Anúncios

Arquivo

Archive for the ‘Jogadores da história’ Category

O Calder Trophy foi para Auston Matthews

quinta-feira, 22 junho 2017 Deixe um comentário

Na noite de ontem, quando a NHL realizou o Expansion Draft, onde o Vegas Golden Knights, mais nova equipe da NHL realizou a escolha de um jogador de cada outro dos 30 times da NHL, para montar sua equipe, também tivemos a entrega de todos os prêmios para os melhores jogadores, técnico e general manager da temporada.

Auston Matthews, jogador de 19 anos que foi a primeira escolha geral dos Leafs no Draft de 2016 acabou como o vencedor do Calder Trophy, troféu dado ao melhor novato na temporada, ou melhor jogador em sua primeira temporada na liga. Sua vitória foi avassaladora com 164 votos para que ele fosse o primeiro colocado, contra apenas 3 de Patrick Laine, o novato que foi a segunda escolha geral de 2016, selecionado pelo Winnipeg Jets. 

Matthews venceu Laine e também Zach Werenski, defensor do Columbus Blue Jackets e sua vitória foi merecida. O jogador dos Leafs marcou 40 gols em sua temporada de estreia, além de 29 assistências. Os 40 gols o deixaram empatado com Nikita Kucherov, em segundo lugar na liga, com apenas Sidney Crosby marcando mais gols, 44. 

Foi a primeira vez desde 1966 que os Leafs tiveram um novato do ano! Será que isso é um sinal de que a Stanley Cup está mais perto? Já que a última vez que os Leafs venceram foi em 1967?!? 

Outro jogador dos Leafs que merece menção é William Nylander, que ficou com a quinta colocação! Parabéns a Nylander que também teve uma temporada fantástica! 

Toda a Leafs Nation está muito entusiasmada com todos os jovens jogadores da equipe, assim como com a direção em que a equipe está caminhando!

Parabéns Auston Matthews!! Que sua carreira te traga ainda muitos mais prêmios e que você seja um dos próximos Leafs a levantar a Stanley Cup! 

Anúncios

01/01/2017 – Detroit Red Wings @ Toronto Maple Leafs – Centennial Classic

segunda-feira, 02 janeiro 2017 Deixe um comentário

Antes de mais nada, quero desejar um ótimo 2017 a todos e, parece que o Toronto Maple Leafs começou o ano com o pé direito! Comemorando o centenário da equipe, os Leafs receberam o Detroit Red Wings no BMO Field, o estádio do Toronto F. C., time de futebol da MLS. 

No sábado, último dia do ano, houve o jogo entre ex-jogadores de ambas equipes, contando com nomes como Doug Gilmour, Larry McDonald, Mike Palmeteer, Curtis Joseph, Wendel Clark, Borje Salming, Darcy Tucker, Darryl Sittler, Al Iafrate, Felix Potvin, Dave Andreychuk, Kris Draper, Martin Lapointe, Brendan Shanahan, Chris Osgood, Chris Chelios, Tie Domi, Tomas Kaberle, Dimitri Yushkevich, Gary Roberts, Igor Larionov, Manny Legace, Niklas Lidstrom entre outras estrelas do passado recente da NHL. Neste jogo, que é um amistoso, os Red Wings venceram e houve um fato muito engraçado. Quando os Red Wings posavam para a foto da equipe, Larry McDonald, deslizou no gelo bem em frente deles, tentando “estragar” a foto!! Foi muito engraçado!  Mats Sundin estava cotado para participar, mas acabou cancelando pois sua esposa está para dar à luz a seu terceiro filho. No primeiro período, os Leafs cederam um pênalti shot para os Red Wings, mas Mike Palmeteer fez uma excelente defesa, como. Os tempos em que jogava nos Leafs! 

Para o jogo oficial, valendo pontos na temporada, o Toronto Maple Leafs, vindo de quatro vitórias seguidas, se sentia tranquilo, exceto pela presença de amigos e familiares neste jogo especial. O jogo começou e ambas equipes buscavam o gol, com os Leafs chutando mais ao gol de Jared Coreau, goleiro dos Red Wings, já que Mrazek e Howard estavam contundidos. O período, apesar de disputado, acabou sem nenhum gol. 

Os comentaristas citavam que em jogos ao ar livre, os times visitantes levam a vantagem no histórico de vitórias. O segundo período acabou trazendo esse medo à torcida dos Leafs, quando Anthony Mantha abriu o placar aos 05m32s, quando Henrik Zetterberg fez uma ótima jogada e Mantha chutou sem defesa para Frederik Andersen. O comentário da TV disse que, em jogos ao ar livre, às vezes o goleiro fica sem noção da profundidade pois atras do jogador adversário pode haver uma área muito escura, o que dificulta a visão do puck. Não sei se essa foi a razão, pois era um chute bem defensável, mas ainda não era momento de desespero.

Até o final do segundo período o jogo estava morno, disputado mas sem muita emoção. Tudo isso mudou drasticamente no terceiro período. Os Leafs parecem ter acordado e voltaram dominando o gelo. Aos 01m23s, Leo Komarov empata o jogo para os Leafs, recebendo um passe de Jame Gardiner. A pressão continuou e aos 08m23s, Mitch Marner fez uma linda jogada e marcou o segundo dos Leafs, virando o jogo. Aos 09m34s foi a vez de Connor Brown marcar e aos 12m05s, Auston Matthews marcou. Com 4 a 1 no placar, os Leafs pensaram que a vitória estava garantida, mas os Red Wings passaram a dominar e aos Jonathan Ericsson marcou aos 13m54s, Dylan Larkin aos 18m14s e, faltando apenas 1.1s para terminar o jogo, os Red Wings fizeram o gol de empate com Anthony Mantha. O gol foi revisto para ver se o puck tinha entrado antes de o cronometro zerar e se não houve interferência no goleiro. Após a verificação, o gol foi mantido e o jogo foi pra prorrogação. Os Leafs têm sofrido com a perda de liderança nos últimos jogos. Algo em que Mike Babcock tem que trabalhar a equipe. 

A prorrogação foi tão emocionante quanto o terceiro período, com chances para ambas equipe, com os goleiros realizando ótimas defesas, com Morgan Rielly partindo sozinho num contra-ataque e Jared Coreau defendendo, os Red Wings também levaram muito perigo ao gol de Frederik Andersen, mas ao final, Auston Matthews marcou o segundo gol da partida, faltando 01m20s para o final. Auston recuperou o puck, num chute de Jame Gardiner e chutou de backhand para surpreender Coreau e vencer o Centennial Classic! Foi um final dos sonhos para um evento celebrando o centenário de um dos times Original Six! Não posso pensar em uma forma melhor de comemorar! 

Agora é manter o ritmo que vamos rumo aos playoffs!!! Ainda tem muito jogo e muito tempo, mas com certeza dá! 

Go Leafs Gooooo

Go Matthews Goooooo

30/11/2015 – Edmonton Oilers @ Toronto Maple Leafs

terça-feira, 01 dezembro 2015 Deixe um comentário

O Toronto Maple Leafs recebeu a visita do Edmonton Oilers no final de uma longa rota jogando fora de casa. Com a atuação de Jonathan Bernier bem abaixo da média e com James Reimer se recuperando de uma contusão, Mike Babcock decidiu chamar Garret Sparks, um jovem goleiro do sistema de desenvolvimento dos Leafs, atualmente jogando no Orlando Solar Bears da ECHL, para sua estréia na NHL.

Sparks enfrentou Anders Nilsson, goleiro do Edmonton Oilers, no Air Canada Centre, e foi muito bem na partida, com defesas decisivas e conseguindo ser o primeiro goleiro estreante dos Leafs a marcar um shutout, terminar a partida sem sofrer gol, na história da franquia.

Os Leafs jogaram bem e também auxiliaram muito o goleiro novato, não permitindo muitos chutes de perto. Leo Komarov abriu o placar aos 06m45s, num powerplay e marcou o primeiro gol do primeiro período, num powerplay. Neste período os Leafs somente deram 3 chutes a gol contra oito dos Oilers. Foi o nono gol de Leo Komarov na temporada, já sendo um recorde na carreira dele na NHL.

O segundo período não viu gols, mas viu dois chutes ao gol de Sparks serem defendidos pela trave e travessão, respectivamente, mostrando também a sorte do goleiro estreante.

No terceiro período os Leafs definiram o placar e marcaram mais dois gols, um de Nazem Kadri, que desviou um chute de Jake Gardiner aos 07m33s e o outro marcado por Leo Komarov, já com os Oilers sem goleiro, empty-net, aos 18m59s.

Parabéns a Garret Sparks que deixou Jonathan Bernier analisando como deve jogar pra ser mantido nos Leafs e que foi o primeiro da história a marcar um shutout pelos Leafs no jogo de estréia! 

Go Leafs Go! 

Mats Sundin terá sua estátua fazendo parte da Legends Row

sexta-feira, 11 setembro 2015 2 comentários

Os Leafs revelaram ao mundo a criação da Legends Row, um tributo com estátuas em bronze dos principais jogadores de sua história, localizado na Maple Leafs Square, do lado de fora do Air Canada Centre, em Toronto. Este monumento ao hóquei foi inaugurado na temporada passada com as lendas Darryl Sittler, Ted Kennedy e Johnny Bower. A esses serão adicionados Borje Salming, Syl Apps e George Armstrong.

Ontem o presidente dos Leafs, Brendan Shanahan gravou um vídeo onde anuncia a Mats Sundin que sua estátua fará parte deste monumento. A reação de Sundin é de total surpresa e felicidade! A estátua de Sundin será a quarta a fazer parte da Legends Row e Borje Salming a quinta.

As estátuas serão adicionadas e reveladas ao público em novembro de 2015 no final de semana do Hall da Fama.

É muito merecido ter Sundin, um dos melhores jogadores que já vi jogar, a fazer parte da Legends Row, após ser o líder da história dos Leafs e número de pontos e gols marcados, além de ser membro da equipe por 13 temporadas, em muitas levando o time nas costas! 

Parabéns Mats Sundin! É um orgulho tê-lo como parte da história do Toronto Maple Leafs!

Parabéns Brendan Shanahan por considerar Mats Sundin como o principal líder da equipe em tempos recentes e já incluí-lo na Legends Row!

Leafs Fan Fest e Leafs Row

terça-feira, 09 setembro 2014 Deixe um comentário

Neste final de semana aconteceu o Leafs Fan Fest, festival com várias atrações e que contou com a possibilidade de visitar o vestiário dos Leafs! O vestiário somente é acessado por jogadores e comissão técnica dos Leafs, mas acabou sendo aberto aos torcedores que adoraram poder tirar fotos e conhecer o ambiente onde os jogadores se preparam para as partidas jogadas no Air Canada Centre!!

Houve também a venda de equipamentos (camisas, skates, tacos, luvas, capacetes, etc) usados pelos jogadores.

Outro evento muito aguardado foi a revelação da chamada Leafs Row, um monumento em homenagem aos jogadores dos Leafs que fizeram história no clube, que fica localizado bem em frente à entrada do Air Canada Centre. Este monumento vai ter estátuas destes jogadores e somente um deles havia sido divulgado com antecedência, Ted Kennedy, que foi capitão dos Leafs. Outros dois seriam revelados somente na Fan Fest. E acabaram sendo Darryl Sittler e Johnny Bower!!

Ótima iniciativa dos Leafs para homenagear os principais jogadores da história da franquia!

Quase ia me esquecendo, mas os jogadores que ganharam a Stanley Cup na década de 60, foram homenageados pelos Leafs com um anel, como os campeões de hoje! Johnny Bower recebeu quatro anéis, um para cada título que ganhou defendendo o gol dos Leafs!

Parabéns Leafs!! Sempre temos que nos lembrar dos nossos principais ídolos que agora serão eternizados na Leafs Row!! Outra informação importante é que a Leafs Row vai ser complementada por outros ídolos até o ano do centenário dos Leafs (2017).

E que venha a temporada 2014-15!!!!

Go Leafs Gooooo

Nossos Parabéns para Mats Sundin!

quinta-feira, 13 fevereiro 2014 2 comentários
Captain my Captain

Captain my Captain (Photo credit: Aaron Webb)

Hoje o nosso ex-capitão, o sueco que foi o primeiro jogador europeu a ser a primeira escolha do Draft e o primeiro a ser capitão de uma equipe na NHL, Mats Sundin, faz aniversário.

Mats está completando 43 anos e nós aqui do Maple Leafs Brasil o parabenizamos!!!

Parabéns Mats Sundin! Muitas Felicidades para você que, apesar de não ter ganho nenhuma Stanley Cup durante o período em que jogou na NHL, principalmente defendendo os Leafs, sempre foi um líder dentro e fora do gelo!

Sei que os Leafs possuem muitos ótimos capitães no decorrer de sua história, mas foi com você como capitão que eu conheci este time e este esporte, que passei a amar e acompanhar as temporadas e que, por último, me motivei a criar e escrever para este blog!

Parabéns Mats Sundin!!!

Enhanced by Zemanta

Dion Phaneuf renova com os Leafs por 7 anos

quarta-feira, 01 janeiro 2014 Deixe um comentário

A TSN, direto de ANN ARBOR, Michigan, publicou.

A extensão de contrato de Dion Phaneuf‘s não foi uma surpresa, graças em parte à série de TV sendo exibida pela HBO “24/7 – The Road to Winter Classic”.

“Este foi um segredo que, no final, não foi tão bem protegido,” foi o que disse o capitão do Toronto Maple Leafs na terça-feira, após o anúncio do acordo.

Que Phaneuf estava negociando um contrato de 49 milhões de dólares por sete anos com os Leafs também não era segredo. O defensor número 1 da equipe joga em todos os tipos de situação para o Toronto o que o faz, sem dúvida alguma, o jogador mais insubstituível do elenco.

“Ele joga muitos minutos por partida, e seu plus-minus se mantém positivo, joga contra os melhores jogadores dos times adversários, a partir da zona defensiva dos Leafs, enfim, tudo isso,” disse o gerente geral dos Leafs, Dave Nonis. “E ele tem feito isso, aceitou essa responsabilidade, e eu acho que ele tem conseguido melhorar em tudo isso.”

Phaneuf tem um longo caminho antes de ser considerado entre a elite dos capitães na história da franquia, mas o nativo de Edmonton, com 28 anos de idade, se encaixa nas necessidades atuais da equipe de modo perfeito.

Ninguém nos Leafs joga mais minutos (24:21 por jogo), e seus quatro gols são o maior número entre os defensores. Ele joga mais no power play que qualquer outro jogador e é o segundo em minutos em penalty kill, somente atrás de Jay McClement.

Ele não é mais o mesmo jogador que foi contratado pelos Leafs, no começo de 2010.

Phaneuf se desenvolveu em alguém que Nonis considera como um “pilar” onde os Leafs podem montar uma equipe ao redor. Muito do que o time faz, ela faz ao redor dele, e se ele ficar contundido, não existe um outro defensor que detenha a mesma habilidade para substituí-lo.

“Nós renovamos com orion porque ele mereceu,” afirmou Nonis. “Ele jogará neste nível ou acima, eu acho, por sete anos, novamente, talvez até mais que isso. Não é que não haja ninguém para substituir Dion, é que ele tem feito o suficiente para nos provar que ele é um jogador que está muito próximo do topo da liga entre os defensores.

Phaneuf amadureceu não somente como um melhor defensor, mar um melhor líder. Esta é a quarta temporada dele como capitão.

“Definitivamente eu cresci nesta função, e tenho aprendido muito,” disse Phaneuf.

Os Leafs estavam tão confortáveis com Phaneuf nesta função que recompensaram-no com esta renovação. Phaneuf receberá 8 milhões de dólares em cada uma de suas próximas duas temporadas, então receberá, por temporada, 7.5, 7, 6.5, 6.5 e então 5.5 milhões de dólares na temporada 2020-21.

———————————————————————————————

Parabéns Phaneuf … acho que após muita descrença da torcida dos Leafs, você acabou sendo aceito como nosso capitão. Também, ser capitão dos Leafs é uma tarefa árdua, ainda mais sendo defensor e ainda mais tendo Mats Sundin como antecessor.

GO Leafs GO

%d blogueiros gostam disto: