Arquivo

Archive for the ‘Hockey Hall of Fame’ Category

A Lenda, Johnny Bower, falece aos 93 anos

quarta-feira, 27 dezembro 2017 Deixe um comentário

Após o Natal e antes de postar sobre o último jogo dos Leafs, contra o New York Rangers, todos recebemos a triste notícia de que uma das maiores lendas do Toronto Maple Leafs e da própria história da NHL, o goleiro Johnny Bower, faleceu em Toronto, por ter contraído pneumonia, aos 93 anos.

Johnny Bower foi um jogador que passou muito tempo de sua carreira na AHL e somente aos 34 anos foi chamado por Punch Imlach, o técnico dos Leafs e acabou ajudando a equipe a vencer 4 Stanley Cups na década de 60, incluindo a última Stanley Cup dos Leafs, em 1967.

Bower também foi nomeado ao Hockey Hall of Fame e sempre foi um dos mais ativos participantes em ações sociais dos Leafs na cidade de Toronto.

Em sua vida esportiva, Bower jogou muitos anos sem a proteção de uma máscara, o que o fez perder, praticamente, todos seus dentes, devido a chutes que ele acabava defendendo com o rosto. Era uma época em que as máscaras não eram obrigatórias.

Perdemos não somente uma lenda, mas uma pessoa, que todos que tiveram contato com ele diziam ser muito humilde e que era parte de um grupo seleto de ex-jogadores dos Leafs, também homenageado no Leafs Legend’s Row. Quando os correios do Canadá lançaram uma coleção de selos com os principais goleiros da NHL, Bower agradeceu e disse que somente tinha tido como objetivo, vence a Stanley Cup, e que queria muito que o amigo Gump Worsley, outra lenda no gol, estivesse vivo para ver isso!

Que Deus o tenha a seu lado Mr. Johnny Bower! O rink no céu ganhou mais um goleiro de excelência invejável! Descanse em paz! #RIPJohnnyBower

01/01/2017 – Detroit Red Wings @ Toronto Maple Leafs – Centennial Classic

segunda-feira, 02 janeiro 2017 Deixe um comentário

Antes de mais nada, quero desejar um ótimo 2017 a todos e, parece que o Toronto Maple Leafs começou o ano com o pé direito! Comemorando o centenário da equipe, os Leafs receberam o Detroit Red Wings no BMO Field, o estádio do Toronto F. C., time de futebol da MLS. 

No sábado, último dia do ano, houve o jogo entre ex-jogadores de ambas equipes, contando com nomes como Doug Gilmour, Larry McDonald, Mike Palmeteer, Curtis Joseph, Wendel Clark, Borje Salming, Darcy Tucker, Darryl Sittler, Al Iafrate, Felix Potvin, Dave Andreychuk, Kris Draper, Martin Lapointe, Brendan Shanahan, Chris Osgood, Chris Chelios, Tie Domi, Tomas Kaberle, Dimitri Yushkevich, Gary Roberts, Igor Larionov, Manny Legace, Niklas Lidstrom entre outras estrelas do passado recente da NHL. Neste jogo, que é um amistoso, os Red Wings venceram e houve um fato muito engraçado. Quando os Red Wings posavam para a foto da equipe, Larry McDonald, deslizou no gelo bem em frente deles, tentando “estragar” a foto!! Foi muito engraçado!  Mats Sundin estava cotado para participar, mas acabou cancelando pois sua esposa está para dar à luz a seu terceiro filho. No primeiro período, os Leafs cederam um pênalti shot para os Red Wings, mas Mike Palmeteer fez uma excelente defesa, como. Os tempos em que jogava nos Leafs! 

Para o jogo oficial, valendo pontos na temporada, o Toronto Maple Leafs, vindo de quatro vitórias seguidas, se sentia tranquilo, exceto pela presença de amigos e familiares neste jogo especial. O jogo começou e ambas equipes buscavam o gol, com os Leafs chutando mais ao gol de Jared Coreau, goleiro dos Red Wings, já que Mrazek e Howard estavam contundidos. O período, apesar de disputado, acabou sem nenhum gol. 

Os comentaristas citavam que em jogos ao ar livre, os times visitantes levam a vantagem no histórico de vitórias. O segundo período acabou trazendo esse medo à torcida dos Leafs, quando Anthony Mantha abriu o placar aos 05m32s, quando Henrik Zetterberg fez uma ótima jogada e Mantha chutou sem defesa para Frederik Andersen. O comentário da TV disse que, em jogos ao ar livre, às vezes o goleiro fica sem noção da profundidade pois atras do jogador adversário pode haver uma área muito escura, o que dificulta a visão do puck. Não sei se essa foi a razão, pois era um chute bem defensável, mas ainda não era momento de desespero.

Até o final do segundo período o jogo estava morno, disputado mas sem muita emoção. Tudo isso mudou drasticamente no terceiro período. Os Leafs parecem ter acordado e voltaram dominando o gelo. Aos 01m23s, Leo Komarov empata o jogo para os Leafs, recebendo um passe de Jame Gardiner. A pressão continuou e aos 08m23s, Mitch Marner fez uma linda jogada e marcou o segundo dos Leafs, virando o jogo. Aos 09m34s foi a vez de Connor Brown marcar e aos 12m05s, Auston Matthews marcou. Com 4 a 1 no placar, os Leafs pensaram que a vitória estava garantida, mas os Red Wings passaram a dominar e aos Jonathan Ericsson marcou aos 13m54s, Dylan Larkin aos 18m14s e, faltando apenas 1.1s para terminar o jogo, os Red Wings fizeram o gol de empate com Anthony Mantha. O gol foi revisto para ver se o puck tinha entrado antes de o cronometro zerar e se não houve interferência no goleiro. Após a verificação, o gol foi mantido e o jogo foi pra prorrogação. Os Leafs têm sofrido com a perda de liderança nos últimos jogos. Algo em que Mike Babcock tem que trabalhar a equipe. 

A prorrogação foi tão emocionante quanto o terceiro período, com chances para ambas equipe, com os goleiros realizando ótimas defesas, com Morgan Rielly partindo sozinho num contra-ataque e Jared Coreau defendendo, os Red Wings também levaram muito perigo ao gol de Frederik Andersen, mas ao final, Auston Matthews marcou o segundo gol da partida, faltando 01m20s para o final. Auston recuperou o puck, num chute de Jame Gardiner e chutou de backhand para surpreender Coreau e vencer o Centennial Classic! Foi um final dos sonhos para um evento celebrando o centenário de um dos times Original Six! Não posso pensar em uma forma melhor de comemorar! 

Agora é manter o ritmo que vamos rumo aos playoffs!!! Ainda tem muito jogo e muito tempo, mas com certeza dá! 

Go Leafs Gooooo

Go Matthews Goooooo

11/11/2016 – Philadelphia Flyers @ Toronto Maple Leafs

sábado, 12 novembro 2016 Deixe um comentário

Na noite onde as celebridades do mundo do Hockey, que farão parte do Hall da Fama do Hockey (Hockey Hall of Fame), foram homenageados no Air Canada Centre, dentre eles, Eric Lindros e Pat Quinn, o Toronto Maple Leafs recebeu o Philadelphia Flyers.

Lindros jogou pelos Flyers e também pelos Leafs! Pat Quinn foi um defensor dos Leafs, mas foi mais conhecido como técnico da equipe na era Sundin. 

No gol dos Leafs, Frederik Andersen, buscando recobrar a confiança e performance que teve nos Ducks e pelos Flyers, Steve Mason.

Os Leafs abriram o placar com Nazem Kadri aos 02m54s numa linda jogada onde ele interceptou um passe dos Flyers e partiu sozinho contra Mason. Os Flyers conseguiram se recuperar com um gol de Wayne Simmonds aos 03m59s, em powerplay, e Travis Konecny colocou os Flyers à frente aos 04m25s. Somente ao final do primeiro período, Morgan Rielly conseguiu empatar o jogo num powerplay para os Leafs, aos 19m08s.

Para o desespero dos Leafs, Wayne Simmonds colocou os Flyers à frente aos 02m53s com os Leafs em powerplay (vantagem numérica). 

O que os Flyers não esperavam é que os Leafs voltariam inspirados para o último período. Martin Marincin empatou com um chute fortíssimo da linha azul aos 04m03s. Zach Hyman marcou o gol que deu a vitória aos Leafs aos 08m34s. Leo Komarov marcou seu primeiro gol da temporada aos 11m32s, shorthanded (enquanto os Flyers estavam em vantagem numérica) e Mitch Marner fechou o placar em 6 a 3, com um gol aos 16m17s.

Mitch Marner marcou cinco pontos na noite e Morgan Rielly marcou quatro!!

Ótima vitória dos Leafs que nem tiveram tempo de comemorar, pois jogam hoje contra os Penguins em Pittsburgh.

Go Leafs Goooo

Mats Sundin terá sua estátua fazendo parte da Legends Row

sexta-feira, 11 setembro 2015 2 comentários

Os Leafs revelaram ao mundo a criação da Legends Row, um tributo com estátuas em bronze dos principais jogadores de sua história, localizado na Maple Leafs Square, do lado de fora do Air Canada Centre, em Toronto. Este monumento ao hóquei foi inaugurado na temporada passada com as lendas Darryl Sittler, Ted Kennedy e Johnny Bower. A esses serão adicionados Borje Salming, Syl Apps e George Armstrong.

Ontem o presidente dos Leafs, Brendan Shanahan gravou um vídeo onde anuncia a Mats Sundin que sua estátua fará parte deste monumento. A reação de Sundin é de total surpresa e felicidade! A estátua de Sundin será a quarta a fazer parte da Legends Row e Borje Salming a quinta.

As estátuas serão adicionadas e reveladas ao público em novembro de 2015 no final de semana do Hall da Fama.

É muito merecido ter Sundin, um dos melhores jogadores que já vi jogar, a fazer parte da Legends Row, após ser o líder da história dos Leafs e número de pontos e gols marcados, além de ser membro da equipe por 13 temporadas, em muitas levando o time nas costas! 

Parabéns Mats Sundin! É um orgulho tê-lo como parte da história do Toronto Maple Leafs!

Parabéns Brendan Shanahan por considerar Mats Sundin como o principal líder da equipe em tempos recentes e já incluí-lo na Legends Row!

23/03/2013 – Boston Bruins @ Toronto Maple Leafs

segunda-feira, 25 março 2013 Deixe um comentário

Neste sábado, os Leafs receberam os Bruins no primeiro de dois jogos contra o time de Boston. O próximo será hoje, segunda-feira, em Boston. Vindos de derrotas contra os Bruins nos últimos 8 jogos entre as equipes, os Leafs poderiam se sentir em desvantagem, mas não foi o caso.

Antes do início da partida os Leafs homenagearam Mats Sundin por fazer parte do Hockey Hall of Fame ( Hall da fama do Hóquei). Sundin foi ovacionado e participou de um face-off entre o atual capitão dos Leafs, Dion Phaneuf, e o capitão dos Bruins, Zdeno Chara.20130323_Bruins@Leafs_Banner

Com o exemplo de Sundin e toda a sua dedicação pelos Leafs, o time de Toronto se inspirou. Nazem Kadri abre o placar aos 04m58s, gol em que todos comemoraram muito e vibraram. A energia dos Leafs era superior à dos Bruins, apesar de que em número de chutes à gol, os Bruins estavam melhor. Acaba o primeiro período com os Leafs liderando o placar, porém todos sabemos que os Bruins possuem um time muito bom, com veteranos e jovens jogadores muito promissores e que em qualquer deslize, estariam prontos para virar a partida.

20130323_Bruins@Leafs_ScoreVeio o segundo período e a história se repete. Aos 2m52s Mikhail Grabovski marca o seu, colocando os Leafs com uma liderança mais segura no placar. Nada mais muda. James Reimer fez ótimas defesas e manteve os Leafs na partida. Do outro lado, Anton Khudobin também salvou algumas tentativas dos Leafs.

No terceiro período os Leafs também marcaram logo no começo com Frazer McLaren logo aos 01m34s. Khudobin, que tomou 3 gols em 11 chutes à gol, foi para o banco, se do substituído por Tuuka Rask. Aos 02m30s Seidenberg marca para os Bruins, dando experiência ao time de Boston.
Apesar de chutar mais ao gol, os Bruins só chegaram ao segundo gol aos 18m44s, com Andrew Ference, mas já era tarde para empatar a partida. Finalmente os Leafs conseguiram vencer os Bruins e isso deve dar ao time uma enorme confiança, já que isso não acontecia desde 2011!

Nazem Kadri vem jogando muito bem, sempre marcando gols, ou dando assistências para outros jogadores. James Reimer também foi muito bem, somente precisa ficar mais confortável em jogadas atrás de seu gol. Em várias de suas saídas para parar o puck na área atrás de seu gol, ele dá passes errados que caem nos tacos dos adversários.

Apesar de os Bruins terem jogado melhor, chutado mais ao gol e não terem cometidos muitos erros, ganhamos e acabamos com o peso de ser “freguês” dos Bruins! Isso com certeza vai dar mais moral à equipe!

Os Leafs continuam a batalha contra os Bruins hoje, sem John-Michael Liles que se contundiu na partida e não viajará para Boston. Durante a partida de sábado, os Leafs permaneceram com apenas 5 defensores após a saída de Liles, na metade do segundo período.

Go Leafs Gooooooo – se já ganhamos o primeiro jogo, vamos agora vencer na casa deles!!!

%d blogueiros gostam disto: