Arquivo

Posts Tagged ‘Zach Bogosian’

Negociações dos Leafs na pós-temporada – Edição 1

domingo, 11 outubro 2020 Deixe um comentário

Acabou de terminar o NHL Draft de 2020, onde os Leafs selecionaram: Rodion Amirov (LW), Roni Hirvonen (C), Topi Niemela (D), Artur Akhtyamov (G), William Villeneuve (D), Dmitri Ovchinnikov (LW), Veeti Miettinen (RW), Axel Rindell (RD), Joe Miller (RW), John Fusco (LD), Wyatt Schingoethe (C) e Ryan Tverberg (C), mas Kyle Dubas e os gerentes dos Leafs não pararam nem pra respirar, pois dois dias depois, ontem, 09 de outubro, abriu o mercado para contratação de Unrestricted Free Agents (UFAs)!

O Toronto Maple Leafs não ofereceu renovações para vários de seus Restricted Free Agents (RFAs), entre eles, Frederik Gauthier. Somente Ilya Mikheyev e Travis Dermott receberam propostas para renovarem seus contratos. Ainda não sabemos os valores e acredito que os jogadores ainda não aceitaram a renovação e talvez a levem para arbitragem, mas não tivemos notícias sobre isso.

Com a abertura do período de contratação, os Leafs necessitavam cobrir suas necessidades na defesa e Dubas já havia dito que a equipe dos Leafs tem que ser muito mais difícil para os outros times jogarem contra. Com essa filosofia, Dubas contratou na sexta-feira, 09 de outubro: Wayne Simmonds, por uma temporada no valor de 1,5 milhões de dólares (https://twitter.com/mapleleafs/status/1314604211246694402?s=21); e TJ Brodie, com um contrato de 4 anos no valor de 20 milhões de dólares (https://twitter.com/mapleleafs/status/1314708573021261826?s=21).

Hoje, 10 de outubro, Dubas e os Leafs continuaram com o trabalho e contrataram: Travis Boyd, por um ano, num contrato de 700 mil dólares (https://twitter.com/mapleleafs/status/1315045819914104832?s=21); e no final do dia, anunciaram a contratação de Zach Bogosian num contrato de um ano por 1 milhão de dólares (https://twitter.com/mapleleafs/status/1315084790018846721?s=21). Também houve uma negociação que enviou Andreas Johnsson ao New Jersey Devils em troca de Joey Anderson (https://twitter.com/mapleleafs/status/1315063434942308352?s=21).

Sendo assim, o elenco dos Leafs tem mais 2 defensores, em Brodie e Bogosian, além de 3 atacantes em Simmonds, Boyd e Anderson. Com isso, Dubas liberou um pouco de espaço no teto salarial, uma vez que Johnsson tinha contrato de 3,4 milhões de dólares. Com certeza vamos ver mais jogadores deixando o time para gerar espaço no teto salarial.

Agora é aguardar por novas negociações! De qualquer forma, as mudanças e possibilidades que esses jogadores trazem à equipe, já demonstram que os Leafs deverão realmente ser um time mais difícil de enfrentar!

Go Leafs Goooo – Go Dubas Goooooo

16/03/2013 – Winnipeg Jets @ Toronto Maple Leafs

domingo, 17 março 2013 2 comentários

Com os dois times lutando por uma vaga nos playoffs, pela segunda vez na semana, Leafs e Jets se enfrentaram, data vez no Air Canada Centre. A momento das equipes também é oposto, enquanto os Leafs vêem de 4 derrotas, os Jets vêem de vitórias e subindo na classificação.

O início do jogo foi marcado por uma homenagem às forças armadas canadenses. Os Leafs utilizaram um uniforme camuflado para o aquecimento. Este jogo também foi marcado pelo retorno de Joffrey Lupul, que ficou ausente por 25 jogos após ter fraturado o antebraço num chute de Dion Phaneuf.20130316_Jets@Leafs_Banner

No primeiro período o jogo foi controlado pelos Leafs. Logo aos 1m32s Nazem Kadri recupera o puck na borda e passa para Joffrey Lupul, que desfere um belo chute de backhand e abre o placar vencendo Ondrej Pavelec. O restante do período viu as equipes disputando o puck e tentando o gol, mas com os goleiros muito bem posicionados.

20130316_Jets@Leafs_ScoreCom a vantagem no placar os Leafs voltam ao segundo período, mas o momento muda todo em favor dos Jets, que controlaram a partida e não deixavam os Leafs saírem de sua zona de defesa. Foi um período de pressão total que culminou com o gol de empate dos Jets, aos 5m29s, com James Wright. Ben Scrivens e a defesa dos Leafs não conseguiram parar o ataque dos Jets que, de passe em passe, cruzou para que Wright chutasse a gol com Scrivens deslocado. O puck veio vindo da direita do ataque dos Jets, próximo à borda, foi passado por Antropov para Welwood e deste para Wright que vinha acompanhando a jogada pela esquerda. Após o gol dos Jets, os Leafs se sentiram ainda mais perdidos e errando passes, o que dificultava a reação. Aos 10m36s Anti Miettinen marca o gol da virada dos Jets. Aos 12m03s foi a vez de Blake Wheeler, que se aproveitou de uma bobeira geral da defesa dos Leafs onde Scrivens não limpou o puck atrás do gol, Phaneuf tentou, mas o puck subiu ao bater no taco do adversário e retornou bem em frente ao gol de Scrivens que, perdido, não viu o puck. Mas Wheeler viu e mandou pro fundo do gol. Wheeler ainda marcou o quarto gol dos Jets, vindo com o puck dominado desde a zona de defesa dos Jets, chutando em Ben Scrivens, que defendeu, recuperando o puck atrás do gol e marcando em Ben Scrivens dando a volta por trás do gol (wrap-around). Os Leafs e o jogo pareciam perdidos até os últimos 2 minutos deste segundo período. Aos 18m35s os Leafs venceram o faceoff na zona de ataque e Kulemin desferiu um belo chute que Pavelec não conseguiu defender. Esse gol deu a confiança novamente aos Leafs que, com Joffrey Lupul marcou o terceiro gol da equipe, segundo dele na noite, aos 19m00s. Os Jets estavam na zona de defesa e Clitsome passa o puck pela borda do gelo, por trás do gol de Pavelec, mas o passe sai fraco e Kadri rapidamente passa para Lupul que vinha à frente do gol! Com 4 a 3 no placar, apesar de ainda estarmos perdendo, encontramos o caminho de volta ao jogo!

No terceiro período, James Reimer substituiu Ben Scrivens que, infelizmente nao foi seguro o bastante no segundo período. Phil Kessel marcou o gol de empate aos 05m50s. Os Leafs partiram de sua defesa, Tyler Bozak conduz o puck à zona neutra e efetua um lindo passe para Phil Kessel, que usa sua velocidade para vencer o defensor e vai para cima de Pavelec. O chute foi indefensável! O empate perdurou no terceiro período e por toda a prorrogação levando a decisão aos penaltis (Shootout).

Este Shootout foi o mais longo desde 15 de fevereiro de 2011, quando os Sabres bateram os Canadiens em 10 rodadas. Os Jets começaram bem, com um gol na primeira rodada, mais um de Blake Wheeler. Os Leafs empataram com Tyler Bozak na segunda rodada e este empate seguiu até a décima rodada. Os goleiros estavam muito bem posicionados e defendiam os bytes dos principais jogadores de ambas equipes. Na décima rodada, após Kulemin perder a sua tentativa, Zach Bogosian marcou o gol que deu a vitória na partida aos Jets.

Esta vitória deu a primeira colocação na divisão aos Jets, que passaram os Hurricanes e os mantiveram na oitava posição na conferência. Os Leafs, mesmo com a derrota, empataram em pontos com os Devils e ganharam a sexta posição na conferência.

Uma questão que ficou sem resposta logo após o jogo foi o fato de Carlyle não enviar Grabo para o shootout, em 10 rodadas! Grabo até rezou para que Oli Jokinen não marcasse em sua tentativa, mas não foi ao gelo para vencer Pavelec.

Agora os Leafs só jogam na quarta-feira, contra o Tampa Bay Lightning em Toronto. Os Lightning estarão sem Lecavalier, ausente por contusão!

Go Leafs Go!!!

31/12/2011 – Toronto Maple Leafs @ Winnipeg Jets

domingo, 01 janeiro 2012 2 comentários

Para terminar o ano, após a derrota na prorrogação para os Hurricanes, com um gol em powerplay do capitão Eric Staal, os Leafs foram à Winnipeg enfrentar os Jets.

Para este jogo, James Reimer, nativo de Morweena, uma cidade próxima à Winnipeg, teria torcida de seus amigos e familiares.

O jogo estava disputado, mas os Leafs saíram na frente com um gol em powerplay de Clarke MacArthur, aos 13m59s. Apesar da liderança dos Leafs, os Jets simplesmente deram quase o dobro de chutes ao gol de Reimer (15 a 8).

Veio o segundo período e a liderança dos Leafs desmoronou em apenas 05m30s. Zack Bogosian empatou a partida aos 02m51s, enquanto os Jets estavam em powerplay, pois Dion Phaneuf cometeu high-sticking. Aos 05m26s, foi a vez de Andrew Ladd colocar o time da casa à frente! Aos 07m07s Phil Kessel marca o seu gol da partida, empatando para os Leafs. Neste momento pensei que conseguiríamos a vitória, mas aos 10m50s, após nova penalidade dos Leafs,Blake Wheeler colocou o time da casa à frente novamente, num powerplay. Só lembrando que somos o pior time para matar penalidades. Só nesta partida sofremos dois gols após termos cometido penalidades. Desta forma fica difícil ganhar jogos e é o que vem acontecendo com os Leafs.

O terceiro período não alterou o placar.

Infelizmente, ou felizmente, o ano de 2011 terminou e espero que os Leafs tenham suas esperanças e energias renovadas para 2012, afinal, um time que pretende ir aos playoffs pela primeira vez após o lockout, não pode ter um Penalty Killing tão fraco! Chega a ser frustrante assistir aos jogos, pois quando os Leafs cometem uma penalidade, as chances do time adversário marcar um gol são muito altas e, a cada chute ao gol, nosso coração pára e, se o goleiro, seja ele Reimer, ou Gustavsson, defende, volta a bater! Reimer, apesar do número de defesas, não tem sido muito bom no gol dos Leafs e Gustavsson não tem tido muitas chances de iniciar partidas e mostrar que está melhor, mas os números falam por si só.

Leafs … que 2012 nos traga os playoffs que tanto esperamos! Burke e Ron Wilson … vocês são os responsáveis … façam algo, por favor!!

GO Leafs GO

%d blogueiros gostam disto: