Anúncios

Arquivo

Posts Tagged ‘Patrice Bergeron’

26/03/2016 – Boston Bruins @ Toronto Maple Leafs

segunda-feira, 28 março 2016 Deixe um comentário

Finalizando uma sequência de seis jogos em casa o Toronto Maple Leafs recebeu o Boston Bruins, que não vencia a cinco jogos seguidos! Os Leafs vinham de três vitórias seguidas.

Com Jonathan Bernier no gol, os Leafs foram melhor no primeiro período e conseguiram se impor. Colin Greening fez uma ótima jogada e Ben Smith desviou, tirando o puck de Tuuka Rask aos 16m55s do primeiro período.

Infelizmente para o time da casa, após o intervalo, os Bruins colocaram seu jogo em ordem e viraram a mesa no segundo período, e também viraram o placar com gols de Patrice Bergeron aos 02m52s em powerplay e o capitão, Zdeno Chara aos 06m29s. Os Leafs simplesmente pareciam um time lento, rifando o puck a cada jogada. 

O último período foi mais parelho, mas ao final, com os Leafs já sem Bernier no gol (empty-net), Matt Beleskey fechou o placar. 

Realmente não foi um bom jogo pra os Leafs mas não podemos reclamar, já que dos seis jogos em casa, vencemos 4 e perdemos 2. Os jogadores novos estão se encontrando na NHL e marcando seus primeiros pontos e gols. 

Hoje jogamos em Tampa contra o Tampa Bay Lightning. 

Go Leafs Gooo

Anúncios

16/01/2016 – Toronto Maple Leafs @ Boston Bruins

segunda-feira, 18 janeiro 2016 Deixe um comentário

Nem bem haviam se recuperado da derrota em casa para os Blackhawks e os Leafs foram até Boston, enfrentar o Boston Bruins, tentando não perder pela quinta vez consecutiva.

Mal o jogo começou e Patrick Bergeron recebeu um excelente passe de Torey Krug, sozinho na Blue Line, o que gerou um contra-ataque onde Bergeron venceu Jonathan Bernier aos 45s de jogo. Como já está sendo de praxe, os Leafs não se deram por vencidos e correram atrás do prejuízo. Aos 04m31s, Leo Komarov se aproveita de um rebote de Tuuka Rask e marca o gol de empate. 

No segundo período, novamente nos segundos iniciais, Bergeron marca mais um para os Bruins, o seu segundo gol da noite, aos 39s. Mais uma vez os Leafs ficaram atrás no placar e tiveram que focar no empate, que veio aos 17m16s, com um gol de Shawn Matthias. 

Quem acabou por definir a partida foi Brad Marchand, faltando apenas 47s para o final do terceiro período. Foi o golpe de misericórdia dado nos Leafs, que haviam jogado bem e mesmo cansados pelo jogo da noite anterior, tiveram uma performance aceitável diante dos Bruins. Infelizmente já não havia mais tempo para qualquer reação e os Leafs amargariam a quinta derrota consecutiva.

Esse é o tipo de dor que Mike Babcock comentou quando aceitou vir para os Leafs. O processo de renovação está sendo realizado, mas precisa de tempo para mostrar resultados.

Go Leafs Goooo

03/04/2014 – Boston Bruins @ Toronto Maple Leafs

sexta-feira, 04 abril 2014 Deixe um comentário

Ainda respirando na temporada, com pequenas chances de chegar aos playoffs, que agora não dependem apenas dos Leafs, mas de mais resultados de outras equipes, mais especificamente Washington Capitals, Detroit Red Wings e Columbus Blue Jackets, os Leafs receberam o melhor time da temporada na conferência Leste, o Boston Bruins, no Air Canada Centre.

Os Bruins foram derrotados na noite anterior, pelo Detroit Red Wings, num jogo em que venciam por 2 a 1 no início do terceiro período.

Os Leafs precisam de todas as vitórias até o final da temporada, ainda mais estando apenas um ponto atrás dos Blue Jackets, que possuem dois jogos a mais que os Leafs ainda por jogar.

Os Leafs começaram o jogo focados e com determinação. O time dos Bruins é muito forte e erros de nossa parte podem nos levar a desvantagem no placar. Aos 06m00s, Paul Ranger coloca os Leafs à frente, marcando um gol num chute de frente ao gol de Chad Johnson. Infelizmente o momento de vibração criado pelo gol não durou muito. Aos 06m56s, Cody Franson recebe o puck de Mason Raymond na zona defensiva dos Leafs e, pressionado, erra um passe que é interceptado por Brad Marchand, que bate ao gol de Jonathan Bernier encoberto por Franson, empatando a partida aos 06m56s. A partida ficou muito parelha no restante do período até que, faltando apenas 12s para o término do período, Phil Kessel tenta colocar o puck por cima de Chad Johnson e o puck acaba batendo no peito de Tyler Bozak e indo parar no fundo do gol, colocando os Leafs à frente novamente.

Mal começa o segundo período e James Van Riemsdyk recebe um ótimo passe de Phil Kessel, detrás do gol dos Bruins, para marcar o seu trigésimo gol da temporada, melhor marca dele na NHL, e dar uma vantagem de dois gols sobre os Bruins. Durante todo o segundo período, os Leafs jogaram de forma sólida, igualando as chances de gol e com Bernier jogando de forma muito segura.

Veio o terceiro período e os Bruins, apesar de terem jogado na noite anterior, voltaram melhor e começaram a dominar a partida. Essa atitude os levou ao segundo gol, marcado por Milan Lucic aos 05m03s, ao receber um passe de David Krejci que circulou por trás do gol de Bernier. Tudo bem … Ainda estávamos vencendo, mas minutos depois, numa jogada defensiva, Paul Ranger empurrou Patrice Bergeron, que caiu sobre Jonathan Bernier. O goleiro dos Leafs ficou ajoelhado e imóvel no gelo. O Staff médico dos Leafs entrou e após analisar a situação, retirou Bernier da partida, auxiliando o goleiro a sair do gelo. Aparentemente Bernier teve alguma contusão em sua perna direita. Foi a hora de James Reimer entrar para garantir a vitória. Reimer jogou bem, mas acredito que a saída de Bernier afetou a moral dos jogadores e os Leafs, desatentos, tomaram o terceiro gol dos Bruins, praticamente um replay do segundo gol, mas orquestrado por Brad Marchand e Patrice Bergeron. O gol de Bergeron ocorreu aos 12m51s, dando aos Bruins a chance de virar a partida nos últimos 8 minutos de jogo. Os Bruins tentaram e aos 1m14s do término do período ainda ganharam um powerplay numa penalidade cometida por Nikolai Kulemin. Os Leafs felizmente conseguiram matar a penalidade no tempo regular e na prorrogação.

Aos 01m52s da prorrogação Tyler Bozak recebeu ótimo passe, controlou o puck e partiu em velocidade para o gol dos Bruins, mas Torey Krug acabou por derrubá-lo e os Leafs acabaram por ganhar um powerplay. Os Bruins não gostaram nada da marcação pois acharam que Krug havia desviado o puck antes de derrubar Bozak. No powerplay, Cody Franson chutou forte e Johnson rebateu no taco de Kadri que bem posicionado chutou alto, sem chance de defesa para Johnson, para dar a vitória aos Leafs.

Os Leafs fizeram a sua parte, entretanto os Blue Jackets, que jogavam contra os Flyers, também venceram e mantiveram a distância de 1 ponto dos Leafs. Agora as chances do time de Toronto de ir aos playoffs deste ano são de apenas 9,9%.

Eu ainda acredito nos playoffs! Se há chance, temos que acreditar, pois o que houve com os Leafs nas oito derrotas consecutivas pode muito bem ocorrer com outras equipes! Mas talvez, ao final, os Leafs podem sentir falta dos pontos perdidos nas derrotas contra os mesmos três times que disputam a classificação aos playoffs (Red Wings, Blue Jackets e Capitals). E ainda tem os Devils correndo por fora, com menos chances que os Leafs!

Vamos torcer pelos Leafs e contra estes concorrentes aos playoffs!!

Go Leafs Goooooo

14/01/2014 – Toronto Maple Leafs @ Boston Bruins

quarta-feira, 15 janeiro 2014 Deixe um comentário

Com a difícil vitória, somente conseguida no shootout, contra os Devils, os Leafs enfrentariam o time que traz pesadelos aos seus torcedores, os Bruins. Sempre que jogamos contra eles somos lembrados de que não os vencemos desde o jogo 7 dos playoffs da temporada passada, quando deixamos uma liderança de 3 gols desaparecerem nos 11 minutos finais do terceiro período, e ainda perdemos na prorrogação. Isso sempre estará assombrando a memória dos torcedores e dos próprios jogadores, mas cada confronto é a chance de apagar um pouco essa má recordação e foi o que houve no jogo de ontem.

20140114_Leafs@Bruins_BannerJogando em casa os Bruins teriam sua torcida empurrando o time e o retrospecto era muito bom, com os Bruins vencendo seus últimos 18 jogos em casa! Os Leafs estão numa situação em que necessitam voltar a vencer para tentar ganhar terreno na classificação aos playoffs e, nessa situação, não podem escolher o adversário!

20140114_Leafs@Bruins_ScoreOs Bruins começaram melhor, com Brad Marchand marcando o primeiro gol da partida aos 03m38s, após um rebote de Bernier num chute de Rielly Smith. Tudo parecia que seria igual aos últimos jogos contra os Bruins, com os Leafs sendo totalmente dominados, mas A equipe não se entregou e Tyler Bozak marcou um belo gol, numa jogada onde ele mesmo disputou o faceoff e se colocou em frente ao gol dos Bruins para aproveitar o rebote de Tuuka Rask aos 05m52s, empatando a partida. Aos 10m48s, Patrice Bergeron marcou o gol de empate, um wraparound onde conseguiu vencer Bernier por baixo do braço. O goleiro dos Leafs achou que para o puck ter entrado, Bergeron teria movido o gol com o taco, para abrir espaço, mas após revisão de vídeo ficou confirmado que o gol dos Bruins era legítimo. Os Leafs voltaram a ter que buscar o empate, que veio com o segundo gol de Tyler Bozak na noite, aos 12m47s, em powerplay, quando os Leafs trocaram ótimos passes no meio da defesa dos Bruins com Kessel passando para James Van Riemsdyk e este encontrando Bozak sozinho para marcar no gol totalmente escancarado. Os Leafs estavam mostrando poder de reação!

No segundo período os Leafs mantiveram a qualidade do jogo e se aproveitaram e mais uma chance no powerplay para, desta vez, virar a partida. Desta vez a troca de passes deixou Jake Gardiner em ótima posição para o chute, e o jovem defensor dos Leafs não desperdiçou marcou aos 07m09s.

No terceiro período começamos bem, com James Van Riemsdyk marcando o quarto gol dos Leafs aos 01m00s com o chute desviando no taco de Zdeno Chara, tirando as chances de defesa de Tuuka Rask. Com dois gols de liderança, os Leafs deveriam apenas proteger o placar, mas após um erro de Jake Gardiner que tentou efetuar um passe, por trás do gol de Bernier, mas que saiu fraco e sem direção, os Bruins recuperaram o puck e diminuíram a vantagem dos Leafs para somente um gol. O restante do jogo viu os Bruins pressionando e os Leafs se protegendo e, gerando algumas jogadas de perigo para os Bruins. Nos últimos 90s de jogo, com os Bruins sem Tuuka Rask no gol para pressionar os Leafs com um atacante a mais no gelo, os Bruins permaneceram quase o tempo todo na zona de ataque, mas num corte de um passe, quase JVR marcou. No final o time todo se esforçou e bloqueou vários chutes para garantir a vitória!

Finalmente vencemos os Bruins!! E na casa deles!! E no tempo regulamentar!!!

Que essa qualidade seja mantida no jogo de hoje contra os Sabres!!

Go Leafs Go!!!

Enhanced by Zemanta

08/12/2013 – Boston Bruins @ Toronto Maple Leafs

segunda-feira, 09 dezembro 2013 Deixe um comentário

Os Bruins são realmente uma equipe difícil de vencer. Prova disso é o histórico dos Leafs nos últimos 3 anos contra eles e os playoffs do ano passado, quando faltando apenas 90 segundos para o término da partida, os Bruins empataram o jogo, marcando dois gols e ainda venceram a partida na prorrogação.20131208_Bruins@Leafs_Banner

Nesta temporada os Bruins já nos venceram uma vez e, portanto, temos que jogar sem cometer erros, pois eles são um time forte, veloz e habilidoso.

Um fato curioso é que os Leafs não costumam jogar aos domingos. Este foi o primeiro jogo desde 2003 em que a equipe joga no domingo! Eu não havia visto o calendário e nem estava considerando acompanhar um jogo ontem, mas acabei por receber uma mensagem no facebook, alertando que era dia de jogo, e contra os Bruins!

O jogo começou bem para os Leafs que igualaram o volume de jogo e levavam perigo ao gol de Chad Johnson. O resultado disso veio aos 12m20s quando Peter Holland conseguiu aproveitar o rebote de um chute de David Clarkson e colocou os Leafs à frente no placar. O jogo foi tão parelho que os Leafs conseguiram igualar-se aos Bruins em números de chutes ao gol, 10 para cada time.

20131208_Bruins@Leafs_ScoreApós o intervalo para o segundo período, os Bruins voltaram melhor e começaram a pressionar os Leafs. Chegaram a dar 8 chutes ao gol de Jonathan Bernier, enquanto os Leafs deram somente um contra Chad Johnson. Com a pressão os Leafs cometeram penalidades e os Bruins acabaram virando o jogo com gols de Carl Soderberg aos 05m14s e Torey Krug aos 06m47s, ambos em powerplay. Com a virada os Leafs acabaram sentindo o golpe e ainda permitiram o terceiro gol dos Bruins aos 15m58s, marcado por Kevan Miller, o primeiro de sua carreira na NHL. Miller está no elenco dos Bruins devido a contusões de dois defensores da equipe e está foi a sua quinta partida.

Ainda restava um período para uma reação dos Leafs e a equipe retornou mais atenta e com vontade de dar o troco no time visitante. Logo aos 37s, Jay McClement se aproveita de um rebote do goleiro dos Bruins e marca o segundo dos Leafs, diminuindo a vantagem para somente um gol e enchendo o coração dos torcedores de esperança. Os Leafs jogavam bem e por várias vezes poderiam ter empatado a partida, mas aos 16m00s, Milan Lucic controla o puck na zona neutra, passa por Phil Kessel, vence Phaneuf na velocidade e fica no mano a mano com Carl Gunnarsson, que não consegue bloquear o passe de Lucic para Jarome Iginla, que também não recebeu marcação adequada e marcou o quarto gol dos Bruins. Restando apenas 4 minutos para o término da partida e com 2 gols atrás no placar, os Leafs ainda tentaram reagir e com pouco mais de 2 minutos retiraram Bernier para colocar um atacante a mais no gelo, pressionaram, tentaram, ganharam um powerplay numa penalidade de Patrice Bergeron, o que nos deu a oportunidade de jogar com 6 contra 4, mas não conseguiram chegar ao gol. Numa jogada em que Johnson defendeu, o puck sobrou para a defesa dos Bruins, exatamente no momento em que Bergeron saía do penalty box!! Bergeron recebeu o puck e somente o conduziu ao fundo das redes do gol vazio dos Leafs.

Os erros no segundo período custaram a vitória dos Leafs. Adicionalmente a equipe tem chutado o puck, mas sem qualidade nas jogadas de ataque. Paul Ranger e Carl Gunnarsson têm errado muitos passes e oportunidades no ataque.

Até quando Carlyle vai permitir esse jogo sem qualidade e armação de jogadas no ataque?!?

O próximo desafio dos Leafs será na quarta-feira, recebendo o Los Angeles Kings.

Go Leafs Go

09/11/2013 – Toronto Maple Leafs @ Boston Bruins

domingo, 10 novembro 2013 Deixe um comentário

Na noite seguinte à vitória sobre os Devils, os Leafs já estavam em Boston para enfrentar a equipe que acabou por eliminar os Leafs na primeira rodada dos playoffs da temporada passada, nos últimos 80 segundos do jogo 7.

20131109_Leafs@Bruins_Banner

Os Leafs retornaram e tentaram jogar de igual para igual com os Bruins, porém o time de Boston é muito forte e tem um passe muito bom. Os Leafs geralmente rifavam o puck ao ataque, enquanto os Bruins passavam o puck aos seus companheiros, mesmo em situações onde os Leafs pressionavam.

20131109_Leafs@Bruins_ScoreDurante um powerplay, Jarome Iginla partiu com o puck e o levou para trás do gol dos Leafs, James Reimer que estava cobrindo o gol, contra algum chute de Iginla, mas Iginla foi muito habilidoso e conseguiu retornar o puck para a frente do gol, num passe que passou por trás de Reimer e encontrou o taco de Zdeno Chara, que marcou o primeiro gol dos Bruins.

No segundo período os Leafs melhoraram e dominaram o período. Aos 16m52s, Joffrey Lupul partiu com velocidade e chutou forte, vencendo Tuuka Rask e empatando a partida.

No último período, os Bruins conseguiram voltar a ter vantagem no placar e marcaram um gol muito parecido com o primeiro, com o puck sendo passado para trás, para alguém em frente ao gol dos Leafs, que neste caso foi, Patrice Bergeron, que marcou também em powerplay, assim como Chara. Ao finalizando da partida, os Leafs retiraram James Reimer, para buscar o empate, mas faltando apenas 22s, os Bruins chutaram o puck ao ataque e tudo parecia sob controle, já que Dion Phaneuf estava indo atrás do puck e parecia que iria dominá-lo. Mas Phaneuf perdeu o puck para Loui Eriksson que conseguiu cruzar o puck para Bergeron marcar o terceiro gol e finalizar a partida.

Vitória dos Bruins, em casa. Nada muito fora do normal.

Go Leafs Go!!!!

13/05/2013 – Toronto Maple Leafs @ Boston Bruins – ECQF – Jogo 7

terça-feira, 14 maio 2013 2 comentários

E não é que chegamos ao jogo 7? Quem poderia ter tanta confiança de que os Leafs jogariam de igual para igual com os Bruins, principalmente após os quatro primeiros jogos desta rodada dos playoffs, com os Leafs perdendo em Boston, vencendo em Boston e empatando a série e, perdendo ambos jogos em Toronto, deixando os Bruins liderarem a série por 3 a 1. Voltamos ao jogo 5 com mais vontade e fomos pra cima, não dando espaço para os Bruins e vencemos os jogos 5 e 6, criando a chance considerada como quase remota, de irmos à segunda rodada!20130513_Leafs@Bruins_ECQFG7_Banner

O time estava bem, focado, jogando de forma responsável e disputando cada puck, até que Matt Bartkowski marca o primeiro para os Bruins aos 05m39s. Tudo parecia que ia ficar difícil para os Leafs, mas num powerplay, Cody Franson se aproveita e um puck que fugiu do controle de Tuuka Rask e empata para os Leafs aos 09m35s do primeiro período. Após o gol de Franson, os Leafs melhoraram bastante e passaram a controlar a partida, com boas atuações de Reimer, quando necessário.

No segundo período, apesar de toda a força dos Bruins, os Leafs continuaram melhor e aos 05m48s, Cody Franson desfere um belo chute que passa debaixo do braço direito de Zdeno Chara e entra no ângulo direito de Tuuka Rask. Os Leafs passam a frente do placar e tudo ia muito bem no jogo.

20130513_Leafs@Bruins_ECQFG7_ScoreNo terceiro período, um milagre parecia estar para acontecer. Os Leafs marcaram com Phil Kessel, se aproveitando de um chute de Nazem Kadri que acertou a trave. Phil Kessel marcou aos 02m09s e, em uma bela jogada de contra-ataque aos 05m29s, Nazem Kadri marca o quarto gol dos Leafs. Com três gol de vantagem no placar, os Leafs acabaram por afrouxar o jogo e os Bruins, que são uma ótima equipe, sentiu isso e se aproveitou. Aos 09m18s, Nathan Hortons marca o segundo dos Bruins. Seriam os últimos 10 minutos mais tensos da temporada para os torcedores dos Leafs. Esse tempo viu Matt Frattin ser defendido por Rask e Reimer efetuando defesas importantíssimas. Faltando apenas 1m22s para o término da partida e eliminação dos Bruins, Milan Lucic marca o terceiro dos Bruins, que já jogava sem goleiro, para colocar um atacante adicional no gelo. Neste momento o meu coração simplesmente congelou … Nem respirava mais … Enquanto os técnicos estavam dando instruções para as suas equipes, num pedido de tempo técnico dos Bruins, a ESPN transmitia o jogo dos Rangers x Capitals e, como existe um atraso do sinal da Internet ( NHL Game Center), já estavam dando a notícia que os Bruins empataram o jogo faltando apenas 40 segundos … Com Patrice Bergeron. Ou seja, os Leafs deixaram a vitória escapar por entre os dedos e, à esta altura, meu coração e estômago estavam paralisados. Ainda tivemos um lance perigoso faltando apenas 10 segundos para o término, mas Rich Peverley não conseguiu aproveitar um rebote de Reimer.

Fomos para a prorrogação, mas o momento do jogo já havíamos mudado para o lado dos Bruins. O gol que cravou uma espada no coração da equipe de Toronto veio aos 06m05s de uma prorrogação dominada pelos Bruins, com muito poucas chances de gol para os Leafs. Patrice Bergeron se aproveitou de um puck mal retirado por Jake Gardiner e venceu James Reimer, para a alegria dos torcedores de Boston e total tristeza dos torcedores e jogadores dos Leafs.

Chegamos beeeeeem perto de nos classificarmos para a segunda rodada, mas acabamos sem gás, sem energia para nos impor frente aos Bruins. Aliás deixo aqui os meus parabéns para os Bruins que não desistiram, mesmo perdendo por um placar de 4 a 2, faltando 10 minutos para o término da partida. Os Bruins são uma equipe muito experiente e que joga junto a muito tempo, o que melhora a qualidade do passe e integração entre os jogadores. São uma equipe muito forte e que joga muito fisicamente.

Parabéns também para Phil Kessel, Joffrey Lupul, James Van Riemsdyk, Dion Phaneuf, Nazem Kadri, Clarke MacArthur, Jake Gardiner, Cody Franson, Colton Orr, Tyler Bozak, Joe Colborne, Mikhail Grabovski, Nikolai Kulemin, Carl Gunnarsson, Ryan O’Byrne, Jay McClement, Mark Fraser, Frazer McLaren, e principalmente a James Reimer, o jovem goleiro que voltou à sua ótima forma e segurou a barra nos jogos 5 e 6, nos dando a chance do jogo 7! Randy Carlyle possui uma boa equipe para a próxima temporada, bastando alguns reforços e reposições para sermos ainda melhores.

Mostramos muita garra, raça, aplicação e qualidade frente aos Bruins, um dos melhores times da NHL. Estávamos sem confiança até mesmo de uma parte da torcida, mas perseveramos e levamos a decisão para jogo 7! Os Bruins perseveraram um pouquinho mais … Vitória merecida …

Parabéns pessoal! Foi uma série e tanto! Digna de uma final de conferência!

Go Leafs Go

P.S.: Continuaremos cobrindo as notícias de mundo Leafs até a abertura da próxima temporada!!!

%d blogueiros gostam disto: