Arquivo

Posts Tagged ‘Rick Nash’

30/10/2015 – Toronto Maple Leafs @ New York Rangers

sábado, 31 outubro 2015 2 comentários

Depois de alguns dias de descanso depois da derrota contra os Coyotes em Toronto, os Leafs se prepararam para uma visita aos New York Rangers no Madison Square Garden.

Jonathan Bernier foi o goleiro da vez pelos Leafs.

Os Leafs não jogavam mal, mas não conseguiam ter boas e perigosas chances de gol, até que aos 09m41s, Rick Nash e Derick Brassard envolveram a defesa dos Leafs e passaram para Mats Zuccarello abrir o placar.

O segundo período viu os Leafs melhores e chutando mais ao gol, mas ainda assim, sem muita qualidade e não levando muito perigo. Também, não é muito fácil marcar gols em Henrik Lundqvist.

No terceiro período, o mesmo trio dos Rangers aprontou mais uma vez contra os Leafs e quem marcou foi novamente Mats Zuccarello, que num contra-ataque em dois contra um, recebeu um belo passe e aumentou a liderança da equipe aos 05m34s. Os Leafs somente começaram uma pressão maior sobre os Rangers nos últimos 5 minutos de jogo e, após um chute forte de Dion Phaneuf com os Leafs já sem goleiro, Joffrey Lupul desviou o suficiente para tirar Lundqvist da jogada, diminuindo a vantagem dando 1m51s de pressão para o empate dos Leafs. Após o gol os Leafs mantiveram uma boa pressão, com os Rangers cometendo muitos Icing, o que os fazia permanecer no gelo com a mesma linha e Tyler Bozak vencia face-off após face-off, mantendo os Rangers em sua zona defensiva, até que numa movimentação do puck, Nazem Kadri recebe o puck e, ao invés de chutar ao gol, tentou fazer uma jogada e perdeu o puck, permitindo que Mats Zuccarello conseguisse seu primeiro hat-trick da carreira e garantir a vitória dos Rangers.

Os Leafs até agora possuem somente uma vitória, obtida contra o Columbus Blue Jackets e ainda estão devendo uma atuação mais consistente. Bernier teve o seu melhor jogo da temporada e jogará também hoje, contra o Pittsburgh Penguins, em Toronto. O time tem mostrado um esforço e raça muito grandes mas não tem conseguido criar boas chances ofensivas.

GO Leafs GO

12/10/2014 – Toronto Maple Leafs @ New York Rangers

segunda-feira, 13 outubro 2014 Deixe um comentário

Sem nenhuma vitória na temporada após dois jogos em casa, contra os Habs e os Penguins, os Leafs foram a New York para enfrentar os Rangers e mudar o rumo da equipe de Toronto.

Os New York Rangers, assim como os Leafs, haviam jogado na noite anterior e ambas equipes perderam pelo mesmo placar (5 a 2) para os Columbus Blue Jackets e Pittsburgh Penguins, respectivamente. A única diferença é que os Rangers já possuíam uma vitória contra nenhuma dos Leafs.

Season_2014-15_Score_Game3O jogo começou melhor para os Leafs e Cody Franson, voltando à equipe, marcou o primeiro da equipe de Toronto num powerplay, aos 07m45s. Acho que este gol serviu para acordar a equipe e tirar aquela memória de duas derrotas. Também serviu para jogar um balde de água gelada no ímpeto dos Rangers, jogando em casa. Os Rangers somente empataram aos 17m22s, logo após matarem uma penalidade, num contra-ataque em que Rick Nash foi muito mais veloz que Stephane Robidas e recebeu ótimo passe de Martin St. Louis, vencendo James Reimer. Aliás, James Reimer viu o seu primeiro jogo da temporada e teve ótimo desempenho, se mostrando confiante e muito seguro no gol!

O segundo período definiu a partida. Os Leafs simplesmente engoliram os Rangers e marcaram 3 gols em 5 minutos, com Phil Kessel, em vantagem numérica (powerplay), Nazem Kadri em igualdade numérica e James Van Riemsdyk em desvantagem numérica (shorthanded). Foi um duro golpe sobre a equipe dos Rangers, principalmente no ótimo goleiro da equipe, Henrik Lundqvist. Lee Stempniak marcou um gol num contra-ataque, validado após revisão por vídeo, pois a trave havia sido retirada pelo contato com um defensor dos Leafs. O período ainda viu Tyler Bozak e David Clarkson marcarem para os Leafs que terminou o período com 6 a 2 no placar e com a retirada de Lundqvist, substituído por Cam Talbot.

Outro jogador que não terminou a partida pelos Rangers foi Rick Nash. A esposa do jogador entrou em trabalho de parto durante a partida e o jogador foi à maternidade para dar apoio à esposa e acompanhar o nascimento de seu primeiro filho(a).

Season_2014-15_Goalies_Game3No terceiro período foi a vez de James Reimer deixar o gelo, após ser atingido na cabeça por Dominic Moore numa jogada na lateral do gol. Apesar de Reimer dizer que estava se sentindo bem, a NHL implementou um protocolo para evitar maiores problemas com concussões, e Reimer foi substituído por Jonathan Bernier, que sofreu o último gol da partida num chute de Derick Brassard.

Ótima vitória dos Leafs é um banho de ânimo em todos! Amanhã receberemos a visita do Colorado Avalanche em jogo que será transmitido pela ESPN!

Go Leafs Goooooo

23/12/2013 – Toronto Maple Leafs @ New York Rangers

quinta-feira, 26 dezembro 2013 Deixe um comentário

Após perderem a prévia do NHL Winter Classic, no shootout, em Toronto, os Leafs foram até a Big Apple, New York, enfrentar os Rangers.20131223_Leafs@Rangers_Banner

No gol dos rangers está o novato Cam Talbot, cobrindo a contusão de Henrik Lundqvist. Todos podem achar que seria mais fácil vencer com Talbot no gol, mas o goleiro vem mostrando muita qualidade e os Rangers venceram seus últimos jogos com Talbot no gol.

20131223_Leafs@Rangers_ScoreO jogo começou embolado, com ambas equipes procurando o gol, mas sem conseguir abrir o placar durante os dois primeiros períodos. Os Leafs foram melhores no primeiro, entretanto, no segundo período, receberam 22 chutes à gol e desferiram apenas 5. Mesmo assim Jonathan Bernier manteve os Leafs no jogo, sem deixar o time da casa, jogando em pleno Madison Square Garden, abrir o placar. Houve jogadas de ambas equipes onde o puck insistia em bater na trave.

No terceiro período, J. T. Miller, um novato de 20 anos, trazido do time afiliado dos Rangers na American Hockey League – AHL, o Kitchener Rangers, abriu o placar aos 07m04s. Os Leafs continuaram sua batalha até que, faltando apenas 1m24s para o término do período, Nazem Kadri foi o único jogador que visualizou o puck parado, disponível embaixo da perna de Cam Talbot, como nenhum árbitro havia parado a jogada, Kadri enfiou o taco, empurrando o puck para dentro do gol. Após muitas reclamações dos Rangers, de que a jogada já deveria ter sido parada e coisa e tal, os árbitros efetuaram uma revisão de toda a jogada e validaram o gol dos Leafs! Com a partida empatada, a decisão foi para a prorrogação, que terminou sem gols, e ao shootout, a famosa disputa de penaltis.

Infelizmente, pelo segundo jogo seguido, os Leafs foram vencidos nas cobranças de penaltis. Jonathan Bernier não conseguiu realizar defesas nos dois primeiros chutes, de Mats Zuccarello e Derek Stepan, enquanto James Van Riemsdyk foi defendido por Cam Talbot e Joffrey Lupul marcou para os Leafs. A decisão foi para a terceira rodada de penaltis, onde Rick Nash foi o primeiro e chutou para fora. Nazem Kadri era o batedor pelos Leafs e, se marcasse, empataria a série, mas acabou defendido por Cam Talbot, que deu a vitória aos Rangers.

Os Leafs precisam acordar e não deixar que os times adversários chutem tanto em nossos goleiros. Também precisam voltar a jogar como no início da temporada, ou como no jogo contra o Los Angeles Kings ou contra os Blackhawks, mais recentemente.

Espero que essa pausa do Natal tenha servido para um merecido descanso de todos e que a adrenalina do NHL Winter Classic traga o time de volta aos trilhos das vitórias.

GO Leafs GO.

10/04/2013 – Toronto Maple Leafs @ New York Rangers

quinta-feira, 11 abril 2013 Deixe um comentário

Os Leafs tinham pela frente o jogo de volta contra o New York Rangers e foram até o Madison Square Garden buscando manter a qualidade do jogo e arrancar mais dois pontos dos Rangers!

Joffrey Lupul ainda não se recuperou de uma lesão sofrida no jogo contra os Flyers e não fez parte do elenco para este jogo.20130410_Leafs@Rangers_Banner

O primeiro período viu os times disputarem o puck e se empenharem em fazer boas jogadas, mas o placar permaneceu inalterado, com 11 chutes defendidos por Henrik Lundqvist e 8 por James Reimer.

20130410_Leafs@Rangers_ScoreMal começou o segundo período e os Leafs movimentaram bem o puck na zona ofensiva, porém Ryan Calahan acabou por interceptar um passe e estava virando para ir ao ataque quando Phil Kessel apareceu e, para surpresa de Calahan e Lundqvist, chutou de primeira, abrindo o placar aos 01m42s. Com os Leafs à frente no placar, a equipe iniciou o período de sono no gelo. Os Leafs, após uns 5 minutos iniciais do segundo período não deram nenhum chute à gol. Os Rangers pressionaram e aos 10m55s Carl Hagelin, que jogou bem a noite toda, se aproveita de uma deflexão de James Reimer, que ia para a lateral do gol, e vindo de trás do gol, chutou quase sem ângulo, mas também sem goleiro, que estava se recuperando da defesa anterior, e empatou a partida. Como os Rangers estavam dominando o período, aos 16m43s, Ryan McDonagh recebeu o puck na linha a azul e, após passar por Nazem Kadri, deu um fortíssimo chute, vencendo também James Reimer. Foi a virada dos Rangers. No restante do período os Leafs somente se defenderam e conseguiram manter o placar somente no 2 a 1.

Veio o terceiro período e, para a felicidade dos Leafs, James Van Riemsdyk se aproveita de um erro do defensor dos Rangers, que perdeu o controle do puck na zona neutra, avançou ao ataque levando com ele este defensor e no momento exato, deu um belo passe para Phil Kessel, que marcou o seu segundo gol da noite aos 08m05s, no primeiro chute dos Leafs em mais de 24 minutos de jogo! Foi um duro golpe nos Rangers que controlavam a partida e pelo andar do jogo já achavam que a vitória estava garantida. O tempo regular terminou com os times empatados em 2 a 2, levando as equipes à prorrogação.

Na prorrogação tivemos muitos lances e chances para ambas equipes, mas os goleiros e defensores fizeram bem o seu papel e mantiveram o placar inalterado.

Mais uma vez os Leafs decidiriam uma partida nos penaltis (shootout), mas o retrospecto não era nada favorável. Os Leafs simplesmente perderam todos os 4 jogos que foram ao shootout nesta temporada, segundo o que informava a transmissão, enquanto os Rangers venceram 3 dos 4 shootouts que disputaram. Pelos Leafs chutaram Tyler Bozak, Nazem Kadri e Mikhail Grabovski e pelos Rangers, Rick Nash, Mats Zuccarello e Ryan Callahan. Somente Zuccarello foi feliz em sua cobrança, marcando o gol por debaixo das pernas de Reimer, dando a vitória aos Rangers.
Mais uma vez Reimer não consegue defender um chute no chamado 5 hole, debaixo das pernas.

Apesar da derrota, o time conseguiu um ponto, totalizando 49 com somente mais 8 jogos na temporada regular. Estamos na quinta colocação da conferência, cinco pontos à frente do sexto, sétimo e oitavo (Senators, Islanders e Rangers), empatados com 44 pontos e seis pontos atrás do Montreal Canadiens, o quarto colocado, que perdeu a segunda colocação ontem com a vitória dos Bruins sobre os Devils!

É … Estamos próximos dos playoffs … Muito próximos! Falta pouco para termos a felicidade de ver nosso time num jogo de playoffs!

Go Leafs Goooooo

08/04/2013 – New York Rangers @ Toronto Maple Leafs

terça-feira, 09 abril 2013 2 comentários

Para dar início a dois jogos seguidos contra o New York Rangers, os Leafs os receberam no Air Canada Centre. O time de Nova Iorque estava com 42 pontos e os Leafs com 46. Caso os Rangers vencessem os dois confrontos contra os Leafs, os times ficariam empatados.20130408_Rangers@Leafs_Banner

O jogo começou bem para os Leafs, com James Van Riemsdyk marcando o primeiro gol dos Leafs aos 11m03s. Com a vantagem, os Leafs permaneceram jogando bem, mas não conseguimos aumentar a liderança na partida.

20130408_Rangers@Leafs_ScoreNo segundo período, aos 11m28s, Ryan O’Byrne, em sua estréia pelos Leafs, marca um belo gol após receber um passe de Nazem Kadri. Henrik Lundqvist não teve chance. Porém, quando tudo parecia que seria um jogo tranquilo para os Leafs, mais uma vez, os Leafs permitiram um gol aos Rangers. Aos 14m55s, Rick Nash vai ao ataque com muita velocidade, vence a corrida contra o defensor Cody Franson e Reimer, na minha opinião, falha ao executar a primeira defesa e permitir no rebote que o puck rebatesse nos patins de Nash e entrasse por debaixo de suas pernas! Mais uma vez afirmo que Reimer está bem, mas poderia melhorar as defesas por baixo das pernas! Felizmente Phil Kessel marca o terceiro dos Leafs aos 19m18s, dando novamente a tranqüilidade de dois gols de diferença para os Leafs. Reimer ainda fez uma bela defesa com o taco, impedindo um gol de Ryan Clowe, impedindo a aproximação dos Rangers.

O ultimo período viu os Rangers com vontade de criar problemas para a vitória dos Leafs. John Tortorela permanecia muito falante no banco dos Rangers e parecia incomodado com a forma da equipe jogar. Acredito que toda a falação deu resultado. Aos 02m50s Rick Nash, novamente, parte com velocidade ao ataque, agora pelo lado direito do gelo, vence Mark Fraser e corta o gelo cruzando em frente a James Reimer e também vencendo o goleiro dos Leafs. Nesta jogada Cody Franson estava próximo, mas sequer tentou impedir o avanço de Nash, e ainda acabou cometendo uma penalidade no jogador que ele estava marcando. Não foi um bom jogo para Franson. Com apenas um gol de desvantagem os Rangers pressionaram em busca do gol de empate, que veio aos 09m00s com Derek Stepan. Agora tudo parecia que ia desmoronar para os Leafs. Apenas 39s após o gol de Stepan, Phil Kessel recebe o puck próximo a Lundqvist, tenta um chute, o goleiro defende, mas o puck volta para Kessel que chuta novamente para marcar o gol da vitória dos Leafs. O restante da partida viu os Leafs defende do a vantagem e tentando garantir a vitória nos contra-ataques.

Com os dois pontos ganhos, os Leafs permanecem em quinto na conferência leste, com 48 pontos, 4 a mais que os Senators e 6 a menos que os Bruins (sexto e quarto colocados na conferência leste respectivamente).

Particularmente eu preferia que os Leafs terminassem em sexto para pegar o terceiro colocado, o melhor da divisão sudeste, do que pegar os Bruins logo na primeira rodada dos playoffs, mas estar de volta aos playoffs já é uma dádiva que tem que ser muito comemorada em Toronto, então venha quem vier, para chegarmos até a Stanley Cup, temos que “passar o trator” e vencer! E tem outra, playoffs é uma outra história, um outro clima, outra o intensidade.

Go Leafs Go – na quarta-feira enfrentamos os Rangers novamente, mas agora no Madison Square Garden!

%d blogueiros gostam disto: