Anúncios
Início > Toronto Maple Leafs > A VERGONHA continua: Edmonton Oilers – 5 @ Toronto Maple Leafs 0…

A VERGONHA continua: Edmonton Oilers – 5 @ Toronto Maple Leafs 0…

sexta-feira, 03 dezembro 2010 Deixe um comentário Go to comments

As humilhações continuam a ser uma constante, e não há maneira de fazer com que os responsáveis assumam as culpas.

A Leafs Nation está cada vez mais revoltada, dado haver (pelo menos!!!!) um par de homens (Wilson e Burke) a enriquecerem à custa das esperanças de milhões de torcedores, que só pedem uma coisa: entrar nos playoffs, nem que seja para levar uma “sweep” em 4 jogos, mas pelo menos poder sentir um saborzinho de pós-temporada.

Os Leafs continuam a ser a equipa mais ridicularizada por toda a NHL, e aconteceu o que eu temia e partilhei convosco, caros amigos anteriormente: a ideia de que uns Oilers (uma das equipas em reconstrução e uma das que piores resultados tinham na NHL), mesmo cansados da tour pelo Leste do Canadá e pelo esforço de baterem os Sens em Ottawa e os Canadiens em Montreal, poderiam ganhar em Toronto. O facto dos Oilers estarem cansados e terem ganho aos Habs em OT, tornava-os numa presa “mais fácil” para os descansados Leafs, que apenas teriam de imprimir um ritmo forte e rápido e partir para golear Edmonton. Mas eu temia que não…

E o impensável aconteceu. Isto é, eu temia pela derrota dos Leafs. Agora, que viesse um novo “shut-out” e que fosse por CINCO golos de diferença, isso nem eu. CINCO-ZERO dói muito a qualquer Leaf com amor-próprio. E na condição de fã, tenho o direito de questionar a paixão de Burke, Wilson, Kaberle, Komisarek, Kessel….. (nenhum é canadiano, curioso….).

Não pude ver o jogo. Tive de me limitar a acompanhar o resultado nas aplicações SportMobile e Versus para Blackberry. Na SportMobile estava até a decorrer um blog live, como é habitual nos jogos dos Leafs, especialmente. E o post mais recorrente era “FIRE WILSON!!!!”. Tal como foi cantado no Air Canada Centre, durante e depois do jogo terminar.

Não é que esse “pseudo-grande” treinador, quando confrontado com o resultado final, em vez de assumir as suas responsabilidades e a sua culpa, o que tem a dizer é: “Temos 3 ou 4 jogadores que deviam estar a marcar golos em algumas chances que têm tido, mas não estão a marcar. E quando eles não marcam nessas chances, afecta o resto da equipa.”

Wilson, sei que nunca vais ler isto, mas não há palavras para o que te diria se me dissesses essas palavras à frente. Possivelmente valer-me-ía um processo judicial por ofensas à integridade moral e uso abusivo de palavrões…..

Mas enfim, vamos ao jogo: (http://www.nhl.com/ice/recap.htm?id=2010020366&navid=sb:recap)

Leafs de volta a casa, onde têm a maior parte das suas vitórias, e onde geralmente são MENOS humilhados que fora de casa (não é que não sejam humilhados em casa, como ontem, apenas são MENOS…. bem, normalmente…. desta vez não). A receberem uma equipa de fundo da tabela, longe dos seus melhores anos 80, sem Gretzky 🙂 (com Gretzky e Messier devia ficar 15-0….), e ainda por cima cansada depois de um tour pelo Leste do Canadá, onde bateram com surpresa na condição de visitantes os Sens e os Canadiens, havia razões para optimismo. Uma equipa dos Leafs fraquinha, mas descansada, contra uma equipa com fracos resultados, MUITO CANSADA, depois do esforço sobre-humano do dia anterior ao bater os Habs em Montreal em Overtime….

1º Período: aos 3:10, Jordan Eberle a abrir o placard: 1-0 Oilers (infelizmente, olhei para o visor do Blackberry e nem estranhei…). Os Leafs perdem o puck infantilmente no ataque, os Oilers avançam rapidamente, Eberle pega no puck na zona neutra, segue pela direita, e sempre acompanhado de Kaberle, o “míúdo” de 20 anos, não perde tempo e dispara para o canto superior direito (ombro esquerdo do Monster). Não se percebe muito bem o que faz Kaberle em Toronto, nem porque tem um “A” (não merece) na camisola, mas ficou claro que a função dele neste lance foi ser “acompanhante de Eberle”… vá-se lá saber porquê não fez melhor…

Do outro lado, Sjöstrom tentava surpreender Khabibulin, mas muito previsível… e sem ninguém a fazer o “screen” ao guarda-redes.  Sem nada digno de registo, para lá de um par de falhanços de Kessel, terminava o primeiro período.

2º Período: aos 6:24, Taylor Hall (19 anos) a ampliar para 2-0. Os Leafs com mais um turn-over, perdem novamente o puck na zona neutra, Eberle para Hall, Beauchemin a ver, Schenn com lugar de privilegiado a ver o lance (e sem pagar o bilhete), e Hall, a enfiar mais um “bilhete” na baliza do Monster. Wilson, como homem desesperado que é, e pouca capacidade de motivação, responde com a saída do Monster e a entrada do pré-reformado J.S. Giguere. (com a desculpa de em 6 remates dos Oilers, o Monster ter sofrido 2 golos)…

Para terminar o 2º período “em grande” aos 19:57 (a 3 segundos do fim), os Oilers aumentam para 3-0!!! Sam Gagner desta feita. Depois de 2 jovens de 20 e 19 anos, este “veterano” de 21 anos 🙂 , faz o resultado temido. Há um remate dos Oilers de longe, confusão junto à baliza, porque Giguere não segura o puck, Beauchemin a ver, impassível, e Gagner, com vontade e ganas avança e coloca o resultado em 3-0.

O A.C.C. canta em coro “Fire Wilson!!!! Fire Wilson!!!!”.

Mas não seria o fim da humilhação. Haveria mais golos para os Oilers e um shut-out à espera dos Leafs (deve ser o objectivo secreto desta época, bater o record de shut-outs…).

3º Período: Depois de mais de um quarto de hora de “nada”, aos 16:55 (já só faltavam pouco mais de 3 minutos para o fim…), Taylor Hall achou que podia brilhar mais um pouco na capital financeira do Canadá. Bozak falha mais um passe na neutral zone, entrega de bandeja o puck para os Oilers, Horcoff avança pela direita, com o nosso Gunnarsson a acompanhar como podia a jogada (mal, diga-se…), cruza curto para Taylor Hall, que não tem problemas em bater Giguere. 4-0 no placard, Luke Schenn mais uma vez impávido e sereno a presenciar tudo.

Mas o pesadelo ainda não tinha acabado… 36 segundos jogados depois, aos 17:29, Ryan Jones num break-away, a fazer muito melhor do que Kessel costuma fazer e a fechar o resultado num pesado 5-0…  Giguere sem “rins” para acompanhar a movimentação de Jones, e estava feito o resultado final.

Neste momento tudo está ainda pior do que poderíamos esperar. Mais de metade da equipa é perfeitamente dispensável, o treinador e o GM também, e concretizam-se todos os receios que surgem. Ainda há semanas escrevi: “que falta faziam agora aparecer os Oilers no ACC, para levantar o moral aos Leafs”. Pois cá têm a resposta. Os Leafs devem ser provavelmente a pior equipa da NHL, são uns autênticos Toronto Make Beliefs, e para os adversários uns Toronto Make-me Laffs.  Algo que não seja a demissão imediata daqueles dois senhores é MUITO POUCO. E pensar nas palavras de Ron Wilson no final a fugir às suas responsabilidades, no mínimo, causa voltas no estômago….

Por isso em vez do tradicional “Go Leafs Go!”, vou terminar este report com:
“FIRE WILSON!!!!” “FIRE BURKE!!!” “SHAME ON YOU!!!!” “SACK HALF THE TEAM!!!!!!”  (eles só querem é garantir que podem ir jogar golfe logo em Abril, não querem saber dos fans para nada….). Uma NHL com 2 divisões e promoções e despromoções ía indispôr muita gente, mas ía pôr as pessoas no seu lugar.  É por isso que os desportos na América do Norte têm abominações como os L.A. Clippers na NBA, ou os Maple Leafs na NHL: são equipas que não ganham, ficam quase sempre em último, mas não há problema: porque no ano seguinte lá estão a competir novamente com as equipas grandes e “maravilha das maravilhas”: ainda têm direito a escolher os melhores jogadores jovens (a não ser que sejam idiotas e troquem as draft-picks de DOIS ANOS CONSECUTIVOS pelo Phil Kessel…..)

Anúncios
Categorias:Toronto Maple Leafs
  1. Andre
    sexta-feira, 03 dezembro 2010 às 10:17

    Ontem foi dificil me aguentar, mesmo estando completamente morto de cansaço persisti e assisti o jogo dos Leafs (pois eu como membro da fanatica LeafsNation nao perderia um jogo) e o que vi?? Um time em campo e outros mosntes de patinadores, pois foi o que fizeram patinaram, pq jogar mesmo nao jogaram nada.

    Primeiramente coloca aqui toda a minah revolta com a injustiça feita ao Gustavsson, que tem feito muito pelo time e foi substituido por erros que ele nao cometeu, isso desmotiva o jogador.

    Segunda revolta é pela falta de vontade, vontade é muito 0, precisa de mudqanças drasticas, precisa mudar os ares, precisa mudar tudo, o time precisa de renovação geral.

    Vo parar de falar se nao vou comelar a xingar.

    No mais não vou poder ver o que será uma derrota humilhante para o Bruins que meteram apenas 8 no tampa ontem. Estarei sem net esse fds

    Um abraço

    • cnbeiro
      sexta-feira, 03 dezembro 2010 às 11:29

      É André … compartilho da sua revolta … e da revolta do João e dos torcedores da Leafs Nation espalhados pelo mundo!

      O time está sem uma “cara”!!! Parece aqueles times que você junta a galera de final de semana e põe pra jogar … não tem qualquer tipo de entrosamento (também, Ron Wilson muda as linhas o tempo todo!!!), não tem vontade (os jogadores parecem que estão querendo que o jogo acabe logo pra ir pra casa), não tem qualidade no ataque (Kessel perdeu incontáveis breakaways. Antes quando eu via um breakaway, ficava sempre na expectativa de um belo gol, driblando o goleiro … agora, já sei que nada vai acontecer … ou chutam fora, ou o goleiro defende!!! Versteeg também não produz! Kadri tenta fazer o possível … Bozak não é um center de primeira linha em nenhuma equipe da NHL … e por aí vai … ), não tem qualidade na defesa, apesar de “no papel” termos uma boa defesa, mas nomes não jogam … precisa mostrar esse poder de defesa no gelo!).

      Só posso elogiar Gustavsson, que nos salvou de várias goleadas nos jogos em que esteve protegendo o gol dos Leafs e o fato de ele ter sido sacado quando tomou o segundo gol, talvez indique um cansaço após 6 partidas seguidas … não sei … mas espero que ele não desanime, pois teve uma performance excelente!

      Contra os Bruins, que atropelaram o Tampa Bay, time que nos venceu com um shutout, vamos ser triturados … vamos virar parte do gelo … destruídos pelas lâminas dos jogadores dos Bruins! Esse time tinha que tomar um choque! Acordar para a vida! Saber que jogam para um dos times mais importantes da liga e saber a honra e a responsabilidade disso!

      WakeUp Leafs WakeUp !!!!!!

    • João Neves
      sexta-feira, 03 dezembro 2010 às 12:36

      Se há coisa que me ficou na memória, foi a imagem de Gustavsson à entrada para o balneário no final do jogo com Tampa a bater com o stick na parede ao dobrar a esquina. Não sei se vocês ainda estavam a ver a emissão tv nessa altura (foi quando os jogadores dos Lightning estavam a festejar).
      Isso significa muito e é realmente muito injusto e desmotivante para o Monster ter sido o bode expiatório de Wilson. FORÇA MONSTER!!!!!!

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: