Anúncios

Arquivo

Posts Tagged ‘Brian Gionta’

19/03/2016 – Buffalo Sabres @ Toronto Maple Leafs

segunda-feira, 21 março 2016 Deixe um comentário

Os Sabres haviam jogado na noite anterior, em casa, contra o Ottawa Senators e saíram com a vitória. Mas tiveram que vir à Toronto enfrentar os Leafs e desta vez, sem o novato Jack Eichel.

Para este jogo, Frederik Gauthier foi convocado dos Toronto  Marlies e foi mais um dos novatos a estrearem na NHL nesta temporada. No gol dos Leafs estava Garret Sparks, que fez uma ótima partida. Chad Johnson foi o goleiro dos Sabres na noite.

O Toronto Maple Leafs jogou a partida toda, desde o início, apesar de saírem atrás no placar. Brian Gionta abriu o placar aos 04m31s, chutando em meio ao tráfego de jogadores em frente à Sparks, depois de receber o puck de Marcus Foligno, que se aproveitou de um erro de Rinat Valiev, defensor novato dos Leafs. Os Sabres terminaram o período à frente no placar, mas tiveram somente três chutes à gol, contra 11 dos Leafs. 

O gol de empate veio no segundo período, com William Nylander, aos 14m55s. Nylander marcou seu terceiro gol da temporada chutando certeiro por sobre o ombro do goleiro do Buffalo Sabres, mostrando estar cada vez mais adaptado à NHL! 

O terceiro período foi decisivo e os Leafs não desperdiçaram suas oportunidades. Aos 06m56s, Connor Carrick marcou seu segundo gol na NHL e colocou os Leafs à frente. Aos 15m32s, Martin Marincin marcou o seu primeiro gol da temporada, recebendo um belo passe de PA Parenteau. Para fechar o placar, Michael Grabner fez uma linda jogada onde controlou o puck ao redor de Carlo Colaiacovo, defensor dos Sabres que se jogou ao gelo para tentar impedir o chute de Grabner, e chutou forte.

Foi um ótimo jogo dos Leafs, de Gauthier que segundo Babcock jogou de forma muito inteligente em seu primeiro jogo na NHL, de Nylander, que marcou o seu terceiro gol em 11 jogos e também anotou uma assistência e de Sparks, que segurou as chances dos Sabres de voltar ao placar.

Hoje enfrentaremos o Calgary Flames no Air Canada Centre. 

Go Leafs Gooooo

Anúncios

27/02/2013 – Montréal Canadiens @ Toronto Maple Leafs

quinta-feira, 28 fevereiro 2013 Deixe um comentário

Image

Os Leafs começaram o jogo um pouco desligados, tanto que o treinador Randy Carlyle aproveitou uma das pausas [para propagandas] da partida para dar um bronca em seus jogadores. Pouco depois, Frazer McLaren abriu o placar para os Leafs após um ataque veloz realizado por ele e Mike Brown. Os Canadiens responderam três minutos depois, com Alexei Emelin empatando a partida.

Image

No final do primeiro período, Mike Brown deu um tranco em Josh Gorges e o hit foi considerado ilegal pelos árbitros, que expulsaram Brown do jogo e deram 5 minutos de vantagem-numérica (powerplay) para os Habs. Com a vantagem ainda no começo do segundo, Montréal virou o jogo com Max Pacioretty, aos 4:17, aproveitando o rebote de uma bomba de P. K. Subban. Na frente no placar, Montréal passou a pressionar muito, enquanto Toronto se defendia bem na base do instinto e tentando ligar um contra-ataque. Mikhail Grabovski chegou perto do gol de Carey Price e foi derrubado, conseguindo um tiro-livre (penalty shot) – que não foi convertido. Depois da cobrança de Grabovski, os Leafs conseguiram se reencontrar na partida e empataram com Clarke MacArthur.

O terceiro foi parelho durante nove minutos, quando Brendan Gallagher recolocou os Habs na frente no placar e deu mais ânimo para o Montreal. Paccioretty fez mais um para aumentar a vantagem e Brian Gionta acertou o gol vazio dos Leafs para fechar a conta em 5-2 para os Canadiens. Para ter noção de como a coisa tava feia para o lado dos Maple Leafs: em diversos momentos ouviu-se o tradicional canto “Olé Olé Olé” de torcedores dos Canadiens em plena arquibancada do Air Canada Centre.

A próxima partida dos Leafs será amanhã (dia 28) contra o New York Islanders, em Nova Iorque.

27/02/2013 – Montreal Canadiens @ Toronto Maple Leafs

quarta-feira, 27 fevereiro 2013 Deixe um comentário

Mais um jogo de grande rivalidade entre os Leafs e os Habs, os Canadiens de Montreal! Essa é uma rivalidade que remonta à origem da NHL, e que também reflete a rivalidade entre o lado inglês e o lado francês do Canadá! Foi o primeiro jogo entre eles no Air Canadá Centre, nesta temporada.

Nas outras duas ocasiões em que estes times se enfrentaram, nesta temporada, o jogo foi em Montreal, no Bell Centre, e os Leafs levaram a melhor, vencendo os Habs por 2 x 1 e 6 x 0 respectivamente.

Este jogo também marcou o retorno de James Reimer ao elenco principal, retornando de uma contusão no joelho, mas ainda apenas como backup de Ben Scrivens. Jussi Rynnas retornou aos Marlies.

20130227_Habs@Leafs_Banner

O jogo começou morno, mas com os Habs chutando mais à gol. O time de Toronto demorou para entrar na partida e usava muito o Dump and Chase, chutar o puck para o final da zona adversária e patinar atrás para tentar recuperá-lo. Numa jogada em que o puck foi disputado na borda por Mike Brown, o puck sobra para Frazer McLaren que o conduz na direção de Carey Price e , com a chegada de Travis Moen, o puck acaba entrando por sobre o ombro direito de Price, aos 13m44s. Quando pensávamos que os Leafs iam começar a dominar o jogo, os Habs conseguem o gol de empate com Alexei Emelin, aos 16m56s, chutando o puck do centro do gelo, próximo à linha azul e vencendo Ben Scrivens por debaixo das pernas. No replay pudemos ver que o puck resvala num jogador dos Leafs, prejudicando o posicionamento de Scrivens. Ao final do primeiro período, Mike Brown desfere um forte tranco em Josh Gorges, no ataque, e acaba tomando uma penalidade “major” de 5 minutos, aos 19m22s, o que deu aos Habs 4m12s de powerplay logo no começo do segundo período.

20130227_Habs@Leafs_ScoreA penalidade “major” permite ao time com vantagem numérica, permanecer com a vantagem mesmo que marque um gol, ou seja, o time fica com um jogador a mais no gelo por todo o período da penalidade, no caso 5 minutos, mesmo que marque um ou mais gols! Os Leafs estavam bem, se defendendo dos ataques dos Habs, até mesmo dando sorte, após um puck sobrar para Max Pacioretty sozinho com o gol aberto, mas Pacioretty acabou pegando mal no puck, mandando o chute por cima do gol! Faltando apenas 6 segundos para acabar a penalidade, aos 4m17s, P. K. Subban chuta, mas o chute sai fraco pois seu taco quebra, Scrivens apenas desvia o puck com seus protetores de perna, mas nao vê que Pacioretty está ao lado do gol. O puck bate nas pernas de Pacioretty e entra no gol dos Leafs, dando a vantagem na partida ao time visitante. Numa jogada com chances claras de gol, Mikhail Grabovski acaba sendo derrubado e os Leafs ganham um pênalti shot. Ao cobrar, Grabo acaba fazendo um movimento muito lento na minha opinião e Carey Price termina por bloquear o seu chute, não permitindo o empate. Mais tarde no período os Leafs voltaram a dominar a partida e aos 15m47s, Clarke MacArthur recebe um belo passe de Nazem Kadri, acerta o puck com o patins e chuta forte, empatando a partida. Apesar de muito tentar, Brandon Prust não conseguiu arranjar briga com ninguém, mas bem que ele tentou tirar Dion Phaneuf do gelo, enquanto os Habs estavam em powerplay no inicio do período.

No ultimo período, os Habs continuaram a chegar com maior facilidade no gol dos Leafs e aos 09m08s, Brendan Gallagher se posiciona na frente do gol de Scrivens e desvia o puck para colocar os Canadiens à frente do placar novamente. Aos 14m26, o capitão dos Leafs, Dion Phaneuf, erra e perde o puck na zona neutra. Max Pacioretty se aproveita e conduz o puck ao ataque e chuta forte num ângulo fechado. Ben Scrivens aceita e os Habs marcam o quarto gol, derrubando a moral do time da casa. Aos 17m34s, os Leafs partem ao ataque e, para tentar colocar um atacante a mais no gelo, Ben Scrivens parte para o banco dos Leafs, mas o time perde o puck para Brian Gionta, o capitão dos Habs, que chuta e marca o quinto gol de seu time num gol vazio.

Neste jogo os Leafs foram apáticos, os Habs souberam dominar o gelo, não permitindo aos Leafs ganhar o puck ou chegar ao ataque com mais liberdade, tanto que o número de chutes a gol dos Habs foi de 40, enquanto os Leafs chutaram 23 vezes ao gol de Carey Price. A defesa nao conseguia limpar o puck e oferecer boa cobertura para Scrivens. Phil Kessel não apareceu na partida e o time errou muito, não só no último período, mas na partida toda. Scrivens não vem jogando de forma tão sólida, como nos seus primeiros jogos após a saída de Reimer.

Parabéns aos Habs, mas ainda estamos com a vantagem de dois jogos contra um contra eles nesta temporada … Hehehe pelo menos isso ameniza a derrota hoje à noite …. Hehehehehehe

Os Leafs agora vão até New York, enfrentar os Islanders já amanhã à noite.

GO Leafs GO!!!!!

Reimer não jogará contra os Flyers

domingo, 23 outubro 2011 Deixe um comentário

Acabei de ler no site da The Sport Network (www.tsn.ca/nhl) que James Reimer não treinou em Philadelphia hoje e não jogará amanhã contra os Flyers, devido a uma pequena contusão no pescoço devido à cotovelada que tomou de Brian Gionta, no primeiro minuto de jogo, no que seria a vitória dos Leafs, ontem em Montreal.

Aparentemente não é nada grave, mas segundo o próprio Reimer, é melhor cuidar disso agora, antes que possa se agravar em um novo jogo! Ele também acredita que não ficará muitos jogos de fora e que deve se recuperar bem rápido e diz estar melhor hoje, se considerar a situação de como ele estava ontem!

Naturalmente Gustavsson assumirá a posição e, possivelmente, Ben Scrivens será o chamado para ser o reserva de Gustavsson, pelo menos em Philadelphia!

GO Gustavsson GO

09/04/2011 – Montreal Canadiens @ Toronto Maple Leafs

terça-feira, 12 abril 2011 Deixe um comentário

No último jogo da temporada os Leafs receberam os Canadiens. A temporada começou com um jogo no Air Canada Centre, contra os Canadiens e terminaria da mesma forma.

Os Leafs, após a eliminação dos playoffs, sofrida no jogo contra o Washington Capitals, de Alexander Ovechkin, sentiram o golpe e perderam também dos Devils! Mas uma disputa contra os Habs sempre traz à tona a rivalidade entre Toronto e Montreal!

Para este jogo os Leafs teriam, mais uma vez, James Reimer no gol, mas também teriam dois jogadores novos no elenco, Joe Colborne e Matt Frattin!

O jogo foi marcado por vários erros de arbitragem, incluindo a anulação de um gol dos Leafs, que após a revisão da jogada pela central de imagens da NHL, em Toronto, devido à ausência de uma imagem clara de que o puck cruzou a linha, foi anulado de forma errada. Existia uma câmera onde podíamos ver que o puck assim que cruzava a linha era agarrado pela luva do Carey Price! Price até mesmo chegou a sorrir quando a decisão anulou o gol de empate dos Leafs!

A partida começou com os Habs, já classificado aos playoffs, jogando melhor, tanto que eles conseguiram abrir 2 gols de vantagem no placar, com gols de Ryan White e Brian Gionta! Os Leafs diminuíram num gol de Phil Kessel aos 13m13s, que contou com o primeiro ponto de Joe Colborne na NHL, uma assistência. Tudo isso no primeiro período!

No segundo período os Leafs voltaram melhor e estiveram muito próximo de empatar a partida, mas Brian Gionta aproveitou uma oportunidade e marcou novamente, deixando o placar em 3 a 1 para os Habs. O jogo ainda teve um gol de Tomas Plekanec, fechando o placar do jogo e classificando os Habs em sexto na conferência. Com isso eles enfrentarão os Bruins na primeira rodada dos playoffs. Pode até parecer engraçado, mas como os Leafs possuem uma escolha dos Bruins para o próximo draft, nossa torcida ficará com os Habs!

Matt Frattin também demonstrou ser um jogador de muita presença e que busca constantemente o gol adversário, mesmo quando necessita de uma disputa mais intensa pelo puck. Tanto Frattin quanto Colborne, com certeza, serão parte da equipe dos Leafs em um futuro próximo e, com um pouco de experiência na NHL, trarão muitas alegrias à Leafs Nation!

No final o placar ficou em 4 a 1 para o Montreal Canadiens, marcando o final de uma temporada onde ao decorrer do campeonato, os Leafs foram melhorando e, infelizmente, devido a terem tido muitas derrotas em Novembro e Dezembro, acabaram não conseguindo se recuperar na tabela! Terminamos em 10o na conferência leste, atrás do Carolina Hurricanes e em 21o na NHL.

Fazendo uma análise da temporada, melhoramos muito em relação à temporada anterior e temos chances reais de que, a próxima temporada marcará o retorno do time de Toronto aos playoffs e, quem sabe, à disputa da tão sonhada Stanley Cup!!

Obrigado ao time que tanto lutou neste final de temporada! Saibam que estaremos aqui, fiéis a esta equipe a cada temporada! Esperando ansiosos o retorno da Stanley Cup à Toronto!

Go Leafs Go!!!

12/01/2011 – Toronto Maple Leafs @ Montreal Canadiens

segunda-feira, 14 fevereiro 2011 7 comentários

Infelizmente não tenho muito a comentar sobre este jogo!

Os Leafs simplesmente não foram à Montreal enfrentas os Habs. O time foi apático … não criou chances de gol … não foi um time que fez uso de um jogo físico … ninguém brilhou no gelo … enfim … foi um time totalmente apagado.

No primeiro período, os Habs e os Leafs ainda jogaram no mesmo nível … ruim … e o placar não foi alterado.

No segundo período, os Leafs totalmente perdidos, permitiram dois gols em menos de 2 minutos com Benoit Pouliot aos 10m12s e com Brian Gionta aos 11m52s. Ambos os gols foram tomados devido à falta de atenção da defesa dos Leafs que deixou jogadores livres em frente ao gol de Giguere.

Mesmo com os Canadiens nos proporcionando diversos powerplays, nós não conseguimos aproveitar nenhum. Quem aproveitou-se de um powerplay foi David Desharnais, jogador jovem, vindo da ECHL, que marcou o terceiro gol dos Habs aos 6m19s. Desharnais foi eleito a primeira estrela da noite com 1 gol e uma assistência.

Esse era um jogo chave que, se os Leafs ganhassem, diminuiriam muito a distância para uma vaga nos playoffs, mas com Kessel sem marcar gols a várias partidas, com Lupul não jogando bem, sem Colby Armstrong e Mike Brown se recuperando de lesões, sem Colton Orr e com Brett Lebda jogando inclusive em powerplays! Aí a vitória fica complicada mesmo!

Bom … vamos torcer para uma melhora dos Leafs, que jogam amanhã em Bruins e na quarta feira, em Sabres! HEHEHE Dois jogos fora de casa contra equipes da mesma conferência e que pode acabar com as esperanças dos Leafs, que já não são grandes, caso o time seja derrotado em ambas oportunidades.

Como sempre estaremos aqui suportando e torcendo pelos Leafs e que possamos sair com vitórias!

GO Leafs GO!!!

P.S.: leia também os comentários e informações sobre este jogo no Canadiens Brasil.

%d blogueiros gostam disto: