Arquivo

Posts Tagged ‘Brendan Shanahan’

Primeiras mudanças dos Leafs na pós-temporada

sábado, 03 outubro 2020 Deixe um comentário

Os Leafs anunciaram a contratação de dois auxiliares técnicos para Sheldon Keefe, Manny Malhotra, que já foi jogador na NHL e estava como assistente no Vancouver Canucks, e Paul MacLean, que possui muita experiência na NHL e inclusive já foi o técnico do Ottawa Senators.

Fica aqui minhas boas vindas a Malhotra e MacLean!! Que tragam suas experiências para somar e criar esquemas táticos que nos levem além nos playoffs!

Outra contratação anunciada ontem foi a de Denis Malgin. O jogador assinou com os Leafs por uma temporada no valor de 700 mil dólares, o piso salarial da NHL, o que ajuda os Leafs no Teto salarial! Denis Malgin vejo aos Leafs após jogar pelo Flórida Panthers!

Seja bem vindo Denis Malgin! Que suas habilidades sejam de grande valor ao nosso time!

O draft está se aproximando, será na próxima terça-feira, 6 de outubro e no dia 9 começa o período de Free Agency! Essa semana promete muito movimento e negociações, principalmente para os Leafs que precisam melhorar na defesa e não tem muito espaço livre no teto salarial! Vamos ver o que Kyle Dubas e Brendan Shanahan tirar da cartola!!

Fim da temporada 2019-20 para os Leafs

sábado, 22 agosto 2020 Deixe um comentário

Todos podemos ter uma grande certeza sobre a temporada 2019-20, ela será inesquecível!

Essa temporada da NHL foi marcada pela pandemia global do Coronavírus, que congelou a temporada regular faltando apenas 12 jogos por jogar, fez com que a liga, as equipes e os jogadores ficassem totalmente parados, incluindo o fato de ficarem sem treinar por praticamente 3 meses, e pela decisão de voltar a temporada já nos playoffs, mas com um calendário alterado e contando com 24 equipes, oito a mais. A razão para isso foram exatamente os 12 jogos restantes a serem disputa dos na temporada regular. Uma vez que haviam equipes disputando as últimas posições da classificação em cada conferência, seria injusto simplesmente escolher os oito times mais bem classificados de cada conferência. Imagina uma equipe que estivesse na nona posição, com diferença de somente um ponto para o oitavo e dois para o sétimo. Como dizer que ela não estaria classificada se jogasse os 12 últimos jogos?

O que foi criado como parte dos playoffs deste ano foi uma série de playoff de qualificação (Qualifier’s). Neste caso, os Leafs enfrentaram o Columbus Blue Jackets em uma série melhor de 5 jogos.

Como meu último post foi do terceiro jogo, em que os Blue Jackets viraram o placar de 3 a 0 dos Leafs, vencendo com um gol na prorrogação, acabei não informando aqui os dois últimos jogos da série.

O quarto jogo da série foi indescritível! O Toronto Maple Leafs estava jogando muito mal, sem levar perigo ao gol de Joonas Korpisalo, e estavam com um placar de 3 a 0 faltando quatro minutos para o jogo acabar e a equipe ser desclassificada. Posso aqui deixar registrado que desliguei a TV pra nem ver o final do jogo e, quando três minutos depois liguei meu iPad para saber se o jogo já havia terminado, vi a equipe dos Leafs marcar o gol de empate com Zach Hyman, levando o jogo à prorrogação. Na prorrogação vencemos o jogo , dando o troco exatamente como havia sido a nossa derrota anterior. A vitória nos levou ao jogo 5!

Infelizmente, apesar da vitória histórica do jogo 4, que demonstrou que a equipe tem raça pra continuar buscando a vitória, mesmo atrás no placar e faltando muito pouco tempo pro jogo acabar, os Leafs não conseguiram se impor e perderam para os Blue Jackets por 3 a 0, deixando mais uma vez os playoffs na primeira rodada, a quarta vez nos últimos 4 anos!

Obviamente que, com a equipe e os jogadores que temos, a torcida fica frustrada, mas já sabíamos que a equipe não tinha conseguido manter o nível de jogo durante a temporada regular, com muitos altos e baixos, com uma defesa que deixa a desejar e alguns jogadores que por vezes não aparecem. Esse foi um ano em que vimos o técnico mais caro da Liga, Mike Babcock, ser demitido dos Leafs por não estar conseguindo evitar que a equipe tivesse um padrão de jogo muito aquém das possibilidades, vimos Sheldon Keefe chegando aos Leafs e dando uma esperança de corrigir o time. Também vimos a chegada de Jack Campbell e de Kyle Clifford, dois jogadores dos Los Angeles Kings e que trouxeram mais qualidade e experiência à equipe.

Claro que houve muitas críticas aos 4 jogadores mais bem pagos da equipe: Auston Matthews, que jogou muito toda a temporada e com 47 gols, ficou a um gol da disputa pelo troféu Maurice Richard, para o artilheiro da temporada, que ficou entre Ovechkin e Pastrnak; John Tavares, que por muitas vezes fica apagado nas partidas, mas que é muito importante e tem uma atuação pra equipe; William Nylander, que essa temporada jogou demais, mas tem uma boa parte da torcida pegando no pé dele por todo o imbróglio da renovação do seu contrato (eu gosto muito de ter o Nylander na equipe e o acho um dos melhores jogadores conduzindo o puck); e Mitch Marner, que teve uma boa temporada, mas que nos playoffs cometeu erros e não rendeu o que se esperava dele.

Para a próxima temporada, que se tudo der certo só iniciará em Dezembro, os Leafs deverão ter algumas mudanças, principalmente em sua defesa, se Kyle Dubas e Brendan Shanahan encontrarem os jogadores que necessitam a um preço dentro das possibilidades dos Leafs, ou negociando alguns jogadores em troca de uma melhor equivalência entre ataque e defesa. Já sabemos que Tyson Barrie não deve retornar à equipe após não ter uma atuação de acordo com o que esperávamos dele. Eu diria que Muzzin e Rielly são os defensores que continuam e todos os outros, incluindo Justin Holl e Travis Dermott, podem ser negociados. No ataque, gostaria muito de ver o retorno de Jason Spezza, que demonstrou ser torcedor dos Leafs e vibrou com as vitórias da equipe!

Outro nome que devemos ver nos Leafs na próxima temporada é Nick Robertson, o rookie que veio da OHL e jogou algumas partidas dessa série contra os Blue Jackets e, inclusive marcou gol! Robertson foi muito bem e não vejo ele ficando de fora na próxima temporada.

Freddie também jogou bem, mas com uma defesa fraca à sua frente não teve como ajudar mais a equipe. Jack Campbell também mostrou que é um bom goleiro e que também gosta de fazer parte do elenco.

Adicionamos um ano mais na fila, agora com 53 anos desde a nossa última Stanley Cup, mas a equipe continua promissora e ganhando cada vez mais experiência. Temos que manter a esperança, pois temos a possibilidade de termos a melhor equipe dos Leafs desde quando Mats Sundin era o capitão e levou o time à final de conferência em 2002!

Go Leafs Gooooo sempre!!!

E obrigado a todos que seguiram meus posts neste ano! Sei que não tenho tido posts tão atualizados, mas vou sempre tentar manter todos vocês informados de tudo que acontece com o Toronto Maple Leafs! Aguardo vocês na próxima temporada!

Letter to Mitch Marner – What is the price of a Dream?

sexta-feira, 13 setembro 2019 Deixe um comentário

Mitch, I’m sure you don’t know this blog of mine, but everything here is in Portuguese, with the intention of spreading Toronto Maple Leafs news to potential fans who don’t have access to the English information.

I am Brazilian and met the Leafs and NHL during a trip I made to Atlanta in January 2002, my first overseas trip, when I saw the team led by Mats Sundin defeat the Atlanta Thrashers by a 6 – 0 shutout. From then on I became interested in the sport and never stopped following, either on the Internet, or in some live games, when I had the opportunity to visit some North American cities like New York, Toronto and Fort Lauderdale. I’m a Leafs fan for just 17 years, much less than many who have been waiting for a new Stanley Cup since 1967 for this “Original Six” team.

In these 17 years I’ve seen a lot of changes and good and bad teams, but the hope of seeing a team of skilled players who could bring the Stanley Cup back to Toronto is unshakable. After seeing the team not qualifying for the playoffs for years at a time, we changed direction and were headed in the right direction and wisely using our draft picks, which in previous years we traded for rental players near the trade deadline and they were only kept until the end of the season. The team is no longer a destination that no one want and has become a destination coveted by ice hockey players, despite all the pressure Toronto has on the team. This started to happen when we started picking better in the draft and showing that Brendan Shanahan’s path, Shanaplan, could really bring back a competitive team and even chances to play for the Stanley Cup.

Within this new Leafs management period, under Shanaplan, we managed to have one of the best coaches in the league, Mike Babcock, a very talented young team formed by you, William Nylander, Morgan Rielly, Frederik Andersen, Auston Matthews, Travis Dermot, Zach Hyman, Andreas Johnsson and Kasperi Kapanen, as well as several players still awaiting the chance to play on NHL such as Timothy Liljgren, Justin Holl, Jeremy Bracco and Rasmus Sandin, and attracted players as the newcomer Jason Spezza.

Another great player who agreed to come to Toronto after being an idol at the New York Islanders was John Tavares, who accepted a smaller financial offer to achieve his childhood dream, playing for the Leafs.

Training Camp is about to begin and you, one of the team’s most beloved players, have not yet renewed your contract. Not training with his teammates, not preparing to defend the Leafs, in short, seeing it all from the outside. And what is the reason? There is a lot of speculation about the offers that Kyle Dubas made to you and your non-acceptance and we all don’t know what the problem is. Whether it’s the value, or the contract time, or both. What we do know is that it would be great to have you on the team and we are sure you would make it even more complete.

All this stalemate is making many fans accept that you are negotiated out of Toronto! You are one of the team’s idols and this is affecting your image for the fans. Other than the fact that while still dealing with you, the Leafs are taken as hostage, unable to use the budget to hire another player, because if it does, it will not have enough to propose you a good salary.

I know every professional should look for contracts where they feel their contribution to the team is rewarded and get the best possible salary, but I also believe that to be part of a competitive team with a chance to win the Stanley Cup, especially when that team is your childhood’s team, is priceless. Does staying in this endless negotiation, looking for the most advantageous contract in the face of a dream, make sense? You are only 22 years old and you can be sure that you will have contracts that will recognize your qualities and contribution to the team. But put it all in the balance. You grew up dreaming of being able to play on the NHL and wondered how it would be even better if you could play for the Leafs! This dream you have already realized and with praise! You are already a team idol! Now, have you ever thought of the Toronto Maple Leafs bringing the long-awaited Stanley Cup to Toronto after more than 50 years, and you being part of that story? Now, have you ever thought that could happen, and you, for demanding something that you think is fair, and may even it is, be negotiated to a team that doesn’t even have a real chance of going to the playoffs? At the end, what is the price of a Dream?

Hope to see you in the Leafs uniform as soon as possible!

Hugs from a Brazilian Toronto Maple Leafs fan.

Asseguramos a presença de Auston Matthews por mais 5 temporadas

sábado, 09 fevereiro 2019 Deixe um comentário

Na terça-feira, 05/02/2019, o Toronto Maple Leafs anunciou que a equipe chegou ao acordo com Auston Matthews em um contrato por 5 anos e uma média de $11,634 milhões de dólares por temporada.

Dessa forma os Leafs continuam conseguindo encaixar contratos com seus melhores jogadores e mantendo as boas chances da equipe de disputar a tão esperada Stanley Cup. Já temos John Tavares, William Nylander e agora Auston Matthews com contratos por mais temporadas.

Ainda teremos Mitch Marner que, aparentemente, só vai negociar seu contrato após a temporada.

Parabéns a Kyle Dubas, Brendan Shanahan e ao “Shana Plan”, que continua dando certo e mantendo os Leafs com ótimos jogadores para buscar a Stanley Cup para essa equipe, membro dos Original Six e que não vê a glória no gelo a mais de 50 anos!

Vamos que vamos!!

Go Leafs Gooooo

John Tavares aceita uma proposta menor pra jogar no time dos seus sonhos de infância

quinta-feira, 05 julho 2018 Deixe um comentário

Dia 1 de Julho é sempre muito esperado por todos os torcedores da NHL por ser o dia em que as negociações de contratos de jogadores podem ser realizadas. Este ano o jogador que estava chamando mais atenção era John Tavares que, desde que foi draftado jogou no New York Islanders.

Tavares estava analisando propostas na última semana de junho, quando decidiu ouvir as propostas do Toronto Maple Leafs, entre outras equipes interessadas. Ele tinha até meia noite do dia 30 de junho para fechar contrato com os Isles, que podia oferecer oito anos de contrato a ele, mas veio o fim de junho e nada de decisão de Tavares. De acordo com a imprensa que cobria o caso, Tavares estava analisando as opções com a família.

No dia 1 de julho, ainda levou um tempo após a abertura do mercado para que Tavares divulgasse que ao final do processo, decidiu realizar um sonho de infância, já que Tavares passou sua infância na Grande Toronto e cresceu assistindo aos jogos e ídolos do time de Toronto e torcendo pelos Leafs!

Tavares vai receber 77 milhões de dólares por 7 anos de contrato, sendo que a maior parte está em Bônus, que é uma parte que o jogador recebe, mesmo se houver lockout, que é a paralisação da temporada por falta de acordo entre a NHL e a associação dos jogadores, a NHLPA.

Com a decisão, Tavares enviou uma foto em seu Twitter, de quando era jovem e estava dormindo em sua cama, toda com o tema dos Leafs, dizendo que estava realizando um sonho de infância.

O articulador dessa decisão foi Kyle Dubas, o novo gerente geral dos Leafs, que criou a estratégia de mostrar a Tavares, não uma camiseta dos Leafs com seu nome e número, mas os jogadores com quem ele pode vir a jogar, especialmente Mitch Marner, que segundo Mike Babcock, possui um perfil que combina muito com o de John Tavares. O que deixou o jogador muito entusiasmado em fazer parte de um grupo tão jovem e com tanto talento nos Leafs.

Durante o processo de decisão, Tavares recebeu ligações de Mitch Marner, Auston Matthews e Patrick Marleau, o que também o fez pensar na qualidade geral da equipe.

Provavelmente Tavares terá como parceiros de linha, Mitch Marner e Zach Hyman, e a segunda linha seria composta por Auston Matthews, William Nylander e Patrick Marleau, deixando a terceira minha para Nazem Kadri, Andreas Johnsson e Kasperi Kapanen ou Connor Brown.

Com certeza o ShanaPlan está dando frutos e vemos jogadores como John Tavares aceitando toda a atenção da mídia em Toronto e um salário menor que o oferecido por outros times, para poderem jogar pelo time que cresceram vendo jogar e com jogadores de qualidade que podem levar a equipe à tão sonhada Stanley Cup.

Seja muito bem vindo John Tavares! Com certeza seu sonho de jogar pelos Leafs é alinhado ao sonho dos torcedores de terem uma equipe competitiva e, mais do que isso, com chances reais de chegar à Stanley Cup! Que suas qualidades e experiências possam ser compartilhadas com nossos jovens jogadores e os façam crescer ainda mais ao seu lado!

Go Leafs Goooo – Muito ansioso pelo início da temporada regular!

%d blogueiros gostam disto: