Arquivo

Posts Tagged ‘Colin Greening’

21/03/2016 – Calgary Flames @ Toronto Maple Leafs

terça-feira, 22 março 2016 Deixe um comentário

Vindos de duas vitórias, o Toronto Maple Leafs recebeu a visita do Calgary Flames, que havia vencido o Montreal Canadiens na noite anterior.

Jonathan Bernier estava de volta ao gol dos Leafs e realizou uma ótima partida. Pelos Flames, Jonas Hiller estava no gol.

Os Leafs mais uma vez dominaram o jogo, apesar de, por muitas vezes, não estarem à frente no número de chutes a gol. O placar foi aberto aos 11m27s do primeiro período, quando Jonas Hiller cometeu um erro atrás do gol e passou o puck para William Nylander, que encontrou PA Parenteau livre em frente ao gol.

O empate dos Flames só veio no segundo período e em um powerplay com vantagem de 5 contra 3, quando Matt Stajan marcou o gol chutando de um ângulo bem fechado e vencendo Bernier por sobre o ombro aos 10m25s. Zach Hyman acabou por desviar um chute de Nylander aos 14m26s, colocando os Leafs novamente à frente no placar. A liderança não durou muito, pois Joe Colborne disputava espaço na frente do gol de Bernier e um chute de Mark Giordano acabou batendo em seu corpo e acabou no fundo do gol, aos 17m32s.

A decisão ficou para o terceiro período e o jogador decisivo foi William Nylander que marcou o gol num chute à distância, aos 00m29s. Nylander marcou o gol da vitória e duas assistências nos gols anteriores na primeira partida com três pontos na NHL. Quando o jogo estava no final, com o Calgary Flames em empty-net, sem goleiro, os Leafs marcaram com Colin Greening aos 18m39s e Josh Leivo aos 19m33s. 

Segundo Mike Babcock, Nylander é um jogador muito inteligente e que está se adaptando bem à NHL, e mais importante que os gols e assistências foi o seu jogo defensivo. Nylander, segundo Babcock, é um jogador que sabe o que fazer e o que o técnico vai pedir à ele. Parabéns ao Nylander pelo jogo com três pontos! Com certeza será uma das estrelas dos Leafs por muitos anos! 

Go Leafs Gooooo

Go Nylander Goooo

02/03/2016 – Toronto Maple Leafs @ Washington Capitals

quinta-feira, 03 março 2016 Deixe um comentário

O Washington Capitals recebeu os Leafs pela primeira vez após a troca realizada onde Daniel Winnik e Brooks Laich trocaram de equipe. Brooks Laich que jogou por 10 anos defendendo os Capitals foi ovacionado pelos torcedores, o que demonstra o ótimo jogador é pessoa que ele foi para a comunidade da capital dos Estados Unidos.

Com Jonathan Bernier no gol, o Toronto Maple Leafs enfrentou os Capitals de Alexander Ovechkin e, apesar de lutarem muito pela vitória, acabaram sendo derrotados por apenas um gol de diferença.

No primeiro período, faltando menos de dois minutos para o primeiro intervalo da partida, os Leafs cometeram erros que foram aproveitados pelos Capitals. Aos 18m15s, Taylor Chorney aproveitou o erro de Connor Carrick para abrir o placar. Menos de 30 segundos depois, aos 18m43s, foi a vez de Ovechkin aproveitar um passe que cruzou a defesa dos Leafs sem ser interceptado e mandar para o fundo das redes com um chute de Backhand. 

Terminar o primeiro período atrás no placar não era o plano dos Leafs, mas a equipe soube administrar e correr atrás do prejuízo. Logo no início do segundo período, Nikita Soshnikov, um dos novatos trazidos dos Marlies, marcou seu primeiro gol na NHL. Foi um belíssimo gol, um wrist shot, sem chances para o goleiro dos Capitals, Phillip Grubauer, marcado aos 01m37s.

Com fôlego para tentar o empate, os Leafs finalmente conseguiram o feito no terceiro período, quando Colin Greening, aos 08m16s, empatou a partida. Com o empate em mãos, mais uma vez os Leafs cometeram erros e dessa vez foi por meio de uma penalidade que deu aos Capitals o gol da vitória, no powerplay, marcado aos 09m31s, por Matt Niskanen. Após esse gol, não houve como os Leafs voltarem a empatar a partida.

Conforme entrevista de Mike Babcock, a equipe está jogando bem e seguindo o plano de reconstrução. Se analisarmos a temporada, a equipe foi derrotada muitas vezes por apenas um gol de diferença, o que indica que a distância entre o Toronto Maple Leafs e as outras equipes não é tão grande. São apenas detalhes a serem corrigidos, inexperiência que leva a erros, nervosismo dos novatos em situações decisivas … Tudo isso será tratado por Babcock que elogiou a performance de Nikita Soshnikov e Zach Hyman. 

É isso aí! Go Leafs Goooo

18/02/2016 – New York Rangers @ Toronto Maple Leafs

sexta-feira, 19 fevereiro 2016 Deixe um comentário

Após cinco jogos fora de casa os Leafs voltaram ao Air Canada Centre para receber a visita do New York Rangers, que perderam na noite anterior pro Chicago Blackhawks. 

Desta vez o goleiro dos Leafs foi Jonathan Bernier, enfrentando Antti Raanta, pelos Rangers.

Os Leafs dominaram a partida, muito provavelmente devido aos Rangers estarem mais cansados por terem jogado na noite anterior. Em todosnos períodos os Leafs deram mais chutes ao gol de Raanta do que receberam no de Bernier.

P.A. Parenteau abriu o placar para os Leafs aos 03m58s, desviando um rebote de um chute de Marincin para o gol. A jogada foi revista e o gol foi confirmado pois não houve qualquer movimento de chute por parte de Parenteau. Neste gol, Viktor Loov teve sua primeira experiência na NHL e marcou o seu primeiro ponto, uma assistência. Apesar de Michael Grabner ter acertado a trave, os Leafs não conseguiram aumentar a vantagem. Quase no final do período, Leo Komarov acabou por acertar um hit na cabeça de Ryan McDonaugh, capitão dos Rangers. De acordo com Mike Babcock, não foi uma jogada maldosa por parte de Komarov, que sempre joga muito duro, mas de forma leal, mas a jogada acabou ocorrendo com McDonaugh um pouco abaixado. Komarov foi retirado da partida com uma penalidade pela jogada e McDonaugh não retornou por precaução, já que havia retornado de uma concussão no jogo anterior. Talvez Komarov ainda receba suspensão por alguns jogos.

No segundo período o New York Rangers conseguiram virar o jogo com gols de Derick Brassard aos 03m56s, em powerplay, e Mats Zucarello aos 09m24s, mas mesmo assim os Leafs continuavam bem e com chances de empatar. 

O empate só veio aos 17m30s do terceiro período. Isso mesmo! Faltando apenas 02m30s para acabar a partida, com os Leafs já em Empty-Net. O gol foi o primeiro de Colin Greening pelos Leafs. Infelizmente somente 59s após o gol de empate, Derek Stepan colocou os Rangers à frente novamente e Brassard fechou o placar aos 19m40s, com os Leafs sem Bernier no gol. 

Concordo com Babcock ao dizer que os Leafs jogaram bem e que somente perdemos o jogo por detalhes e oportunidades não aproveitadas. Não jogamos mal e isso acontece.

A próxima semana promete trazer muita emoção, pois os Scouts (Olheiros) das equipes com chances de disputar a Stanley Cup, estão de prontidão em todos os jogos. Ontem havia uma lista enorme de times com seus olheiros no Air Canada Centre, e negociações por jogadores dos Leafs deverão acontecer. Dentre os jogadores que devem deixarmos Leafs estão: Daniel Winnik, Roman Polak, Brad Boyes, e talvez até Jonathan Bernier, pelo que andei lendo em alguns sites.

É esperar pra ver.

Go Leafs Goooooo

Os Leafs negociam com os Senators e Dion Phaneuf está incluído na troca!

terça-feira, 09 fevereiro 2016 5 comentários

De acordo com notícias divulgadas no site oficial do Toronto Maple Leafs, Lou Lamoriello, Gerente Geral da equipe, anunciou hoje que a equipe adquiriu os atacantes Milan Michalek, Colin Greening e Tobias Lindberg, o defensor Jared Cowen e uma escolha de segunda rodada do Draft de 2017 do Ottawa Senators em troca dos defensores Dion Phaneuf e Cody Donaghey, assim como os atacantes Casey Bailey, Matt Frattin e Ryan Rupert.

Michalek, 31 anos, registrou seis gols e quatro assistências em 32 jogos com os Senators nesta temporada. Em 729 jogos de sua carreira na NHL jogando pelo Ottawa e San Jose Sharks, ele marcou 438 pontos (206 gols e 232 assistências) e 386 minutos de penalidades. Ele também marcou 24 pontos (15 gols e nove assistências) em 63 jogos de playoff. Michalek foi selecionado originalmente pelos Sharks na sexta escolha geral no NHL Entry Draft de 2003. Ele foi adquirido pelo Ottawa junto com Jonathan Cheechoo e uma escolha de segunda rodada no Draft de 2010 em troca de Dany Heatley é uma escolha de quinta rodada em 2010, em negociação feita em Setembro de 2009.

Greening, 29 anos, dividiu-se entre o Ottawa e seu time afiliado na American Hockey League (AHL), os Binghamton Senators. Nativo de St. John, Newfoundland, ele jogou em apenas um jogo com os Senators da NHL e outros 41 com o Binghamton, os Senators da AHL, marcando sete gols e seis assistências na AHL. Em 256 jogos da carreira na NHL, Greening marcou 87 pontos (38 gols e 49 assistências) e 137 minutos de penalidades. Ele também marcou cinco pontos (três gols e duas assistências) em 17 jogos de sua carreira nos playoffs da NHL. Frenesins foi selecionado pelos Senators na sétima rodada (escolha geral de número 204) no Draft de 2005.

Cowen, 25 anos, marcou quatro assistências em 37 jogos com os Senators nesta temporada. Em 249 jogos da NHL em sua carreira, o nativo de Saskatoon, Saskatchewan marcou 46 pontos (15 gols e 31 assistências) e 174 minutos em penalidades. Em 17 jogos de playoffs, ele marcou quatro assistências. Cowen foi selecionado originalmente pelos Senators na nona escolha geral do Draft de 2009.

Lindberg, 20 anos, marcou cinco gols e 17 assistências em 34 jogos da AHL com o Binghamton nesta temporada. O nativo de Estocolmo foi selecionado pelo Ottawa na quarta rodada(escolha geral de número 102) no Draft de 2013.

Phaneuf, nosso agora ex-capitão, tem 30 anos e jogou um total de 423 jogos com os Leafs em sete temporadas, registrando 196 points (45 gols e 151 assistências) e 598 minutos em penalidades. Ele foi nomeado como o 18º capitão da história dos Maple Leafs em 14 de junho de 2010.

Segundo Lamoriello, Phaneuf foi um jogador e pessoa exemplar. Dion Phaneuf, que estava com a equipe em Calgary, onde enfrentaria sua ex-equipe, o Calgary Flames, foi chamado ao telefone por Lou Lamoriello, logo após a negociação ter sido completada, para receber a notícia. Dion não teve qualquer reação adversa e agiu como um profissional, sem muitos questionamentos, pelo menos neste momento. A negociação de Phaneuf deixará os Leafs sem um capitão definido para o restante dessa temporada.

Essa troca teve como objetivo abrir espaço para que os Leafs possam, possivelmente, negocias a vinda de Steven Stamkos para a próxima temporada. Nada está confirmado ainda, mas para o futuro, os Leafs livraram mais de 20 milhões de dólares  em salários, o que permite que a equipe venha a ter mais liberdade para fazer futuras propostas por jogadores.

Até o final de fevereiro, os Leafs ainda devem aparecer como participantes de outras negociações, continuando com o plano de reconstrução da equipe que Brendan Shanahan iniciou ao final da tentação passada. Nessa reconstrução os Leafs já viram os contratos pesados de Phil Kessel e David Clarkson serem negociados com os Penguins e Blue Jackets, respectivamente. Agora foi a vez de Phaneuf.

Dion, obrigado por todo o seu tempo e dedicação aos Leafs e te desejo boa sorte em sua carreira com os Senators.

Go Leafs Go.

24/09/2013 – Ottawa Senators @ Toronto Maple Leafs – Pré-Temporada

quarta-feira, 25 setembro 2013 Deixe um comentário

Na noite de ontem tivemos mais um jogo de pré-temporada, desta vez recebemos a visita do nosso rival de província, o Ottawa Senators.

Este jogo marcou a volta de Clarke McArthur ao Air Canada Centre, porém agora como visitante, já que McArthur foi contratado pelos Sens na pós-temporada.

O jogo viu os Leafs saindo na frente com um gol de James Van Riemsdyk, no segundo período, mas essa liderança acabou sendo perdida após os Leafs permitirem três gols ao time visitante marcados por Zach Smith, Jim O’Brien e Colin Greening.

Com dois gols de desvantagem no placar os Leafs se viram forçados a atacar mais e no terceiro período, Dion Phaneuf diminuiu. Ao final da partida os Leafs ainda tentaram uma pressão, retirando James Reimer e substituindo-o por um atacante a mais no gelo, ficando com o gol vazio (Empty-Net), e quase chegaram ao gol de empate nos últimos 15 segundos de jogo, mas acabaram perdendo pelo placar de 3 a 2.

James Reimer teve uma ótima atuação defendendo 34 dos 37 chutes à gol dos Senators no jogo, que chutaram mais que os Leafs, com 28 no total.

Ambas equipes acabaram vencendo, pelo mesmo placar, quando se enfrentando fora de casa nesta pré-temporada.

Os últimos jogos da pré-temporada para os Leafs serão no final de semana com um confronto Home and Away contra o mais novo rival de divisão, o Detroit Red Wings!

Go Leafs Go!!!

%d blogueiros gostam disto: