Anúncios
Início > Air Canada Centre, NHL, NHL Game, Toronto Maple Leafs, Vitória > 16/11/2010 – Nashville Predators @ Toronto Maple Leafs

16/11/2010 – Nashville Predators @ Toronto Maple Leafs

quarta-feira, 17 novembro 2010 Deixe um comentário Go to comments

É com grande satisfação e alívio, após 8 jogos sem vitórias, que publico este post.

Ontem os Leafs lutaram muito para vencer a partida! Mostraram garra, poder de superação e determinação de conseguir a vitória. A equipe, ainda sem Colby Armstrong e o capitão, Dion Phaneuf, ambos contundidos e se recuperando, recebeu os Predators no Air Canada Centre, disposto a terminar com a sequência de derrotas.

Nesta partida, o goleiro dos Leafs foi Jean-Sebastien Giguere e Nazem Kadri e Keyth Aulie também permaneceram na equipe dos Leafs.

Os Leafs começaram a partida exatamente como qualquer torcedor ou o técnico Ron Wilson não gostariam, com erros de posicionamento, o ataque distante dos defensores, erros de passe e, mais uma vez, atrás no placar. O Nashville Predators começou o primeiro período e já aos 8m13s abriu o placar com J. P. Dumont. Aos 11m33s foi a vez de Jordin Tootoo aumentar e, apenas 10 segundo depois, num erro infantil de Mikhail Grabovsky, onde ele cruzou o puck em frente ao gol dos Leafs, Martin Erat aumentou para 3 a 0 Predators. Os Leafs pareciam estar, novamente em um jogo onde a sequência de derrotas continuaria. Quem deu uma esperança aos torcedores, já descontentes, foi Luke Schenn que, aos 19m30s, marcou um belo gol, animando também os jogadores.

No segundo período, os Leafs voltaram melhor, mais determinados, mas um erro de Brett Lebda, onde ele perdeu o controle do puck e deixou Marcel Goc sozinho contra Giguere, em desvantagem numérica (short-handed), permitiu o quarto gol dos Predators. Isso normalmente abalaria a equipe de Toronto, porém ontem o time estava com tudo e continuaram forçando as jogadas e deixando os Predators cometerem penalidades. Foi assim que, em 2 powerplays, com vantagem numérica de 5 a 3, Kris Versteeg marcou 2 gols, diminuindo a vantagem no placar para 4 a 3. O time dos Leafs então dominou o período e,  quando Keyth Aulie marcou o empate, todos já estavam comemorando, porém os árbitros consideraram que Colton Orr e Mike Brown interferiram no goleiro e invalidaram o gol de empate. Na minha opinião e revendo o replay, não houve qualquer interferência no goleiro, apesar dos dois jogadores estarem bem próximos dele.

Mas tudo bem … nesta noite, nada tiraria a vitória dos Leafs e, o gol de empate viria para redimir o erro de Grabovsky, em powerplay, aos 14m21s. Nem preciso falar que os Predators ficaram com a moral impactada e continuaram a cometer penalidades. No total foram 6 penalidades para os Predators no segundo período. E foi em outra penalidade, isso mesmo, em outro powerplay que os Leafs, com Nikolai Kulemin, viraram a partida aos 16m44s. Foram 4 gols em powerplay para os Leafs que estavam em 26º na liga e passaram à 16º em apenas um jogo, mais precisamente, em um período!

O terceiro período ainda reservava emoção aos torcedores de ambas equipes. Os Predators retornaram querendo o empate e os Leafs tentando aumentar o placar, porém Jean Sebastien Giguere que efetuou várias defesas espetaculares, inclusive uma num breakaway no final do primeiro período, sentiu uma contusão e se dirigiu ao banco dos Leafs e daí aos vestiários, deixando Jonas Gustavsson com a incumbência de segurar tudo e garantir a vitória nos 5 minutos finais da partida. Gustavsson entrou e fez defesas decisivas para os Leafs, que quase aumentaram o placar num chute de Kris Versteeg, seria o hat-trick dele, mas que foi defendido por Pekka Rinne, o goleiro finlandês dos Predators. Ainda houve garra da parte de Mike Brown e Tim Brent durante o último minuto de jogo, quando os Predators retiraram seu goleiro, e o substituíram por um atacante adicional. Brown fez um ótimo bloqueio num chute dos Predators e Tim Brent ajudou a limpar o pucl da zona de defesa dos Leafs.

Resultado Final: Predators 4 x Leafs 5.

Foi um jogaço dos Leafs que espero que tenha retornado a confiança na equipe que amanhã enfrenta os Devils em Toronto. Acho que com essa virada espetacular, eles vão voltar a ter uma sequência, agora de vitórias, e voltar a se classificar bem na Conferência Leste.

Giguere deve passar por avaliação médica para analisar o desconforto, ou distensão, que sentiu. Aparentemente não é algo grave, pois ele voltou ao banco dos Leafs para assistir ao final da partida e concedeu várias entrevistas, bem humorado, ao final do jogo.

Não sei qual será a decisão dos Leafs quanto à Kadri e Aulie … mas os dois vêem jogando bem … não acredito que sejam mantidos nos Leafs nesta temporada, mas se continuarem assim, deixarão Ron Wilson numa situação difícil de explicar porque os substituiu por jogadores que talvez não produzam ou estejam jogando tão bem quanto eles.

GO Leafs GO

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: