Anúncios

01/02/2018 – Toronto Maple Leafs @ New York Rangers

segunda-feira, 05 fevereiro 2018 Deixe um comentário

Após vencer a outra equipe de Nova York, os Isles, por shutout, em casa, o Toronto Maple Leafs foi à Big Apple, enfrentar o New York Rangers.

Neste jogo conseguimos novamente jogar muito bem e diminuir muito as chances dos Rangers. Curtis McElhinney foi espetacular e conseguiu assegurar mais um shutout para os Leafs, em jogos consecutivos. Essa foi a primeira vez na história em que os Leafs tiveram dois shutouts seguidos, ou seja, venceu as partidas sem permitir nenhum gol ao adversário em jogos em noites seguidas.

Justin Holl abriu o placar aos 08m42s, marcando um gol em cada um dos seus dois primeiros jogos na NHL, algo muito raro, pois somente outros cinco defensores conseguiram isso na história da NHL. James Van Riemsdyk aumentou a vantagem aos 15m23s.

No segundo período vimos gols de Patrick Marleau aos 00m52s e de Zach Hyman aos 03m05s, fazendo os Rangers retirarem Henrik Lundqvist, substituindo o goleiro estrela do time por Ondrej Pavelec, que não sofreu mais nenhum gol na partida.

Vencemos pela quarta vez seguida e estamos jogando muito bem!

O próximo jogo foi contra o Boston Bruins na noite do sábado, 03 de fevereiro.

Go Leafs Gooooooo

Anúncios

31/01/2018 – New York Islanders @ Toronto Maple Leafs

quinta-feira, 01 fevereiro 2018 Deixe um comentário

Após o All-Star Weekend, as equipes voltam ao gelo e o New York Islanders, que perdeu para o Florida Panthers na noite anterior, foi à Toronto enfrentar os Maple Leafs.

A equipe do Toronto Maple Leafs estava desfalcada de dois dos seus mais experientes defensores, Ron Hainsey e Roman Polak. Devido a isso, Mike Babcock chamou Justin Holl do Toronto Marlies, somente três horas antes do jogo!

Neste jogo, que os Leafs tinham um camarote com a presença dos pais dos jogadores, a equipe jogou de forma perfeita. Controlamos jogo desde o início e Frederik Andersen, a defesa e o ataque dos Leafs foram muito efetivos.

Kasperi Kapanen marcou o primeiro dos Leafs aos 05m37s do primeiro período, vencendo Thomas Greiss, após um rebote do goleiro dos Isles. Auston Matthews deixou mais um gol seu em partidas consecutivas, após Zach Hyman ter o puck roubado por Greiss e o puck sobrar para Matthews mandar por cima da luva de Greiss aos 13m39s.

O segundo período viu os Leafs manterem a liderança e ampliar com o gol de Mitch Marner aos 10m32s. Travis Dermott, que jogava seu décimo jogo na NHL, finalmente marcou o seu primeiro gol na liga. Foi especial, pois foi seu primeiro gol e marcado na presença do seu pai e jogando em frente à torcida em Toronto! Dermott roubou o puck do jogador dos Isles que estava saindo da zona de defesa, passou para William Nylander e patinou até à frente do gol para receber o passe e desviar o puck, vencendo Greiss aos 18m59s do segundo período.

No início do terceiro período foi a vez de Justin Holl também marcar seu primeiro gol na NHL, aos 03m42s, após ir ao ataque de forma veloz e bater Greiss por entre as pernas.

Que marco especial! Ter dois dos nossos mais jovens defensores marcando o primeiro gol na liga, no mesmo jogo, com os Leafs jogando de forma inteligente e não deixando os Isles marcarem, para o quarto shutout de Freddie na temporada. Os Leafs deram um total de 50 chutes ao gol de Thomas Greiss e Freddie recebeu e defendeu todos os 28 chutes dos Isles.

Foi uma noite onde a juventude dos Leafs brilhou! E Dermott dedicou o gol ao seu pai, Jim, ao final do jogo!

Hoje à noite vamos à New York, enfrentar os Rangers!

Go Leafs Gooooo

25/01/2018 – Toronto Maple Leafs @ Dallas Stars

quinta-feira, 01 fevereiro 2018 Deixe um comentário

Mesmo cansados, após a vitória na prorrogação contra o Chicago Blackhawks, o Toronto Maple Leafs viajou para Dallas no último jogo antes do All Star Weekend.

Os Leafs jogaram muito bem e Curtis McElhinney, que não jogava a muito tempo, teve uma performance muito importante para nos ajudar contra o Dallas Stars.

Nazem Kadri abriu o placar aos 15m50s do primeiro período, vencendo Ben Bishop.

O segundo período viu Zach Hyman marcar aos 01m55s e Kadri aos 09m29s, no powerplay, deram mais conforto ao time visitante. Tyler Seguin diminuiu a vantagem aos 17m43s, tentando dar uma esperança ao time da casa.

Auston Matthews também deixou o dele aos 02m38s do terceiro período, fechando o placar e a vitória dos Leafs.

Que ótimo resultado para os Leafs fecharem a jornada antes do All Star Break, que é um marco na temporada, pois é o momento em que as equipes definem se brigam pelos playoffs, ou se começam a se desfazer de jogadores para preparar a equipe para a próxima temporada.

Go Leafs Goooooo

24/01/2018 – Toronto Maple Leafs @ Chicago Blackhawks

quinta-feira, 25 janeiro 2018 Deixe um comentário

A derrota contra o Colorado Avalanche deu aos Leafs a urgência de voltar a vencer e, visitando o Chicago Blackhawks, não seria uma tarefa muito fácil!

O Toronto Maple Leafs não começou bem a partida, tanto que deixou a equipe da casa jogar muito fisicamente e não dar espaço para o ataque dos Leafs. Brent Seabrook abriu o placar aos 05m29s num powerplay. Os Leafs continuaram jogando mal, mas conseguiram retribuir e empatar a partida aos 16m17s, com Mitch Marner, que desviou um chute de Nazem Kadri. Foram 17 chutes à gol do Chicago, contra 11 dos Leafs no primeiro período!

Jeff Glass e Frederik Andersen travaram uma bela Batalha, com ótimas defesas de ambos os lados.

No terceiro período, num powerplay, Nazem Kadri marcou aos 04m58s, colocando os Leafs à frente no placar. O gol de empate dos Blackhawks foi controverso. Aos 07m55s, também em powerplay, Nick Schmaltz, marcou para os Hawks, mas a jogada também teve um outro jogador dos Blackhawks envolvido, inclusive caindo por sobre Freddie. Após revisão, o gol foi validado, mas os torcedores dez Toronto ficaram muito revoltados, pois Auston Matthews teve um gol contra os Avs anulado com um contato muito menor no goleiro. Essa regra de Goalie Interference é muito inconsistente! A NHL deveria rever isso!

Com a decisão sendo levada à prorrogação, todos viram William Nylander receber o puck, num passe de Auston Matthews logo após o face-off e partir sozinho pra cima de Jeff Glass. Quando estava para chutar ao gol, Brent Seabrook acertou as luvas de Nylander com seu taco, o que gerou um penalty shot aos 00m06s da prorrogação. Nylander não desperdiçou e deu a vitória aos Leafs!

A equipe mal teve descanso e hoje enfrenta o Dallas Stars, em Dallas!

Go Leafs Gooooooo

22/01/2018 – Colorado Avalanche @ Toronto Maple Leafs

terça-feira, 23 janeiro 2018 Deixe um comentário

O Colorado Avalanche foi à Toronto visitar o Toronto Maple Leafs buscando a décima vitória seguida. A equipe parece ter mudado muito após a saída de Matt Duchene, mas também pode ser apenas uma coincidência.

Os Leafs não jogaram mal e levaram muito perigo ao gol de Jonathan Bernier, que está muito bem no gol da equipe de Colorado.

Quem abriu o placar foi Gabriel Bourque, logo aos 02m19s do primeiro período. Bourque se aproveitou de um rebote para vencer Frederik Andersen por entre as pernas.

A reação dos Leafs veio no segundo período onde Patrick Marleau empatou a partida aos 00m19s num belíssimo chute que entrou no canto superior esquerdo do gol de Bernier. Auston Matthews chegou a marcar o gol de empate numa jogada em frente ao gol dos Avs, mas a jogada foi revisada e ao final, invalidaram o gol, indicando que houve interferência no goleiro. Nem eu, nem Mike Babcock, concordamos com a invalidação do gol, pois não vimos que Matthews tenha impedido Bernier de se movimentar, mas a decisão não volta atrás simplesmente por não estarmos de acordo! O próprio Matthews ficou indignado com a decisão e, aos 09m17s, marcou o gol da virada, e a comemoração foi feita apontando para o gol, como fazem os árbitros, validando o gol! Infelizmente Nail Yakupov empatou novamente aos 10m51s.

Continuamos jogando bem, mas Bernier também! Não conseguimos mais vencer o goleiro dos Avs, mas aos 12m17s do terceiro período, Blake Comeau desviou o chute de Carl Soderberg e Freddie não conseguiu defender. Com os Avs à frente do placar, os Leafs tentaram de tudo, mas não marcaram mais em Bernier. Já Gabriel Landeskog ainda marcou mais um, com os Leafs em Empty Net.

A derrota por 4 a 2 é uma daquelas que apesar de nos deixar tristes, não pode nos deixar desesperados, pois a equipe jogou bem e foram detalhes que deram a vitória a uma equipe que está a 10 jogos sem perder, buscando bater o recorde da franquia de 12 jogos! Podemos dizer que foi uma daquelas derrotas normais da temporada. Mas precisamos garantir nossas vitórias pois a classificação pode começar a ficar apertada.

Temos que colocar nossos esforços foçados no próximo jogo, amanhã em Chicago, contra uma equipe muito forte, mas que não está em uma boa fase. Sua classificação é a última de sua divisão, o que é surpreendente para uma equipe que esteve nos playoffs no ano passado.

Go Leafs Goooooooo

20/01/2018 – Toronto Maple Leafs @ Ottawa Senators

segunda-feira, 22 janeiro 2018 Deixe um comentário

Vindos de 4 derrotas seguidas, sendo a última contra o Philadelphia Flyers, que gerou pesados comentários de Frederik Andersen sobre o comprometimento da equipe com a vitória, o Toronto Maple Leafs buscava voltar a vencer e foram à Ottawa, enfrentar o rival de divisão e de Província, os Senators, em mais uma edição da Batalha de Ontário.

Os Senators não estão em boa fase e até mesmo existem boatos de que podem vir a negociar Erik Karlsson.

O primeiro período foi melhor para os Leafs, que abriram o placar com Zach Hyman, aos 07m26s. Os Leafs conseguiram pressionar o Ottawa Senators e o goleiro Craig Anderson. Foram 12 chutes à gol dos Leafs contra apenas 4 dos Sens.

Infelizmente temos visto que os Leafs não conseguem manter lideranças de até mesmo dois gols, quem diria que manteriam de apenas um? Os Senators vieram melhores no segundo período e viraram a partida com gols de Erik Karlsson aos 03m08s, num powerplay, Mike Hoffman aos 07m12s e de Tom Pyatt, num powerplay para os Leafs, aos 18m05s. Foi o segundo gol shorthanded que sofremos em jogos seguidos!

Aparentemente o clima no vestiário dos Leafs foi quente entre o segundo e o terceiro período pois até mesmo o experiente Patrick Marleau acabou discursando para todos ouvirem e o sermão fez efeito, os Leafs voltaram com a faca entre os dentes para o último período. Auston Matthews diminuiu para 3 a 2 com um gol aos 02m53s. Mitch Marner empatou aos 04m21s, em powerplay, numa ótima jogada, vencendo Johnny Oduya na velocidade e controlando o puck em frente à Craig Anderson. Aos 08m58s, Connor Carrick marcou o gol da virada dos Leafs com um forte chute da linha azul! Que jogo!! Ao final os Leafs controlaram a partida e garantiram a vitória.

Erik Karlsson realmente não está em uma boa fase e por vezes acabou sendo batido na velocidade por jogadores dos Leafs, mas continua sendo um jogador que pode decidir a partida!

Os Leafs agora recebem o Colorado Avalanche hoje à noite em Toronto, e esperamos ver o time jogar como no terceiro período em Ottawa!

Go Leafs Gooooooo

18/01/2018 – Toronto Maple Leafs @ Philadelphia Flyers

sexta-feira, 19 janeiro 2018 Deixe um comentário

Os torcedores dos Leafs não estão conseguindo entender o que está acontecendo com a equipe. Após três derrotas seguidas, por apenas um gol de diferença, o Toronto Maple Leafs voltou ao gelo no Wells Fargo Center, contra o Philadelphia Flyers.

Este foi um jogo comemorativo para os Flyers, que retiraram o número 88, de Eric Lindros, numa cerimônia antes da partida onde fizeram varias homenagem a este grande jogador que passou a maior parte de sua carreira na equipe! Foi uma homenagem mais que merecida à Lindros, que sofreu com concussões, mas era um jogador muito forte e que até chegou a jogar nos Leafs por uma ou duas temporadas no final da sua carreira! Parabéns Eric Lindros!

O jogo estava simplesmente alucinante, com ambas equipes buscando o gol e os goleiros, Michal Neuvirth e Frederik Andersen defendendo ótimos chutes!

Para a alegria dos Leafs, Connor Brown conseguiu um contra-ataque e marcou para a equipe de Toronto, pela segunda vez em dois jogos, aos 12m57s do segundo período. Menos de um minuto depois, aos 13m25s, Frederik Gauthier marcou o seu primeiro gol na NHL, colocando os Leafs a confortáveis dois gols de vantagem. Aliás, foi o melhor jogo de Gauthier até agora, com muita vontade e aplicação no gelo!

Não sei dizer se foi esse conforto que fez os Leafs tirarem o pé do acelerador no terceiro período, mas Mitch Marner cometeu mais um erro, o segundo em dois jogos, e permitiu a Nolan Patrick marcar o primeiro gol dos Flyers aos 01m33s. Marner controlava o puck e Andersen não considerou a chance de Patrick usar seu taco para chutar o gol, uma vez que Marner estava levando o puck ao ataque. Resultado, Freddie não se posicionou e levou o gol em um lance inesperado e oportunista de Patrick. Aos 03m25s, com os Leafs em powerplay, novo erro onde 4 jogadores avançaram demais na zona de defesa dos Flyers, deu a chance de um contra-ataque em 2 contra 1 que Wayne Simmonds não desperdiçou. Freddie jogou novamente de forma espetacular e vem sendo nosso melhor jogador já a muito tempo! Se não fosse por ele, teríamos perdido no tempo regular!

Começou a prorrogação e Mike Babcock colocou Matthews, Nylander e Gardiner no gelo. No primeiro lance, faltou pouco para Auston Matthews marcar, mas os Flyers saíram no contra ataque, no 2 contra 1, mas quase 2 contra 2, pois Nylander vinha chegando em Travis Konecny, que tinha o puck dominado. Make Gardiner deveria cobrir o segundo jogador dos Flyers, para que ele não recebesse o passe e essa seria o posicionamento natural e básico aprendido por todo jogador de hóquei quando criança, mas ele decidiu vir para perto de Nylander. Konecny conseguiu passar para Sean Couturier dar a vitória aos Flyers com apenas 18 segundos da prorrogação.

De acordo com várias comentários que li no Twitter, mesmo se fosse um contra-ataque em 2 contra 1, o defensor deve sempre cobrir o jogador que pode receber o passe e deixar o goleiro lidar com o outro, caso ele venha a chutar, pois é mais fácil fazer uma defesa assim, do que se mover de um lado do gol ao outro para realizar a defesa! Gardiner parece ter esquecido dessa aula!

Essa foi a quarta derrota seguida dos Leafs e nas entrevistas após a partida, Frederik Andersen mostrou sua incredulidade com o que vem acontecendo e disse que a equipe não pode se sentir confortável com dois gols de vantagem e também que os jogadores precisam se olhar nos olhos e ver quem tem o comprometimento necessário para estar na equipe! Foi um desabafo de alguém que jogo após jogo vem tendo ótimas atuações, mas vê seus companheiros não terem a mesma aplicação.

Que Mike Babcock consiga botar ordem na casa, pois no sábado voltamos a enfrentar os Senators, que venceram o jogo que tivemos na semana passada!

Morgan Rielly deixou o gelo no início do terceiro período após cair e talvez ter contundido o ombro. Ele será analisado para ver se tem condições de jogo ou se será mantido fora da equipe para tratamento!

É isso aí! Amanhã enfrentaremos os Sens, com a necessidade de voltar a vencer, pois os New York Rangers estão fazendo a parte deles e colecionando pontos para nos passar na classificação!

Go Leafs Goooooooo

%d blogueiros gostam disto: