Anúncios
Início > NHL, NHL Game, Vitória, Vitória Shootout > 10/11/2011 – Toronto Maple Leafs @ St. Louis Blues

10/11/2011 – Toronto Maple Leafs @ St. Louis Blues

sábado, 12 novembro 2011 Deixe um comentário Go to comments

Após a derrota para os Panthers em casa, onde Gustavsson e Scrivens jogaram mal, os Leafs vivenciaram uma pequena crise de confiança em seus goleiros, já que com a ausência de Reimer (o goleiro número 1 da equipe), devido à contusão, eles são as únicas opções disponíveis. Houve, inclusive, uma reunião de vestiário entre os jogadores e a comissão técnica para o próprio time identificar e endereçar o que está ocorrendo.

Para ajudar a equipe, o jogo foi em St. Louis, longe da torcida e também de toda a pressão de Toronto, e quem foi escolhido o goleiro para esta partida foi Ben Scrivens, fato que nos deixa com a impressão que Jonas Gustavsson, “The Monster”, não está com uma boa imagem junto ao Ron Wilson. Será que Gustavsson voltará ao gol dos Leafs antes de Reimer voltar?

O jogo começou alucinante com os Blues tentando usar a vantagem de jogar em casa para conseguir abrir o placar contra os Leafs, mas Ben Scrivens se mostrava bem na partida, defendendo vários chutes. Os Leafs entraram em vantagem numérica (powerplay) e em uma jogada muito bem feita e sem afobação, o puck foi sendo passado de jogador a jogador, até chegar a John-Michael Liles que chutou direto (one timer) e marcou o primeiro dos Leafs, aos 11m27s, vencendo Jaroslav Halak. Em um novo powerplay, Phil Kessel marca o segundo dos Leafs aos 17m02s. Tudo parecia bem para o time de Toronto, inclusive Ben Scrivens que efetuou defesas importantes.

No segundo período, os Leafs pararam no gelo e os Blues tiveram muito mais volume de jogo, mas mesmo assim encontravam Scrivens bem postado no gol dos Leafs. Somente aos 08m01s, em powerplay, os Blues conseguiram marcar o primeiro gol., com Jason Arnott. Durante o resto do período os Blues tentaram chegar ao gol de empate, mas nada conseguiram. o total de chutes a gol no segundo período foi de 13 para os Blues e apenas 5 para os Leafs.

No terceiro período o número de chutes ainda foi mais discrepante, com 17 para os Blues e apenas 3, isso mesmo, 3 para os Leafs. E um desses 17 chutes sofridos por Scrivens, conseguiu chegar à rede, faltando menos de 2 minutos para o final do período (18m04s), forçcando a prorrogação.

Na prorrogação os Leafs não conseguiram sequer dar um chute ao gol de Halak, enquanto os Blues deram dois chutes, defendidos por Scrivens. Sem qualquer alteração no placar, os times foram para os penaltis (Shootout).

E foi aí, quando a responsabilidade caiu em seus ombros, que Ben Scrivens apareceu. Ele salvou as 3 tentativas dos Blues, com Alex Steen, ex-Leafs, T. J. Oshie e Matt D’Agostini, enquanto Kessel venceu Halak e Grabovski chutou para fora.

Voltamos a vencer, apesar de termos diminuído o nível de jogo nos dois últimos períodos, já é um começo! Agora … qual será o futuro de Gustavsson nos Leafs??? Será que ele estará no gol amanhã, contra os Senators?

GO Leafs GO

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: