson e o puck bateu na lateral do joelho do goleiro dos Leafs, que caiu ao chão com fortes dores. Gustavsson foi atendido e levado ao vestiário e ficou a dúvida sobre se ele retornaria para o jogo, se Jussi Rynnas seria o goleiro, se Gustavsson conseguiria ficar no banco e caso negativo, quem os Leafs chamariam, pois os goleiros dos Marlies, Ben Scrivens e Mark Owuya estavam muito longe, pois os Marlies jogariam na mesma noite.

Ao final a decisão foi a de manter Rynnas no gol e Gustavsson acompanhou o jogo do Banco.

Infelizmente para Rynnas, os Leafs não tiveram energia suficiente para enfrentar os poderosos Flyers e sucumbiram, mais uma vez, por um placar bem elástico.

No primeiro período Brayden Schenn marcou aos 05m34s e aos 11m01s, este último em powerplay. Os Leafs somente conseguiram o gol de honra aos 14m16s com Mikhail Grabovski, usando todo seu talento e vencendo o goleiro Sergey Bobrovsky.

O segundo período viu Wayne Simmonds marcar aos 03m55s e Matt Read aos 12m03s, enquanto os Leafs estavam com vantagem numérica. Ou seja Matt Read marcou um gol enquanto sua equipe estava com um jogador a menos no gelo.

No último período, os Flyers não diminuíram o ritmo. Eric Welwood ampliou o placar a favor dos Flyers aos 05m49s. Jakub Voracek marcou aos 07m51s e Wayne Simmonds marcou seu segundo gol da partida aos 11m44s. Placar final Flyers 7 x 1 Leafs.

Foi a primeira vez na história em que os Flyers “varreram” os Leafs, vencendo todos os quatro jogos entre as equipes durante a temporada regular.

E vamos logo rumo ao término da temporada, afinal, teremos uma loooonga pós-temporada para analisar o que Burke fará para melhorar a equipe.

GO Leafs GO e  Desculpe Rynnas … seu primeiro jogo na NHL foi uma derrota devastadora … não deveria ter sido assim!

%d blogueiros gostam disto: