Arquivo

Arquivo do Autor

Primeiro jogo ao vivo em França

quarta-feira, 12 outubro 2011 4 comentários

Colegas, desde que me mudei de Portugal para trabalhar no Luxemburgo (vivendo em França), contava ver jogos de hoquei do Campeonato frances. Perto de mim, apenas tenho o terceiro escalao (ja a Ligue Magnus seria fraca, mas é melhor que nada).
Portanto tive o prazer de ver o Amneville-Evry (Amneville fica a 20km de minha casa).
2-3, derrota… um pavilhao com capacidade para umas 300 pessoas. Muitas diferencas em relacao ao meu ultimo NHL ao vivo (Islanders @Devils). Regras da Federacao Mundial e nao da NHL, nada de lutas, muito pouco contacto fisico (a partir de metade do 2 periodo as coisas comecaram a aquecer um pouco, mas nada de mais). Zero lutas (penso que sao proibidas), os icings sao declarados imediatamente (nao ha a questao de ser o jogador atacante a tocar o puck para evitar o icing), mas enfim, é hoquei ao vivo! Perdemos, mas enfim! E no sabado a seguir ao proximo temos derby Amneville-Metz (espero que o jogo seja mais quente). Para daqui a algum tempo, espero ir ver a DEL (o mais proximo, Manheim, fica a mais de 250km), e talvez a Ligue Magnus (mas o Estrasburgo fica a quase 300). Vamos ver como corre, mas pelo menos a camisola dos Leafs ja se passeou nas bancadas francesas (a unica outra jersey da NHL era de um rapazinho com uma camisola oficial dos Habs).
Mas deu para tirar saudades, so foi pena as regras serem um pouco diferentes, e o nivel muito, muito baixo 🙂 ).

Categorias:Toronto Maple Leafs

Tive de postar outra vez, nunca me canso… é épico e faz sonhar…

domingo, 19 junho 2011 2 comentários

Letra para ‘Free To Be (The Leaf’s Song)’ by Alan Frew.

From the Isle of Vancouver
To the Labrador Sea
One nation, glorious and free
Where I’m free to be me.

From the song of the Prairies
To the call of the ponds
Heroes of times come and gone

Where the memories go on and on and on
Oh! Oh! Oh! This is Canada’s song (Go Leafs Go)
Oh! Oh! Oh! Where my heart belongs (Go Leafs Go)

Oh! Oh! Oh! This is Canada’s team.

Categorias:Toronto Maple Leafs

Balanço da Temporada

domingo, 19 junho 2011 2 comentários

Caros Colegas fans do grande desporto que é o hoquei no gelo:

Antes de mais, um grande abraço e um pedido de desculpas para todos pela minha ausencia, e em especial ao Christian, que me deu a honra de poder começar a blogar para os meus companheiros Leafs.

De facto, a vida da’ muitas voltas, e agora sou mais um portugues a trabalhar no Luxemburgo, embora viva em França (nesta zona é muito habitual, e ha muitos trabalhadores a viver em França, Belgica e Alemanha).

Vinha tambem com a ideia de poder ver alguns jogos da Coupe Magnus e da DEL, mas agora so na proxima temporada e nao ha equipa a menos de 200-300 km (existe uma equipa da 3 divisao francesa a 50 km, vamos ver o nivel, mas todos sabemos que a Franca nao é grande produtora de hoquei… tem o Cristobal Huet, agora estao a festejar o Stephane da Costa (penso que seja luso-descendente) nos Ottawa Senators (penso que vai para Binghamton, mas enfim :))) ).

Quanto à época:

– como a maioria dos habituais aqui sabe, nao morro de amores pela dupla Burke-Wilson. como se diz em Portugal, “nao dao uma para a caixa”, se é que voces me entendem…; a época dos Leafs foi uma desgraça, e nunca acreditei nos playoffs (acreditei muito mais nos Devils do que nos Leafs). Nao sinto a falta do Kaberle (deu muito aos Leafs, mas era um acomodado e sempre me pareceu medroso). Phaneuf continua a precisar de melhorar e de ter boa companhia. Os Leafs continuam a perder lastro que nao presta, mas também nao compram bem. Tantos jogadores de topo sonham la jogar e aceitariam se tivessem garantias de ter uma equipa competitiva.

– quanto aos playoffs e a Stanley Cup: os Caps sao so Ovechkin (que eu abomino, mas realmente é fantastico), os Sharks continuam a ser uma das melhores equipas, mas na hora da verdade…. e os Canucks igual. Como ja muitos disseram antes (antes do inicio da época), os Sharks e os Canucks sao provavelmente as melhores equipas de sempre que nunca ganharam Stanley Cups.

– e fica a critica à NHL e a Bettman (no ponto seguinte vem uma congratulaçao): mais uma vez confunde-se dureza com agressao pura: criminoso termos perdido Crosby até ao final da época, entre tantos outros (Bergeron voltou, mas nao para meu agrado pessoal), Paccioretty e os Habs foram vitimas desse gang de malfeitores chamado Bosta Bruins. A violencia continua a beneficiar as equipas de porrada e a prejudicar as tecnicistas. Bruins, Flyers e outros continuam a distribuir pancada em vez de jogar hoquei (Chara nao ter sido suspenso indefinidamente ainda me choca, e aquele Bruins-Habs foi demasiado… nao ha rivalidade com os Habs que resista ao que as abelhinhas caceteiras fizeram para nao deixar jogar os MUITO melhores jogadores de Montreal. Chara, Pronger e afins prolongam os feitos de Tie Domi (nao quero saber que ele fosse um Leaf, comigo ele nao jogava…, por exemplo Lidstrom é muito melhor e nao joga dessa maneira suja).

– os Canucks la conseguiram desta vez chegar à final, mas depois aconteceu Tim Thomas (e Luongo, que é realmente bom, sofreu golos anormais), ao mesmo tempo que os Sedins devem ter fugido para a Suécia ANTES da ronda final (devem ter fugido, pois poucas vezes os vi em evidencia no gelo). Tim Thomas realmente é soberbo, mas a defesa dos Bruins é muito protegida pelos arbitros… Boston nao chega aos calcanhares de Vancouver em termos de qualidade, mas os resultados dizem outra coisa… (e a Betclic também, com o dinheiro que la perdi….). O berço do hoquei continua sem Stanley Cup desde 93, quando os Habs levaram a 24 SC da conta deles.

– afinal nao quero congratular Bettman, porque ele foi praticamente obrigado a “deixar” os Thrashers serem movidos para Winnipeg. Fico satisfeitissimo porque ha hoquei onde ele realmente é apreciado, e os MINUTOS que levou a esgotar os bilhetes de época em Winnipeg mostram bem. Agora é mover para o Canada os Coyotes, Hurricanes, Panthers, Predators ou Blues…. (Quebec City, Hamilton e uma segunda equipa em Toronto aguardam…). Seattle também seria extraordinario, para rivalidade com os Canucks e para preencher a saida dos Sonics (da NBA). Seattle gosta de hoquei, e seria fantastico. Vi hà dias um Seattle Sounders – Vancouver Whitecaps da MLS e a rivalidade das equipas e dos fans parecia o mais semelhante possivel com o mundo do futebol de fora da America do Norte (e para o ano vem tambem Montreal, perdoem-me o entusiasmo com a melhoria da MLS, mas de facto tenho um carinho especial pelo Canada).

Para o ano:

– os Devils vao ser novamente contenders, os Leafs vao continuar por baixo, os Rangers nao vao a lado algum, os Caps e os Canucks vao continuar a desiludir, os Penguins vao ser fortes, os Red Wings tambem…. as equipas do Sul vao ser protagonistas de jogos fracos.

– as equipas com hoquei mais tecnicista: Canucks, Habs, Penguins.

– equipas que vao melhorar MUITO: Devils, Flames e um pouquinho Oilers.

– presente que queria que Burke trouxesse: um ou mais destes: Crosby, Sedins, Burrows, Price, a San Jose Line do Canada, Getzlaf, Parise, PK Subban, Cammaleri, Bergeron……. Alain Vigneault LOLOLOLOL

Cumprimentos a todos e esperemos para o ano termos mais alegrias do que este (e finalmente os Leafs nos playoffs, nem que sejam varridos em 4 jogos, mas tenho a certeza que ganham pelo menos 2 jogos da serie… :))), seja contra quem for.

Attention Leafs fans! Atenção fãs lusófonos da NHL e dos Toronto Maple Leafs!

quinta-feira, 24 fevereiro 2011 7 comentários

This post is bilingual so that it can reach the most people possible whenever googling.

Este post é bilingue para que o máximo de pessoas possa ter acesso quando “googlar” qualquer palavra que aqui surja.

Dear Hockey fans throughout the world:

I’m writing you today about a sport we love, hockey (that’s right, as tradition goes, we don’t call it ice hockey). The most important league in the world is the NHL, and HERE we follow the Toronto Maple Leafs.

A thing I would like to remind you, should you not not know it, is that ESPN AMERICA is available throughout most of Europe and some other countries either by cable or dish, and broadcasts also in HD. They have plenty of NHL live games (usually at midnight GMT). The Leafs are almost in every broadcast so, if you’re a Leafs fan (or an hockey fan) and didn’t know it, just get the information. Most people pay for premium channels or the fee at NHL.COM, when in fact, hockey is available in lots of countries. Nothing against other channels and nothing for ESPN America, but just thought that it might interest you.

Enjoy hockey as always and watch it as much as you want. Hockey needs a larger world fanbase.

Best wishes,

João Neves

Caros fans:

Aqui dirijo-me mais a portugueses do que a brasileiros, pois no Brasil não há ESPN America, mas sim “outra” ESPN. Em Portugal, nas várias redes de cabo temos a ESPN America, que transmite MUITOS mais jogos de hockey do que o canal premium Sport TV. Não tenho nada contra a Sport TV, e já fui assinante alguns meses, mas a oferta em termos de hockey é muito curta e a maioria das vezes com equipas que não interessam “nem ao menino Jesus”. O canal de que falo é “grátis”, está incluído na maioria dos pacotes de cabo e tem transmissões em HD (na Zon por exemplo, passe a publicidade, é no canal 35 – mas o Meo, Cabovisão e outros também têm, só não sei se HD). Por aqui podem acompanhar a NHL regularmente e com muito maior variedade. Caso sejam fans dos Leafs, eles são provavelmente a equipa que mais aparece, o que é óptimo!!!

Numa nota final, e a portugueses fans da NHL: já tentei inscrever-me várias vezes em foruns de NHL Portugal, mas o email de activação nunca é enviado.

Participem, comentem as notícias nos blogs brasileiros. Por exemplo, no mapleleafsbrasil.com temos links para outros blogs de outras equipas.

Provavelmente não valerá a pena criarmos blogs portugueses, mas sim juntar esforços com os nossos colegas brasileiros que também adoram este desporto.

Fiquem bem amigos, e se tiverem o NHL 11 para a PS3, sou o odin77pt

Um abraço a todos.

João Neves

NEM 2012, NEM 2022…!!!! Falta de ambição com os playoffs ali pertinho e a revolta face à gestão ruinosa

segunda-feira, 21 fevereiro 2011 13 comentários

ESTE POST TEM DUAS PARTES DISTINTAS. A EXPLICAÇÃO DA MINHA VISÃO ENQUANTO FÃ, E UMA ANÁLISE AOS ÚLTIMOS NEGÓCIOS DE BURKE

Há uns dias um post meu foi classificado como revoltado… e  eu estou revoltado com o clube da NHL que escolhi seguir (para já, ainda é)…

Vou começar com uma pequena história… Poderá não vos interessar muito, mas ajudará a compreender melhor a minha visão das coisas. Primeiro que tudo, fui e sou, um adepto do futebol.  Portugal vive muito centrado em Lisboa, a capital, e os seus clubes principais (Benfica e Sporting), sempre foram beneficiados, especialmente durante a ditadura, que durou até 1974 (o regime mandava que o “clube do povo”, o Benfica, fosse praticamente sempre tricampeão, e o Sporting (tradicionalmente de classe social mais elevada) de vez em quando também ganhava). No Porto, segunda cidade do país, residia o Futebol Clube do Porto, o estandarte do país contra o poder sugador da capital (embora a maioria do povo tenha sido doutrinada para gostar do Benfica). Bastaram 3 anos para a explosão: em 77 o FCP era campeão. Desde aí tem sido uma marcha imparável, especialmente desde 84 (tinha eu sete anos). O FC Porto, foi a finais de competições europeias, foi 2 vezes campeão europeu, 2 vezes campeão do mundo, 1 vez penta-campeão, 1 vez tetra-campeão, e tornou-se o clube com mais títulos em Portugal (ainda faltam alguns campeonatos para apanhar o Benfica, mas lá chegaremos). O FC Porto é um clube regido por uma disciplina férrea. O presidente é presidente há quase 30 anos. ENTRA SEMPRE EM CAMPO PARA GANHAR. Eu sou sócio. EXIGIMOS o máximo aos jogadores, quem não está à altura de ser um jogador “À PORTO” vai embora. Jogador ou treinador. A mentalidade ganhadora levou-nos ao topo do mundo, e NÃO SE ACEITA menos que 110%. A torcida nas bancadas do estádio não perdoa e somos os maiores críticos da nossa equipa, mesmo em comentários em jornais desportivos. Basta dizer que mesmo as outras equipas querem jogar “À PORTO”. Elas mesmas o dizem. Em 2009/2010, o campeão foi o Benfica, após um Tetra nosso. Achamos que fomos prejudicados, por isso este ano queremos ganhar o campeonato com muito avanço e uma competição europeia. Não ter esta ambição seria IMPENSÁVEL para um adepto do FC Porto e para os seus colaboradores, equipa técnica e direcção. E mais uma vez, vingar-nos de Lisboa.

Ora, na altura de conhecer o hóquei, fui irremediavelmente atraido pelo azul e branco de Toronto (apesar de ter os Devils também no coração, desde a minha entrada no Prudential Center em Newark – como o Christian quando viu o Sundin e os Leafs em Atlanta). O que é triste é que os Toronto Maple Leafs e a cidade de Toronto e a Leafs Nation se comportam muito mais como (entrando num paralelismo) o Benfica de Lisboa, e os Montréal Canadiens muito mais como o FC Porto (e Toronto comporta-se como a capital autoritária – não o sendo, mas é de facto a capital informal e financeira e estratégica do país, enquanto Montréal vai sendo marginalizada). Daí uma simpatia crescente pelos Habs e Montréal (que seria impossível de conjugar se eu estivesse embrenhado no hockey desde criança), e uma irritação constante com os Leafs. Talvez seja a atitude “WASP” que separe os dois clubes, que me ajude cada vez mais a ver estas semelhanças.

Futebolisticamente, detesto clubes como Benfica, Real Madrid, Bayern Munique, Arsenal (quase todos, clubes “intocáveis”, protegidos…) e defendo equipas como o FC Porto, Barcelona, Tottenham. Os Leafs e a Leaf Nation comportam-se exactamente como os adeptos aburguesados desses clubes (o Benfica ainda hoje fala de ter sido bicampeão europeu há 50 anos!!!!), só que só pagam, pagam, sofrem e não têm retorno. Eu não me revolto com a falta de retorno (paixão é paixão e clube é clube), mas revolto-me quando nada é feito para alterar as coisas e quando os fans se conformam. SIM, PORQUE VÃO CONTINUAR A ENCHER O AIR CANADA CENTRE, VÃO CONTINUAR A ESPERAR A STANLEY CUP, VÃO PAGAR BILHETES DE ÉPOCA CARÍSSIMOS, VÃO CONTINUAR A MONOPOLIZAR AS TRANSMISSÕES DE TV COM PERFORMANCES DE LEVAR ÀS LÁGRIMAS. E VÃO SEMPRE DIZER: “PARA A PRÓXIMA ÉPOCA É QUE É!!!!!!!”.

Últimos negócios de Burke (COM OS LEAFS A 7 PONTOS DOS PLAYOFFS, OU SEJA, PERFEITAMENTE ALCANÇÁVEL… olhem só para os Devils):

1- SAI Kris Versteeg, um dos melhores jogadores de Toronto, embora sem muitos colegas à altura para poder brilhar, MAS ao lado de quem se podia construír uma boa linha de ataque, e tanto se sabe que é bom, pois ganhou a Stanley Cup, os Blackhawks tiveram de o largar por causa do cap, e foi “pescado” por uma equipa que QUER ser campeã….  E OS LEAFS ganham em troca…. uma Primeira e uma Terceira Pick dos Flyers…. Tendo em conta que a Primeira dará lugar a um pick entre o 25º e o 30º melhor jogador, é uma excelente troca….. (estou com a ironia ligada a 100%);

2- Com Giguere lesionado e com poucas hipóteses de uma boa troca, lá Kaberle aceitou deixar passar a cláusula de “no-trade”. Vá lá, todos pensávamos, este, apesar dos anos que deu aos Leafs, por bom que seja a defender (e não é nenhum sobredotado, muito longe disso), TEM MEDO de rematar (é um dos grandes mistérios de Toronto), mas pode render uma boa troca. Então, a 7 pontos dos playoffs e perto de ter uma oportunidade histórica (neste momento um simples 8º lugar DARIA LUGAR A UMA PARADA EM TORONTO……), Burke, em mais uma tirada de génio, trocou Kaberle por jogador(es) valioso(s)/bom(ns)? Trocou por draft picks de equipas do fundo da tabela??? Não…. isso pareceria demasiado previsível e podia de facto reforçar os Leafs. Então o “mágico Burke” vai e faz negócio com as malditas abelhinhas dos Bruins, outra das equipas de top da NHL (deve haver muita gente a pensar que ele recebe dois salários, um dos Leafs e outro dos Bruins – depois do “magnífico” negócio Kessel, agora este…. se ele não recebe, devia pedir um salário à administração dos Bruins, porque só os ajuda a eles); Burke troca Kaberle por Joe Colborne (para já, nenhuma perspectiva de vir a ser uma estrela), uma Primeira escolha dos Bruins em 2011 e uma condicional em 2012 (que até duvido que seja conseguida, pelos termos impostos). Mais uma jogada brilhante.

Então com os playoffs ali ao lado, Burke trata de meter travão na marcha dos Leafs, livra-se de 2 jogadores importantes na equipa e troca-os por primeiras escolhas de equipas que vão ficar para o final no draft. Para mais, um draft pick, mesmo que seja o 1º, nunca é garantia de nada….

Parabéns Burke por teres desperdiçado a oportunidade única de levar aos playoffs os Leafs e dares uma pequena alegria a milhões de fans…. És um verdadeiro patriota dos Estados Unidos da América, pois conseguiste destroçar as esperanças de milhões de canadianos para dar o 8º lugar a uma equipa americana (não tenham ilusões, os Habs serão a única equipa canadiana nos playoffs do Leste).

É URGENTE DESPEDIR BURKE E WILSON. Pode argumentar-se que já agora que terminem a época… Não, a troca devia ser feita já, para ainda dar uma oportunidade ao novo GM e treinador para consertar danos na equipa e prepará-la minimamente antes da próxima época, sem ficarem tão condicionados pelas opções deste Duo Maravilha.

Categorias:Toronto Maple Leafs

Adeus Versteeg… mais uma manobra de Burke para assassinar os Leafs…

terça-feira, 15 fevereiro 2011 5 comentários

Brian Burke deve ter uma agenda muito curiosa.

Ele é o Presidente e o GM dos Toronto Maple Leafs, um clube que é gargalhada geral de toda a NHL desde 1967. Há outros clubes que não ganham, ou que ficaram alguns anos sem ir aos playoffs, mas os Leafs têm os piores GM’s, os piores jogadores e parece que se esforçam por ser a chacota da liga…

Para mais, os adeptos (a torcida), não é minimamente exigente… Noutro desporto, já se pediria “a cabeça” dos responsáveis. Aqui todos vão alegremente aos jogos e enchem os bolsos à MLSE, aos TML, ao Brian Burke, ao Ron Wilson, e áquele monte de jogadores sem carácter desportivo. Fazem-se contratos idiotas (ver Kessel, mais recentemente, mas tantos outros houve, até nos anos 90, com os Leafs a passarem ao lado de grandes promessas), trocam-se bons jogadores, joga-se com pseudo-Neanderthais (ver Tie Domi), que levam para além do limite o cargo de “enforcer”; os guarda-redes são uma anedota.

Resumindo, os Leafs são uma anedota, e Brian Burke o mestre de cerimónias, coadjuvado pelo seu fiel escudeiro Ron Wilson (que tudo faz para manter a equipa a jogar mal como tudo).

O público e a Leafs Nation, comportam-se como bacocos, pessoas sem mente, e a cada vitória dos Leafs ficam a pensar em que ruas de Toronto irá passar a parada da Stanley Cup.

Entretanto enchem os bolsos dessa gente ao encher o Air Canada Centre, quer “faça chuva, quer faça sol”. E nem são como os Green Bay Packers (equipa mítica da NFL, que numa cidade com pouco mais de 100000 pessoas tem uma lista de espera de season-tickets de mais de 60000); não, porque esses cumprem o dever, e mesmo com os problemas financeiros que têm (são o único clube profissional norte-americano que não tem “um só dono”, mas sim um estatuto especial tipo futebol à antiga, e pertencem aos sócios (mais de 100000 accionistas); e um mercado reduzidíssimo). Mas ganharam o Superbowl XLV, e já ganharam outros e são sempre uma equipa temida.

Toronto não tem uma equipa temida, tem uma equipa de circo, de risadas. Podemos falar o que quisermos da grande competitividade dos desportos norte-americanos, com os drafts, tectos salariais, MAS uma equipa grande é sempre temida e “monta” sempre grandes plantéis. Os Celtics, os Lakers, os Yankees, os Steelers, os Packers, os Cowboys, os Red Wings, os Canadiens… Melhor ou pior, não são a risada da Liga.

O hóquei é o desporto nacional do Canadá. Toronto é a maior cidade e com muito orgulho na sua equipa. TEM de ter uma equipa que no mínimo atinja os playoffs TODOS OS ANOS (praticamente todos). Mas não tem. E a Leafs Nation não parece preocupar-se assim tanto com isso. A mim incomoda e muito. Correndo o risco de estar a escrever uma blasfémia, identifico-me muito mais como Montréal vibra com os Canadiens, apoia-os, vaia os adversários, festeja, pressiona o treinador e a equipa quando é preciso. AFINAL DE CONTAS, essas pessoas (GM’s, treinadores e jogadores estão a ganhar dinheiro e se for preciso, na semana seguinte estão noutro clube; MAS O CLUBE fica sempre com a sua torcida).

Mas voltando também ao título…. Burke, esse “sagaz” (estou a ser muito irónico neste momento) GM, diz que está “com os olhos postos no lugar que os Hurricanes estão a ocupar”. Sim, esse Burke, que adquiriu Kessel em troca de mais de 2 first picks. Kessel, o que foi seleccionado para o All-Star só por causa da votação Leaf na net e que teve a vergonha (SIM, FOI UMA VERGONHA E UM INSULTO MERECIDO AOS LEAFS) de ser o jogador que nem Lidstrom nem Staal quiseram.

E então há poucos dias, para mostrar que já se avançou no processo de rebuilding (esse processo deve levar umas décadas….), trocou Beauchemin por Lupul. Lupul pode ser um bom reforço. A equipa parecia estar com um plantel mais forte. ENTÃO, essa inteligência suprema vai e faz o quê? Troca Kris Versteeg, um dos melhores jogadores, campeão em título, com 23 anos, que SÓ SAÍU dos Blackhawks, por causa do cap, para os Flyers, que esses sim, querem ganhar a Stanley Cup. E troca por bons jogadores? Não… troca por UM 1st pick e um 3º…

Agora Burke pode saír de peito cheio a dizer que recuperou 1 first pick que perdeu com Kessel. Mas todos sabemos que as picks dos Flyers vão estar entre as mais fracas, pois eles são candidatos!!!!! E quer as picks para quê???? Para ter jogadores que TALVEZ daqui a uns 4 ou 5 anos valham alguma coisa???

REBUILDING OUTRA VEZ?????? VAI PASSEAR BURKE, WILSON, KABERLE e outros, era o que vos diriam em Montréal, ou em qualquer cidade digna de representar a pureza do hóquei.

Não vale a pena apoiar esta equipa de Losers, assim.

GOLF, LEAFS GOLF!!! (é o que eles vão estar a fazer em breve, pois como sempre, só vão jogar 82 jogos…..)

The Leafs Song (Free to Be)

sexta-feira, 28 janeiro 2011 3 comentários

Letra para ‘Free To Be (The Leaf’s Song)’ by Alan Frew.

From the Isle of Vancouver
To the Labrador Sea
One nation, glorious and free
Where I’m free to be me.

From the song of the Prairies
To the call of the ponds
Heroes of times come and gone

Where the memories go on and on and on
Oh! Oh! Oh! This is Canada’s song (Go Leafs Go)
Oh! Oh! Oh! Where my heart belongs (Go Leafs Go)

Oh! Oh! Oh! This is Canada’s team.

Categorias:Toronto Maple Leafs
%d blogueiros gostam disto: