Anúncios

Arquivo

Posts Tagged ‘Jarome Iginla’

02/03/2019 – Buffalo Sabres @ Toronto Maple Leafs

domingo, 03 março 2019 Deixe um comentário

Com o péssimo resultado do nosso jogo contra o New York Islanders, tudo que o Toronto Maple Leafs queria era voltar a vencer! Para isso os jogadores tiveram a sexta-feira de folga e receberam novamente o Buffalo Sabre no Scotiabank Arena, pela segunda vez na semana.

Para mostrar a John Tavares o quanto ele é querido em Toronto e dar a ele a energia da torcida, os Leafs foram sendo anunciados em ordem inversa e, dessa forma, ele foi anunciado por último, quando recebeu aplausos de todos os fans presentes! Com certeza isso deu ao John Tavares aquele carinho que faltou a ele em Long Island!

E foi ele mesmo que abriu o placar aos 04m20s do primeiro período, com um gol em que ele acreditou na jogada e se aproveitou de um puck perdido perto de Linus Ullmark. Jason Pominville empatou aos 06m00s e Conor Sheary virou aos 07m34s. Parecia que o fantasma que persegue os Leafs estava pronto para fazer a equipe perder em casa, de virada. Mas no final do primeiro período, faltando apenas 20s, Morgan Rielly empata a partida e deixa tudo igual!

O segundo período viu Nic Petan, o jogador que veio aos Leafs na troca com o Winnipeg Jets, envolvendo Par Lindholm, marcar seu primeiro gol na NHL e colocar os Leafs à frente do placar aos 15m02s. Nikita Zaitsev marcou o seu terceiro gol da temporada aos 19m05s, deixando os Leafs mais confiantes na vitória, pois a equipe voltou a jogar bem.

O último período viu ótimas defesas de Frederik Andersen, que realmente fechou o gol, e um gol de Mitch Marner, já com os Sabres em Empty Net, aos 18m03s.

Foi a segunda vitória dos Leafs sobre os Sabres, na mesma semana! As equipes ainda se enfrentarão mais uma vez nesta temporada, no dia 20 de março, em Buffalo, quando os Leafs tentarão “varrer” os Sabres nesta temporada (ganhar todos os jogos entre as equipes durante a temporada regular).

O próximo adversário dos Leafs será o Calgary Flames, que acabou de retirar o número 12, em homenagem a Jarome Iginla, jogador que foi capitão dos Flames e pra sempre fará parte da história da franquia! Parabéns aos Flames e ao Jarome Iginla por esse merecido reconhecimento!!!

Go Leafs Goooooooo

Anúncios

14/10/2014 – Colorado Avalanche @ Toronto Maple Leafs

quinta-feira, 16 outubro 2014 Deixe um comentário

A vitória no último jogo, contra os Rangers em pleno Madison Square Garden, trouxe confiança aos Leafs que receberam o bom time do Colorado Avalanche no Air Canada Centre. A sólida apresentação contra os Rangers também fez com que o goleiro da partida fosse James Reimer.

Este jogo foi transmitido ao vivo pela ESPN em seu canal HD, com Ari Aguiar e Thiago Simões!

Season_2014-15_Goalies_Game4Os Leafs e os Avs trocaram ótimas oportunidades de gol, com os times revezando o domínio do gelo até que aos 09m54s, num contra-ataque em 2 contra 1, Phil Kessel conduz o puck e passa na medida para James Van Riemsdyk abrir o placar. Os Leafs saíram na frente e, apesar de não terem volume de jogo naquele momento da partida, tiveram a paciência necessária para aproveitar as poucas oportunidades que geravam. O gol desestruturou um pouco o time visitante, mas os Leafs não conseguiram mais gols e, aos 13m14s, Ryan O’Reilly empata para os Avs.

O segundo período viu os Leafs ganharem o domínio do gelo, mas viu uma noite inspirada de Semyon Varlamov, o ótimo goleiro dos Avs, que segurava as pontas em todos os chutes perigosos do time dos Leafs. Aos 17m40s, num rápido contra-ataque, o time dos Avs, mais precisamente Jarome Iginla, encontra Matt Duchene livre para desferir um forte chute de primeira, sem chances de defesa para Reimer e coloca os Avs à frente. Este período viu um lance inusitado, após trocar empurrões com Jamie McGinn, Dion Phaneuf e seu ex-capitão no Calgary Flames, Jarome Iginla discutem e retiram as luvas para brigar, mas os árbitros acabaram por separar os dois e não permitiram. A torcida obviamente vaiou a arbitragem!!

Season_2014-15_Score_Game4No terceiro período os Leafs continuaram pressionando pelo empate, que foi conseguido aos 10m36s, com um gol de Joffrey Lupul, apesar de todo o esforço de Semyon Varlamov defendendo muitos chutes dos Leafs.

Com o empate as equipes foram à prorrogação. Mal começou a prorrogação e aos 34s, Tyler Bozak encontra Phil Kessel partindo em velocidade ao ataque. Kessel perde um pouco o controle do puck, o que o faz perder a oportunidade de partir em direção ao gol, mas ele retoma o controle, pára e retorna no gelo, dando uma volta sobre o defensor dos Avalanche e chutando de frente ao gol de Varlamov, que não conseguiu a defesa. Kessel marcou o gol da vitória dos Leafs e, após dois jogos em casa sem marcar pontos, já marcou 5 nos dois últimos jogos!

Ótima partida dos Leafs que parecem ganhar mais entrosamento e confiança. Não sei como ficará a situação dos goleiros dos Leafs, já que Bernier perdeu os dois primeiros jogos e Reimer tem entrado bem e conseguiu as nossas duas vitórias.

Go Leafs Goooooooo

08/12/2013 – Boston Bruins @ Toronto Maple Leafs

segunda-feira, 09 dezembro 2013 Deixe um comentário

Os Bruins são realmente uma equipe difícil de vencer. Prova disso é o histórico dos Leafs nos últimos 3 anos contra eles e os playoffs do ano passado, quando faltando apenas 90 segundos para o término da partida, os Bruins empataram o jogo, marcando dois gols e ainda venceram a partida na prorrogação.20131208_Bruins@Leafs_Banner

Nesta temporada os Bruins já nos venceram uma vez e, portanto, temos que jogar sem cometer erros, pois eles são um time forte, veloz e habilidoso.

Um fato curioso é que os Leafs não costumam jogar aos domingos. Este foi o primeiro jogo desde 2003 em que a equipe joga no domingo! Eu não havia visto o calendário e nem estava considerando acompanhar um jogo ontem, mas acabei por receber uma mensagem no facebook, alertando que era dia de jogo, e contra os Bruins!

O jogo começou bem para os Leafs que igualaram o volume de jogo e levavam perigo ao gol de Chad Johnson. O resultado disso veio aos 12m20s quando Peter Holland conseguiu aproveitar o rebote de um chute de David Clarkson e colocou os Leafs à frente no placar. O jogo foi tão parelho que os Leafs conseguiram igualar-se aos Bruins em números de chutes ao gol, 10 para cada time.

20131208_Bruins@Leafs_ScoreApós o intervalo para o segundo período, os Bruins voltaram melhor e começaram a pressionar os Leafs. Chegaram a dar 8 chutes ao gol de Jonathan Bernier, enquanto os Leafs deram somente um contra Chad Johnson. Com a pressão os Leafs cometeram penalidades e os Bruins acabaram virando o jogo com gols de Carl Soderberg aos 05m14s e Torey Krug aos 06m47s, ambos em powerplay. Com a virada os Leafs acabaram sentindo o golpe e ainda permitiram o terceiro gol dos Bruins aos 15m58s, marcado por Kevan Miller, o primeiro de sua carreira na NHL. Miller está no elenco dos Bruins devido a contusões de dois defensores da equipe e está foi a sua quinta partida.

Ainda restava um período para uma reação dos Leafs e a equipe retornou mais atenta e com vontade de dar o troco no time visitante. Logo aos 37s, Jay McClement se aproveita de um rebote do goleiro dos Bruins e marca o segundo dos Leafs, diminuindo a vantagem para somente um gol e enchendo o coração dos torcedores de esperança. Os Leafs jogavam bem e por várias vezes poderiam ter empatado a partida, mas aos 16m00s, Milan Lucic controla o puck na zona neutra, passa por Phil Kessel, vence Phaneuf na velocidade e fica no mano a mano com Carl Gunnarsson, que não consegue bloquear o passe de Lucic para Jarome Iginla, que também não recebeu marcação adequada e marcou o quarto gol dos Bruins. Restando apenas 4 minutos para o término da partida e com 2 gols atrás no placar, os Leafs ainda tentaram reagir e com pouco mais de 2 minutos retiraram Bernier para colocar um atacante a mais no gelo, pressionaram, tentaram, ganharam um powerplay numa penalidade de Patrice Bergeron, o que nos deu a oportunidade de jogar com 6 contra 4, mas não conseguiram chegar ao gol. Numa jogada em que Johnson defendeu, o puck sobrou para a defesa dos Bruins, exatamente no momento em que Bergeron saía do penalty box!! Bergeron recebeu o puck e somente o conduziu ao fundo das redes do gol vazio dos Leafs.

Os erros no segundo período custaram a vitória dos Leafs. Adicionalmente a equipe tem chutado o puck, mas sem qualidade nas jogadas de ataque. Paul Ranger e Carl Gunnarsson têm errado muitos passes e oportunidades no ataque.

Até quando Carlyle vai permitir esse jogo sem qualidade e armação de jogadas no ataque?!?

O próximo desafio dos Leafs será na quarta-feira, recebendo o Los Angeles Kings.

Go Leafs Go

09/11/2013 – Toronto Maple Leafs @ Boston Bruins

domingo, 10 novembro 2013 Deixe um comentário

Na noite seguinte à vitória sobre os Devils, os Leafs já estavam em Boston para enfrentar a equipe que acabou por eliminar os Leafs na primeira rodada dos playoffs da temporada passada, nos últimos 80 segundos do jogo 7.

20131109_Leafs@Bruins_Banner

Os Leafs retornaram e tentaram jogar de igual para igual com os Bruins, porém o time de Boston é muito forte e tem um passe muito bom. Os Leafs geralmente rifavam o puck ao ataque, enquanto os Bruins passavam o puck aos seus companheiros, mesmo em situações onde os Leafs pressionavam.

20131109_Leafs@Bruins_ScoreDurante um powerplay, Jarome Iginla partiu com o puck e o levou para trás do gol dos Leafs, James Reimer que estava cobrindo o gol, contra algum chute de Iginla, mas Iginla foi muito habilidoso e conseguiu retornar o puck para a frente do gol, num passe que passou por trás de Reimer e encontrou o taco de Zdeno Chara, que marcou o primeiro gol dos Bruins.

No segundo período os Leafs melhoraram e dominaram o período. Aos 16m52s, Joffrey Lupul partiu com velocidade e chutou forte, vencendo Tuuka Rask e empatando a partida.

No último período, os Bruins conseguiram voltar a ter vantagem no placar e marcaram um gol muito parecido com o primeiro, com o puck sendo passado para trás, para alguém em frente ao gol dos Leafs, que neste caso foi, Patrice Bergeron, que marcou também em powerplay, assim como Chara. Ao finalizando da partida, os Leafs retiraram James Reimer, para buscar o empate, mas faltando apenas 22s, os Bruins chutaram o puck ao ataque e tudo parecia sob controle, já que Dion Phaneuf estava indo atrás do puck e parecia que iria dominá-lo. Mas Phaneuf perdeu o puck para Loui Eriksson que conseguiu cruzar o puck para Bergeron marcar o terceiro gol e finalizar a partida.

Vitória dos Bruins, em casa. Nada muito fora do normal.

Go Leafs Go!!!!

14/02/2012 – Toronto Maple Leafs @ Calgary Flames

quarta-feira, 15 fevereiro 2012 Deixe um comentário

Após uma derrota em casa, na noite de Mats Sundin, contra os Habs, os Leafs partiram para uma série de jogos fora do Air Canadá Centre, começando com uma visita aos Calgary Flames! O mais interessante é que a torcida pró-Leafs estava em peso no estádio, apoiando a equipe. Como o time dos Leafs é o de maior torcida no Canadá, quando o time viaja para o Oeste, seus torcedores vêem a oportunidade de assistir à um jogo dos Leafs e realmente comparecem!

Os Leafs não ganham dos Flames em Calgary desde 2002! E seria o sétimo jogo desde então!

Não consegui assistir ao jogo, que começou às 00:00hs! Mas vi o vídeo do resumo do jogo em seis minutos, e vi que os Leafs jogaram bem, mesmo fora de casa!

No primeiro período, os Flames dominar o gelo durante os 10 minutos iniciais! Os Leafs se defendiam como podiam! Após um belo contra-ataque dos Leafs, com direito a um puck na trave, aos 4m43s Alex Tanguay abre o placar, acertando um belo chute no ângulo direito de Jonas Gustavsson! Logo após, num erro de troca de linha dos Leafs, os Flames conseguiram atacar em 2 contra 1, e Olli Jokinen  marcou o segundo dos Flames sem qualquer chance para Gustavsson, aos 8m13s. Finalmente os Leafs conseguiram partir pro ataque e Tyler Bozak, após ganhar o faceoff, ainda se aproveitou de um rebote de Mikka Kiprusoff e acertou a trave, antes de conseguir no novamente chutar e marcar o primeiro gol dos Leafs, colocando os Leafs novamente na partida aos 16m42s!

No segundo período, os Leafs pressionaram e logo no início acertaram o travessão do gol de Kiprusoff, porém em mais um erro de posicionamento, permitiram um breakaway para os Flames, que foi defendido por Gustavsson, mas os árbitros marcaram uma penalidade e os Flames ganharam um penalty shot! Paul Byron dirigiu-se calmamente ao gol de Gustavsson, que apesar de bem posicionado, não conseguiu defender o chute, aumentando a vantagem dos Flames aos 9m15s!

Veio então o terceiro período e os Leafs tentaram pressionar para conseguir a vitória, entretanto erros pontuais novamente foram aproveitados pelos Flames. Primeiro um erro de Grabovski, atrás do gol dos Leafs. Grabo não conseguiu controlar o puck e Cammaleri se aproveitou e passou para Blake Comeau chutar forte e marcar o quarto gol do time da casa aos 15m09s! O ultimo gol foi de Jarome Iginla, capitão dos Flames, aos 17m44s num chute indefensável!

Apesar da quarta derrota seguida, com um placar desfavorável de 5 a 1, os Leafs jogaram bem muito que no jogo anterior, contra os Canadiens! Gustavsson também jogou muito bem e realizou muitas defesas importantíssimas! O resumo do jogo é que os Flames conseguiram aproveitar as oportunidades dadas por erros dos Leafs!

Hoje espero que o cansaço não nos abata! Temos um importante jogo contra os Oilers em Edmonton e, mais do que nunca precisamos da vitória! Ontem os Senators venceram os Lightning por 4 a 0 e agora estão 4 pontos a nossa frente! Fora o fato dos Capitals estarem a apenas um ponto de nós, e com um jogo a menos!

Temos que acordar nessa reta final e não perder pontos preciosos que podem nos fazer falta!

Go Leafs Goooooooooooooooooooo

16/12/2010 – Toronto Maple Leafs @ Calgary Flames

sexta-feira, 17 dezembro 2010 3 comentários

No segundo dos três jogos contra os times do oeste do Canadá, os Maple Leafs não conseguiram repetir o bom resultado da partida contra os Oilers e perderam para o antigo time de Dion Phaneuf, o Calgary Flames, por 5-2.

O primeiro gol da partida saiu do taco de Nikolai Kulemin com pouco mais de seis minutos de jogo no primeiro período. A resposta dos Flames veio menos de um minuto depois, com Mikael Backlund. O jogo estava bem movimentado, com os dois times atacando bastante e o goleiros fazendo boas defesas. No lado dos Leafs, Giguere “roubou” pelo menos três gols dos Flames.

O jogo “lá-e-cá” continuou no segundo período até os quinze minutos, quando os Flames tomaram o controle da situação: o ex-jogador dos Leafs, Matt Stajan faz boa jogada atrás do gol de J S Giguere e passa para Alex Tanguay virar o jogo; Mikhail Grabovski faz um pênalti, os Flames aproveitam o momento e Olli Jokinen converte com um chute de longe (com apenas 10 segundos em Vantagem Numérica); Jokinen e Rene Bourque invadem a área dos Leafs e Bourque faz o quarto gol do Calgary. Tudo isso em 57 segundos. Isso mesmo, três gols em menos de um minuto!

Jonas “O Monstro” Gustavsson joga os últimos vinte minutos no lugar de Giguere. Logo no começo do período, Grabovski faz outro pênalti, e Niklas Hagman (outro ex-jogador de Toronto) aumenta a vantagem aos dois minutos e meio. A “redenção” de Grabovski veio aos 8:45, quando ele faz seu décimo gol na temporada e dá um pouco de ânimo ao abatido elenco dos Maple Leafs. Calgary, com os 5-2, se acomodou e Toronto passou a pressionar. Mas um dos jogadores que chegou mais perto de pontuar foi o capitão dos Flames, Jarome Iginla; durante um contra-ataque Iginla fica cara-a-cara com Gustavsson e Phaneuf mergulha para tentar tirar o puck da jogada, mas acaba tocando Iginla com o taco e dando um penalty-shot para os Flames. Iginla cobra o pênalti e Gustavsson defende sem maiores problemas.

O próximo confronto dos Leafs será no sábado contra os Canucks, em Vancouver.  Passar por um time que conta com Luongo e os gêmeos Daniel e Henrik Sedin e está em terceiro na sua Conferência é sempre um desafio, ainda mais para um time jovem e numa situação delicada como os Leafs.

GO LEAFS GO!

%d blogueiros gostam disto: