Arquivo

Posts Tagged ‘Ryan O’Byrne’

08/05/2013 – Boston Bruins @ Toronto Maple Leafs – ECQF – Jogo 4

quinta-feira, 09 maio 2013 Deixe um comentário

Com a derrota sofrida no jogo anterior, em Toronto, devido principalmente a erros de passe na zona neutra e na defesa, os Leafs se prepararam para empatar a série em frente à sua torcida. O time veio ao gelo muito motivado, focado em não errar e voltar à Boston em igualdade de condições.20130508_Bruins@Leafs_ECQFG4_Banner

O jogo começou bem para os Leafs que marcaram logo aos 02m35s com Joffrey Lupul. Lupul recebeu o puck de Phil Kessel que fez excelente jogada por trás do gol de Tuuka Rask. Com os Leafs à frente do placar, o time continuou jogando bem e o jogo ficou aberto, com oportunidades para ambas equipes. Ao final do primeiro período, aos 18m32s, Cody Franson chuta da linha azul, mas havia muita gente em frente à Tuuka Rask, que não conseguiu ver o puck e permitiu o segundo gol dos Leafs. Ao final do período os Leafs ganharam um powerplay com vantagem de 2 jogadores a mais no gelo (5 contra 3), mas não conseguiu se aproveitar da oportunidade.

No início do segundo período, aos 32s de jogo, o Boston Bruins veio ao ataque e Patrice Bergeron aproveita um rebote de James Reimer para diminuir para os Bruins. Aos 12m59s o Boston chega ao empate com David Krejci, que recebeu um passe de Nathan Horton e, sem a cobertura de um defensor chutou de primeira. Apesar do bom posicionamento de James Reimer, o chute foi alto e entrou por cima do ombro de Reimer. Mais uma vez acabamos desperdiçando uma liderança de dois gols. Ainda veríamos os Bruins virarem a partida em mais um gol dado a David Krejci. Aos 16m39s Krejci chuta e Grabovski vem para a frente do gol para limpar a área em caso de rebote. Junto com Grabo veio Nathan Horton pressionando, Reimer deu rebote e o puck acabou batendo em Grabo e encobrindo o goleiro dos Leafs, colocando os Bruins à frente no placar. A virada deve ter mexido com os jogadores dos Leafs e, aos 17m23s, o puck acaba sobrando em frente ao gol de Tuuka Rask. Clarke MacArthur estava por lá e chutou por entre as pernas de Rask! Estávamos os de volta ao jogo.

20130508_Bruins@Leafs_ECQFG4_ScoreO número de chutes ao gol não refletia o placar. No primeiro período os Bruins chutaram 15 vezes ao gol dos Leafs e sofreram apenas 8 chutes ao gol de Rask, mas os Leafs estavam na liderança por 2 a 0. No segundo período foram 15 chutes dos Leafs contra 14 dos Bruins, mas os Bruins marcaram 3 vezes e os Leafs apenas conseguiram empatar a partida. O terceiro período viu os Leafs melhorarem e chutarem mais ao gol de Rask, mas o goleiro dos Bruins estava muito bem e não permitiu ao time da casa nenhuma reação. Aliás, ambos goleiros estavam bem, o que acabou levando o jogo à prorrogação.

A atmosfera no Air Canada Centre estava fantástica! Os fãs muito animados, apoiando a equipe. Algo que realmente não víamos a muito tempo. A excitação dos playoffs estava de volta ao lar dos Leafs! E essa motivação foi sentida pelos jogadores, que voltaram para a prorrogação com bastante energia.

Pode-se afirmar que os Leafs dominaram a prorrogação. Controlamos muito mais o jogo e tivemos as melhores oportunidades e chegamos a acertar a trave dos Bruins por duas vezes, sendo uma delas num belo chute de Matt Frattin, mas o puck teimava em não entrar, ou era defendido por Rask. Aos 13m06s, o puck estava em disputa na zona defensiva dos Bruins e Phaneuf tentou empurrar o puck mais para o fundo do gelo, porém algum jogador dos Bruins foi mais rápido e mandou o puck para David Krejci na zona neutra. No contra-ataque em 2 contra 1, Krejci esperou Ryan O’Byrne decidir se vinha para cima ou se esperava e cobria o passe. O’Byrne decidiu-se pela segunda opção deixando Krejci chutar sozinho em Reimer. O goleiro dos Leafs estava bem posicionado, mas o puck acabou passando entre ele e a trave, selando a vitória dos Bruins na prorrogação.

O time de Boston lidera a série por 3 a 1 e pode fechá-lá na próxima sexta-feira, em frente à sua torcida. Aos Leafs resta a esperança de saber que jogaram muito bem e que podem, mais uma vez, ganhar em Boston e trazer o jogo de volta a Toronto. Com as costas na parede os Leafs vão ter que mostrar a mesma intensidade deste jogo, errando e permitindo menos chances ao time de Boston, para vencer no TD Garden.

Os Leafs ainda perderam o defensor Mark Fraser que levou um puck no rosto num chute de Milan Lucic e não retornou ao gelo. Esse lance ocorreu no terceiro período do jogo.

A torcida, apesar da frustração da derrota em um jogo em que os Leafs estavam melhores que os Bruins, assistiram a um jogo como a muito tempo não de via em Toronto. Foi o jogo mais emocionante em muitos anos.

A equipe ainda tem chances de progredir para a segunda rodada, mas o caminho é muito difícil, tendo que vencer todos os três jogos que ainda restam. Mas enquanto existe uma chance, existe a esperança e a fé. Vamos apoiar a equipe para o jogo de sexta-feira e pensar em conquistar um jogo por vez!

Go Leafs Gooo – ainda temos chance e vamos apoiar o time a cada jogo!

08/04/2013 – New York Rangers @ Toronto Maple Leafs

terça-feira, 09 abril 2013 2 comentários

Para dar início a dois jogos seguidos contra o New York Rangers, os Leafs os receberam no Air Canada Centre. O time de Nova Iorque estava com 42 pontos e os Leafs com 46. Caso os Rangers vencessem os dois confrontos contra os Leafs, os times ficariam empatados.20130408_Rangers@Leafs_Banner

O jogo começou bem para os Leafs, com James Van Riemsdyk marcando o primeiro gol dos Leafs aos 11m03s. Com a vantagem, os Leafs permaneceram jogando bem, mas não conseguimos aumentar a liderança na partida.

20130408_Rangers@Leafs_ScoreNo segundo período, aos 11m28s, Ryan O’Byrne, em sua estréia pelos Leafs, marca um belo gol após receber um passe de Nazem Kadri. Henrik Lundqvist não teve chance. Porém, quando tudo parecia que seria um jogo tranquilo para os Leafs, mais uma vez, os Leafs permitiram um gol aos Rangers. Aos 14m55s, Rick Nash vai ao ataque com muita velocidade, vence a corrida contra o defensor Cody Franson e Reimer, na minha opinião, falha ao executar a primeira defesa e permitir no rebote que o puck rebatesse nos patins de Nash e entrasse por debaixo de suas pernas! Mais uma vez afirmo que Reimer está bem, mas poderia melhorar as defesas por baixo das pernas! Felizmente Phil Kessel marca o terceiro dos Leafs aos 19m18s, dando novamente a tranqüilidade de dois gols de diferença para os Leafs. Reimer ainda fez uma bela defesa com o taco, impedindo um gol de Ryan Clowe, impedindo a aproximação dos Rangers.

O ultimo período viu os Rangers com vontade de criar problemas para a vitória dos Leafs. John Tortorela permanecia muito falante no banco dos Rangers e parecia incomodado com a forma da equipe jogar. Acredito que toda a falação deu resultado. Aos 02m50s Rick Nash, novamente, parte com velocidade ao ataque, agora pelo lado direito do gelo, vence Mark Fraser e corta o gelo cruzando em frente a James Reimer e também vencendo o goleiro dos Leafs. Nesta jogada Cody Franson estava próximo, mas sequer tentou impedir o avanço de Nash, e ainda acabou cometendo uma penalidade no jogador que ele estava marcando. Não foi um bom jogo para Franson. Com apenas um gol de desvantagem os Rangers pressionaram em busca do gol de empate, que veio aos 09m00s com Derek Stepan. Agora tudo parecia que ia desmoronar para os Leafs. Apenas 39s após o gol de Stepan, Phil Kessel recebe o puck próximo a Lundqvist, tenta um chute, o goleiro defende, mas o puck volta para Kessel que chuta novamente para marcar o gol da vitória dos Leafs. O restante da partida viu os Leafs defende do a vantagem e tentando garantir a vitória nos contra-ataques.

Com os dois pontos ganhos, os Leafs permanecem em quinto na conferência leste, com 48 pontos, 4 a mais que os Senators e 6 a menos que os Bruins (sexto e quarto colocados na conferência leste respectivamente).

Particularmente eu preferia que os Leafs terminassem em sexto para pegar o terceiro colocado, o melhor da divisão sudeste, do que pegar os Bruins logo na primeira rodada dos playoffs, mas estar de volta aos playoffs já é uma dádiva que tem que ser muito comemorada em Toronto, então venha quem vier, para chegarmos até a Stanley Cup, temos que “passar o trator” e vencer! E tem outra, playoffs é uma outra história, um outro clima, outra o intensidade.

Go Leafs Go – na quarta-feira enfrentamos os Rangers novamente, mas agora no Madison Square Garden!

Leafs recebem Ryan O’Byrne em troca com o Colorado Avalanche

quarta-feira, 03 abril 2013 Deixe um comentário

Hoje, no último dia para negociações de trocas de jogadores, os Leafs que não conseguiram contratar um goleiro mais experiente, já que Mikka Kiprussof preferiu permanecer em Calgary e terminar a carreira ao final da temporada, os Leafs negociaram a vinda do defensor do Colorado Avalanche, Ryan O’Byrne.

Na negociação, o Colorado Avalanche recebeu a escolha de quarta rodada do draft de 2014.

Eu, sinceramente, esperava os Leafs mais ativos neste dia. Apesar de O’Byrne ser um defensor com experiência em playoffs, ele vem para embolar ainda mais a linha azul dos Leafs que já possuem jogadores demais neste setor. Talvez ele fique entre os 4 melhores defensores dos Leafs, e também pode ser utilizado em powerplays, mas quem sai para dar espaço para ele?

Vamos esperar para ver como Randy Carlyle vai aproveitar Ryan O’Byrne, com um elenco composto por Dion Phaneuf, John-Michael Liles, Cody Franson, Jake Gardiner, Carl Gunnarsson, Mike Kostka e Mark Fraser.

GO Leafs GO!!!

%d blogueiros gostam disto: