Anúncios

Arquivo

Archive for the ‘Comemoração’ Category

14/03/2018 – Dallas Stars @ Toronto Maple Leafs

quinta-feira, 15 março 2018 Deixe um comentário

Com 10 vitórias seguidas jogando em casa o Toronto Maple Leafs buscava aumentar o recorde e também ganhar dois pontos para aproximá-los ainda mais dos playoffs, mas o visitante, Dallas Stars, também precisava dos dois pontos pois estão numa das posições do Wild Card da conferência Oeste e querem se manter por lá!

Frederik Andersen começou o jogo pelos Leafs, enquanto Kari Lehtonen foi o goleiro dos Stars, que jogaram na noite anterior contra os Habs.

O jogo não podia ter começado melhor para os Leafs. Lehtonen recebeu o puck de seu defensor e simplesmente errou o domínio do puck com o taco, fazendo o puck ir pra frente do gol. Nazem Kadri que estava próximo, não desperdiçou e marcou aos 04m28s. James Van Riemsdyk ampliou aos 04m53s e parecia que seria um passeio dos Leafs, mas os Stars acordaram quando Jamie Benn foi deixado sozinho em frente ao gol de Freddie e marcou para os Stars aos 14m29s. Radek Faksa desviou um chute de Pateryn aos 16m01s, empatando a partida.

No segundo período os Leafs pareciam nem ter entrado no gelo, pois o jogo foi todo dos Stars, que ampliaram com Tyler Seguin aos 04m30s. Frederik Andersen acabou saindo do jogo aos 10m53s, aparentemente contundido, dando lugar para Curtis McElhinney. Os Stars marcaram novamente com Remi Elie aos 14m03s, virando o jogo. O que parecia ir muito bem no começo do jogo, virou e passou a ir muito mal para os Leafs.

Ainda tínhamos o terceiro período para tentar marcar gols e buscar a vitória e foi o que fizemos. James Van Riemsdyk marcou aos 05m13s e depois marcou o quarto gol dos Leafs, em powerplay, seu terceiro hat trick da carreira, aos 10m43s, empatando o jogo. Faltando apenas 06m42s para o final do período, aos 13m18s, Connor Carrick erra um passe saindo da zona de defesa e Brett Ritchie consegue marcar o quinto gol dos Stars. Só nos restava pressionar em busca do empate. E foi o que fizemos. Aos 19m44s, já com os Leafs jogando sem Curtis McElhinney, Mitch Marner chuta e Patrick Marleau desvia pro gol, empatando o jogo e garantindo pelo menos um ponto pros Leafs.

Veio a prorrogação e, mais uma vez, os Stars jogaram melhor! Mesmo tendo jogado na noite anterior eles pressionaram e tiveram ótimas chances! Gardiner novamente errou passes que deram chances aos Stars, mas McElhinney jogou muito bem e nos levou ao shootout.

Tyler Bozak marcou na primeira rodada. Tyler Seguin teve seu chute defendido por McElhinney. JVR não conseguiu marcar em Lehtonen. Alexander Radulov também não conseguiu vencer McElhinney e, para fechar a vitória dos Leafs, Mitch Marner marcou na terceira rodada!

Garantimos a décima primeira vitória seguida no Air Canada Centre e os dois pontos, mas temos a preocupação da condição de Frederik Andersen.

Voltamos ao gelo hoje à noite contra o Buffalo Sabres, fora de casa!

Go Leafs Goooooo

Anúncios

10/03/2018 – Pittsburgh Penguins @ Toronto Maple Leafs

segunda-feira, 12 março 2018 Deixe um comentário

Após quatro derrotas seguidas, o Toronto Maple Leafs precisava voltar às vitórias e nada melhor que voltar ao Air Canada Centre para tentar bater o recorde histórico da franquia e vencer o décimo jogo seguido em casa! O desafiante, que tentava simplesmente acabar com a sequência de vitórias dos Leafs foi o atual bicampeão Pittsburgh Penguins.

O placar recebeu o primeiro gol, marcado por Kasperi Kapanen aos 09m10s, após Josh Leivo fazer um passe para trás, sem olhar, para Tyler Bozak, que passou para Kapanen marcar, chutando alto e vencendo Tristan Jarry, o goleiro dos Penguins. Nazem Kadri aumentou para os Leafs aos 19m13s, desviando um chute de Morgan Rielly.

O segundo período viu Nazem Kadri marcar o terceiro gol dos Leafs, no powerplay, aos 11m35s. Os Leafs jogavam bem e Frederik Andersen estava muito bem na noite. No final do período, os Penguins tiveram um gol, marcado por Brian Dumoulin, invalidado pois o jogador acabou cruzando o Crease, aquela área azul onde ficando goleiro e acabou acertando o capacete de Freddie, antes de marcar o gol. O técnico dos Penguins criticou muito pois ao invés de ver seu time marcar um gol e diminuir a vantagem dos Leafs, viu Dumoulin ir para o penalty box por interferência no goleiro. Depois de tantos gols que sofremos, por não marcarem interferência em jogadas muito mais claras que essa, posso dizer que fiquei contente com a marcação da penalidade, que realmente ocorreu quando se revisa a jogada por vídeo. Pouco tempo depois, aos 18m24s, Mitch Marner marcou o quarto gol dos Leafs.

Para o início do terceiro período, Tristan Jarry acabou sendo substituído por Casey DeSmith e os Penguins continuaram tentando recuperar o placar, o que somente ocorreu nos últimos 5 minutos, quando Sidney Crosby marcou por cima do ombro de Freddie aos 16m24s, e Patrick Hornqvist aos 17m32s, dando um certo desespero na torcida dos Leafs. Os Penguins já estavam sem o goleiro, para pressionar os Leafs quando conseguiram seus gols e continuaram assim até que Patrick Marleau recebeu um passe e chutou no gol aberto, para marcar o quinto gol dos Leafs aos 19m02s, voltando a dar alegria à torcida!

Foi um ótimo jogo apesar dos Penguins darem mais chutes à gol que os Leafs.

Nosso próximo desafio será na quarta-feira, em casa, contra o Dallas Stars, quando tentaremos ampliar o recorde de vitórias consecutivas jogando em casa, para 11 jogos!

Go Leafs Goooooo

19/12/2017 – Carolina Hurricanes @ Toronto Arenas

quinta-feira, 21 dezembro 2017 Deixe um comentário

No jogo que marcou o centenário do primeiro jogo do Toronto Maple Leafs, que em 1917 eram o Toronto Arenas, na NHL, os visitantes dessa vez foram o Carolina Hurricanes.

A 100 anos atrás, os Arenas perderam para o Montreal Wanderers por 10 a 9, mas não deram chance dos Canes de fazer o mesmo feito em 2017. Os Leafs já foram Arenas entre 1917 e 1919, St. Pats entre 1919 e 1927, antes de Conn Smythe, o então dono da equipe, mudar o nome para Toronto Maple Leafs, homenageando uma divisão do exército canadense do qual ele mesmo fez parte.

A prefeitura de Toronto decretou o dia 19 de dezembro como sendo o Toronto Maple Leafs Day, celebrando toda a história desta equipe que representa a cidade a 100 anos! É uma grande homenagem à uma equipe entre as mais vencedoras na NHL, mas que não tem tido o mesmo sucesso nos últimos 50 anos!

Com o puck no gelo, os Leafs simplesmente se impuseram e aos 02m52s, com os Canes em powerplay, Leo Komarov partiu para cima de Scott Darling, que não conseguiu defender o chute do atacante dos Leafs, que abriu o placar com um gol shorthanded, o primeiro dos Leafs na temporada e o quarto da carreira de Komarov na NHL. Mitch Marner que teve uma noite excelente e acabou anotando 4 pontos no jogo, marcou o segundo dos Leafs aos 05m33s num powerplay. Os Canes até tentaram dificultar, mas paravam em Frederik Andersen. Somente aos 09m07s, Jeff Skinner fez uma ótima jogada e conseguiu vencer Freddie num chute que resvalou em Ron Hainsey. Apesar disso, os Leafs ainda marcaram com James Van Riemsdyk aos 10m34s, em outro powerplay, e Tyler Bozak, aos 13m28s, abrindo 4 a 1 no placar no primeiro período. O gol de JVR foi-nos gol de número 20.000 na história! Mais um marco deste excepcional e comemorativo jogo!

A equipe parecia estar muito mais “ligada” no jogo que ocorreu às 14:00 em Toronto, entretanto o segundo período não viu gols de ambas equipes, mas viu belas defesas tanto de Freddie quanto de Darling.

O terceiro período viu os Leafs voltarem novamente focados e definindo o placar e o jogo. Patrick Marleau marcou aos 09m25s e, apenas seis segundos depois, Kasperi Kapanen marcou outro. William Nylander também acabou com a sua “seca” e marcou aos 14m05s. Para fechar a partida, outro jogador que não marcava a muito tempo, Connor Carrick, marcou aos 18m33s, num powerplay.

Que vitória marcante num jogo comemorativo de 100 anos na NHL! Foram oito gols marcados por oito jogadores diferentes! Bozak e Marner tiveram 4 pontos na partida, 1 gol e 3 assistências cada!

Pena que Auston Matthews ainda está se recuperando de lesão e não pode participar. Quem sabe implicar não seria ainda maior com ele no gelo?!?

Hoje à noite os Leafs já enfrentam o Columbus Blue Jackets, fora de casa! Que essa vibe da vitória de ontem seja mantida!!

Parabéns Toronto Maple Leafs pelos seus 100 anos na NHL! Parabéns pela vitória!

Go Leafs Goooo

15/12/2017 – Toronto Maple Leafs @ Detroit Red Wings

sábado, 16 dezembro 2017 Deixe um comentário

Antes de voltar pra casa, o Toronto Maple Leafs foi ao Little Ceasar’s Arena enfrentar o Detroit Red Wings.

Nunca é fácil enfrentar os Red Wings, nem mesmo quando passam por uma má fase, como agora. Os Red Wings tinham perdido 10 dos últimos 11 jogos e os Leafs começaram melhor. Logo aos 01m58s, Andreas Borgman acertou um chute por entre a defesa dos Wings que deixou Jimmy Howard sem visão. O puck entrou por baixo do braço direito do goleiro. Abrir o placar tão cedo num jogo é sempre uma ótima indicação que a equipe vai manter o volume de jogo e tem ótima chance de vencer a partida, mas não foi isso que aconteceu.

Os Leafs jogaram bem o primeiro período e até que não estavam mal no segundo, mas Danny DeKeyser empatou aos 05m22 numa disputa pelo puck na zona ofensiva dos Wings. Foi o primeiro gol de DeKeyser na temporada. Com o jogo empatado, os Leafs tiveram um powerplay a seu favor, mas acabaram tomando um gol, de Trevor Daley, num contra-ataque em dois contra um, onde Jake Gardiner ficou cobrindo o segundo jogador e deixou Daley sozinho pra chutar em Curtis McElhinney, que não conseguiu defender. O gol shorthanded, com os Red Wings com menos jogadores no gelo que os Leafs (desvantagem numérica) foi o segundo em duas partidas seguidas, o que aconteceu anteriormente em 2007!

Com os Red Wings à frente do placar, os Leafs ainda tinham o terceiro período para se recuperarem, mas Tomas Tatar fechou o placar aos 09m39s, desta vez em vantagem numérica.

Essa foi a terceira derrota seguida dos Leafs, nos três jogos que realizaram fora de casa. A equipe continua sem Auston Matthews e neste jogo contou com Kasperi Kapanen no elenco.

Os Leafs voltam ao gelo na terça-feira, num jogo atípico, às 14:00 no horário de Toronto, 17:00 no Brasil, recebendo a visita do Carolina Hurricanes, no jogo que marcará 100 anos do primeiro jogo do Toronto Arenas na NHL, o time que originou os Leafs. Para este jogo os Leafs utilizarão uma camisa especial, relembrando o uniforme do Toronto Arenas e a data, 19 de dezembro, será oficializada pela prefeitura de Toronto como o “Toronto Maple Leafs Day”. Que honra!!!

E que venha uma vitória para ajudar nossa comemoração desse Century Game!

Go Leafs Goooooo

O Calder Trophy foi para Auston Matthews

quinta-feira, 22 junho 2017 Deixe um comentário

Na noite de ontem, quando a NHL realizou o Expansion Draft, onde o Vegas Golden Knights, mais nova equipe da NHL realizou a escolha de um jogador de cada outro dos 30 times da NHL, para montar sua equipe, também tivemos a entrega de todos os prêmios para os melhores jogadores, técnico e general manager da temporada.

Auston Matthews, jogador de 19 anos que foi a primeira escolha geral dos Leafs no Draft de 2016 acabou como o vencedor do Calder Trophy, troféu dado ao melhor novato na temporada, ou melhor jogador em sua primeira temporada na liga. Sua vitória foi avassaladora com 164 votos para que ele fosse o primeiro colocado, contra apenas 3 de Patrick Laine, o novato que foi a segunda escolha geral de 2016, selecionado pelo Winnipeg Jets. 

Matthews venceu Laine e também Zach Werenski, defensor do Columbus Blue Jackets e sua vitória foi merecida. O jogador dos Leafs marcou 40 gols em sua temporada de estreia, além de 29 assistências. Os 40 gols o deixaram empatado com Nikita Kucherov, em segundo lugar na liga, com apenas Sidney Crosby marcando mais gols, 44. 

Foi a primeira vez desde 1966 que os Leafs tiveram um novato do ano! Será que isso é um sinal de que a Stanley Cup está mais perto? Já que a última vez que os Leafs venceram foi em 1967?!? 

Outro jogador dos Leafs que merece menção é William Nylander, que ficou com a quinta colocação! Parabéns a Nylander que também teve uma temporada fantástica! 

Toda a Leafs Nation está muito entusiasmada com todos os jovens jogadores da equipe, assim como com a direção em que a equipe está caminhando!

Parabéns Auston Matthews!! Que sua carreira te traga ainda muitos mais prêmios e que você seja um dos próximos Leafs a levantar a Stanley Cup! 

01/01/2017 – Detroit Red Wings @ Toronto Maple Leafs – Centennial Classic

segunda-feira, 02 janeiro 2017 Deixe um comentário

Antes de mais nada, quero desejar um ótimo 2017 a todos e, parece que o Toronto Maple Leafs começou o ano com o pé direito! Comemorando o centenário da equipe, os Leafs receberam o Detroit Red Wings no BMO Field, o estádio do Toronto F. C., time de futebol da MLS. 

No sábado, último dia do ano, houve o jogo entre ex-jogadores de ambas equipes, contando com nomes como Doug Gilmour, Larry McDonald, Mike Palmeteer, Curtis Joseph, Wendel Clark, Borje Salming, Darcy Tucker, Darryl Sittler, Al Iafrate, Felix Potvin, Dave Andreychuk, Kris Draper, Martin Lapointe, Brendan Shanahan, Chris Osgood, Chris Chelios, Tie Domi, Tomas Kaberle, Dimitri Yushkevich, Gary Roberts, Igor Larionov, Manny Legace, Niklas Lidstrom entre outras estrelas do passado recente da NHL. Neste jogo, que é um amistoso, os Red Wings venceram e houve um fato muito engraçado. Quando os Red Wings posavam para a foto da equipe, Larry McDonald, deslizou no gelo bem em frente deles, tentando “estragar” a foto!! Foi muito engraçado!  Mats Sundin estava cotado para participar, mas acabou cancelando pois sua esposa está para dar à luz a seu terceiro filho. No primeiro período, os Leafs cederam um pênalti shot para os Red Wings, mas Mike Palmeteer fez uma excelente defesa, como. Os tempos em que jogava nos Leafs! 

Para o jogo oficial, valendo pontos na temporada, o Toronto Maple Leafs, vindo de quatro vitórias seguidas, se sentia tranquilo, exceto pela presença de amigos e familiares neste jogo especial. O jogo começou e ambas equipes buscavam o gol, com os Leafs chutando mais ao gol de Jared Coreau, goleiro dos Red Wings, já que Mrazek e Howard estavam contundidos. O período, apesar de disputado, acabou sem nenhum gol. 

Os comentaristas citavam que em jogos ao ar livre, os times visitantes levam a vantagem no histórico de vitórias. O segundo período acabou trazendo esse medo à torcida dos Leafs, quando Anthony Mantha abriu o placar aos 05m32s, quando Henrik Zetterberg fez uma ótima jogada e Mantha chutou sem defesa para Frederik Andersen. O comentário da TV disse que, em jogos ao ar livre, às vezes o goleiro fica sem noção da profundidade pois atras do jogador adversário pode haver uma área muito escura, o que dificulta a visão do puck. Não sei se essa foi a razão, pois era um chute bem defensável, mas ainda não era momento de desespero.

Até o final do segundo período o jogo estava morno, disputado mas sem muita emoção. Tudo isso mudou drasticamente no terceiro período. Os Leafs parecem ter acordado e voltaram dominando o gelo. Aos 01m23s, Leo Komarov empata o jogo para os Leafs, recebendo um passe de Jame Gardiner. A pressão continuou e aos 08m23s, Mitch Marner fez uma linda jogada e marcou o segundo dos Leafs, virando o jogo. Aos 09m34s foi a vez de Connor Brown marcar e aos 12m05s, Auston Matthews marcou. Com 4 a 1 no placar, os Leafs pensaram que a vitória estava garantida, mas os Red Wings passaram a dominar e aos Jonathan Ericsson marcou aos 13m54s, Dylan Larkin aos 18m14s e, faltando apenas 1.1s para terminar o jogo, os Red Wings fizeram o gol de empate com Anthony Mantha. O gol foi revisto para ver se o puck tinha entrado antes de o cronometro zerar e se não houve interferência no goleiro. Após a verificação, o gol foi mantido e o jogo foi pra prorrogação. Os Leafs têm sofrido com a perda de liderança nos últimos jogos. Algo em que Mike Babcock tem que trabalhar a equipe. 

A prorrogação foi tão emocionante quanto o terceiro período, com chances para ambas equipe, com os goleiros realizando ótimas defesas, com Morgan Rielly partindo sozinho num contra-ataque e Jared Coreau defendendo, os Red Wings também levaram muito perigo ao gol de Frederik Andersen, mas ao final, Auston Matthews marcou o segundo gol da partida, faltando 01m20s para o final. Auston recuperou o puck, num chute de Jame Gardiner e chutou de backhand para surpreender Coreau e vencer o Centennial Classic! Foi um final dos sonhos para um evento celebrando o centenário de um dos times Original Six! Não posso pensar em uma forma melhor de comemorar! 

Agora é manter o ritmo que vamos rumo aos playoffs!!! Ainda tem muito jogo e muito tempo, mas com certeza dá! 

Go Leafs Gooooo

Go Matthews Goooooo

29/12/2016 – Toronto Maple Leafs @ Tampa Bay Lightning

sexta-feira, 30 dezembro 2016 Deixe um comentário

Somente uma noite após vencerem o Florida Panthers, o Toronto Maple Leafs foi visitar outro time na Flórida, o Tampa Bay Lightning.

Mais uma vez o placar foi aberto por Auston Matthews, que marcou o seu 18º gol de sua primeira temporada em apenas 35 jogos! Esse é um recorde para os Leafs, desde a temporada 1943-44. Só isso já demonstra que temos um jogador que, com certeza vai ser uma lenda dos Leafs. Auston Matthews marcou o gol aos 14m46s do primeiro período, após Zach Hyman vencer um face-off e conseguir controlar o puck e passar para Matthews.

O Tampa Bay até jogava melhor, mas era parado por Antoine Bibeau. Aos 09m26s do segundo período, Tyler Bozak ampliou para os Leafs, mas o time acabou se desconcentrando e, pela segunda noite seguida, perderam a liderançã de dois gols e deixaram a equipe adversária empatar. Os Lightning marcaram com Brian Boyle aos 12m12s e Ondrej Palat aos 17m38s.

Com o jogo empatado a partida foi para a prorrogação, após o terceiro período terminar sem gols. Na prorrogação, Valtteri Filppula acabou colidindo com Antoine Bibeau e recebeu uma penalidade por interferência no goleiro. Com a vantagem do powerplay, os Leafs foram ao ataque e Nazem Kadri marcou o gol da vitória aos 03m37s, vencendo Andrei Vasilevskiy.

Com quatro vitórias seguidas, os Leafs partem para casa, onde em primeiro de janeiro, enfrentam o Detroit Red Wings no NHL Centennial Classic, jogo que será transmitido no Watch ESPN.

GO Leafs Gooooooooo

%d blogueiros gostam disto: