Início > Air Canada Centre, Centenário dos Leafs, Comemoração, Hockey Hall of Fame, Jogadores da história, Leafs Centennial, Legends, NHL, NHL Game, Vitória, Vitória OT > 01/01/2017 – Detroit Red Wings @ Toronto Maple Leafs – Centennial Classic

01/01/2017 – Detroit Red Wings @ Toronto Maple Leafs – Centennial Classic

segunda-feira, 02 janeiro 2017 Deixe um comentário Go to comments

Antes de mais nada, quero desejar um ótimo 2017 a todos e, parece que o Toronto Maple Leafs começou o ano com o pé direito! Comemorando o centenário da equipe, os Leafs receberam o Detroit Red Wings no BMO Field, o estádio do Toronto F. C., time de futebol da MLS. 

No sábado, último dia do ano, houve o jogo entre ex-jogadores de ambas equipes, contando com nomes como Doug Gilmour, Larry McDonald, Mike Palmeteer, Curtis Joseph, Wendel Clark, Borje Salming, Darcy Tucker, Darryl Sittler, Al Iafrate, Felix Potvin, Dave Andreychuk, Kris Draper, Martin Lapointe, Brendan Shanahan, Chris Osgood, Chris Chelios, Tie Domi, Tomas Kaberle, Dimitri Yushkevich, Gary Roberts, Igor Larionov, Manny Legace, Niklas Lidstrom entre outras estrelas do passado recente da NHL. Neste jogo, que é um amistoso, os Red Wings venceram e houve um fato muito engraçado. Quando os Red Wings posavam para a foto da equipe, Larry McDonald, deslizou no gelo bem em frente deles, tentando “estragar” a foto!! Foi muito engraçado!  Mats Sundin estava cotado para participar, mas acabou cancelando pois sua esposa está para dar à luz a seu terceiro filho. No primeiro período, os Leafs cederam um pênalti shot para os Red Wings, mas Mike Palmeteer fez uma excelente defesa, como. Os tempos em que jogava nos Leafs! 

Para o jogo oficial, valendo pontos na temporada, o Toronto Maple Leafs, vindo de quatro vitórias seguidas, se sentia tranquilo, exceto pela presença de amigos e familiares neste jogo especial. O jogo começou e ambas equipes buscavam o gol, com os Leafs chutando mais ao gol de Jared Coreau, goleiro dos Red Wings, já que Mrazek e Howard estavam contundidos. O período, apesar de disputado, acabou sem nenhum gol. 

Os comentaristas citavam que em jogos ao ar livre, os times visitantes levam a vantagem no histórico de vitórias. O segundo período acabou trazendo esse medo à torcida dos Leafs, quando Anthony Mantha abriu o placar aos 05m32s, quando Henrik Zetterberg fez uma ótima jogada e Mantha chutou sem defesa para Frederik Andersen. O comentário da TV disse que, em jogos ao ar livre, às vezes o goleiro fica sem noção da profundidade pois atras do jogador adversário pode haver uma área muito escura, o que dificulta a visão do puck. Não sei se essa foi a razão, pois era um chute bem defensável, mas ainda não era momento de desespero.

Até o final do segundo período o jogo estava morno, disputado mas sem muita emoção. Tudo isso mudou drasticamente no terceiro período. Os Leafs parecem ter acordado e voltaram dominando o gelo. Aos 01m23s, Leo Komarov empata o jogo para os Leafs, recebendo um passe de Jame Gardiner. A pressão continuou e aos 08m23s, Mitch Marner fez uma linda jogada e marcou o segundo dos Leafs, virando o jogo. Aos 09m34s foi a vez de Connor Brown marcar e aos 12m05s, Auston Matthews marcou. Com 4 a 1 no placar, os Leafs pensaram que a vitória estava garantida, mas os Red Wings passaram a dominar e aos Jonathan Ericsson marcou aos 13m54s, Dylan Larkin aos 18m14s e, faltando apenas 1.1s para terminar o jogo, os Red Wings fizeram o gol de empate com Anthony Mantha. O gol foi revisto para ver se o puck tinha entrado antes de o cronometro zerar e se não houve interferência no goleiro. Após a verificação, o gol foi mantido e o jogo foi pra prorrogação. Os Leafs têm sofrido com a perda de liderança nos últimos jogos. Algo em que Mike Babcock tem que trabalhar a equipe. 

A prorrogação foi tão emocionante quanto o terceiro período, com chances para ambas equipe, com os goleiros realizando ótimas defesas, com Morgan Rielly partindo sozinho num contra-ataque e Jared Coreau defendendo, os Red Wings também levaram muito perigo ao gol de Frederik Andersen, mas ao final, Auston Matthews marcou o segundo gol da partida, faltando 01m20s para o final. Auston recuperou o puck, num chute de Jame Gardiner e chutou de backhand para surpreender Coreau e vencer o Centennial Classic! Foi um final dos sonhos para um evento celebrando o centenário de um dos times Original Six! Não posso pensar em uma forma melhor de comemorar! 

Agora é manter o ritmo que vamos rumo aos playoffs!!! Ainda tem muito jogo e muito tempo, mas com certeza dá! 

Go Leafs Gooooo

Go Matthews Goooooo

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: