Arquivo

Posts Tagged ‘Calgary Flames’

01/04/2013 – Calgary Flames @ Toronto Maple Leafs

quarta-feira, 02 abril 2014 Deixe um comentário

Se sentindo no fundo do poço, os Leafs receberam o Calgary Flames em Toronto, para um jogo que podia ser o retorno dos Leafs às vitórias!

Mais uma vez com Jonathan Bernier no gol, os Leafs enfrentaram os Flames e o goleiro Karri Ramo.

O primeiro período não viu gols e o jogo ficou muito truncado, com ambas equipes disputando o puck e acabando por não gerar muitos chutes à gol. Foram apenas cinco chutes dos Flames contra 7 dos Leafs no período. Para um time que já tomou 23 chutes à gol em um único período, os Leafs melhoraram bem e nos últimos três jogos conseguiu manter o número de chutes recebidos em menos de 30.

Logo no início do segundo período, aos 50s, Jay McClement colocou os Leafs à frente do placar. Infelizmente marcar um gol de vantagem não tem sido nenhum garantidor de boa performance dos Leafs. Por volta dos seis minutos de jogo, Curtis Glencross desviou o puck para o gol, no que seria o empate dos Flames, mas a jogada foi invalidada após revisão, pois Glencross desviou o puck com o taco acima da altura do gol, o que é inválido conforme as regras da NHL. O empate dos Flames veio a conseguir o empate com um gol de Matt Stajan, que recebeu um passe de T. J. Brodie que o deixou sozinho no contra-ataque contra Bernier. Matt Stajan marcou o gol de empate vencendo Bernier com um ótimo movimento aos 16m55s.

A decisão e a emoção ficou reservada para o terceiro período. E posso dizer que fomos agraciados com a tão esperada vitória após gols de Dave Bolland aos 02m16s, o primeiro gol dele após o retorno da contusão e David Clarkson aos 05m47s, vencendo Karri Ramo num contra-ataque matador. Com dois gols de vantagem, bastava aos Leafs controlar está diferença para garantir a vitória, mas os Flames conseguiram esquentar o jogo com um gol de Kris Russel aos 07m24s. Durante os últimos 1m30s, os Flames ainda tentaram retirar o goleiro para colocar um atacante adicional e pressionar os Leafs e, logo nos primeiros segundos, Tyler Bozak conseguiu roubar o puck e chutar ao gol, mas o mais difícil aconteceu, o puck bateu na trave! Ainda faltando 6s de jogo, Dion Phaneuf cometeu uma penalidade e deixou os Flames com 6 jogadores contra 4 dos Leafs, mas com tão pouco tempo não conseguiram o gol de empate.

Foi uma ótima vitória que viu os Leafs ficarem a apenas um ponto da última vaga de Wild-Card, que hoje está com o Columbus Blue Jackets.

Temos que continuar vencendo para tentar galgar posições em possíveis derrotas de nossos adversários, como os Capitals que perderam de 5 a 0 em casa e o próprio Columbus que perdeu na prorrogação.

Próximo jogo, na quinta, contra o Boston Bruins. Pedreira pela frente, mas vamos nos concentrar em jogo a jogo. Ainda dá!!!

Go Leafs Goooooo

30/10/2013 – Toronto Maple Leafs @ Calgary Flames

quinta-feira, 31 outubro 2013 4 comentários

Para o jogo de hoje, após o shutout de ontem sobre o Edmonton Oilers, James Reimer ganhou o merecido descanso e deu oportunidade a Jonathan Bernier contra o Calgary Flames.30102013_Leafs@Flames_Banner

O jogo começou quente e, com menos de dois minutos de jogo, Brian McGrattan e Frazer McLaren já estavam brigando no gelo. Depois disso, o que foi visto foi um jogo onde, mais uma vez, a décima primeira vez na temporada, em 14 jogos, os Leafs receberam mais chutes à gol do que deram no gol adversário. Com essa informação, qualquer um diria que os Leafs devem ter perdido muitos desses jogos, mas a lógica atual dos Leafs é diferente e o time conseguiu a sua décima vitória da temporada sobre os Flames.

30102013_Leafs@Flames_ScoreNo primeiro período Joffrey Lupul se aproveitou de um bom posicionamento e de um rebote e teve que tentar duas vezes antes de colocar o puck no fundo da rede de Karri Ramo, aos 07m56s. Bernier teve muito trabalho no período, defendendo 15 chutes a gol, e no finalzinho do período, faltando apenas 4 segundos, os Leafs estavam em desvantagem numérica quando Jay McClement e James Van Riemsdyk partiram ao ataque e JVR marcou o segundo dos Leafs, que deram somente 7 chutes ao gol de Ramo.

No segundo período, os Flames continuaram vindo ao ataque e no total deram 20 chutes ao gol de Bernier. Somente conseguiram abrir o placar no trigésimo primeiro chute, de Matt Stajan, em powerplay aos 17m03s. Neste período os Leafs deram somente 8 chutes ao gol.

Os Leafs iam menos ao ataque, mas quando iam eram mais efetivos e Mason Raymond ampliou novamente para os Leafs aos 06m59s do terceiro período, se aproveitando de um rebote. Aos 14m39s, Dave Jones voltou a deixar o jogo com apenas um gol de diferença, mas os Leafs fecharam a partida com um gol da zona neutra num gol aberto (Empty Net), em desvantagem numérica. Final: Leafs 4 x Flames 2.

Foi a primeira derrota dos Flames em casa, apesar de o time não ter jogado mal. Jonathan Bernier roubou a partida para os Leafs, sendo muito seguro e fechando o gol, impedindo o time de Calgary de ter alguma reação.

Já estou começando a achar que tomar mais chutes a gol passa a ser uma característica da equipe … Hehehehe E que não se mexe em time que está ganhando!! Hehehehe

Brincadeira!!! Carlyle precisa verificar o que acontece e ajustar a defesa para não permitirmos tantos chutes! Uma hora, ou um jogo, os nossos goleiros podem não estar numa noite inspirada e então sofreremos derrotas e por placares elásticos!

Mas por enquanto… Go Leafs Gooooooo

Joe Colborne foi negociado com o Calgary Flames

domingo, 29 setembro 2013 Deixe um comentário

Hoje pela manhã a notícia do dia do Toronto Maple Leafs foi a negociação que enviou Joe Colborne para o Calgary Flames em troca de uma escolha condicional de quarta rodada do draft de 2014. Se Colborne marcar mais de 10 gols ou ir com a equipe aos playoffs, os Leafs passam a receber a escolha de terceira rodada.

Joe Colborne chegou aos Leafs após uma troca negociada com o Boston Bruins, que enviou Tomas Kaberle para os Bruins. Todos em Toronto tinham a esperança de Colborne começar a mostrar números mais promissores e, apesar disso, os números dele não estavam à altura da expectativa. Colborne não conseguiu mostrar que tem qualidades para fazer parte da equipe este ano.

Com o início da temporada em apenas 3 dias, os Leafs precisavam definir o elenco e Colborne, que não seja parte dele, seria enviado de volta aos Marlies, mas passando pela lista de dispensa “waivers”, o que permitiria a qualquer equipe selecioná-lo, sem ter que pagar nada aos Leafs. Com base nisso e considerando a necessidade do Calgary Flames de ter um central jovem e com bom tamanho, Brian Burke contatou Dave Nonis e negociou por Joe Colborne, garantindo a ida do jogador, que é de Calgary, para sua equipe.

Boa sorte a Joe Colborne e que ele consiga se manter na NHL, assim como o ex-Leafs, Matt Stajan, atualmente o central de primeira linha da equipe.

Go Leafs Go!!!

Leafs trocam Keith Aulie com o Tampa Bay Lightning

segunda-feira, 27 fevereiro 2012 1 comentário

Acabaram de confirmar que Keith Aulie, adquirido junto ao Calgary Flames na troca que trouxe Dion Phaneuf para Toronto, foi enviado para o Tampa Bay Lightning em troca pelo atacante Carter Ashton.

Ashton tem 20 anos e marcou 19 gols e 16 assistências em 56 jogos com o Norfolk Admirals da American Hockey League nesta temporada. Ashton traz tamanho para o ataque dos Marlies.

Tal troca pode não ser vista como efetuada por jogadores que possam contribuir nos Leafs já nesta temporada, e creio que Aulie, um defensor que usava seu tamanho muito bem, acabou ofuscado por Korbinian Holzer e outros defensores dos Leafs que poderiam também fazer o mesmo papel.

Boa sorte a Keith Aulie nos Lightning e Seja Bem vindo Carter Ashton!

 

14/02/2012 – Toronto Maple Leafs @ Calgary Flames

quarta-feira, 15 fevereiro 2012 Deixe um comentário

Após uma derrota em casa, na noite de Mats Sundin, contra os Habs, os Leafs partiram para uma série de jogos fora do Air Canadá Centre, começando com uma visita aos Calgary Flames! O mais interessante é que a torcida pró-Leafs estava em peso no estádio, apoiando a equipe. Como o time dos Leafs é o de maior torcida no Canadá, quando o time viaja para o Oeste, seus torcedores vêem a oportunidade de assistir à um jogo dos Leafs e realmente comparecem!

Os Leafs não ganham dos Flames em Calgary desde 2002! E seria o sétimo jogo desde então!

Não consegui assistir ao jogo, que começou às 00:00hs! Mas vi o vídeo do resumo do jogo em seis minutos, e vi que os Leafs jogaram bem, mesmo fora de casa!

No primeiro período, os Flames dominar o gelo durante os 10 minutos iniciais! Os Leafs se defendiam como podiam! Após um belo contra-ataque dos Leafs, com direito a um puck na trave, aos 4m43s Alex Tanguay abre o placar, acertando um belo chute no ângulo direito de Jonas Gustavsson! Logo após, num erro de troca de linha dos Leafs, os Flames conseguiram atacar em 2 contra 1, e Olli Jokinen  marcou o segundo dos Flames sem qualquer chance para Gustavsson, aos 8m13s. Finalmente os Leafs conseguiram partir pro ataque e Tyler Bozak, após ganhar o faceoff, ainda se aproveitou de um rebote de Mikka Kiprusoff e acertou a trave, antes de conseguir no novamente chutar e marcar o primeiro gol dos Leafs, colocando os Leafs novamente na partida aos 16m42s!

No segundo período, os Leafs pressionaram e logo no início acertaram o travessão do gol de Kiprusoff, porém em mais um erro de posicionamento, permitiram um breakaway para os Flames, que foi defendido por Gustavsson, mas os árbitros marcaram uma penalidade e os Flames ganharam um penalty shot! Paul Byron dirigiu-se calmamente ao gol de Gustavsson, que apesar de bem posicionado, não conseguiu defender o chute, aumentando a vantagem dos Flames aos 9m15s!

Veio então o terceiro período e os Leafs tentaram pressionar para conseguir a vitória, entretanto erros pontuais novamente foram aproveitados pelos Flames. Primeiro um erro de Grabovski, atrás do gol dos Leafs. Grabo não conseguiu controlar o puck e Cammaleri se aproveitou e passou para Blake Comeau chutar forte e marcar o quarto gol do time da casa aos 15m09s! O ultimo gol foi de Jarome Iginla, capitão dos Flames, aos 17m44s num chute indefensável!

Apesar da quarta derrota seguida, com um placar desfavorável de 5 a 1, os Leafs jogaram bem muito que no jogo anterior, contra os Canadiens! Gustavsson também jogou muito bem e realizou muitas defesas importantíssimas! O resumo do jogo é que os Flames conseguiram aproveitar as oportunidades dadas por erros dos Leafs!

Hoje espero que o cansaço não nos abata! Temos um importante jogo contra os Oilers em Edmonton e, mais do que nunca precisamos da vitória! Ontem os Senators venceram os Lightning por 4 a 0 e agora estão 4 pontos a nossa frente! Fora o fato dos Capitals estarem a apenas um ponto de nós, e com um jogo a menos!

Temos que acordar nessa reta final e não perder pontos preciosos que podem nos fazer falta!

Go Leafs Goooooooooooooooooooo

15/10/2011 – Calgary Flames @ Toronto Maple Leafs

sábado, 15 outubro 2011 3 comentários

Após as vitórias em cima do Ottawa Senators e do Montréal Canadiens e de uma semana “de folga”, o Toronto Maple Leafs recebeu o Calgary Flames no Air Canada Centre.

Os Leafs começaram a partida mais ofensivos, mas aos 4:18, os Flames aproveitam uma má jogada defensiva de John-Michael Liles e Nikolai Kulemin e fazem o primeiro gol do jogo com Curtis Glencross. O segundo gol veio um minuto depois com Scott Hannan – numa jogada controversa, pois ele estava em posição de impedimento (offside) – ampliando para Calgary. Quando o time dos Leafs começou a dar sinais de abatimento, os Flames cometeram duas penalidades (Mark Giordano, tripping aos 7:59; Lee Stempniak, slashing aos 9:29) e o time da casa voltou a atacar mais – apesar de não converter as oportunidades em gols. Se, por um lado, os Leafs não foram bons em vantagem-numérica (power play), a unidade de matar penalidades (penalty kill) conseguiu anular os Flames após Matt Frattin ficar 2 minutos fora por enganchar (hooking) aos 13 minutos. O período terminou sem clara superioridade para nenhum dos lados e com o placar inalterado.

O primeiro gol dos Maple Leafs veio no começo do segundo período: depois de uma bela defesa de James Reimer, Toronto parte em contra-ataque e Joffrey Lupul diminue a diferença. Aos 16:38, Phil Kessel enfrenta Miikka Kiprusoff sozinho e leva a melhor, empatando o jogo. Com o gol de empate, os Leafs pressionam mais, mas o período termina em 2-2.

Com apenas 50 segundos jogados no terceiro, Phil Kessel faz mais um e põe os Leafs na frente no placar. Os Flames não pareceram sentir o gol da virada e se esforçaram para correr atrás do prejuízo. Faltando umpouco mais de um minuto para o fim da partida, os Flames deixam Kiprusoff no banco para dar lugar a mais um atacante e Kessel vai para a penalty box por atrasar o jogo (delaying game), deixando Calgary com uma vantagem numérica de 6-contra-4. Porém, a partida termina em 3-2 a favor dos Leafs.

Três jogos, três vitórias. Bom começo de temporada dos Leafs e também de Phil Kessel (5 gols e 3 assistências em 2 jogos). A torcida é que ambos mantenham os bons resultados e não repitam o cenário da temporada anterior (um bom começo seguido de altos-e-baixos).

Leafs trocam Brett Lebda e Robert Slaney com os Predators

domingo, 03 julho 2011 4 comentários
Nashville Predators forward Cody Franson prior...

Image via Wikipedia

É … chegou o fim da era Brett Lebda na defesa dos Leafs! Motivo de comemoração para muitos fãs!!!

Lebda veio ao time como sendo um defensor com experiência, já ganhou uma Stanley Cup com os Red Wings, porém decepcionou e cometeu erros que levaram a gols dos nossos adversários, enfim … não conseguiu se consolidar como um dos grandes defensores dos Leafs.

Hoje, os Leafs anunciaram uma negociação envolvendo Brett Lebda e Robert Slaney (Reading Royals e Toronto Marlies), em troca de Cody Franson e Matthew Lombardi, jogadores dos predators. A negociação ainda tem uma escolha de quarta rodada de 2013, condicional à Matthew Lombardi jogar mais de 60 jogos em cada uma das duas próximas temporadas. Se isso acontecer os Leafs entregam sua escolha de quarta rodada de 2013 para os Predators e se não acontecer, ocorre o inverso, com os Leafs recebendo a escolha de quarta rodada dos Predators.

Matthew Lombardi é um center de 29 anos que foi draftado pelos Calgary Flames em 2002 e que teve sua melhor temporada em 2009-10 com os Phoenix Coyotes, quando marcou 19 gols e 53 pontos em 78 jogos. Infelizmente Lombardi perdeu toda a temporada 2010-11 após sofrer uma concussão no segundo jogo da temporada e, por este motivo, ainda não podemos confiar totalmente em sua melhora e capacidade de ajudar os Leafs.

Cody Franson é um defensor de 23 anos, que foi draftado em 2005 pelos Predators, e que nas suas 2 temporadas na NHL, conseguiu ser plus (seu time mais marcou gols nos jogos quando ele estava no gelo).

Foi uma grande negociação para os Leafs que têm a possibilidade de ter obtido um bom center e um defensor promissor, em troca de Brett Lebda, que era considerado peso morto na defesa dos Leafs, e de Robert Slaney, um jogador ainda sem muita expressão e que não demonstrava qualidades de vir a jogar na NHL.

Na verdade ganhamos só de nos livrarmos de Brett Lebda!!! HEHEHEHEHEHE

Sejam bem vindos Matthew Lombardi e Cody Franson! Que vocês possam contribuir ativamente para a equipe retornar aos playoffs na próxima temporada!

Boa Nonis … Boa Burke!! Que venham mais trocas boas como essa!!!

GO Burke GO / GO Nonis GO / GO Leafs GO

 

%d blogueiros gostam disto: