Anúncios

Arquivo

Posts Tagged ‘Chad Johnson’

26/03/2018 – Buffalo Sabres @ Toronto Maple Leafs

quarta-feira, 28 março 2018 Deixe um comentário

Um jogo que poderia ser considerado fácil para o Toronto Maple Leafs, já que haviam jogado bem contra o Tampa Bay Lightning, Nashville Predators e Detroit Red Wings, e considerando que o Buffalo Sabres está na última posição na classificação geral, acabou com a primeira derrota dos Leafs no Air Canada Centre após o recorde de 13 vitórias seguidas!

Frederik Andersen, que também estava para se igualar a outras lendas dos Leafs na quantidade de vitórias em casa numa só temporada, vai ter que esperar mais um pouco.

Os Leafs não jogaram mal, muito pelo contrário, pressionaram e chutaram mais ao gol de Chad Johnson, mas não conseguiram transformar os chutes em números de gol suficientes para vencer a partida.

Aos 03m23s de jogo, Jack Eichel fez uma jogada onde, na minha opinião houve penalidade em Auston Matthews (tripping – ou rasteira), Matthews se desequilibrou e Eichel dominou o puck para driblar Freddie e abrir o placar. Auston Matthews teve uma excelente chance de empatar a partida, mas seu chute bateu no travessão!

Os Leafs voltaram ainda melhores no segundo período, mas perdiam muitos gols em frente ao goleiro adversário! Somente aos 17m31s, Nazem Kadri empatou para os Leafs. Patrick Marleau nos colocou à frente no placar aos 18m42s. Tudo parecia que estava de volta ao seu devido lugar.

O terceiro período viu Casey Nelson empatar para os Sabres aos 07m56s, num chute que ia pra fora, mas desviou nos patins de Roman Polak e acabou entrando. Jack Eichel venceu Nikita Zaitsev na velocidade e, controlando o puck somente com uma mão, também conseguiu vencer Frederik Andersen aos 09m37s. Infelizmente não conseguimos marcar mais e saímos com a derrota em casa, acabando com a sequência de vitórias recorde na história da franquia.

Hoje temos uma batalha contra o Florida Panthers, que está tentando chegar na zona de classificação aos playoffs e não vai dar moleza.

Go Leafs Goooooooo

Anúncios

05/03/2018 – Toronto Maple Leafs @ Buffalo Sabres

sexta-feira, 09 março 2018 Deixe um comentário

Após a derrota no Stadium Series, em Annapolis, no sábado, o Toronto Maple Leafs foi à Buffalo, mas não mudou sua sequência de derrotas.

O time jogou melhor que o Buffalo Sabres, mas não conseguiu sair com a vitória. E, jogar melhor que o Buffalo não é lá nenhum feito, já que a equipe está na última colocação na classificação geral da NHL.

Os Sabres abriram o placar aos 01m53s com Sam Reinhart, num chute de Rasmus Ristolainen que ele desviou para o gol, num powerplay para os Sabres. Logo depois, mais um gol, dessa vez de Jason Pominville, após o chute desviar em um jogador dos Sabres e na lâmina do patins de Nazem Kadri, aos 03m43s, sem chance de defesa a Frederik Andersen.

Os Leafs parece que conseguiram se focar no jogo e chegaram ao empate com dois gols de Leo Komarov, um no primeiro período, aos 19m52s, num powerplay, se aproveitando do rebote de Chad Johnson num chute de William Nylander, e o segundo, aos 10m48s do segundo período, numa tabela com Matt Martin. Depois, Martin disse em entrevista que tentou chutar ao gol, mas acabou errando e o puck foi parar no taco de Komarov, que estava esperto e mandou pro fundo do gol.

Com o jogo empatado e com mais chutes à gol, tudo parecia que ia mudar e os Leafs poderiam vencer, mas aí foi a sorte que faltou aos Leafs. Mais um gol com o puck desviado foi anotado pelos Sabres. Dessa vez foi Zemgus Girgensons que desviou um chute de Sam Reinhart aos 13m30s. Ryan O’Reilly marcou o quarto gol dos Sabres em uma jogada em que o puck passado por Ron Hainsey atrás do gol, desviou no árbitro e foi parar no taco de O’Reilly, que não desperdiçou e venceu Frederik Andersen. Na minha opinião, essas interferências dos árbitros deveriam parar a jogada, e não continuar e validar o gol.

No terceiro período, Johan Larsson marcou o quinto gol dos Sabres, aos 09m55s, numa jogada em que houve contato de um jogador dos Sabres com Freddie, retirando o pé do goleiro da posição e impactando sua movimentação para realizar a defesa. Mas em mais uma decisão contraditória, o gol foi validado pelos árbitros após revisão por vídeo. Para fechar o placar, Mitch Marner marcou o terceiro gol dos Leafs aos 17m57s, em mais um powerplay.

Como disse Mike Babcock em entrevista após o jogo, a equipe jogou bem e chutou bem ao gol, mas parece que todos os chutes dos Sabres desviavam em alguém e iam ao gol! No final, vence quem marca mais, independente de como.

Agora descansaremos até sábado, quando receberemos a visita do Pittsburgh Penguins no Air Canada Centre, em busca da décima vitória seguida em casa!

Vamos ver se Babcock injeta ânimo nessa equipe e nos faz voltar a vencer! Ou senos jogadores aceitam a responsabilidade e voltem a jogar de forma a levar muito mais perigo ao gol dos adversários!

Go Leafs Gooooo

31/03/2016 – Toronto Maple Leafs @ Buffalo Sabres

sexta-feira, 01 abril 2016 Deixe um comentário

Após a vitória no último jogo, com direito de um hat-trick de Nazem Kadri, os Leafs foram à Buffalo enfrentar os Sabres. No último jogo entre as equipes, em Toronto, os Leafs jogaram muito bem e saíram com a vitória, mas já fazia 6 jogos em Buffalo que os Leafs não ganhavam. Desta vez não foi diferente. A equipe não jogou bem e foi dominada pelos Sabres nos dois primeiros períodos, o que acabou definindo o jogo.

Johan Larsson abriu o placar aos 07m09s do primeiro período, vencendo Garret Sparks com um chute próximo de um defensor dos Leafs. Ainda no primeiro período, Cal O’Reilly recebeu uma assistência do seu irmão, Ryan O’Reilly, num powerplay aos 19m41s. Neste periodontal Leafs desferiram apenas cinco chutes ao gol de Chad Johnson. 

O mesmo Cal O’Reilly marcou seu segundo gol da noite aos 03m41s e os Sabres continuavam dominando o número de chutes a gol. Somente aos 13m32s, Brooks Laich diminuiu, marcando o primeiro, é único gol dos Leafs na noite. 

Fechando o placar, faltando apenas 3s para o término da partida, Johan Larsson também marca o seu segundo gol da noite com os Leafs jogando em Empty-Net. 

Na noite, a boa notícia para os Leafs foi a estréia de Tobias Lindberg na NHL, jogador novato que jogou bem, marcou uma assistência no gol de Brooks Laich e mostrou que tem chances de auxiliar os Leafs em temporadas próximas. Inclusive, Mike Babcock o elogiou em uma entrevista pós-jogo. 

Go Leafs Gooooo

19/03/2016 – Buffalo Sabres @ Toronto Maple Leafs

segunda-feira, 21 março 2016 Deixe um comentário

Os Sabres haviam jogado na noite anterior, em casa, contra o Ottawa Senators e saíram com a vitória. Mas tiveram que vir à Toronto enfrentar os Leafs e desta vez, sem o novato Jack Eichel.

Para este jogo, Frederik Gauthier foi convocado dos Toronto  Marlies e foi mais um dos novatos a estrearem na NHL nesta temporada. No gol dos Leafs estava Garret Sparks, que fez uma ótima partida. Chad Johnson foi o goleiro dos Sabres na noite.

O Toronto Maple Leafs jogou a partida toda, desde o início, apesar de saírem atrás no placar. Brian Gionta abriu o placar aos 04m31s, chutando em meio ao tráfego de jogadores em frente à Sparks, depois de receber o puck de Marcus Foligno, que se aproveitou de um erro de Rinat Valiev, defensor novato dos Leafs. Os Sabres terminaram o período à frente no placar, mas tiveram somente três chutes à gol, contra 11 dos Leafs. 

O gol de empate veio no segundo período, com William Nylander, aos 14m55s. Nylander marcou seu terceiro gol da temporada chutando certeiro por sobre o ombro do goleiro do Buffalo Sabres, mostrando estar cada vez mais adaptado à NHL! 

O terceiro período foi decisivo e os Leafs não desperdiçaram suas oportunidades. Aos 06m56s, Connor Carrick marcou seu segundo gol na NHL e colocou os Leafs à frente. Aos 15m32s, Martin Marincin marcou o seu primeiro gol da temporada, recebendo um belo passe de PA Parenteau. Para fechar o placar, Michael Grabner fez uma linda jogada onde controlou o puck ao redor de Carlo Colaiacovo, defensor dos Sabres que se jogou ao gelo para tentar impedir o chute de Grabner, e chutou forte.

Foi um ótimo jogo dos Leafs, de Gauthier que segundo Babcock jogou de forma muito inteligente em seu primeiro jogo na NHL, de Nylander, que marcou o seu terceiro gol em 11 jogos e também anotou uma assistência e de Sparks, que segurou as chances dos Sabres de voltar ao placar.

Hoje enfrentaremos o Calgary Flames no Air Canada Centre. 

Go Leafs Gooooo

07/03/2016 – Buffalo Sabres @ Toronto Maple Leafs

terça-feira, 08 março 2016 Deixe um comentário

O Toronto Maple Leafs recebeu o Buffalo Sabres no Air Canada Centre, mas o que parecia uma vitória tranquila acabou sendo uma derrota no Shootout.

O jogo mal começou e os Leafs já se impuseram no placar. Aos 00m25s, Nikita Soshnikov partiu no contra-ataque e deus passe na medida para Leo Komarov marcar. Mais um ponto anotado para Soshnikov que vem jogando muito bem e surpreendendo muitos analistas e comentaristas. Aos 11m05s, foi a vez de Brad Boyes marcar o segundo dos Leafs num powerplay, vencendo o goleiro Chad Johnson. 

Os Leafs dominavam a partida e realmente tudo parecia ir bem na noite para o time da casa, mas Mark Pysyk conseguiu abrir o placar para os Sabres num chute aos 16m23s do segundo período. O chute de Pysyk acabou passando por baixo do goleiro dos Leafs, Garret Sparks e, bem devagar, ia para o gol. Sparks tentou parar o puck, mas seu movimento acabou empurrando o puck para dentro, por alguns centímetros. A jogada foi revista e o gol confirmado. Apesar do gol os Leafs continuaram jogando bem e aos 19m41s, outro novato, Zach Hyman marcou o terceiro dos Leafs, aproveitando seu próprio rebote. Foi o primeiro gol de Hyman na NHL. Parabéns ao jogador que tem se mostrado incansável no gelo!

Infelizmente para os Leafs a vantagem de dois gols foi totalmente perdida no terceiro período, quando erros cometidos por Nazem Kadri, que não retornou ao gelo na velocidade que devia, após uma penalidade, e deixou Jack Eichel vencê-lo na corrida, para marcar o segundo dos Sabres aos 07m28s. Com o jogo ainda nas mãos foi a vez de Morgan Rielly perder o puck na zona defensiva e proporcionar o terceiro gol dos Sabres, marcado por Evander Kane, aos 10m41s. Matt Hunwick limpou o puck por trás do gol de Sparks e partia no contra-ataque, deixando Evander Kane pra trás, mas Morgan Rielly perdeu o puck para Sam Reinhart, que cruzou para Kane livre, marcar no gol aberto. 

O jogo seguiu para a prorrogação, onde novamente Nazem Kadri cometeu penalidade e deu um powerplay para os Sabres, que não aproveitaram, apesar de um chute de Eichel acertar a trave de Garret Sparks. A decisão ficou para o Shootout, onde Sam Reinhart venceu Sparks e nenhum jogador dos Leafs conseguiu marcar em Chad Johnson. 

Mike Babcock ficou desapontado com a derrota num jogo que estava sendo controlado pelos Leafs. Ele disse que apesar de a equipe estar com vários jogadores jovens, foram os veteranos que acabaram por cometer os erros que levaram aos gols dos Sabres. 

Os Leafs perderam o sexto jogo seguido e continuam a temporada contra os Islanders amanhã.

Go Leafs Gooooooo

21/10/2015 – Toronto Maple Leafs @ Buffalo Sabres

sexta-feira, 23 outubro 2015 Deixe um comentário

Para este jogo Mike Babcock escolheu Jonathan Bernier como goleiro e parece que a escolha deu resultados, pelo menos até faltar 04m29s para o término da partida.

Os Leafs começaram bem, pressionando os Sabres em casa, e chegaram ao primeiro gol aos 01m28s do primeiro período, com PA Parenteau desviando o puck para o gol de Chad Johnson. O jogo continuou bem para os Leafs, apesar de deixarem os Sabres chutarem mais ao gol de Bernier.

Bernier foi muito seguro na partida e fez ótimas defesas! Infelizmente os Leafs não conseguiram mais marcar gols em Chad Johnson e, aos 15m31s do terceiro período, Nazem Kadri comete um erro na zona neutra e da aos Sabres uma chance de contra-ataque, que Evander Kane não desperdiçou, chutando em Bernier com dois jogadores dos Leafs encobrindo o chute, o que diminui a visão do goleiro. Foi o gol de empate e o primeiro de Evander Kane pelos Sabres, além de ser o seu gol de número 110 na NHL.

Com o jogo empatado, tivemos a prorrogação em 3 contra 3, que quase teve um gol dos Leafs faltando segundos para terminar e que, sem gols, nos levou à decisão por pênaltis, algo muito discutido até mesmo entre torcedores. Muitos não gostam dessa decisão e outros, como eu, acham legal por ser uma disputa entre os atacantes e os goleiros. Os Leafs começaram bem, mais uma vez com Pierre-Alexandre Parenteau e abriram o placar logo na primeira rodada dos penaltis. Bernier defendeu os Sabres. Mas Joffrey Lupul e Nazem Kadri não marcaram e Tyler Ennis marcou na segunda rodada. A disputa foi até a quinta rodada sem mais gols, até que Matt Moulson marca para os Sabres e Brad Boyes perde sua chance de empatar.

É a segunda derrota dos Leafs na decisão de pênaltis, e da mesma forma, iniciaram com um gol de PA Parenteau e depois não conseguiram mais nada, deixando o time adversário vencer. Com certeza Mike Babcock e seus assistentes devem treinar mais os atacantes em situacaoes de decisão nos pênaltis.

O próximo jogo será no sábado em Montreal (Bell Centre) contra os Canadiens, que jogam na sexta contra os Sabres, ou seja, contra um ótimo time, mas cansado por jogar na noite anterior, vamos ver como os Leafs usam esta vantagem!

Go Leafs Go! 

08/12/2013 – Boston Bruins @ Toronto Maple Leafs

segunda-feira, 09 dezembro 2013 Deixe um comentário

Os Bruins são realmente uma equipe difícil de vencer. Prova disso é o histórico dos Leafs nos últimos 3 anos contra eles e os playoffs do ano passado, quando faltando apenas 90 segundos para o término da partida, os Bruins empataram o jogo, marcando dois gols e ainda venceram a partida na prorrogação.20131208_Bruins@Leafs_Banner

Nesta temporada os Bruins já nos venceram uma vez e, portanto, temos que jogar sem cometer erros, pois eles são um time forte, veloz e habilidoso.

Um fato curioso é que os Leafs não costumam jogar aos domingos. Este foi o primeiro jogo desde 2003 em que a equipe joga no domingo! Eu não havia visto o calendário e nem estava considerando acompanhar um jogo ontem, mas acabei por receber uma mensagem no facebook, alertando que era dia de jogo, e contra os Bruins!

O jogo começou bem para os Leafs que igualaram o volume de jogo e levavam perigo ao gol de Chad Johnson. O resultado disso veio aos 12m20s quando Peter Holland conseguiu aproveitar o rebote de um chute de David Clarkson e colocou os Leafs à frente no placar. O jogo foi tão parelho que os Leafs conseguiram igualar-se aos Bruins em números de chutes ao gol, 10 para cada time.

20131208_Bruins@Leafs_ScoreApós o intervalo para o segundo período, os Bruins voltaram melhor e começaram a pressionar os Leafs. Chegaram a dar 8 chutes ao gol de Jonathan Bernier, enquanto os Leafs deram somente um contra Chad Johnson. Com a pressão os Leafs cometeram penalidades e os Bruins acabaram virando o jogo com gols de Carl Soderberg aos 05m14s e Torey Krug aos 06m47s, ambos em powerplay. Com a virada os Leafs acabaram sentindo o golpe e ainda permitiram o terceiro gol dos Bruins aos 15m58s, marcado por Kevan Miller, o primeiro de sua carreira na NHL. Miller está no elenco dos Bruins devido a contusões de dois defensores da equipe e está foi a sua quinta partida.

Ainda restava um período para uma reação dos Leafs e a equipe retornou mais atenta e com vontade de dar o troco no time visitante. Logo aos 37s, Jay McClement se aproveita de um rebote do goleiro dos Bruins e marca o segundo dos Leafs, diminuindo a vantagem para somente um gol e enchendo o coração dos torcedores de esperança. Os Leafs jogavam bem e por várias vezes poderiam ter empatado a partida, mas aos 16m00s, Milan Lucic controla o puck na zona neutra, passa por Phil Kessel, vence Phaneuf na velocidade e fica no mano a mano com Carl Gunnarsson, que não consegue bloquear o passe de Lucic para Jarome Iginla, que também não recebeu marcação adequada e marcou o quarto gol dos Bruins. Restando apenas 4 minutos para o término da partida e com 2 gols atrás no placar, os Leafs ainda tentaram reagir e com pouco mais de 2 minutos retiraram Bernier para colocar um atacante a mais no gelo, pressionaram, tentaram, ganharam um powerplay numa penalidade de Patrice Bergeron, o que nos deu a oportunidade de jogar com 6 contra 4, mas não conseguiram chegar ao gol. Numa jogada em que Johnson defendeu, o puck sobrou para a defesa dos Bruins, exatamente no momento em que Bergeron saía do penalty box!! Bergeron recebeu o puck e somente o conduziu ao fundo das redes do gol vazio dos Leafs.

Os erros no segundo período custaram a vitória dos Leafs. Adicionalmente a equipe tem chutado o puck, mas sem qualidade nas jogadas de ataque. Paul Ranger e Carl Gunnarsson têm errado muitos passes e oportunidades no ataque.

Até quando Carlyle vai permitir esse jogo sem qualidade e armação de jogadas no ataque?!?

O próximo desafio dos Leafs será na quarta-feira, recebendo o Los Angeles Kings.

Go Leafs Go

%d blogueiros gostam disto: