Arquivo

Archive for the ‘NHL Draft’ Category

Pandemia de Coronavírus faz grandes ligas suspenderem a temporada regular

segunda-feira, 27 abril 2020 Deixe um comentário

Esse post está atrasado em algumas semanas, mas quis escrever sobre esse tema e colocar aqui algumas observações e minha opinião sobre o que pode acontecer.

É a primeira vez na história que temos uma Pandemia declarada e que temos toda essa rede de informações que é a Internet, onde recebemos dados atualizados a qualquer momento sobre a evolução do número de casos, ou de mortes, por pais, cidade e até mesmo casos geolocalizados dentro das cidades.

Toda essa informação tem seu lado bom que é nos manter atualizados, mas também tem o lado de nos manter ansiosos por novas atualizações e nos sentirmos em perigo.

Todas as grandes ligas americanas que estavam ativas suspenderam suas temporadas. A NHL suspendeu a temporada 2019-2020 em 12 de março de 2020 com pouco mais de 10 jogos por equipe, na média, faltando para os playoffs! Houve casos de jogadores na NBA com casos confirmados de COVID-19 e que estiveram nos mesmos estádios onde equipes da NHL disputam suas partidas! Não havia mais como continuar jogando após alguns estados americanos suspenderem qualquer atividade onde haja aglomeração de pessoas.

Eu achei a decisão acertada e, com o passar de algumas semanas vemos que realmente não haveria condições da temporada continuar. A cidade de Nova York começou a apresentar um aumento muito grande do número de casos e a ordem do governador foi de todos ficarem em suas casas, e o comércio não essencial fechar até segunda ordem. Mesmo assim os casos continuaram aumentando pois esse vírus tem um período de incubação de até 14 dias, ou seja, os casos continuam aparecendo mesmo após 14 dias de isolamento social.

Hoje, 26 de abril de 2020, um mês e meio após a suspensão, continuamos sem definição de quando poderemos, ou se poderemos ver a temporada terminar e os playoffs começarem. E essa é uma questão muito complicada, pois existem muitos fatores associados. Vou tentar escrever sobre eles abaixo:

  • Temos situações diferentes de níveis de contaminação em cada cidade/estado onde temos equipes da NHL. Então uma cidade pode decidir que está na hora de afrouxar o isolamento, enquanto outras, como Nova York pode continuar a manter todas as ações de isolamento social por mais tempo.
  • Temos a própria proteção ao público. No início a ideia seria de ter jogos sem torcedores presentes, sendo só transmitidos pela TV. Eu diria que ainda não é hora de abrir estádios e deixar o público perto um do outro. E mesmo mantendo distância nos assentos, o acesso aos assentos e uso de banheiros e lanchonetes nas arenas seria proibitivo.
  • Como fazer para manter os jogadores em forma? Eles não estão patinando já a mais de um mês!
  • Definir se vamos terminar a temporada, ou se não teremos tempo e, no final, iríamos direto pros playoffs. Seria justo? Afinal se houvessem os jogos finais da temporada, a classificação atual poderia mudar. Pra isso estão pensando em ter mais equipes nos playoffs. Umas 20 equipes talvez.
  • Onde realizar os jogos? Centralizar em algumas arenas? Ou até mesmo em locais totalmente neutros para não ter vantagem pra nenhuma equipe e ainda promover a NHL em cidades sem equipes.
  • A decisão não pode demorar, pois senão os jogos podem se estender até próximo do início da próxima temporada!

Com tudo isso ainda a decidir, todos ficamos aguardando pela decisão da NHL.

Outras datas também estão indefinidas, como a data do Draft deste ano, que seria em Montreal, a data dos testes dos jogadores do Draft (Draft Combine), até mesmo como fica a situação dos contratos que vencem em 30 de junho! Se a temporada for além dessa data, como fica isso? Os jogadores continuam nas suas equipes e receberão salários até o final da temporada? E as negociações e novas contratações? Quando poderiam ser feitas?

Enquanto isso as equipes tentam manter seus jogadores treinando em casa e em contato com os fãs por meio das redes sociais, enquanto a NHL transmite os jogos antigos e históricos!

Essa temporada será pra sempre lembrada! Mas vamos ver como terminará! Se teremos um vencedor da Stanley Cup!

Eu espero que sim! E quem sabe os Leafs não serão os campeões em uma temporada tão única! Pode ser a nossa chance! Hehehehe Tiramos a zica numa temporada totalmente histórica em diferentes formas!

Go Leafs Goooooo

Escolhas dos Leafs no Draft da NHL 2017

segunda-feira, 26 junho 2017 Deixe um comentário

O Toronto Maple Leafs adicionou talentos ao seu grupo de jovens jogadores na sexta-feira e sábado, durante o Draft da NHL 2017 na cidade de Chicago, adicionando habilidade e capacidade a cada posição, selecionando sete jogadores.

A primeira escolha foi a de número 17 na primeira rodada, e o Assistente do Gerente Geral e Diretor de jogadores, Mark Hunter subiu ao púlpito e anunciou a seleção do defensor sueco Timothy Liljegren. O jogador de 18 anos, nativo de Kristianstad, na Suécia, marcou um gol e quatro assistências pelos Rögle BK da Liga Sueca na última temporada. Ele sofreu uma crise de mononucleose que limitou seu tempo de jogo, mas jogou muito bem antes disso graças à sua habilidade de mover o puck e sua criatividade no gelo. Liljegren, que tem um estilo de jogo muito parecido com seu conterrâneo Erik Karlsson, disse que espera jogar a temporada 2017-18 na Suécia, mas que almeja disputar uma vaga na NHL na temporada seguinte.

Os Leafs continuaram suas escolhas no sábado, e sua primeira escolha da manhã foi feita na segunda rodada, escolha geral número 59, que pertencia ao Ottawa e foi conseguida na troca envolvendo Dion Phaneuf em 2016 – a escolha original dos Leafs foi repassada ao Tampa Bay na troca que trouxe Brian Boyle para Toronto. A escolha foi usada para selecionar o defensor finlandês, Eemeli Rasanen, que marcou seis gols e 39 pontos pelos Kingston Frontenacs da Ontario Hockey League – OHL na temporada 2016-17. Rasanen, um defensor alto, terá sua altura como benefício, mas ainda precisa melhorar alguns aspectos de seu jogo antes de competir numa posição nos Leafs.

Toronto não tiveram uma escolha de terceira rodada – resultado da negociação que trouxe Mike Babcock ao time – mas eles tiveram duas escolhas na quarta rodada. A primeira foi a de número geral 110, onde selecionaram o goleiro da Western Hockey League, Ian Scott, de 18 anos, que jogou pelos Prince Albert Raiders nas últimas duas temporadas. A segunda, 124 no geral, que foi adquirida dos Penguins na negociação envolvendo Frank Corrado dui usada para selecionar o ala russo Vladislav Kara, de 19 anos, que dividiu sua temporada passada entre o Bars Kazan e Irbis Kazan na Russia, marcando 14 gols e 28 pontos em 65 jogos.

Na quinta rodada, escolha geral 141, os Leafs selecionaram outro defensor corpulento e nativo de Toronto, Fedor Gordeev, que jogou na Ontario Hockey League, defendendo os Flint Firebirds e marcando 3 gols e 13 pontos em 62 jogos na temporada passada. 

Na sexta rodada, escolha geral 172, os Leafs escolheram o central Ryan McGregor dos Sarnia Sting da Ontario Hockey League. Ryan, nativo de Burlington, Ontario, marcou 14 gols e 27 pontos em 65 jogos em sua segunda temporada na OHL.

E com sua última escolha, número geral 203, os Leafs selecionaram o defensor Ryan O’Connell, que jogou as últimas duas temporadas pelo St. Andrew’s College na Ontario’s CISAA (Conference of Independent Schools Athletic Association).

A conclusão que tiramos é que ao final do Draft, Toronto selecionou jogadores com um bom tamanho, mas mais importante que isso, com habilidades e espaço para se desenvolverem  e verem deus jogos crescerem em ligas de desenvolvimento como a AHL, sem pressão por contribuir à equipe da NHL já neste momento.

Sejam bem vindos ao Toronto Maple Leafs!! Que suas habilidades e características te façam chegar à NHL e levar os Leafs à tão aguardada Stanley Cup! 

O Calder Trophy foi para Auston Matthews

quinta-feira, 22 junho 2017 Deixe um comentário

Na noite de ontem, quando a NHL realizou o Expansion Draft, onde o Vegas Golden Knights, mais nova equipe da NHL realizou a escolha de um jogador de cada outro dos 30 times da NHL, para montar sua equipe, também tivemos a entrega de todos os prêmios para os melhores jogadores, técnico e general manager da temporada.

Auston Matthews, jogador de 19 anos que foi a primeira escolha geral dos Leafs no Draft de 2016 acabou como o vencedor do Calder Trophy, troféu dado ao melhor novato na temporada, ou melhor jogador em sua primeira temporada na liga. Sua vitória foi avassaladora com 164 votos para que ele fosse o primeiro colocado, contra apenas 3 de Patrick Laine, o novato que foi a segunda escolha geral de 2016, selecionado pelo Winnipeg Jets. 

Matthews venceu Laine e também Zach Werenski, defensor do Columbus Blue Jackets e sua vitória foi merecida. O jogador dos Leafs marcou 40 gols em sua temporada de estreia, além de 29 assistências. Os 40 gols o deixaram empatado com Nikita Kucherov, em segundo lugar na liga, com apenas Sidney Crosby marcando mais gols, 44. 

Foi a primeira vez desde 1966 que os Leafs tiveram um novato do ano! Será que isso é um sinal de que a Stanley Cup está mais perto? Já que a última vez que os Leafs venceram foi em 1967?!? 

Outro jogador dos Leafs que merece menção é William Nylander, que ficou com a quinta colocação! Parabéns a Nylander que também teve uma temporada fantástica! 

Toda a Leafs Nation está muito entusiasmada com todos os jovens jogadores da equipe, assim como com a direção em que a equipe está caminhando!

Parabéns Auston Matthews!! Que sua carreira te traga ainda muitos mais prêmios e que você seja um dos próximos Leafs a levantar a Stanley Cup! 

Auston Matthews fecha contrato com os Leafs

sexta-feira, 22 julho 2016 Deixe um comentário

O processo de negociação do contrato de Auston Matthews, a primeira escolha geral do Draft deste ano, com os Leafs, demorou mas saiu.

Ontem Lou Lamoriello confirmou que o jovem e promissor jogador assinou contrato (de entrada na NHL) por 3 anos. 

Havia muita especulação de que Lamoriello, um General Manager mais conservador, se é que podemos descrevê-lo assim, não gostaria de incluir cláusulas de bônus por performance. Ao final parece que Lou se adequou aos novos tempos e Auston deve receber o máximo permitido pela liga a jogadores novatos. São 925 mil dólares por temporada, mais bônus de até 2,85 milhões de dólares por temporada. 

Mr. Matthews, ainda é cedo cobrarmos uma performance excepcional de você, que ainda nem estreou na NHL, mas estamos depositando muita esperança e confiança no seu taco! Torço para que você seja o próximo capitão dos Leafs e o jogador que vai levar os Leafs de volta aos seus tempos de glória!

Lou, paga o rapaz logo! Ele merece!! Assim como McDavid merecendo ano passado! 

Go Leafs Gooooo

Leafs no NHL Draft 2016

segunda-feira, 27 junho 2016 Deixe um comentário

Em Buffalo, um dia após selecionar o central Auston Matthews com a primeira escolha geral, o Toronto Maple Leafs ainda selecionou mais 10 jovens talentos. Os nomes deles ainda são pouco conhecidos dos fãs, mas a gerência dos Leafs acredita que melhorou significativamente a qualidade de seu elenco após o final de semana no First Niagara Center.
“Nós adicionamos tamanho… e jogadores com muita habilidade,” disse o diretor dos Leafs, Mark Hunter, após a conclusão do Draft.  Hunter é o responsável por avaliar e analisar as habilidades e postura dos jogadores e selecionar os que mais se encaixam às necessidades dos Leafs. “Claro que eles necessitam de algum tempo para se desenvolver, mas nós vamos apoiá-los e, espero que cheguem à NHL.”

Não foi nenhuma surpresa os Leafs terem escolhido Matthews na sexta-feira, mas a primeira escolha da segunda rodada – o russo Yegor Korshkov, selecionado na escolha geral de número 31 – surpreendeu  a todos. Haviam outros jogadores disponíveis cotados de forma mais alta no ranking. Mas Korshkov estava entre os 10 melhores europeus e, apesar de precisar de um pouco mais de tempo, pode vir a ser um ótimo asa direita do ataque dos Leafs. 

Toronto usou a sua segunda escolha da segunda rodada (57 no geral) para selecionar o asa direita sueco Carl Grundstrom, que com apenas 18 anos, marcou sete gols e 16 pontos em  49 jogos pelo Modo, time da Swedish Elite League na temporada 2015-16. E na terceira rodada, Toronto fez duas escolhas – nas escolhas de número 62 e 72 – selecionando o goleiro Joseph Woll e o defensor grandalhão James Greenway, ambos americanos.

Na quarta rodada, novamente tínhamos duas escolhas, que foram usadas para selecionar dois jogadores canadenses: com a primeira escolha, selecionamos o central Adam Brooks, escolha geral 92;  e com a segunda, selecionamos o defensor Keaton Middleton, escolha geral 101.

Na quinta rodada (escolha geral 122), selecionamos o ala russo Vladimir Bobylev. E na sexta rodada, escolha geral 152 e 179 selecionaram o defensor americano Jack Walker e defensor canadense Nicolas Mattinen.

Na ultima rodada com a escolha geral 182, Nikolai Chebykin, um ala russo de 18 anos foi selecionado.

No final, Toronto endereçou todas as suas posições, adicionou tamanho e habilidade, e deixou o Draft sentindo que acirrou ainda mais a disputa por posição dentro da organização. E a gerência da equipe reconhece que isso marca somente o início da jornada desses jogadores como homens e membros da equipe.

“Todas equipes da NHL vão dizer o quão bons eles foram no Draft, mas nós nos sentimos bem quanto a isso,” disse Hunter. “Todos sabemos que temos que desenvolver esses jovens e dar a eles tempo para que possam esticar suas asas.”

– Essa matéria foi extraída do próprio site dos Leafs. 

%d blogueiros gostam disto: